História Just Mine - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Yaoi
Exibições 433
Palavras 812
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VAI TER LEMON NESSE CAPÍTULO TAMBÉM
EBAA

Capítulo 13 - Say The Truth, Jimin!


JIMIN ON.

Continuamos deitados, observando as estrelas, eu estava quase dormindo quando Jungkook me chama.

— Jimin.

— O que foi?

— Eu juro que não achava que era você quem me mandava aquelas mensagens provocantes.

— Mas era.

— Por que do nada você mandou aquela mensagem?

— Queria fazer uma brincadeirinha com meu daddy.

— Brincadeirinha bem excitante, quantas vezes eu me masturbei pensando em você...

— Sério? — Sorri.

— Uhum.

— Nunca me senti tão gostoso. — Eu digo e ele ri.

— Mas você é... Muito!

— Você acha?

— Sim, vamos fazer sexo denovo?

— Olha só, depois quem tem fogo sou eu.

— Ai! Você vestido de garota me excita de mais. Olha isso! — Ele apontou pro meio das pernas. — Só de pensar fico assim. Por favor!

— Ah! Ok! Vamos para a cabana.

Jungkook deitou na cama e eu fui até o banheiro, vesti minha lingerie rosa-bebê, botei um arco que tinha orelhas de gatinho, a meia que eu tinha mostrado pra ele *Mídia* , uma gargantilha branca que parecia mais uma coleira, e uma algema com pelinhos brancos na parte do ferro.

— Jimin! — Ele disse quando eu saí do banheiro. — Você está... Está representando o pecado da luxúria! Meu pau do céu. *Sim, ele disse meu PAU do céu.*

— Estou bonito daddy?

— Está maravilhoso... — Ele me jogou na cama.

JUNGKOOK ON.

Os olhos de Jimin transbordavam luxúria, e de alguma forma, também tinha inocência nisso.

— Só você consegue ser tão sexy e fofo ao mesmo tempo. — Falei passando a língua por sua clavícula.

— D-daddy...

— Quieto.

Jimin me obedeceu e não disse uma palavra se quer.
Levei minha mão até seu membro já duro e apertei o mesmo, talvez forte de mais, já que ele soltou um grito fino.

Abaixei sua calcinha e o puxei pela gargantilha, beijando seus lábios já vermelhos de tão forte que suas mordidas estavam.

Dei três chupões em seu pescoço, depois fui descendo, dando mais e mais chupões.

Chego em seu membro e comecei á masturbá-lo lentamente, em seu rosto eu vi que ele queria pedir pra eu ir mais rápido, decidi provocá-lo.

Dei um chupão em sua glande e voltei minhas mãos nele.
Enfiei o indicador em sua entrada e ele arfou, depois enfiei outro, fazendo movimentos de entra e sai.
Enfiei mais um e vi que de seus olhos saíam lágrimas, talvez eu estava provocando de mais.

Talvez Jungkook? Só talvez?

— Eu vou fazer você pagar pelo tempo que me excitou e não me deixou te ver. — Comecei á enfiar os três dedos rapidamente enquanto ele se contraía em volta dos meus dedos.

— Jungkook! — Ele soltou um gemido alto.

— Calado! — Mandei. — Seu daddy vai te punir, você quer ser punido?

— Hm... Sim...

— Quer mesmo? — Aproximei seu membro da minha boca, fingi que ia chupá-lo mas não, Jimin levou sua mão até o mesmo e começou á se masturbar, ri do seu desespero e dei um tapa na sua mão.

— Quem disse que você pode se tocar?

— Desculpe... Mas... Daddy, e-eu... Está doendo.

— Está doendo baby? Quer que o daddy faça a dor passar?

— S-sim...

— Ok. — Apoiei suas pernas em meus ombros e enfiei a língua nele, Jimin apertou os lençóis e contraiu sua entrada novamente.

Afastei meu rosto dele e encostei minha glande na sua entrada, ele soltou um gemido baixo, pedindo para eu enfiá-lo nele.

— Como se fala baby?

— M-me fode daddy... Por favor. — Esse "por favor" saiu tão fino quanto um miado, Jimin sabia como me excitar.

Atendi seu pedido e enfiei meu membro nele.

— D-daddy! Isso é tão gostoso! Ai meu deus! — Ele me puxou, deitando-me em cima de seu corpo suado, em seguida me beijou, abafando seus gemidos.

Jimin entrelaçou suas pernas em minha cintura e arranhou minhas costas, ele estava por um triz de gozar, estoco o mais fundo possível, achando seu ponto mais sensível, comecei á ir rápido, não demora muito e nós dois gozamos.

Tirei meu membro de sua entrada e Jimin disse que ia sair, eu estava cansado então ia dormir um pouco pra acordar de madrugada e sair com ele.

DEPOIS.

Acordei quatro da manhã e decidi ir procurar Jimin, quando achei ele, estava com um garoto imprensando-o contra a parede.

— Hoseok! Não! — Ouvi ele falando.

— Mas... O que está acontecendo aqui?! — Disse chegando perto do tal garoto e puxando-o pela gola da manga.

— Eu estava andando aqui quando Hoseok apareceu, me beijou e me botou contra a parede.

— Qual é seu nome? — Perguntei.

— Hoseok, Jung Hoseok.

— Se você chegar perto do Jimin mais uma vez, eu vou...

— Ei meninos! — O diretor nos chamou.


Notas Finais


migas vcs ouviram o wings?
eu baixei ele e ta me lembrando MUITO o Mind Of Mine do Zayn
ESSE ALBUM TA MT PERFEITO SCRR


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...