História Just Mine - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Yaoi
Exibições 194
Palavras 1.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~~~ oh oh oh
MY LOVE IS ON FIREEEEE


(desculpa pela demora, vou botar os motivos nas notas finais)

Capítulo 54 - I Can't do It.


JUNGKOOK ON.

Passamos a tarde inteira conversando, depois fui cochilar um pouco, cerca de duas horas depois eu acordo com Jimin deitado em cima de mim, esfregando seu corpo no meu.

— Eu não consigo ficar sem você, Daddy… — Disse soltando um gemido.

Porra Jimin!

— Mas você falou que não queria transar até que eu melhorasse.

— Eu quero tanto sentir você dentro de mim, gozar como eu nunca gozei. — Fechou os olhos. — Por favor, Daddy. Faça seu Baby gozar como nunca.

Eu precisava manter o controle, obviamente essa é uma missão difícil quando se tem um Park Jimin completamente duro se esfregando em você.

— Só porque você pediu bonito, — Passei a mão em seus fios. — o Daddy vai te dar o que você quer.

Jimin sorri e volta à se esfregar em mim.

— Por favor.

Deitei ele na cama e comecei à distribuir beijos em seu pescoço enquanto ele gemia meu nome.

— Jimin, você notou que você só foi feito de refém por causa do seu ciúme? Se tivesse esperado iria conosco.

— Mas eu te amo muito Jungkookie. — Fez bico. — Não quero te perder.

— Não vai, amor.

Jimin sorriu e eu voltei à aproximar meu rosto de seu pescoço, inalando no cheiro doce que ele exalava.

Deitei ele de barriga para baixo e comecei à acariciar suas costas, cravando as unhas em certos pontos.

Abaixei sua calça, tendo uma visão maravilhosa de suas nádegas.

— Por favor, Oppa.

— Você me chamou de que?

— O-oppa.

— Sabe que eu não gosto que me chamem assim! — Dei um tapa em sua nádega esquerda e Jimin soltou um gemido de susto.

— D-desculpa Daddy!

— Não sei não, Jimin, eu posso te deixar muito bem como está e terminar o serviço sozinho, o que acha?

— N-não, por favor. — Ele disse e colocou a cabeça apoiada no ombro, olhando em meus olhos. — Eu vou ser um bom garoto, apenas…

— Apenas…?

— Me foda… — Falou e eu senti um arrepio dos meus pés até meu último fio de cabelo.

— O Daddy vai atender o seu pedido, mas antes… — Direcionei meus olhos até o armário. — vista suas roupas.

— O-ok.

Jimin pegou um arquinho com duas orelhas de gatinho brancas, uma lingerie rosa-bebê, um par de meias brancas com lacinhos rosas bordados do lado e por fim, um vibrador branco um um rabinho de gato.

Ele foi até o banheiro, ficou cerca de dez minutos lá, e quando saiu, foi a visão mais magnífica da minha vida, ele estava corado, me olhando com aqueles enormes olhos que aparentavam ser inocentes, porém brilhando de luxúria.

Ele estava um pouco longe, mas eu era capaz de sentir o cheiro doce do perfume que eu tanto gostava, e ele sabia disso.

— Venha aqui, amor. — Chamei e Jimin se aproximou, ainda corado. — Por que está tão corado? Quem tomou a iniciativa foi você. — Sorri e tirei uma mecha de cabelo de frente de seus olhos.

— Já está na hora de cortar esse cabelo, não acha? — Ele disse ainda corado.

— O Daddy gosta dele assim. — Sorri e aproximei meu rosto de sua nuca, cheirando a região que concentrava a quantidade perfeita de perfume. — Você está tão corado, nem parece que estava se esfregando em mim à alguns minutos.

Jimin não respondeu, apenas corou mais e fechou os olhos.

Levei ele até a cama e deitei o mesmo, Jimin se contorceu logo que eu comecei à beijar seu pescoço.

— Você é tão sensível, Jimin. — Levei minha mão até seu membro e notei que estava duro. — Mas já está assim, amor?

— Jung-kookie… — Gemeu baixo e pressionou seu quadril contra o meu.

Eu estava provocando Jimin, dizendo que era cedo demais para ele estar duro, mas eu estava sendo um verdadeiro hipócrita, estava tão necessitado quanto ele.

Distribuí beijos por todo seu rosto e Jimin sorriu como resposta.

— Eu gosto quando o Daddy é carinhoso. — Ele disse aumentando o sorriso, enquanto seus olhos viravam dois riscos.

— Gosta? — Sorri também.

Jimin assentiu ainda sorrindo, e eu dei um tapa na sua coxa, fazendo-o choramingar.

— Mas na hora do sexo, o Daddy não pode ser carinhoso.

Jimin fechou os olhos pela terceira vez e gemeu arrastado.

Comecei à descer aos beijos até a parte exposta se seu fêmur, dando um chupão nessa região.

Jimin realmente se excitava se eu trocasse nessa parte de seu corpo, era bom saber disso.

Fui até a parte interna de suas coxas e distribuí beijos por lá, senti o pênis de Jimin ficar mais duro e chegando à tocar meu rosto.

— Está tão necessitado assim? — Apertei-o por cima da calcinha.

— J-Jungk-ookie….

Me afastei um pouco para observar o que tinha em mãos, Park Jimin todo suado, com as bochechas rosadas e seu membro completamente duro, e com sua entrada se contraindo, enquanto gemia meu nome.

Isso é demais pra mim.

Abaixei a calcinha de seda rosa e direcionei minha atenção ao seu membro exposto, Jimin se contorceu quando eu dei um beijo em sua glande rosadinha e pegou em meu cabelo.

Peguei seu membro pela base e o comecei à roçá-lo em meus lábios, enquanto o mais baixo só gemia mais e mais.

— P-por favor, Jungkook-ah. — Jimin pede. — Eu faço o que você quiser, mas… — Engoli em seco. — Apenas coloque na boca.

Meus olhos se arregalaram com sua atitude, abocanhei seu pênis e tossi levemente, logo de primeira ele encostou na minha garganta, mas quem liga?

Jimin gemia e ofegava alto, enrolei minha língua em sua extensão, lambendo as veias saltadas e pulsantes.

Pressionei sua glande inchada no céu da minha boca e comecei à mover minha cabeça pra cima e para baixo.

Seus olhos lacrimejavam em prazer, Jimin apertava os lençóis, peguei sua mão direita e entrelacei seus dedos gordinhos nos meus.

Ele praticamente grita quando eu começo à apertar seus testículos levemente, eu sentia ele ficar mais duro - se era possível - e começar à movimentar o quadril, literalmente fodendo minha boca.

Jimin começa à gemer mais alto, liberando mais pré-sêmen e ficando com a pele arrepiada, logo ele se desfaz na minha boca e se acalma.

Engoli tudo e um pouco escorreu pelos meus lábios, olhei para ele sorrindo, o mesmo veio até mim e lambeu aonde havia seu líquido, provando o próprio gosto.

Jimin me deitou na cama e sussurrou:

— Hora do Baby dar prazer ao Daddy.

— Sabe, Jimin, — Dei uma pausa e continuei. — eu realmente amo quando você fala em terceira pessoa. — Sorri e acariciei seu cabelo.

Jimin sorri e abaixa minha calça, retirando a mesma de meu corpo, senti meu pênis ficar mais duro e acho que Jimin percebeu, já que deu uma mordida por cima da cueca.

Me arrepiei e ele passou a língua, desta vez.

Jimin era um baita filho da puta na hora do sexo, sabia meus fetiches e usava isso como vantagem sobre mim.

— A-nda ligou Jimin. — Falei enquanto o outro massageava meu pênis por cima do tecido apertado.

Ele abaixou minha cueca e aproximou seu rosto do meu membro, Jimin passou a língua por toda extensão e começou uma masturbação lenta.

— Porra Jimin!

— Uh… O Daddy tem uma boca suja…

Fechei os olhos com força quando ele aumentou o aperto em volta de mim, ficou assim por um tempo até levantar e posicionar meu membro em sua entrada, sentando completamente sobre meu membro.

— D-Daddy… Você é tão grande e grosso… C-como cabe em mim?

Jimin começa à rebolar enquanto gemia baixou. Comecei à impulsionar meu quadril pra cima, mas de forma lenta, não queria machucá-lo, afinal, se Jimin ficou por cima, é porque queria ditar os movimentos.

— Tão apertado… — Falei pegando em sua cintura e ajudando-o com os movimentos.

— Jungkookie… — Deitou sobre mim e me beijou.

Dei um tapa em sua bunda e ele logo começou à ir mais rápido, trocamos de posição, eu fiquei por cima dele e me movimentei rápido, Jimin começou à arranhar minhas costas enquanto eu o masturbava.

— Jungkook, a-aí, de novo! Por favor!

Mirei nesse certo ponto e Jimin goza sobre nossos corpos nús.

— Aguente um pouco mais, Jimin. — Falei e ele me puxou para um beijo.

— V-vamos Jungkook, goze logo.

Foi só Jimin falar essas palavras que eu me desfiz dentro dele, mordendo a carne de seu ombro.

Caí em cima de seu corpo e me retirei de dentro de Jimin, Yankee subiu na cama e passou à se esfregar em Jimin.

— Jungkook, agora é sério, não vamos mais fazer sexo até você melhorar, não quero tirar seu foco.

— Não vai. — Sorri com sua preocupação.


Notas Finais


Bom, como vocês viram o capítulo foi só de lemon, isso foi porque eu não queria ficar sem atualizar, eu tinha que escrever um texto essa semana e tentei escrever uma oneshot namjin, mas não deu certo, então fiz esse capítulo hoje, eu fiquei de recuperação então nao sei se vou atualizar nem sábado, nem domingo, nem segunda.

Me digam uma coisa, vocês shippam camren? É meu sonho fazer uma oneshot de lésbicas com sexo (cof cof)

Mas eu também posso fazer de Jensa.

Ah, eu quero conhecer melhor vocês, vamos interagir no Twitter ou quem sabe ate aqui mesmo, meu twitter é @ jiminnieurbae :)

🎠 (Eu amo esse emoji e vou passar à usá-lo.)

Ps: Ouçam Playing With Fire por favor!

Ps2: eu esqueci de botar no último capítulo, sabem aquela parte que eu botei "inspiro o ciúme do Jimin no meu" , então... Eu ia colocar nas notas finais que eu também sinto ciúme de vocês vendo vocês comentarem em outras fics :v maníaca? Um pouco, mas eu amo vocês então é por isso <33

E a fanfic chegou à 200 fav 💙 obrigada por fazerem de 2016 um ano maravilhoso pra mim. (Vai ter textao nas notas do capítulo de ano novo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...