História Just One Chance - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~leenikol

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Exibições 32
Palavras 607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii gente, finalmente saiu né.
Então somos Leenikol e Lalisa as escritoras esperamos que vocês gostem.
Se ficou pequeno o cap desculpas❤

Capítulo 4 - Just One Chance-Cap 4


Fanfic / Fanfiction Just One Chance - Capítulo 4 - Just One Chance-Cap 4

P.O.V Mãe da Rosé

Eu estava mexendo na Internet e procura de trabalhos, no específico roupas mas hoje em dia é difícil.Depois e horas procurando eu encontrei uma dois anúncios, sobre uma tal de "Black White" mas eu nunca apertava.Apertando naquele anúncio, ele falava sobre catálogos de roupas e vendas, bem no que eu quero trabalhar, vendendo roupas, mas o único problema esse empresa e as lojas eram na cidade e eu não  pretendia sair do campo, mas mesmo assim eu liguei para saber mais

Disquei o número

-Oi!.É alô soube que vocês estão procurando funcionários na empresa e na loja, é isso? -falo receosa

-Sim, a senhora gostaria de mandar seu currículo para o CEO Jimin ver?

-...É Sim!-fico animada com a resposta

-Pois pronto, você vai no site e lá vai ter a ficha para você responder os dados e tudo, esse é o currículo ok?

-Ok, se eu puder ainda mando hoje.

-Ok, obrigada.

Escuto o barulho de uma porta ser fechada muito forte lá em cima e vou ver oque é. Subo as escadas e vou até e vejo que a única porta que estava fechada era a da Rosé, chego lá e bato mas ela não respondia.

-Rosé filha abre -ouvi um barulho de choro - Filha abra essa porta! -Já falo nervosa

     Até que minutos depois ela abre, seu rosto estava vermelho e seus olhos inchados, não entendia o por que daquilo.Eu entro em seu quarto e fecho e porta

       -Filha por que está chorando?

        -Nada...você nunca se importa.

     -Me importo sim, então me conta oque passa na coraçãozinho- falo abraçando ela, mas logo ela se solta do abraço.

-Mãe...só sai-Ela fala limpando as lágrimas que ainda saiam.

          -Ok...

       Fico meio triste, por ver minha filha me tratando assim, sei lá ela deve ter seus motivos.

         Desco para preparar algo para eu comer, chegando na cozinha vejo meu marido, o mesmo falava no telefone com alguém, então resolvo parar para escutar

          -Oi amor- amor?! Como assim?!

  -Sim sim ja estou na minha casa...infelizmente.- Ah canalha

        -Não se preocupe, amanhã vou lhe dar uma noite inesquecível.- Como assim

-Minha mulher..bem, é uma vaca morta-vaca morta?! -amor, amor calma daqui a uns tempos jaja me separo dela, para mim ela só um peso morto- uma lágrima cai, mas logo a limpo eu não podia chorar por aquela homem.Saio daquele cômodo e vou para meu quarto, onde acabo dormindo.

P.O.V Rosé

Eu estava Indo falar com minha mãe até que eu escuto ela falando com alguém no telefone, parecia que ela ia arranjar um novo trabalho, mas isso não pode e esse trabalho iria ser ainda na cidade grande NÃO definitivamente não, não posso sair do campo ou deixar minha melhor amiga e única simplesmente eu não posso, eu sei que os negócios aqui no campo não estão um dos melhores mas...eu posso dar uma ajudinha mas eu não vou embora!

Escuto batidas na porta, era ela

-Rosé filha abre -Ela para um pou o e logo fala - Filha abra essa porta! Ela fala nervosa.

Não quero abrir a porta, pelo menos nem posso ter meu momento e tristeza...poxa. Demoro alguma minutos encarando a porta então eu me levanto e abro. Ela estava com uma casa assustado e ao mesmo tempo confusa.

-Filha por que está chorando?  

-Nada...você nunca se importa.

 -Me importo sim, então me conta oque passa na coraçãozinho-Ela me abraça mas logo eu me solto do abraço e "coraçãozinho" que brega.

-Mãe...só sai- sinto lágrimas saibdo mas logo as limpo

-Ok...- Ela fala um pouco chateada, e logo sai.

Fecho a porta e tranco ela, vou para minha cama me deito fico chorando, até que o sono aparece e eu durmo.





Notas Finais


Bye Bye❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...