História Just One Day - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 8
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oee xuxus!
Sem mais delongas né

Perdoem os erros e não desistam de mim <3

Capítulo 7 - Somos Duas Ferradas


Fanfic / Fanfiction Just One Day - Capítulo 7 - Somos Duas Ferradas

 

Acordo com o despertador do meu celular tocando. Mesmo com o barulho, Seung dorme feito pedra. Resolvo levantar e preparar o café antes dele acordar. Enquanto ando ate a cozinha, a calça de moletom que ele me deu para dormir vai deslizando por minhas pernas e eu tive que segurar as pontas para não cair.

Quando chego na cozinha, encontro Jimin de costas para mim com a cabeça para trás tomando algum tipo de vitamina, ele ainda está sem camisa e com uma calça de moletom idêntica a que estou usando. Fico meio desconfortável, mas lembro da promessa que fiz a mim mesma de tentar tolerar ele.

Dou a volta na ilha da cozinha e pego pó de café no armário. Ele nota minha presença mas para minha alegria não fala nada. Começo a preparar o café e algumas torradas.

Minha alegria durou pouco pois Jimin terminara de beber sua vitamina e já estava se dirigindo a mim.

– Voce deveria usar mais roupas, eu sou uma visita nessa casa

Olho para o meu próprio corpo vendo que meus seios por baixo da blusa de setin então duros por causa do frio daquela manha e as calças de Seung desceram sem eu perceber.

Puxo imediatamente a calça para cima e cruzo os braços na frente do peito.

– Voce não é visita, é um intruso – coloco as torradas em um prato e me sento na bancada para esperar Seung

– Eu sou da familia, e intrusa aqui é voce – ele rebate se sentando de frente para mim

Ainda não consigo acreditar na petulância daquele garoto, não fiz nada a ele para me tratar dessa forma, seu jeito indiferente e arrogante me incomoda de um jeito que não deveria. Não o conheço nem á uma semana e sei que vou odia-lo tanto quando Seung.

Eu iria responder a sua afronta, mas Seung entra na cozinha com sua típica cara amassada que eu tanto amo trazendo meu bom humor de volta.

– Jimin está te incomodando, Sook?

– Não, eu já estava de saída

– Tão cedo? – Jimin acrescenta com um tom de ironia

– Preciso devolver o carro de JungKook – me levanto

– Te pego mais tarde para irmos á festa do Namjin

Dou risada por ele mencionar o nome que demos ao casal e vou ate o quarto, visto meu jeans novamente e saio do apartamento.

Chego ao campus por volta das dez da manha, JungKook está na porta do prédio do alojamento feminino de braços cruzados.

– Desculpe – jogo as chaves do carro para ele – Não queria ter demorado tanto

– Tudo bem, desde que voce me de o dinheiro da gasolina depois

– Fechado. Ate mais tarde

Pisco para ele e entro no prédio. Está vazio, normalmente no domingo não fica ninguém aqui, muitas pessoas vão visitar os pais ou coisa assim. Começo a me sentir péssima por não ter ido visitar minha mãe então decido fazer isso já que tenho o resto da tarde livre. Entro no meu dormitório, Yang está deitada em sua cama lendo algum livro e sorri quando me vê.

– Voce está bem?

– Estou – fecho a porta do quarto e vou ate o meu armário preparar uma roupa

– Não parece

O cansaço na minha voz pode ter me denunciado. Realmente estou exausta, mesmo depois de ter dormido com Seung muitas paranoias ainda circulavam pela minha cabeça.

– Quer saber? Não, estou mais cansada do que nunca – admito

– Quer desabafar? - ela já está sentada na cama me olhando com mais atenção

Eu não queria ser rude com ela, mas também não queria dar espaço ou intimidade. Tento ser o mais racional possível.

– Estou sobrecarregada, só isso

Dou de ombros e pego uma roupa confortável para que eu não precise voltar aqui antes da festa e ir direto da casa da minha mãe.

– Meu pai costumava dizer que toda alma precisa de um descanso

– Isso é profundo – dobro a roupa que escolhi e me sento de frente para ela

– E disse também que descanso a gente só tem quando morre, de ser por isso que ele se matou...

Yang faz uma careta e eu prendo a respiração por alguns segundos sem saber o que dizer.

– Relaxa, ele era um doido da cabeça mesmo

– Eu sinto muito

– Eu também

Forma-se um silencio esmagador dentro do quarto. Encolho as pernas para cima da cama procurando alguma coisa para dizer.

– Meu pai foi embora quando eu tinha oito anos – olho para minhas mãos enquanto falo

Não sei porque escolhi falar disso, so queria, de alguma forma, mostrar a ela que não estava sozinha.

– Ah somos duas ferradas então

Ela faz outra careta rindo dessa vez, rio junto com ela, impressionada com a forma que ela leva isso na brincadeira.

– Eu tenho uma festa para ir mais tarde, voce tá afim de ir comigo?

Pergunto por impulso, mas ouço minhas palavras e acabo querendo mesmo que ela vá, não quero ser a única presença feminina – tirando Taehyung – naquele lugar outra vez.

– Eu odoraria...

 


Notas Finais


Só pra adiantar, todos os membros aparecem na fic <3
Obrigada por lerem ate aqui, devo continuar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...