História Just one Night (Larry Stylinson) Season 2 - Capítulo 38


Escrita por: ~

Visualizações 80
Palavras 2.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores <3

Primeiro: Me desculpem por ter sumido!!!!!!! Eu não gosto de sumir assim, mas esses dias foram um pouco complicados e enfim, me desculpem, por favor <3

Segundo: Espero que vocês gostem do cap \o/

Terceiro: Leiam as notas finais, são importantes!!

Quarto: Perdoem se encontrarem erros ^^

~Boa leitura.~

Capítulo 38 - Erin and Isaac


//POV Narrador//

O Domingo foi mais um dia que Louis passou inteiro na cama.

Não comeu e não tomou banho.

Apenas tirou alguns minutos para escrever a coluna do jornal, fumou uns cinco cigarros e foi isso... Nada o tirou da cama, ainda mais em um domingo, onde Liam passou o dia todo cuidando do Zayn. Harry tentava o seu melhor para demonstrar que estava firme e não chorar na frente de ninguém, mas a verdade era que ele estava prestes a desmoronar a qualquer momento.

Foi mais um dia complicado...

Na segunda-feira não foi muito diferente, Louis saiu da cama apenas para cuidar do Zayn, e de resto foi tudo igual.

Na terça-feira, dia 5 de dezembro, por volta das três da tarde, Harry estava no trabalho, com um monte de tarefas para fazer, quando seu celular começou a vibrar em seu bolso. Ele ignorou porque normalmente era alguém ligando errado ou alguma propaganda de operadora.

Ele não pretendia atender, mas depois do celular parar e começar a tocar de novo, por mais de quatro vezes, ele decidiu puxá-lo do bolso e ver quem era. O nome Alicia brilhava na tela e aquilo fez com que Harry ficasse muito preocupado. Ela nunca havia ligado assim, ainda mais sabendo que era seu horário de trabalho.

Harry respirou fundo, levantou de sua mesa e saiu para a parte do corredor daquele andar do prédio da empresa, carregando seu celular nas mãos e atendendo quando encostou à parede.

- Alicia?! - Sua voz quase falhou ao dizer.

- Harry... Eu preciso de ajuda. - Ela disse séria.

- O-o que foi? - Perguntou já entrando em pânico.

- Chegou a hora.

- O-os bebês?!

- Sim, eu tenho certeza. - O cacheado sorriu, segurando a vontade de chorar de emoção e quase sem saber exatamente o que fazer.

- Você está em casa?

- Sim.

- Cadê o Anthony?

- Está no trabalho... Liguei para ele e ele disse que não vai conseguir sair de lá. - Harry quis xingar o garoto e mandá-lo estar com ela, porém não sabia como estava a situação no trabalho do menino, talvez ele realmente não pudesse sair... “Mas não é possível que o chefe dele não o deixaria sair um pouco, sabendo que os filhos dele estão nascendo??!!” Era o que o cacheado não deixava de pensar. E o pior era que na verdade Anthony estava no trabalho resolvendo a sua demissão com o chefe e inventou a desculpa de não poder ir para que Alicia se virasse sozinha, já que era assim que ela estaria logo.

- Tem certeza que é a hora mesmo? - Harry quis confirmar.

- É a hora Hazz. - Respondeu. - Eu já tive as contrações falsas antes, sei o suficiente para afirmar que essas daqui não são falsas. - Era possível notar em seu tom de voz que estava mesmo fazendo certo esforço para falar. - Cada vez elas vêm mais fortes e minha lombar esta doendo, já desde ontem que eu estou assim e acho que é agora.

- Ai caramba! - Respirou fundo, sentindo o coração acelerar bastante. - Deixa eu ver se consigo sair aqui... - Murmurou e foi rapidamente para a sala de sua chefe, tirando o celular da orelha, mas mantendo a chamada ligada. - Com licença. - Pediu ao entrar.

- Toda. - Jessica disse sem desgrudar os olhos dos papéis que estava lendo.

- Me desculpe interromper, mas eu queria perguntar se posso sair rapidinho...

- Para quê? - O encarou dessa vez.

- Os filhos da minha melhor amiga estão nascendo e ela precisa de alguém para ir ao hospital com ela.

- Só você pode levá-la? - Na hora ele se lembrou de Louis... Mas ao mesmo tempo pensou em desistir disso, pois seu pequeno só saía da cama para cuidar do Zayn...

- Talvez tenham outras pessoas... - Murmurou. - Não posso ir mesmo?

- Eu posso te liberar depois que você fizer todas aquelas ligações que eu te passei, são muito importantes e preciso disso para ontem e não tem ninguém para fazê-las no seu lugar. - Ele se entristeceu e suspirou.

- Ok, depois de fazê-las posso ir então?

- Sim, faça-as e estará liberado.

- Obrigado. - Agradeceu. - Com licença. - Pediu antes de sair.

Já do lado de fora, voltou o celular para o ouvido direito e suspirou.   

- Eu ouvi. - Alicia disse antes dele. - Tudo bem Hazz, eu dou um jeito.

- Pode deixar que eu resolvo isso por você. - O cacheado falou tendo uma ideia. - Fica tranquila, vai dar tudo certo.

- Ok, muito obrigada. - Agradeceu e eles encerraram a chamada.

Harry entrou na sua lista de contatos e rapidamente ligou para Malik.

- Zayn! - Ele já foi logo dizendo quando a chamada foi atendida.

- Oi Harry. - Zayn respondeu. - O que foi? Aconteceu alguma coisa?

- Sim, os bebês da Alicia estão nascendo e não tem ninguém para levá-la para o hospital.

- Ai socorro! Sério??!! E cadê o pai nessas horas?

- No trabalho e não pode sair, exatamente igual a mim... Zayn... Preciso que você faça o Lou ir lá, não sei como, mas essa é uma chance Zayn! Uma chance de tirá-lo daquele quarto!

- Ok. - Disse respirando fundo. - Vou fazer o possível, daqui a pouco te ligo.

- Ok, obrigado. - E assim eles desligaram.

Harry já encontrou o número do Niall e ligou também:

- Fala Hazz! - O loiro atendeu.

- Consegue sair do trabalho rapidão agora? - Harry foi direto.

- Nesse exato momento não... Por quê? O que aconteceu? - Ficou preocupado.

- Os bebês vão nascer! - Foi o que Harry disse.

- Ai meu pai! Como assim?!

- Eles vão nascer! Vão nascer mesmo! Agora preciso desligar e falar com o Liam, qualquer coisa liga para o Louis e vê se vai para o hospital! O idiota do pai não vai estar lá! - Disse tudo rapidamente e desligou o celular.  

E então foi a vez de ligar para Payne:

- Liam! - Falou assim que a chamada foi atendida.

- Oi Harry, o que foi? - Liam respondeu já preocupado pela ligação repentina.

- Consegue sair do trabalho agora?

- Sim, as coisas estão tranquilas por aqui, é só eu avisar alguém para ficar no meu lugar... Por quê? O que foi?

- Então faz isso agora e vai lá para casa! Os bebês da Alicia estão nascendo, acho que o Lou vai lá levá-la e você precisa ficar com o Zayn! - Disse rapidamente e desligou.

Respirou fundo, sentindo o coração cada vez mais disparado e a emoção tomando conta.

Havia feito o que podia e agora voltou para sua mesa, começando a fazer as ligações que sua chefe tinha pedido.

 

 

- Loueeh!!!! - Zayn gritava de sua cama. - LOUEEH!!!! - Gritou ainda mais alto. - LOUEEH SOCORRO!!!! - Exagerou de propósito e aquilo funcionou.

Alguns segundos depois, um Louis com os cabelos em uma completa zona, vestindo uma calça de moletom preta e uma blusa vinho, também de moletom, e usando meias azuis, mesma roupa que ele vestiu no sábado à noite e continuava até agora por não ter tomado banho, apareceu na porta do quarto do moreno. Sua aparência era de alguém realmente fraco, já que não tinha comido nada e estava assustado.

- O que foi? O que aconteceu? - Perguntou com a fraca voz e Zayn respirou fundo.

- Harry ligou. - Respondeu. - Os bebês da Alicia vão nascer e não tem ninguém, absolutamente ninguém, para ir com ela para o hospital. - Suspirou. - Você precisa ir. Tem que ser você Louis, só tem você. É você ir ou os bebês... V-você sabe, ela está em trabalho de parto... São gêmeos, há riscos, ela precisa estar no hospital, tipo agora! - Falou desesperadamente.

Louis não disse nenhuma palavra, apenas ficou encarando, de olhos arregalados, enquanto Zayn falava, assim que o moreno terminou, o escritor saiu correndo do quarto, entrou em seu próprio quarto, calçando os primeiros tênis que encontrou, não percebendo que era um pé de um all star vermelho, que era do Harry, e um pé de seu vans preto. O pensamento de algo ruim acontecer com os bebês o tomou por completo e ele não conseguiu reparar no fato de que o all star do cacheado estava grande demais em seu pé. Ele apenas foi correndo para o quarto de Zayn e perguntou, com a voz falhando:

- T-tudo bem se você ficar sozinho um pouco?

- É claro! Não se preocupe comigo! Só vai logo! - Malik respondeu e Louis assentiu rapidamente.

Pegou sua carteira, seu celular e a chave do carro, Harry estava indo trabalhar de ônibus, por isso o carro estava em casa. Louis sentia-se fraco, mas ignorou isso focando apenas em Alicia e os bebês. Ele não dirigiu muito rápido por medo.

Ficar, aqueles dias, enfiado dentro de casa, a maior parte do tempo em sua cama e focado em pensamentos muito ruins e negativos, o deixou com medo do que poderia encontrar lá fora, mas era algo que ele conseguia ignorar, pelo menos um pouquinho... Estava mordendo o lábio inferior o tempo todo, as mãos e as pernas tremiam e ele quase se perdeu no caminho, porém não deixou que nada disso o impedisse de chegar ao seu destino.

Estacionou o carro e correu para a porta, tocando a campainha e esperando. Poucos segundos depois a senhorinha, avó do Anthony, abriu a porta e sorriu.

- Vai levai ela? - Foi a pergunta que a senhora fez e Louis apenas assentiu rapidamente e entrou na casa.

Alicia estava sentada no sofá. Usava um vestido azul marinho bem largo, com uma blusa de moletom preta e um par de sapatilhas pretas. Tinha uma toalhinha branca nas mãos e a passava na testa, limpando o suor, respirando fundo e com uma expressão de dor. Ao seu lado estava a bolsa com tudo que ela precisaria para ir para o hospital.

Louis se aproximou e sentou ao seu lado.

- Hey... - Ele disse e segurou a mão dela.

- Oi... - Ela respondeu e gemeu de dor. - O-o Hazz disse que resolveria a situação, mas n-não imaginei que você viria... - Ela sorriu grandemente e apertou a mão dele com força demais. - Você só esta saindo daquela cama para cuidar do Zayn... - O encarou ainda sorrindo. Alicia estava muito feliz e aliviada de vê-lo fora da cama.

Louis não encontrou palavras para respondê-la, apenas corou e abaixou a cabeça.

- Pegou tudo? - Ele perguntou depois de algum tempo e pegou a bolsa ali do sofá, a colocando em seu ombro.

- Peguei. - Sorriu e respirou fundo.

Louis a ajudou a se levantar e ir até o carro.

E assim eles foram para o hospital.

 

 

O restante daquele dia foi uma correria gigante.

Liam conseguiu sair do trabalho logo para ir ficar com o Zayn.

Zayn avisou para Harry que Louis tinha realmente ido levar Alicia para o hospital e isso deixou o cacheado muito feliz e aliviado. Ele demorou quase uma hora para terminar as ligações, que sua chefe mandou que ele fizesse, e depois foi finalmente liberado.

Niall conseguiu sair do trabalho mais de uma hora depois e ligou para Louis, perguntando em qual hospital eles estavam e assim foi para lá também. Harry também havia ligado para o escritor para confirmar em qual hospital eles estavam.

No fim, os três conseguiram assistir ao parto.

Demorou bastante para o parto em si realmente acontecer, antes disso Alicia ficou na sala, sendo monitorada e esperando ao momento certo. O primeiro bebê estava na posição certa para nascer, o que tornava o parto normal possível e o segundo também estava na posição certa, o que facilitaria ainda mais. Cerca de quatro horas depois, o parto aconteceu.

O pai das crianças não apareceu.

Quem segurou a mão dela foi Niall. E Louis e Harry assistiram ao parto atentamente, de mãos dadas.

A bebê foi a primeira a nascer.

Alicia ainda não tinha conseguido se decidir entre os milhares de nomes que havia pesquisado, mas ao olhar para o rostinho da pequena e depois para a mão de Niall na sua, chamou-a de Erin.

Erin foi entregue a Louis pelo médico, após passar pelo que precisava e antes da equipe ir se concentrar no próximo bebê. Louis a segurou bem encaixadinha em seu colo e ficou impressionado com o quanto ela parecia pequena em seus braços. As lágrimas caíram dos seus olhos sem que ele pudesse controlá-las. Harry passou um braço em volta do ombro de Louis e também sentiu as lágrimas escorrerem, enquanto eles assistiam o segundo bebê vir ao mundo.

Ele nasceu alguns minutos depois e Alicia o chamou de Isaac.

Os enfermeiros ajudaram Alicia a segurar os dois bebês ao mesmo tempo e a ajudaram a amamentar, já que ela estava acabada de cansaço, mas ainda assim mantinha um sorriso fraco no rosto e chorava de emoção, por finalmente ter seus pequenos em seu colo. Louis e Harry se abraçaram e choraram silenciosamente, enquanto Niall tentava controlar as próprias lágrimas e assistia as crianças serem amamentadas pela primeira vez.

Depois, quando as crianças foram levadas dali, Alicia conseguiu descansar e eles tiraram as toucas, mascaras e roupas de hospital que vestiram para poder assistir ao parto, os três saíram da sala e sentaram-se nas cadeiras do corredor.

- Eles são tão pequenininhos... - Louis disse com as mãos nas bochechas e um sorriso nos lábios.

Harry sentia o coração disparado e não parava de sorrir também. Niall estava impressionado demais, com a mão doendo, de tanto Alicia apertá-la, e sorria bobamente. Estavam todos maravilhados com o que tinham visto.

Quando aquele momento passou, Niall ficou mais sério e disse:

- Cara... - Suspirou. - Se eu tivesse que parir uma criança acho que eu não aguentaria não e ela pariu duas... - Estava pensativo. - Dava vontade de ajudar ou fazer alguma coisa... Vê-la sofrendo e gemendo de dor me deixou quebrado...

- Hey... Não fica assim... - Louis disse tristemente, por imaginar o quanto deveria doer, e acariciou as costas do loiro.

Harry sorriu ao ver seu pequeno consolar o irlandês, mesmo pensando no quanto era difícil dar à luz e concordando completamente com Niall.

- Aquele cara... Ele deveria estar aqui... - Horan murmurou. - Ele nem ligou nem nada né?! - Harry e Louis negaram com a cabeça. - Essas horas ele já devia ter chegado do trabalho... Ele não devia ter perdido esse momento...


Notas Finais


Então é isso...

Obrigado por ler *-* Comente aí, se quiser, e eu ficarei muito feliz <3

Então meus amores, só queria pedir para vocês lerem isso aqui https://brasil.babycenter.com/babyname/3801482/erin e aqui https://brasil.babycenter.com/babyname/3801482/erin Não é o único significado do nome, mas queria que vocês soubessem disso :3

Até o próximo!! (Ainda não tenho certeza de quando sai)
Bjss ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...