História Just Right - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Kris Wu, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Baekhan, Chansoo, Sekai, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 589
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Cio


Chanyeol On

Acordei escutando alguns barulhos estranhos, ontem eu e Kyung  tínhamos nos tornado um só, eu nunca me senti mais feliz, ele tinha me dado a chance que eu não iria desperdiçar de maneira alguma.

Senti uma movimentação na cama e logo as mãos do Kyung subiram por dentro da minha camisa, abri os olhos, ele estava ofegante e me encarando fixamente, seu olhar se prendia em meu corpo e ele estava completamente nu, rosnei alto o suficiente para ele estremecer.

-Channie... -Seu cio tinha chegado, seu cheiro tomava conta do quarto e me deixava embriagado, era um cheiro de cereja. -Chan...por favor...

Levantei rápido e o olhei, ele se tocava despudoradamente na minha frente, eu tinha a visão de suas pernas escorrendo sem vergonha alguma, meu pênis rapidamente ficou duro com sua visão, o puxei pela cintura e selei nossos lábios em um beijo eufórico. Todas as pessoas em um cio mudam, eu não tinha como saber que tipo de pessoa Kyungsoo se tornava, mas eu iria descobrir. Ele me tocava passando a mão por todos os lugares, suas mãos em mim faziam meu corpo arder e pedir por mais, eu estava viciado nele.

-Eu vou cuidar de você amor. -Deitei ele na cama e retirei toda a minha roupa sob seu olhar atento, ele não conseguiu esperar e se levantou querendo sentar no meu colo, segurei firme sua cintura -Soo...

-Está doendo Channie...por favor. -Ele pedia entre sussuros e choros baixos, assenti e o arrumei melhor em meu colo, coloquei dois dedos para abrir espaço primeiro e movimentei dentro dele, eu estava sendo esmagado enquanto ele se contorcia de prazer, gemia alto e rebolava por mais contato, quando já estava bom o suficiente posicionei meu membro em sua entrada.

-Desce devagar amor. -Eu sabia que ele estava louco por isso de uma vez, mas o ajudei a ir lentamente mesmo que ele não fosse sentir dor, afinal, ele só tinha feito isso ontem e ninguém se acostuma tão rápido assim.

-AHH...CHANNIE...

-Como é apertado Soo... -Esperei ele se acostumar e qusndo se remexeu, foi a minha deixa para começar a estocar mais forte, eu estava sedento por ele. Abaixei meu rosto na altura de seus mamilos e o suguei forte deixando uma marca, seus gritos eram mais dos que suficientes para saber que ele estava em estado de êxtase, eu queria dar um prazer extremo como seu alfa.

Continuei beijando e dando leves chupões por seu corpo enquanto o estocava forte e rápido, sentia suas unhas cravarem em minhas costas. O beijei mais uma vez e alcancei sua próstata, e então sem aviso prévio ele gozou, aquele cheiro subiu e meus caninos doeram, foi o suficiente para ele virar o pescoço e eu me afundar ali sentindo meu nó se formar dentro dele. -AHH...

-Hum...Channie... -Seu corpo amoleceu perdendo as forças, o deitei na cama devagar tentando deixá-lo mais confortável.

-Dorme meu amor, eu vou estar aqui a semana toda. -Kyungsoo apagou, eu ainda estava dentro dele esperando o nó se desfazer, me sentido extremamente feliz, observei aquela marca e nunca me imaginei que ficaria tão bobo ao ver isso, ele era meu, eu era dele e ninguém poderia me tirar isso, era eterno.

-Chan...eu te amo. -Ouvi sua voz soar sonolenta.

-Eu também te amo carinho, te amo demais. -O nó se desfez e eu saí de dentro dele, me levantei para limpar nossos corpos e enquanto o fazia absorvia cada detalhe de seu corpo perfeito, beijei mais uma vez seus lábios e acabei apagando de cansaço, seria uma semana muito longo.


1 Semana Depois

Eu e Kyungsoo estávamos acabados, seu cio tinha sido bastante intenso, mal tive tempo de me alimentar ou dormir, mas mesmo assim, eu continuava feliz e satisfeito.

Meu corpo estava totalmente marcado pelas unhas ou pequenas mordidas que Kyungsoo distribuiu em meus ombros ou barriga, ele tinha se tornado ainda mais sedento e várias foram as vezes que acordei com ele em cima de mim, seja cavalgando em meu membro ou me chupando, eu não imaginaria que ele seria extremamente louco assim, se tocando sem vergonha alguma, dizendo palavras sujas demais para aquele pequeno ser tímido que eu achava que ele era.

-Bom dia Channie... -Ouvi sua voz manhosa sair arrastada e a cena mais linda foi ver seus olhos grandes se abrindo e um sorriso se formar em seus lábios.

-Bom dia meu amor.

-C-Chan...o que aconteceu com seu corpo?

-Você aconteceu Park Do Kyungsoo.

-E-eu? Eu fiz isso? Essas mordidas também?

-Você é muito sedento, eu não consegui dormir ou comer direito, não sei se foi assim apenas por ser a primeira vez, pode ser...seu corpo não tinha contato com um alfa e pode ser informação demais.

-D-desculpa...eu não queria machucar você.

-Não machucou carinho, eu fico feliz. -Deitei por cima dele e distribuí pequenos selares por seu rosto o fazendo soltar risos baixos. -Significa que eu pude te dar o prazer que precisava, não está doendo e nem nada.

-Obrigado por me marcar Channie, eu me sinto tão completo agora.

-Eu sei, estou sentindo a sua felicidade e acho que você pode sentir a minha também. -Ele assentiu e colocou as mãos em minhas costas deixando um beijo rápido em meus lábios. Senti de repente uma preocupação, mas ela não vinha de mim e olhei para Kyunggie que fazia um bico.

-O que foi? Você está preocupado...

-Você...você usou alguma proteção?

-N-não...eu tentei Kyunggie mas...eu realmente não tive nenhum tempo para o fazer, os minutos que tinha eu precisava correr e comer alguma coisa e você já ia atrás de mim.

-Me sinto culpado, eu fui muito mal com você. -Kyungsoo estava passando um sentimento de tristeza mas eu neguei e o apertei em meus braços.

-Eu faria tudo de novo, você é meu e saber que você precisava tanto de mim fazia com que eu me sentisse realizado, tenho alguém para chamar de meu.

-Eu não tomo remédio algum...e se eu ficar grávido?

-Vamos cuidar bem dele, nós apenas estaremos criando nossa família, será um sonho ter um filhote com você.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...