História Just Starting To Live - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jeongyeon, Kim Taehyung, Shoujo, Taehyung
Exibições 96
Palavras 1.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oláaa meus amores!
Desculpem a demora, mas aqui está um pequeno capítulo, só pra não passar em branco <3
E loogo, semana que vem, féeerias da etec, e finalmente ser feliz, pra continuar com essa fanfic no mesmo ritmo de antes, e quem sabe até começar outra que estou pensando aqui :3
Enfimm, espero que gostem!

Capítulo 11 - Sorveteria...


Fanfic / Fanfiction Just Starting To Live - Capítulo 11 - Sorveteria...

 

ALICE POV'S

Acordei meio confusa, relembrando os últimos acontecimentos da noite anterior, tentando distinguir se era sonho ou realidade. Sorri ainda com os olhos fechados, lembrando dos mágicos momentos de minha noite anterior, concluindo que eram reais, afinal, eu ainda sentia uma certa dor na minha intimidade. Mas logo abri os olhos preocupada por perceber que não havia mais ninguém além de mim mesma, naquela cama. Procurei meu celular, que marcavam 11hs da manhã, e acabei por sorrir aliviada ao ver uma notificação de mensagem dele.

Tae: Boom dia amor, desculpa ter saído tão cedo, é que eu precisei fazer umas coisas pra minha omma T.T

Aly: Bom dia odkoskdosk

Aah sim, rlx :3

Tae: Dormiu bem? 

Aly: Maaais ou meenos, a cama tava apertada, sabe...

Tae: Noossa T.T

Aly: skofjkokfoskodk besta 

Dormi bem, ok?

Tae: Que bom :)

<3

Aly: :3

Vou levantar, depois a gente se fala :v

Tae: PEEERAA, ALY VAMOS FAZER ALGO HOJE, TIPO JOGAR OU TOMAR SORVETE?

Aly: Acho que não vou poder sair hoje sodkoskdo

Sorvete me lembra que esquecemos o brigadeiro na geladeira ontem '-'

Tae: ACHO QUE VAAI SIIM, EU FALEI COM A SUA OMMA, ANTES DE SAIR HOJE! *-*

Aish, verdaaade, o brigadeiro T.T

Aly: EOQ :v

Puta que pariu, ela já deve ter percebido que aconteceu algo de mais... Quero nem ver o showzinho... 

Tae: Sua omma me ama :3

Aly: Ama até demais...

Tae: Tá com ciúmes dela, ou de mim? hahaha

Aly: Vai se foder e.e

Tae: Prefiro fazer isso com outra pessoa...

Aly: ENFIM, vou ver com ela então, já que você é o queridinho mesmo... depois te falo...

Atée ...

Já que minha mãe já ia me encher o saco, mais cedo ou mais tarde mesmo, pelo menos me aproveitaria desse dia sem colégio, fazendo algo mais divertido do que ficar ouvindo ela reclamar de tudo que faço, ou falando coisas que eu deveria fazer e tal.

Levantei, vesti um blusão, uma peça íntima e um short qualquer que achei por ali. Desci as escadas, e fui em direção à cozinha, para ser mais precisa, à geladeira, pegar meu precioso.

— Bom dia mocinha! — surgiu minha mãe no balcão, se apoiando sobre o mesmo enquanto eu acabava com o resto de suco existente na jarra.

— Bom dia — tentei responder normal para evitar maiores dramas.

— E aí, tem algo pra me contar?

— Não ué... — eu gosto da minha mãe, mas cara, eu não me sinto bem contando minhas intimidades, e outra, eu odiava essa felicidade excessiva com um fundo de alívio por eu não ser lésbica.

— Hmm, falei com o Tae hoje de manhã...

— Legal... — fingi indiferença.

— Vocês estão juntos? — Ótima pergunta!

— Que?! Não ué... porque?

— Nada... — me olhou desconfiada.

— Aah, é... posso ir tomar um sorvete com ele, hoje? — perguntei sem graça, coçando minha própria nuca.

— Claro Alice! — disse empolgada aos sorrisos.

— Valeu! — saí da cozinha aos pulos, correndo em direção ao banheiro

(...)

Tomei um banho demorado, repensando sobre tudo que aconteceu. Era estranho, eu não sabia definir nosso status atual, mas também não queria que a parte mais legal da nossa amizade, mudasse. Não sei explicar, decidi por fim, não sofrer por antecipação e ficar de boas.

Me enrolei na toalha, e fui para o quarto... foi aí que eu lembrei que tinha esquecido de ver com o Tae direitinho, onde a gente ia, e que horas (...). Tae acabou marcando pras 13hs, em frente a sorveteria que ficava na rua da praça.

Nesse momento, faltavam 40 minutos pro horário, então fiquei um tempo mexendo no meu guarda-roupa, até que resolvi pegar uma regata cinza e um short jeans de cintura alta preto, com um par de meias pretas que iam logo acima do joelho, por fim, resolvi pegar um moletom preto e vermelho, já que pelo que percebi da janela, o dia não seria muito quente. Peguei minha carteira e meu celular, e saí porta à fora.

 

TAEHYUNG POV's

Eu tinha acabado de chegar na frente da sorveteria, e logo vi Aly chegar. Cara, ela era tão linda...

— Aly! — sorri inevitavelmente enquanto à abraçava.

— Oi — ela parecia meio tímida, mas me retribuiu sorriso e abraço.

Entramos no estabelecimento e nos sentamos numa mesa que ficava no canto esquerdo, ao lado das janelas.

— Vai querer sorvete de baunilha?

— Simm — confirmou também com a cabeça como uma criança animada. Tão fofinha.

Pedi um sorvete de baunilha, e outro de chocolate. Eu estava meio nervoso, ansioso, na real, e nem sei bem ao certo do porquê. 

— Aqui está! — a garçonete entregou nossos sorvetes, sorridente e agradecemos.

— Aly, depois se você quiser, depois a gente pode ir jogar vídeo-game lá em casa — passei a mão na nuca olhando a garota em minha frente, que já estava toda lambuzada de sorvete.

— Aah, pode ser, maaas, só se for sillent hill!  — ela sabia como terror me afetava, e sempre que podia, fazia isso comigo.

— Aish Aly, deixa de ser chata, vamos jogar Tekken, poor favor?! — tento fazer um aegyo.

— Hmm, deixa eu pensar... — fez cara de pensativa, como se estivesse olhando para um balão de pensamentos acima de sua cabeça.

— Acho que é melhor eu te ajudar a pensar — e quando ela por reflexo, me olhou confusa, passei um pouco de sorvete na ponta do seu nariz.

— Aish Tae! — me fuzilava nervosa.

— Ta tão lindinha assim — sorri, tomando meu sorvete.

— Aé? Não seja por isso! — pegou um monte do seu sorvete e passou na minha cara toda.

— Agora você está lindo também! — sorriu confiante.

— Eu sou lindo! — fiz pose confiante.

Não aguentando a minha encenação mesmo com a cara toda melecada, ela caiu na gargalhada, e me sujando mais ainda de sorvete. Sujei ela de volta, e assim ficamos por um bom tempo, rindo e mais sujando um ao outro de sorvete, do que tomando os sorvetes. Até uma hora em que acabou, e ficamos conversando de coisas aleatórias, como os últimos animes que havíamos assistido, músicas e voltando à discussão de jogos.

— Vamos, coisinha? — dei um leve tapa na cabeça dela.

— Ok — em meio aos risos, ela assentiu, fazendo uma careta engraçada quando deu o tapinha na sua cabeça.

A garçonete parecia meio ocupada, então achei melhor ir direto no caixa, pagar os sorvetes enquanto Aly quis ir no banheiro pra ver se limpava um pouco o seu rosto todo melecado. A fila era pequena, então foi rápido. 

— Pronto? — perguntei assim que vi ela sair do banheiro.

— Ah, sim — ela afirmou sem graça. 

— Tá tudo bem? — Não sei se era coisa da minha cabeça, mas ela parecia meio estranha.

— Sim! — sorriu levemente.

Peguei na mão dela, e já íamos saindo do local, quando escuto uma voz.

— Moça, acho que você deixou cair lá no banheiro. — Foi então que me virei ao mesmo momento que Aly, e não pude evitar não esconder minha expressão confusa. Era a garota da festa, a garota que beijou ela. E estava naquele momento, entregando a ela um pingente, como se não à conhecesse.

— A-ah s-im, obrigada — Aly pegou rapidamente o pingente, foçando um sorriso. Ela parecia nervosa com a situação.

— Magina!  — a garota sorria de orelha à orelha com seus olhos brilhantes, mas parou por um momento e se despedindo, seguiu para o balcão de pedidos.

— Vamos? — Aly me puxou dali.

Andamos calados, sem muita pressa, parecia que cada um estava perdido em seu próprio mundo particular. E no meu mundo, só havia uma confusão de perguntas. Beleza, eu já sabia que a Aly era hétero, mas aquela cena foi meio estranha. Será que ela tava no banheiro quando a Aly foi, e tentou algo com ela? E ela realmente estava diferente, será que era vergonha de mim, ou da garota? Eu não queria ser grosso com ela, e nem queria deixá-la mais desconfortável, porém precisava de alguma resposta.

— Aconteceu algo naquele banheiro? — acabei soltando sem pensar muito.

— N-ão — ela olhava seus próprios passos.

— Certeza? — insisti.

— Aham — ela sorriu, parecendo que queria me passar alguma confiança. 

— Ok — parei por um momento — então quando chegarmos em casa, promete fazer aquele brigadeiro? — tentei dar de ombros.

— Aah... sobre isso, eu acho melhor eu ir pra minha casa mesmo — bateu em sua própria cabeça — lembrei agora, que minha mãe pediu pra eu fazer umas coisas.

— Mas você vive fugindo das coisas que sua Omma te manda fazer...

— É... mas dessa vez, pensei em tentar ser uma filha mais útil, sabe? — forçava um sorriso descontraído.

— Na real, eu não sei — parei sério, à olhando.

— D-esculpa, tenho que ir... — seu "sorriso" murchou-se, e ela ia se virando para o outro lado da rua, que era o caminho para sua casa, quando segurei o seu pulso.

— Alice, dá pra você me falar o que tá acontecendo? Desde que você foi no banheiro, e viu aquela garota, você tá toda estranha?! — ela suspirou pesadamente, e abaixou seus olhos, embora estivesse de frente para mim.

— O-k...

(...)

 


Notas Finais


Foi issooo, e aí, vocês acham que aconteceu algo com a Aly, lá no banheiro?!
Soocoorr, e logo logo, vão começar as vendas dos ingressos pro show do bts! Quem tá animada?! *O*

Enfim, me contém aí nos comentários, até o próximo capítulo e beijoos! :3
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...