História {Just you} - Imagine Taehyung - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Comedia, Romance, Taehyung
Visualizações 366
Palavras 3.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A música dessa fanfic é Butterfly do bts tá?Mas não é só aquela música,é a versão original,que tem aqueles toques de piano no início,sabe?

Capítulo 4 - Início de um sentimento


Fanfic / Fanfiction {Just you} - Imagine Taehyung - Capítulo 4 - Início de um sentimento

S/n on

- Tae,por favor,estamos estudando! - Exclamei,tentando de qualquer forma possível fugir daquilo.

Taehyung se calou,fitando os pés apoiados um no outro,nem sequer olhando para a professora.

Depois disso eu não consegui mais me concentrar mas explicações dela,aquela frase só ficava na minha cabeça me fazendo olhar para Taehyung a cada minuto,e o pior,era que sempre que eu fazia aquilo ele já estava olhando.

Foi muito fofo,tudo isso,mas eu tinha tanto medo de magoá-lo que não podia aceitar.Mas por outro lado,eu queria.Isso é estranho, estranho porque eu tenho apenas dezesseis anos e não sou capaz de estar em um relacionamento ainda,e nem tenho maturidade para fazer coisas de casais.

Ele ficou com a cara fechada o resto da aula.

Sentado sem postura na cadeira,com as pernas bem esticadas e as mãos por cima delas,tocando uma à outra.Taehyung fitava as mesmas,e eu apenas observava de canto,tentando não deixá-lo descobrir que eu o olhava.

A professora deu uma pausa para tomar um gole de água,pelo tanto que falou.Ela se sentou em sua carteira,e parou um pouco,enquanto os alunos começaram a conversar.O silêncio desapareceu em instantes.

Me sentia muito mal em ver Taehyung daquele jeito.Eu era muito sensível e meu coração era muito chorão,eu sentia pena facilmente das pessoas mas com ele era diferente,eu queria protegê-lo do mundo,levá-lo para longe daqui e somente eu cuidar dele.

Suspirei.

Ele olhou para mim ao ouvir minha ação.Eu coloquei minha mão nas suas,devagar,e olhei bem no fundo de seus olhos.Taehyung permanecia sério retribuindo toda a atenção,até que eu solto um sorriso sem querer.

Foi bem rápido.Sorri rápido,e desfiz o sorriso tentando encará-lo como ele me encarava.

Taehyung sorriu de lado,um pouco tímido,ele queria mostrar todos seus dentes para mim em um grande sorriso,mas parecia estar envergonhado,seu rostinho estava ficando rosado conforme eu apertava mais suas mãos grossas.

Eu não aguentei,e deixei escapar um sorriso ainda maior que o anterior,ainda fitando seu rosto.

Ele desfez o seu pequeno sorrisinho na hora,olhando para mim intensamente.Fiquei um pouco sem graça,eu fiz algo de errado?

- O que foi? - Perguntei baixinho.

- Você é tão linda... - Respondeu em um tom apaixonado,sorrindo um pouco mais para mim.

Meu rosto começou a queimar novamente,e eu imediatamente tirei minhas mãos dali me ajeitando na cadeira e cruzando os braços,ficando totalmente séria. 

- Obrigada. - Simplesmente respondi,bem rápido.

- De nada,mas não precisa ficar vermelha... - Arregalei os olhos,olhando para ele.

- Eu não estou vermelha!

- Está,sim.Você fica linda quando está com vergonha também,sabia?

- Você pode parar?!

- Qual é o problema?Não gosta de elogios?Tudo bem,você é feia.

- Ei!!

- Você disse para eu parar de te chamar de bonita!

- Mas não disse para me chamar de feia!Só senta direito e presta atenção na aula. 

- Não quero!

- Pare de ser teimoso...

- Estou te atrapalhando?

- Sim!! - Ele se calou.

Sem dizer mais nada,Taehyung pegou sua cadeira e se afastou,indo em direção ao fundão com a cabeça baixa.

- Taehyung! - Eu o chamei.

O garoto ficou parado olhando para mim,e apenas meu olhar já dizia que eu estava arrependida e queria que ele se sentasse ao meu lado novamente.

- S/n! - Exclamou a professora de Química,eu nem tinha reparado que os horários já haviam sido trocados,a professora chamou minha atenção e fez Taehyung se sentar em seu lugar imediatamente.

- Depois eu volto... - Disse o menino para mim,eu apenas sorri.

- O bebê tá apaixonado! - Falou um garoto do fundo,fazendo todos rirem.Eu fechei a cara para quem falou aquilo,eu só tinha medo de ver Taehyung triste.

Mas inesperadamente,o menino não mostrou incômodo algum com aquela frase,ele nem se ofendeu,se sentou em sua carteira e apoiou a cabeça na mão direita,me observando com um pequeno sorriso.

- Parem com isso!! - Gritou a professora. - Mais uma piadinha sem graça eu mando todos para fora! - Todos fizeram silêncio. - Ótimo.Eu quero ajudar vocês,e como a maioria aqui está precisando de pontos para se recuperar,quero fazer mais trabalhos com vocês.

Ela retirou de sua pasta várias folhas.

Olhou para a turma,e falou :

- Quero que respondam corretamente essas perguntas fáceis em casa,é sobre nossa nova matéria,claro,e está muito fácil mesmo,vale cinco pontos,isso é muito para grande porcentagem de alunos aqui nessa classe.Então,se quiserem ficar com azul,façam pelo menos esse pequeno exercício.

Ela passou distribuindo,eram dez questões sobre essas coisas de átomos,algo fácil para quem estuda muito sobre isso.

Sorri.Eu conseguiria tirar total.Olhei para Taehyung.Ele lia tudo o que estava escrito na folha com atenção e fazia uma expressão que demonstrava o quão confuso ele estava.

Ele olhou para mim e mexeu os ombros,dizendo que não sabia como fazer aquilo.

Isso era outra coisa boa para ele,eu o ajudaria a melhorar nas notas.Jennie já me contou uma vez sem querer que as notas dele são muito baixas,porém,na média.

- Quer fazer isso comigo? - Perguntei,ele não estava muito longe de mim.

O menino apenas balançou a cabeça rápido e em sinal positivo,ainda com a folha em mãos lambendo os lábios.

[...]

Aparentemente,depois daqueles dois garotos serem expulsos os outros pararam de mexer com Taehyung,ou era apenas porque ele estava comigo agora,eu não sei,mas hoje eu não o vi apanhar.

Era intervalo.

Eu geralmente não comia na escola,era raro aquilo acontecer,apenas nos casos urgentes de fome.

Então,eu observava o menino Taehyung mastigar com vontade o macarrão com queijo em seu prato.Suas bochechas ficavam enormes e carregadas de comida e ele enfiava uma grande quantidade dentro da boca,mal cabia.

- Você não vai comer? - Ele perguntou com a boca cheia,porém,ele usou a mão para cobrir a mesma e evitar que algo voasse em mim.

- Não gosto muito de comer aqui. - Respondi.

- Por que?É boa a comida... - Ele encheu a boca com o macarrão mais uma vez,era até engraçado.

- Não gosto.

- Tudo bem.Eu tenho que comer muito aqui para economizar os lanches da minha vovó.Tem muito tempo que papai e mamãe não mandam dinheiro para mim.

- Ah... - Senti pena outra vez.

- Você mora com quem ? 

- Minha mãe e meu padrasto.

- Legal. - Ele continuou a comer.

Taehyung era muito fofo,ele parava de mastigar às vezes quando eu me distraía apenas para ficar me olhando de um jeito apaixonado,e eu como sempre, ficava constrangida.

- Terminei! - Exclamou,se levantando com o prato em mãos para entregá-lo às cozinheiras.

Eu fiquei esperando ele voltar pacientemente,Taehyung foi muito rápido,ele corria para me alcançar.

Fomos em direção aos banheiros,na verdade,ele que me levava até lá, eu não estava prestando atenção pois conversava com ele sobre coisas aleatórias,eu realmente estava apaixonada pelas nossas conversas.

- Tenho que fazer xixi. - Disse sem vergonha alguma,como que ele não fica envergonhado com isso?

- Tá. - Respondi,eu estava com vontade de rir.

Ele sorriu para mim,e foi na frente.

De repente,ele começou a andar tão rápido que tropeçou em seu próprio pé,caindo violentamente de cara no chão.

Corri o mais rápido possível para ajudá-lo,Taehyung se sentou no chão segurando sua perna enquanto fazia uma expressão de dor intensa.

- Ai que droga! - Exclamou.

- Se acalme,eu vou te ajudar.

- Tá doendo...

- Deixa eu ver... - Ele deu permissão para que eu levantasse sua calça até o joelho para conferir se estava machucado,e realmente,estava sangrando. - Tá sangrando Tae...como você cortou isso?

- Já estava cortado S/n. - Ele olhou para outro lado,evitando contato visual. - Eu só bati aí,e machucou mais ainda...

- Você é muito desastrado sabia? - Comecei a rir,no início ele não gostou do meu comentário,mas conforme eu ia me sentando no chão de tanto rir,ele sorriu.

- Pare com isso...eu sei que sou! - Riu.

- Você é igual a Jennie...

- É... - Eu me levantei e estendi a mão para ele,que olhou para cima tentando encontrar meus olhos.

- Eu não sei se consigo.

- Ah cara,é só um corte! - Taehyung ficou no chão pensando,até que decide pegar minha mão. - Consegue ir até a sala?Eu te ajudo...

- Eu quero fazer xixi S/n...

- Argh não pode segurar não?

- Não!

- Eu não posso entrar no banheiro dos meninos Tae,chame outra pessoa para te ajudar...

- Nunca!Eu não tenho ninguém também. - Ele começou a olhar para os lados,com a perna machucada sobre o ar,e a outra apoiada no chão. - Tive uma ideia...

- E qual é? - Taehyung ficou sorrindo discretamente para mim,enquanto virava para a sala do primeiro ano,a última sala na qual atrás tinha o Jardim. - Eu não acredito... - Levei as mãos até o rosto,eu não sabia se ria ou se chorava.

- Eu preciso,ou faço nas calças!

- Tudo bem,tudo bem,eu te levo até lá. - Ele sorriu.

Então lá fomos nós.

De repente o sinal bateu indicando que deveríamos voltar para a sala,mas nem eu nem Taehyung recuamos,já estávamos na metade do caminho e ele não parava de reclamar que queria muito fazer xixi.

O pátio e aquela região ali ficou sem ninguém outra vez,e nós dois andávamos lá.

Eu sentia que deveria ser rápida ou levaria uma bronca do próximo professor,e até mesmo perderia alguns pontos.

- Rápido Tae! - Exclamei empurrando ele levemente quando finalmente estávamos bem escondidos atrás da sala.

Ele foi na frente mancando,enquanto eu fiquei vigiando se estava vindo alguém.Fiquei de costas para ele,e só ouvi o barulho de água caindo.Meu coração batia forte pois eu sabia que estava fazendo algo errado,estava atrasada!

Minha cara quase caía no chão quando eu ouvia ele gemendo de vez em quando,eu cruzava os braços e desejava que aquilo acabasse logo.

- Acabou? - Perguntei.

- Espera... - Esperei mais alguns minutos de puro silêncio,até que ele responde novamente. - Pronto.

Me virei para ele rápido,e saí andando em direção a nossa sala,deixando ele ali.

- S/n!!! - Gritou,eu queria muito abandonar ele lá e conseguir chegar na sala antes do professor,mas quando me virei eu o via apoiado na parede me fitando com uma expressão de dó,eu fiquei com tanta pena que quis até chorar.

Não consegui abandonar ele.

Taehyung estava quase chorando enquanto tentava andar devido a perna machucada.

Deixei tudo de lado,e corri em sua direção mais uma vez.Dane-se aos professores,dane-se aos pontos perdidos,dane-se.

Quando eu estava me aproximando dele o garoto estendeu os braços para mim como um bebê,foi muito fofo mas ele estava sentindo dor,antes mesmo de dar apoio eu tive de confortá-lo com um abraço.

- Por que você me abandonou? - Ele perguntou.

- Eu não abandonei,eu estou aqui.Vamos para a sala.

- Não fale para a professora que é grave,não quero ir embora.

- Mas você tem que ir...

- Você vai comigo?

- Claro que não!

- Você não ia me ajudar no trabalho de Química?!

- Sim Tae...

- Você não sabe meu endereço...

- Tudo bem.Não vou falar nada.

[...]

- Mãe,estou indo à casa de Jennie para ajudar o irmão dela em um trabalho de Química,eu posso? - Quando a aula acabou,eu liguei para minha mãe para pedir permissão.

- Você não está levando roupa!Vai outro dia.

- Mas mãe!Eu não vou dormir lá,só vou passar a tarde...

- Filha,nem eu nem Marcus podemos ir te buscar nesse horário que você tá querendo,ou você aguenta e fica até a noite na casa de Jennie,ou deixa para amanhã. - Olhei para Taehyung sentado ao meu lado,em um murinho que havia na saída do Colégio.Ele balançou a cabeça positivamente.

- Tá, eu fico até a noite então.

- Tudo bem.Marcus busca você,ele vai sair do trabalho mais cedo hoje.Toma cuidado aí hein.

- Tá bom mãe...

- Beijos,te amo.

- Também te amo. - Desliguei o celular revirando os olhos. - Vou ficar na sua casa até aproximadamente sete horas,porque Marcus sai esse horário quando vem mais cedo.

- Ok... - Taehyung sorriu.

- Saco.

- Saco por que?

- Vou ficar o resto do dia em sua casa Taehyung,minhas tarefas estão todas lá em casa!É ruim...

- É bom pra mim. - Olhei para ele,que continuava sorrindo abobado para mim. - E pra Jennie. - Eu apenas dei de ombros,pelo menos eu ia ver minha amiga,eu já sentia falta dela.

[...]

- Fiquei a vontade. - Disse Taehyung abrindo a porta,sua casa era bem simples mas também não era feia,era uma gracinha.

Eu entrei olhando ao redor com um sorriso,e ainda com dor na perna,ele ainda veio até mim arrancando minha mochila de mim para jogá-la de qualquer jeito no sofá.

- Vovó provavelmente está dormindo agora,então fale baixo.

- Tá bom. - Cochichei. - Cadê Jennie?

- Não precisa falar tão baixo também. - Ele riu. - Ela tá no quarto possivelmente.

- Onde é o quarto dela?

- Ali. - Ele apontou para uma porta.Eu tentei andar até lá,mas Taehyung me impediu. - Mas você não vai me ajudar?

- Eu vou.

- Então,se for até lá você vai se esquecer de mim...

- É só você vir também. - Taehyung ficou um pouco contrariado,mesmo assim decidiu me seguir meio tristonho.

Ele ainda mancava, e bateu duas vezes na porta que era de Jennie.Ela abriu rápido,eu logo a vi com um gesso no braço direito.

Ela me abraçou com  vontade,apenas com um braço.

- Ahh amiga!O que está fazendo aqui? 

- Vim ajudar o Tae em Química.

- Ah,a professora passou algo?

- Sim,um trabalho.

- Ah tá,que bom então que você tá ajudando ele,vejo que se deram bem.

- É,ele é um amor de pessoa. - Olhei para Taehyung ao meu lado,que fitava o chão com um pequeno sorriso tímido.

- Ele é.Aconteceu algo? 

- Não,hoje não,ele só tropeçou e caiu. - Jennie riu.

- Coitadinho... - Dizia entre as risadas.

- Jennie,eu quero falar com você. - Disse Taehyung,e nós duas nos calamos.

- Então fala.

- Em particular.Com licença S/n.

- Tá. - Dei de ombros.

S/n off

Taehyung on

Eu queria ficar sozinho a todo custo com S/n,eu não conhecia muito ela mas aquela bela garota me deixava maluco e envergonhado,principalmente depois que me mandou aquele papel,eu sempre estive apaixonado.

Fechei a porta e fitei minha irmã com uma expressão de bravo.

- Eita,o que foi Tae? 

- Fale para ela que não pode conversar com ela.

- Por que? 

- Jennie... - Ela fez uma cara safada para mim,eu não aguentei e soltei um sorriso.

- Huuuuummm,entendi.Tá bom então.

Taehyung off

S/n on

- Jennie quer ficar sozinha. - Disse Taehyung,saindo de dentro do quarto dela.

Aquilo não fazia sentido algum,eu sabia que ele estava mentindo mas não sabia o porquê,então simplesmente ignorei.

- Tudo bem.

- Você vai me ajudar agora?

- Claro,vamos lá.

[...]

Taehyung era muito inteligente,ele tirava notas baixas apenas por uma pequena depressão e sofrimento que o rodeava devido à violência dos garotos para com ele.

Respondeu todas as perguntas praticamente sozinho,enquanto ficávamos deitados no chão em seu confortável quarto.

- Isso não é difícil. - Falou.

- Verdade,tá vendo que fica tudo mais fácil quando você se dedica?

- Sim. - Ele colocou suas canetas e lápis dentro de seu estojo com um sorrisinho.

- Posso te fazer uma pergunta? - Eu perguntei.

- Claro. - Respondeu com um sorriso ainda maior,se sentando.

- Por que Jennie quis ficar sozinha? - Ele desfez o sorriso,ficando em silêncio. - Eu sei que mentiu.Por que fez isso?

- S/n,desculpa,eu queria aprender rápido sobre essa matéria e eu sabia que ela ficaria te enrolando. - Fiquei um tempo pensando sobre aquilo.

- Hum...não precisava fazer isso.

- Desculpa.

- Posso ir até ela agora?

- Não!

- E por que?!Você já aprendeu!

- Não,eu...ainda tenho dúvidas e...

- Que dúvidas? - Ele ficou olhando pra minha cara sem saber o que dizer,para mim aquilo tudo era enrolação.

- Ah,é mentira,só queria ficar sozinho com você.

- Pra que isso Taehyung?

- Porque eu gosto de você!S/n,estou apaixonado,e você disse que me amava...

- Taehyung,por favor... - Eu estava muito encrencada,Taehyung se apaixonou por mim e eu não podia retribuir no momento e nem sabia como inventar uma boa desculpa.

- Por favor o que?Fica comigo,nós dois gostamos um do outro...

- Você não acha que deveríamos esperar mais? - Ele fitou o chão.

- Tudo bem,espero o tempo que for preciso para isso. - Eu não queria sorrir,mas fiz.

Era péssimo dizer isso,eu não sabia o que sentia,e comecei a achar que estava começando a gostar dele.

Fiquei pensando em todos os momentos,enquanto ele me fitava.A doçura em suas frases,o carinho,os sorrisos que ele me dava e todo o afeto,essas coisas boas,apenas ele fez por mim.

- Vamos chamar Jennie.

- Tá...

Fomos até a porta de minha única e melhor amiga,e quando abrimos,ela estava com fones de ouvidos enquanto visualiava seu computador.

A menina parecia confusa,tirou os fones e ficou olhando para mim e seu irmão com uma sobrancelha arqueada e em silêncio.

- Quer fazer alguma coisa?Meu padrasto só vem me buscar a noite. - Eu falei.

- Isso é ótimo... - Ela respondeu sorrindo.

- Querem jogar vídeo game? - Perguntou Taehyung.

- É claro!! - Respondeu Jennie,os irmãos estavam machucados,mas pelo menos um jogo não ia prejudicar mais o corpo deles.

[...]

Nós três,por incrível que pareça,ficamos jogando até escurecer.

Foi um dos melhores dias da minha vida.

Jennie e Taehyung brigavam frequentemente,e o que me fazia rir era o motivo,por coisas bobas Taehyung subia em cima dela e ela dele,e eu observava me deitando no chão de tanto rir.

Eles me contaram que tinham um outro irmão,ele era bem mais velho e adotado,e tinha bastante dinheiro.Foi esse irmão que presenteou Taehyung com o vídeo game,e ele que ajuda o casal de vez em quando.

A melhor parte foi quando Taehyung ficou bravo comigo porque eu o venci em um jogo.

Ele cruzou os braços e fez um bico,eu e Jennie ficamos rindo dele.

O garoto não fazia aquilo olhando diretamente para mim,quando ele olhava,desfazia totalmente a expressão má,e ficava sorrindo discretamente para meu rosto alegre.

Eu também tive muito contato físico com ele.

Às vezes Jennie fazia "huumm" pra gente,o que me fazia ficar vermelha, e ele,ficar sorrindo de um jeito bobo me fitando.

Foi incrível.

Eu até suspirei ao ouvir a buzina do carro de Marcus.Taehyung agarrou meu braço,e Jennie foi rapidamente abrir a porta.Eu fiquei deprimida,foi errado deixar as tarefas de casa de lado,mas valeu a pena.

Valeu a pena as risadas que eles tiraram de mim,as risadas que Taehyung dava pra mim,as declarações de amor feitas mais cedo,os toques fortes em meu braço,os xingamentos engraçados entre os irmãos,foi perfeito.

Ele me trazia sentimentos diferentes que ela.

Jennie,era minha melhor amiga. 

Mas eu não conseguia ver Taehyung desse jeito.

- Por favor,não vá! - Exclamou o garoto,agarrado ao meu braço direito.

- Eu preciso ir.Prometo que vou voltar outro dia.

Ele me soltou,e me seguiu até a porta,onde estava Jennie.Peguei minha mochila,abracei Jennie,e saí.

- Espera! - Gritou novamente o garoto.

Eu dei meia volta,e ele avançou e chegou bem perto de mim,me dando um beijo na bochecha.E mais uma vez,meu rosto começou a queimar.

Meu coração estava batendo cada vez mais forte por aquele garoto,eu não podia controlar.

- Tchau. - Me despedi.

Entrei rápido no carro,eu ainda não acreditava naquele simples beijo na bochecha,minhas pernas estavam bambas,e tudo só piorou quando percebi que Hoseok estava ali também,sentado atrás,bem do meu lado,com um enorme sorriso.

- É seu namorado?

- Não!!

- Huummm... - Marcus também ajudou seu filho,e eu apenas apoiei meu cotovelo na porta do carro e fechei a cara.

Eu não sei,hoje tudo cresceu.


Será que eu,S/n,estaria começando a gostar de Taehyung? 



Notas Finais


AIMEUCU
ISSO COMBINA MUITO COM A VERSÃO ORIGINAL DE BUTTERFLY,VOCÊS TÊM QUE LER OUVINDO ELA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...