História Just You&Me - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Visualizações 11
Palavras 1.045
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Publiquei o primeiro capítulo dessa história hoje, pois tinha escrito semana passada... Provavelmente, voltarei a postar os caps das fics até sexta... Estou com alguns problemas aqui em casa e não to com tempo livre para escrever e tal...

Capítulo 1 - Dançando sentimentos


Fanfic / Fanfiction Just You&Me - Capítulo 1 - Dançando sentimentos

Jungkook On 


 Estava andando tranquilamente, tinha acabado de sair da faculdade... Foi realmente casativo, estava indo para minha casa, caminhava sobre uma ponte, até que ouvi um choro. 

 - O que foi que deu em mim? Que merda de idéia foi essa? - Ouvia a voz ainda mais de perto. 

 Olhei para baixo e vi duas mão segurando na barra de ferro que tinha na ponte. 

 - O que está fazendo aí? - Perguntei correndo para ver quem é que estava segurando na barra de ferro. 

 - Poderia me ajudar? 

 - Claro! Segure em minha mão! - Disse estendendo minha mão. 

 Era uma moça... Não conseguia puxar ela, eu sou forte, mas a moça era gordinha... Eu já estava entrando em desespero, não queria ver uma pessoa morrer na minha frente, muito menos ver uma pessoa morrer sem nem ao menos ter ajudado. 

 Olhei para os dois lados a procura de alguém, até que avistei uma garota toda vestida de preto caminhando calmamente e gritei para chamar sua atenção. 

 - Ei! Garota me ajude! - Ela ao menos levantou a cabeça para me olhar, passou reto, me ignorando total. 

 - Por Favor! Me ajude... Ela vai acabar morrendo! 

 Ela parou de andar virou sua cabeça levemente para o lado, não conseguia ver seu rosto pois estava de moletom com um gorro, a sombra que o gorro reproduzia cobria todo seu rosto só conseguia ver seus lábios entre abertos. 

- Por que eu ajudaria?

- Como Por que? Ela vai acabar morrendo. 

 - E o que é que eu, tenho ha ver com isso? 

 - Por Fa-- Fui intenrrompido pela garota. 

 - O que você tem ha ver com isso? Ela desceu aí, porque quis... Se não percebeu, ela estava tentando se matar e você atrapalhou a tentativa de suícidio dela. 

 Eu não sabia o que dizer... Ela estava certa mas mesmo assim eu nunca deixaria aquela garota morrer sem ao menos tentar ajuda-la. 

 - Tolo... - Ela disse virando seu rosto para frente, continuando a andar calmamente. 

 - Droga! Eu morro, mas você não vai morrer... Entendeu bem, moça? 

 - Sim! - A garota respondeu chorando. 

   

S/N On 

 

Ouvi o garoto dizer... 

 - Droga! Eu morro, mas você não vai morrer... Entendeu bem, moça? 

 - Sim! - A garota assentiu chorando. 

 " Garoto Tolo!!" 


 Jungkook On 


 Ouvi passos rapidos vindo em minha direção, logo uma voz me disse. 

 - Panaca! - A garota de gorro havia voltado, logo pegando na outra mão da moça. 

 - No 3... 1, 2, 3! - Puxamos a moça e caímos no chão por conta do embalo 

 - Uffa! Obrigado por ter me ajudado! 

 - Vai pro inferno... - Ela me respondeu sério, se levantando e voltando a caminhar. 

 - Moça!! Muito obrigada por ter ajudado o moço a me salvar! Eu realmente não sei o que foi que deu em mim, para fazer essa idiotice... - A moça disse aos prantos. 

 A garota parou de andar por um momento, se virou para trás, encarando eu e a moça. Ela não disse nada... Simplesmente nada, se curvou como uma forme de dizer " Por nada", se virou novamente e voltou a andar. 

 - Obrigada moço! Você é um anjo enviado por Deus! Você e aquela moça. - Ela sorriu enxugando as lagrimas. 

 - Anjo? Ela é muito grossa. 

 - Não fale assim... Você não a conhece, talvez só esteja precisando de ajuda. 

 - É verdade. Me levantei e estendi a mão para a moça se levantar. 

 - Obrigada. 

 - Por nada... Não faça mais isso! Entendeu? 

 - Sim! 

 Olhei na tela do meu celular e já eram 11hrs noite. Tinha que ir para casa, 8hrs eu precisava estar no serviço e já estar atendendo os clientes, trabalho em uma cafeteria... 

 - Preciso ir... Sinto muito! Meu nome é Jungkook, me ligue se quiser conversar ou algo do tipo, só não tente se matar novamente. - Disse entregando um papel com meu número.   

 - Okay! Muito obrigada mesmo! 

 - Por nada! Fui! 

 Sorri para a moça e fui andando na mesma direção que a garota, eu conseguia ve-la bem mais a frente que eu... Resolvi segui-la. 

 Fui seguindo a garota até que ela parou e bateu numa porta. Um homem alto abriu a porta, uma garrafa de soju estava em sua mão, parecia estar bem bêbado, mal parava de pé, ele a olhou e gritou com a garota logo em seguida. 

 - Por que tanta demora? Trouxe a minha bebida? 

 - Não... 

 - Por que não? Tire essa droga de fones de ouvido! - Disse puxando o fone e o celular junto, tacando-o no chão logo em seguida. 

 - Perdi o dinheiro, ajudei um garoto e acabei o perdendo. 

Ela perdeu o dinheiro na hora em que ajudou um garoto... Será que era eu? Ela está com problemas por minha causa?

 - Como? Eu te disse para ir comprar a minha bebida, e você vem me dizer que perdeu o dinheiro na hora em que ajudou um garoto? 

 - Sim... 

 - Mas é uma vadia mesmo! Filha imprestavél! - Ele berrou, desferiu um tapa no rosto da garota, o tapa claramente havia doido, foi um impacto tão grande que seu gorro caiu para trás.  

- Vai dormir pra fora! Quem mandou não trazer minha bebida. - Ele fechou a porta na cara da mesma. 

 - Droga... - Ela sussurrou se abaixando e pegando seu celular com seu fone. 

 Fiquei abismado em ver a garota... Seus cabelos são cacheados, ela não é coreana, pois não tem olhos puxado e seus lábios são mais carnudos do que os dos coreanos. 

 Ela saiu andando, colocou seus fones e seu gorro novamente, continuei a seguindo, até que ela entrou em um galpão. 

Tirou seu moletom e seu celular, colocou no chão. Uma música lenta começou a tocar. 

 " Ela... Ela está dançando?

 Sim! Ela estava dançando, uma dança muito bonita... Era um ballet,tão suave, seus passos tão delicados, seu corpo mexia suavemente, parecia penas sendo carregadas pela brisa... 

 A música acabou, a garota se sentou no chão e começou a chorar... 

 - Poxa pai... Por que faz isso? - Sussurrou. 

 - Melhor eu voltar a dançar... Dançar é minha única forma de me expressar. 

 " Uma bailarina, uma linda bailarina, porém... muito sofrida " 


CONTINUA


Notas Finais


Espeto que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...