História Juste un jour avec vous suffit. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Adrinette, Chat Noir, Ladrien, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Miraculous, Nathaniette
Visualizações 354
Palavras 2.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente mil desculpas pela demora eu tive um grande bloqueio criativo e também esse capítulo deu um pouco de trabalho já que tinha partes que não se encaixavam.
Mais vamos ao capitulo.

Capítulo 3 - Smile.


Fanfic / Fanfiction Juste un jour avec vous suffit. - Capítulo 3 - Smile.

Marinette pdv.  

Vancouver 06:00am.

O aeroporto de Vancouver era belíssimo, contendo em sua frente a paisagem de varias árvores em seus tons de verde-musgo,claro e outras em um dourado,carros,motos e bicicleta passavam de lá pra cá.

-bom alunos,o hotel em que ficaremos não é muito longe daqui mais quero que todos andem próximo de mim OK? Madame Bustier diz.

-OK. Todos nós dissemos e a seguimos para o lado de fora.

Demos graças a Deus por sermos uma sala de 15 alunos senão seria problemas demais,Alya havia dado a Nino sua mala para tirar várias fotos da cidade,Chloe ia afrente resmungando por ter que levar a mala dela já que Sabrina havia engatado em uma conversa superanimada com Max,Kim e Alix conversavam sobre uma possível aposta,a única pessoa alheia aquilo tudo era Lila que aparentava não querer estar ali.

-é uma cidade linda,certo Marinette? Adrien que vinha ao meu lado disse.

-sim,ela é muito bela,se puder eu gostaria de sair para ver um pouco dela assim que chegamos ao hotel. Digo surpreendjogavam xadrezr gaguejado. 

-se madame Bustier deixar quero lhe levar a um lugar que sempre quis ver quando venho aqui. Adrien diz e lhe dou um sorriso confirmando.

Andamos mais um pouco,eu e Adrien entramos em uma conversa sobre a cidade,seus pontos turísticos e históricos dali,até que somos interrompidos por Alya que nós puxa para tirar uma foto com ela.

-não,Alya. Digo para ela que me arrasta para perto de Nino que esperava mais frente do nosso grupo escolar.

-por favor Mari. Ela faz os olhinhos de bebê.

-isso ai não vale Alya! Digo para ela.

-não fique bravinha smurfete. Alya diz.

-loira azeda você me paga por esse apelido. Digo e Adrien ri baixinho.

-bom então essa eu quero ver. Ele diz e se posiciona ao meu lado.-sorria.

-mais meu sorriso pode ofuscar a câmera da Alya. Digo e ele chega perto do meu ouvido.

-convencida você não smurfete? Ele diz e sinto algo me empurrar contra minha mala e quase caio se não fosse pelas mãos de Adrien me segurando.

-tudo bem? Ele me pergunta,nossos rostos estavam próximos,suas mãos estava em meu quadril e nossos lábios quase encontravam pelo espaço que estavam.

-s..sim. Gaguejo,maldita gagueira tinha que aparecer agora?Sinto seu olhar esverdeado passar pelo meu corpo examinando vendo se estava tudo certo e percebo que estou corada e muito.

-bom se o casalzinho ai já terminou temos que continuar. Madame Medeelev diz nos olhando.

Adrien solta suas mãos de minha cintura e passa a direita na nuca.

-er.. Vamos? Ele diz e eu assinto. Aquele cosplay de uva passa não podia esperar outra oportunidade para atrapalhar não?

-Marinette? Adrien me chama,chegando mais perto de mim e olhando meus olhos.-você ainda esta aqui?

-em Vancouver? Sim. Digo e ele sorri. Ah como eu amava seu sorriso.

-não,na terra Marinette é isso que eu estou lhe perguntando. Adrien diz.

-claro,como poderia estar em outro lugar? Digo e percebo o que eu falei,ai meu Deus,por que eu não posso falar nada certo?.

-Marinette,se eu não te conhecesse diria que você é anormal,mais essas frases desconexas que você diz só lhe torna mais única. Adrien diz.

Adrien me elogiou? Certo foi um elogio diferente mais ainda sim foi um elogio, desperto do meu mundo quando escuto madame Medeelev nos chamar.

*****Quebra de tempo*****

Era aquilo que os canadenses chamavam de hotel? Me pergunto,o local em que nos hospedaria parecia mais um castelo do que um hotel,nas cores de madeira rústicas em alguns portas que davam ao salão de refeições,o elevador com desenhos da bandeira da cidade,uma queda d'água ao fundo da recepção simulava uma cachoeira.

-isso é incrível não acha amiga? Alya me pergunta.

-sim. Digo e me permito a olhar ao redor da entrada novamente,onde várias pessoas entravam com suas malas.

-aqui estão a chaves de vossos quartos como no andar que ficaremos tem poucos quartos vagos,quatro de vocês ficarão juntos. Madame Bustier diz passando a chave para cada um de nos.

Eu,Alya,Nino e Adrien preferimos subir pelas escadas que levavam a segundo andar aonde haviam mais elevadores,enquanto os outros se ajeitavam em três elevadores.

-qual sera nosso quarto? Alya pergunta.

-não sei,mais espero que tenha uma bela paisagem da cidade. Digo e um elevador para em nossa frente de onde sai um senhor bem vestido.

-good morning. Ele diz.

-good morning. Respondemos e entramos no elevador aonde o mesmo estava.

Sétimo andar era aonde ficaríamos,passei por varias das portas de três em três, era em uma dupla da nosso grupo ficava,para não atrapalhar os outros hóspedes.

-quarto 1009. Olho a chave e me direciono a porta,mais ao chegar lá Nino puxa a chave de minhas mãos.

-seria uma falta de educação enorme se deixassemos você abrir a porta de nosso quarto. Nino diz e sinto minha mala cor de rosa com flores orientais ser tirada das mesmas.

Viro me para esfolar o ser que a pegou mais vejo que é só Adrien carregando as malas de todos nós.

-senhoritas. Nino diz e faz uma reverência indicando a porta.

-obrigado Mr. Lahiffe. Digo e passo por ele vendo o quarto.

Possuindo uma janela com vista panorâmica do rio que passava por ali e  varias pessoas andavam de bicicleta ali,quatro camas de solteiro e uma porta de vidro que dava acesso ao banheiro.

-hum,gostei deste quarto. Alya se joga na cama,enquanto Adrien e Nino colocavam as malas na camas respectivas em que ficaríamos.

Nino ao lado de Alya e Adrien ao meu lado.

-obrigada. Agradeço a Adrien que me dá um sorriso fechado e se joga na cama ao lado de olhos fechados e barriga para cima,sua blusa acaba levantando um pouco e posso ver um pouco de seu abdômen,era um pouco definido e mais embaixo a cor de sua peça intima.

- o que você tanto olha no Adrien,Marinette? Alya pergunta com um olhar malicioso, e Adrien se levanta.

-como assim? Ele pergunta inocente e vira a cabeça para o lado confuso, fazendo com que a luz solar batesse em seus cabelos e olhos os ressaltando mais e um pequeno sorriso se fazia ali.

Ah não faça essa cara  garoto bonito senão eu me apaixono mais.

-e...eu não estava olhando para o Adrien, eu estava olhando a vista que me proporcionava,digo a vista da cidade. Digo e Alya cai na risada junto a Nino.

Morenos sem noções.

-P..para Alya! Digo e lhe dou um tapa no ombro.

-c..certo já parei. Ela diz enxugando algumas lágrimas do riso,mais ela acaba rindo mais.

-ALYA! Lhe  dou outro tapa.

-OK, sua bruta já parei. Ela diz e eu concordo.

-então porque você disse que gostou deste quarto. Mudo de assunto vendo o quanto Adrien havia ficado vermelho com minha fala.

-não tente mudar de assunto Mari. Alya diz e lhe lanço meu olhar mais mortal.-certo. É que com uma porta daquela ali. Ela aponta para o banheiro.-ai sim eu terei uma vista maravilhosa. Vejo seus olhos brilharem em malícia.

-O QUE!? Nino diz e olha aterrorizado para a ruiva.

Só então percebo que Adrien não participava mais da conversa,olho para sua cama e o vejo dormindo,a viagem havia sido cansativa e andamos cerca de 3 quadras até aqui.

-Hey,Psiu! Chamo a atenção dos morenos que de uma conversa sobre quarto havia passado de uma para a matéria de ciências humanas.

-o que foi? Alya diz e eu aponto para a cama ao lado da minha.-ah sim,foi mal.

-vamos descer? Nino sugere  e Alya aceita na hora.

-eu não vou,prefiro ficar aqui. Digo e Alya me olha safada.-para criar novos designers.

-OK,até daqui a pouco. Alya diz.

-até. Aceno para os dois e pego meu Sketchbook e me sento na cadeira do lado de fora.

-é muito bonita Vancouver. Tikki coloca sua cabecinha para fora.

-cuidado Tikki alguém pode te ver. Digo e olho para atrás vendo que Adrien não havia se mexido.

-relaxa,porque não vai desenhar? Eu não sairei desta bolsinha OK? Ela dize se esconde novamente.

-OK. Digo para mim mesma e começo a criar,só das pessoas e das cores e formatos de prédios eu já havia criado,bolsas,saias,vestidos,e até mesmo chapéus!

-senhorita designer. Alya diz a pé do meu ouvido me assustando.

-o que foi? Digo assim que me recupero e vejo a rindo igual a uma hiena.

-é para irmos almoçar. Ela diz e vejo Nino acordar Adrien que coça os olhos e passa as mãos pelos fios de cabelo os deixando mais bagunçados.

-OK. Digo e entro guardando meu Sketchbook.

Saímos e Alya tranca o quarto.

-o que vocês fizeram esse tempo todo? Pergunto a ruiva que me olha.

-nos estávamos no hall da entrada. Alya diz.

-descobrimos que tem uma festa por aqui perto hoje à noite,topam ir? Nino diz olhando para mim e Adrien.

-não sei cara. Adrien diz e chegamos ao hall,nem havia percebido que havíamos descido as escadas.

-madame Bustier e Medeelev sabem disso? Pergunto aos morenos.

-Bustier sim,mais Medeelev não. Alya diz e andamos até a mesa aonde haviam pratos,talheres e mais a frente a comida.

-como assim não? Pego um prato,garfo e uma faca.

-Bustier disse que deixaria nos irmos se voltassemos cedo. Nino diz e passa para o outro lado da mesa.

-sem Medeelev saber? Pergunto,Caline sempre havia sido mais responsável que todos os outros professores.

-cá entre nos Mari. Alya diz e nos sentamos em uma mesa que dava vista da rua.-nem Bustier gosta dela.

-então aceitam? Nino diz com a boca cheia.

-tenha educação Nino! Alya e Adrien diz,sendo que Alya bate em seu ombro.

Olho para Adrien que encontra meu olhar e quase me perco na imensidão verde deles mais me viro.

-não vai fazer nenhum mal,vamos então Marinette? Adrien me pergunta.

-certo. Digo e continuamos o almoço em meios as risadas e sermões de Alya com Nino.

Agora nos encontrávamos no Stanley Park,Alya havia convecido a Medeelev que nos deixassem sair para dar um passeio e voltarmos as seis e meia ou até antes.

-Marinette. Adrien olha para mim e depois para alguns adolescentes que transitavam por ali em bicicletas que eram usadas para passeio ali.

-sim? Digo focada no lago aonde uma casal de cisnes formavam um coração.

-bem..er...como eu posso dizer isso. Adrien me olha e viro me encontrando a uma distância muito curta dele,distância essa muito perigosa para mim.

-diga. Falo me afastando um pouco.

-é que e meio vergonhoso te pedir isso. Ele diz.

-não precisa ficar. Digo e lhe dou um sorriso e vejo ele se encher de coragem.

-será que você poderia me ensinar a andar de bicicleta? Ele diz olhando para onde Alya e Nino jogavam xadrez com um senhor de idade e Nino perdia. Começo a ri da pergunta.

-sério? Olho para ele que afirma e acabo rindo mais,mais paro ao ver que ele olhava cabisbaixo.-espera é serio mesmo?

-sim Marinette. Ele diz e passa mão na nuca,um ato que percebi ser dele quando ficava nervoso ou sem reação adequada para situação.

-certo eu te ensinarei. Digo e me levanto.

-aonde você vai? Ele levanta junto a mim e me segue até a lojinha ali perto que se pagava pelo uso das "vélos".

-alugar uma "vélo". Digo e chego a lojinha aonde uma moça de cabelos azuis claros e olhos cinzas estava,sua roupa era descolada e se lia "Fuck if love, I do not belong to you."

-Excuse me, how much would the bike rent? Pergunto a ela.

-Are $ 12.00, plus if accompanied it will be 7.50. Ela diz.

-Then we'll want one for two. Adrien diz.

-7,50. Ela diz e quando vou pegar meu dinheiro vejo Adrien já pegando o troco.

-hey,eu iria pagar! Digo e ele sorri para mim.

-deixamos isso comigo. Adrien diz e pego uma bicicleta que possuía as cores branca e amarela,com flores na cesta.

-acho que aqui esta ótimo. Digo e lhe entrego a bike.

-e porque tinha que ser tão longe? Adrien olha para trás aonde podia se vê Nino e Alya de longe.

-porque você não quer passar vergonha ou quer? Digo.-se quiser podemos voltar para lá e termos uma manchete parisiense maravilhosa amanha nos sites internacionais e nos jornais de Paris.

-como assim? Ele sobe na bicicleta sem começar a pedalar.

-humrum.... Fingo estar gravando algo.-"Modelo Adrien Agreste sofre acidente durante viagem de final de ano escolar,o motivo de seu ferimentos..." se ouver certo? "Foi uma bicicleta branca e amarela com flores.".

-isso seria ridículo. Adrien diz.

-então não reclame. Digo.-certo,você já esta em cima da vélo,agora escore a mão nesta árvore e começa a pedalar.

-seu pai lhe ensinou assim? Ele me pergunta.

-não,mais não quero sofrer um acidente.Digo e ele começa a pedalar.-me dê sua mão.

-OK. Ele me da sua mão, quente e macia assim posso defini lá,foco Marinette! Você esta ensinando o amor da sua vida a andar de bike.

-comece a pedalar novamente. Digo e puxo sua mão de leve trazendo o comigo para frente.

-Marinette eu vou cair! Ele diz e solta minha mão.

-não vai. Digo e segundos depois ele quase da de cara com uma fonte.-certo,vamos de novo.

-não. Ele diz e deixa a bicicleta no chão e se senta perto da mesma.

-vai desisti? Pergunto me sentando ao seu lado.

-isso é ridículo Marinette. Ele diz e começa a brincar com a grama.

Tirando coragem não sei da onde coloco minha mão sobre a sua e faço o virar para mim.

-não é. Digo.-vamos,só mais uma vez e se não conseguir devolvemos ela OK?

-OK. Ele diz,me levanto puxando sua mão fazendo o levantar.

-confie me mim. Digo assim que arrumamos a bicicleta novamente.

Começo o mesmo ciclo de antes e 10 minutos depois temos um modelo andando pelo parque sorrindo.

-eu consegui Marinette. Ele diz assim que para ao meu lado

-conseguiu,viu era só tentar. Digo desecorando da árvore em que estava.

-sobe. Ele diz.

-o que? Pergunto olhando pra ele.

-sobe,vamos Marinette. Ele diz.

-OK. Digo e subo na garupa.

Ele começa a se movimentar nos levando para perto de onde todos estão,escuto sua risada em sem perceber me contagio com ela e acabo rindo também.

Mais somos parados por três crianças que passaram a nossa frente fazendo Adrien apertar o freio,nos jogando longe e caindo um em cima do outro.

-isso é tudo sua culpa loira azeda. Digo sorrindo enquanto escuto a mãe dos pequenos brigarem com eles e algumas pessoas nos perguntando se estamos bem.

-não foi smurfete. Ele diz com um sorriso.

Nos levantamos e dizemos a todos que estávamos bem,pegamos a bicicleta a devolvendo para a moça.

-e a propósito smurfete, belo sorriso. Ele diz e me dá um beijo na bochecha me deixando ali fazendo cosplay de um tomate com pernas.

-o..obrigada. Digo olhando para ele.

Sair para viajar e vir nesse parque foi uma das melhores idéias.Olho para bicicleta.

"Espero ter mais momentos como esse".

Penso e vou até Alya e os rapazes.


 



Notas Finais


Foi só eu ou mais alguém se apaixonou por esse capitulo.
Bom isso é o de hoje.
Amanha eu irei postar e desta vez é verdade.
Boa noite laranjinhas.
E até amanhã.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...