História Justice League, The Return - 1 Temporada - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Liga da Justiça, Mulher Maravilha, Superman
Personagens Arthur Curry (Aquaman), Barry Allen (Flash), Bruce Wayne (Batman), Canário Negro, Clark Kent (Superman), Diana Prince (Mulher Maravilha), John Stewart, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Rainha Hipólita, Shiera Hall (Mulher-Gavião)
Exibições 18
Palavras 3.019
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PS: o spin-off dos casais sobre a ida ao passado será postado esse fds , fiquem de olho .

Capítulo 22 - Capítulo 22


 

Capítulo 22-Para se compreender o presente é necessário conhecer o passado .

FLASH BACK

— E aí ? Saiu o resultado? Você já recebeu a carta ? - falou Jor-El ansioso no telefone .

—Se acalme , Jor . Parece que quem vai passar é você . - falou Daiana rindo ao telefone.

— Eu estou ansioso já até comprei umas coisas pra você aqui . - falou Jor sorrindo .

— Nossa, tá ansioso mesmo . Mas a carta que eu recebi foi da Universidade de Cambridge . - afirmou Daiana.

— Por que você se escreveu nela ? - perguntou Jor-El preocupado .

— Relaxa, Jor. - afirmou Daiana . - Me inscrevi em várias e o papai tem vários amigos no Reino Unido , por isso fez questão , mas não se preocupe . Essa não é uma opção .

— Ok, você abriu essa? - perguntou Jor-El.

— Não , estou preocupada pode ser minha primeira aprovação ou rejeição . - afirmou Daiana nervosa abrindo a carta .

— Eu sei que você vai passar . - afirmou Jor-El sorrindo .

— Eu passei !!!!!- falou Daiana gritando de alegria .

— Eu sabia . - falou Jor-El sorrindo. - Parabéns , mas não irá estudar lá . - afirmou Jor-El com autoridade.- Sua opção é Illinois

— Eu sei , a carta de Illinois deverá chegar hoje.- afirmou Daiana sorrindo .

.............................

— Pai , eu não vou me casar e muito menos voltar . - falou Mareena irritada andando de um lado para outro no seu quarto .

— Você é uma princesa ! O seu dever é com o seu povo .- afirmou Aquaman irritado .

— Mas eu tenho namorado, eu tenho amigos e tenho uma vida aqui . - afirmou Aquagirl com raiva. - E não serei a sucessora do trono.

— Sabe quantas filhas agradeceriam ao seus pais por isso? Poderia colocar na mão do irmão mas quero que você assuma a coroa . - afirmou Aquaman.

— Mas eu não quero , nunca quis e nem pedi ! Ofereça alguém que queira. - falou Aquagirl .

— Acha que é assim ? Seu compromisso é com seu povo , você sempre soube disso . - falou Aquaman .

— E se eu não quiser assumir esse compromisso ?- falou Mareena irritada.

— Criança ingênua! Eu sabia que era uma péssima ideia deixar você aqui! Eu disse a sua mãe. O seu povo é quem você é , aquilo que representa . - falou Aquaman .

— Pai, eu já disse que tenho namorado e que não irei me casar com ninguém ! - falou Mareena firmemente .

— Não seja tola , Mareena . Acha que mesmo que ele conseguiria viver conosco? - falou Aquaman.

— Sim , ele me ama . - afirmou Mareena .

— Ele jamais abriria mão de tudo isso por você. - afirmou Aquaman .

— Talvez ,sim . Ele me ama de verdade ! - gritou Aquagirl.

— Deixe de ser tola ! Ele é um homem e na primeira oportunidade a trocará por alguém que não traga tantos problemas ! - afirmou Aquaman.

— Não o conhece como eu ! - falou Mareena chorando . - Você não pode me obrigar a isso .

— Posso sim e VOU! Sou o seu pai e ainda sou o seu rei. Isso é um ordem. - falou Aquaman furioso .

— Não ! - falou Mareena chorando .

No momento em que o seu pai bateu a porta Marrena desabou no chão e lágrimas começaram a rolar por seu rosto . Como seu pai poderia fazer isso como ela ?

Será que ele não conseguia entender que om melhor para ela era Rex . Mareena amava Rex com todas as suas forças , portanto , como poderia casar com outro ? Como poderia se entregar a outro homem ?

Provavelmente, o seu pai teria escolhido um nobre de Atlantis ou algum comandante, talvez, um general importante que eram todos velhos com idade para ser ser pai ou seu avô.

Ela havia perdido seu chão, não tinha ideia de como contaria isso ao Rex, não sabia qual seria sua reação e isso assustava .

MANSÃO WAYNE

Daiana estava sentada em sua penteadeira e passando levemente a escova em seus cabelos sedosos e macios , isso era algo que ela tinha muito orgulho pois seus cabelos eram idênticos ao de sua mãe .

Era estranho como hoje sentia mais falta dela do que nunca, Daiana estava pensando se sua mãe aprovaria sua decisão de deixar a liga, de fazer medicina e de deixar seu pai só. Apesar de sua teimosia e relutância, ela sabia que Bruce só queria protegê- la de tudo .

Daiana se levantou foi em direção a escada que dava para o saguão principal da mansão e depois atravessou a passagem que levavam a batcaverna.

Daiana apesar de todo dinheiro não ligava para certas coisas, nunca foi um pessoa consumista e sempre estava simples, porém, como era muito formosa qualquer coisa realçava sua beleza.

Ela usava uma polo rosa baby, calça jeans escura e seu cabelo estava preso , tentou chegar silenciosamente para que o seu pai não percebesse.

— Eu sei que é você . - falou Bruce secamente mexendo em seu monitor .

— Nunca vou conseguir te enganar , pai . - falou Daiana se aproximando e beijando sua cabeça.

— Provavelmente , não . - falou Bruce.

— O senhor não deveria parar com isso ? Concordamos que se eu saísse , você ira parar com isso . Monitorar os vilões só irá te deixar pior .... - falou Daiana preocupada.

— Não é só isso que lhe preocupa . - afirmou Bruce.

— Pai , tem certeza que ficará bem ? Estive pensado poderia morar lá comigo . Nada prende você em Gotham . - afirmou Daiana.

— Minha filha, eu não tive uma vida normal mas essa é sua chance. Você pode fugir de tudo isso , não vai me querer lá . Eu quero que você viva a melhor vida possível como uma jovem normal. - afirmou Bruce.

— Ok, vou fazer isso por você mas é difícil ter uma vida normal com superpoderes e um pai tão teimoso. - afirmou Daiana sorrindo .

— Eu sei .  - afirmou Bruce. 

— Ah , pai. - afirmou Daiana saindo . - Eu recebi a carta de Cambridge e de Illinois. 

— E qual das duas irá escolher ? - perguntou Bruce. 

— Não deveria perguntar se eu passei ? .- afirmou Daiana. 

— Você é minha filha , eu sei que passou na duas . Cambridge seria uma oportunidade melhor , outra perspectiva de vida , nova cultura e mais conhecimento . - afirmou Bruce.

— É , mas também fica muito mais longe de Gotham . afirmou Daiana . 

.....

TORRE DA LIGA

—ELE NÃO PODE FAZER ! - falou Rex gritando.

— Ele pode . - falou Marrena chorando .

— Eu vou falar com o Superman , com o J'oon e farei os meus pais virem aqui se for preciso ! - falou Rex se aproximando de Mareena.

— E se nada adiantar , Rex ? O que faremos ? - falou Marrena o abraçando chorando .

— Mareena , você não se casará com ninguém , entendeu ? - afirmou Rex a abraçando fortemente.

— E se .... - falou Mareena chorando.

— Mareena , você é minha , entendeu? Somente minha , então , como poderia casar com alguém que não fosse eu ? - falou Rez a puxando para si .

— Tem razão , meu amor . Eu sou sua , somente sua e de mais ninguém. - falou Mareena se acalmando .

Então , ele a beijou como era doce , terno e suave os lábios como um bálsamo que afastava toda tristeza e dor . Ela sabia que ele jamais deixaria que e ela pertencesse a outro , afinal , ela já era dele e seria sua para sempre.

.........................

REFEITÓRIO DA LIGA

Mareena estava muito preocupada pois se pai havia dito que seu noivo a estava esperando no refeitório , ela imaginava o pior e suas pernas tremiam , Mareena não tinha a menor ideia de como reagiria .

Então , ela o viu . E de repente ficou mais confusa ainda , porém , todo aquele medo havia desaparecido .

— Aqualad? - falou Mareena surpresa se sentando .

— Maree , oi. - afirmou Aqualad constrangido .

— Você é o noivo que meu pai falou ?- perguntou Mareena surpresa .

— Sou , eu sei que é um situação difícil mas estou aqui por você . - afirmou Aqualad .

— Por mim ? Não me diga que está .... - falou Aquagirl preocupada.

— Céus , não ! Você é como uma irmã mas se conheço você encontrará alguma forma de se livrar desse casamento . Então é melhor que seja com um amigo para ajudar , não acha ? - falou Aqualad sorrindo .

— Obrigada , Aqualad . Você é um bom amigo . - afirmou Mareena sorrindo .

—É o mínimo que poderia fazer por você . - falou Aqualad . - Você sabe que na frente e seu pai teremos que disfarçar.

— Eu sei , não se preocupe consigo fazer isso . Ele não irá perceber até eu encontrar um jeito de me livrar desse casamento . - afirmou Mareena mais confiante .

— Que bom , qualquer coisa pode contar comigo ! - falou Aqualad sorrindo . - Eu sei como o seu pai pode ser teimoso .

— Obrigada , Aqualad . - afirmou Mareena sorrindo - Papai não consegue entender que eu amo o Gavião .

— E onde ele está ?Quero conhecer esse famoso Gavião capaz de conquistar o coração da princesa de todos os oceanos. - falou Aqualad sorrindo.

— Vamos procurá-lo . - falou Mareena se levantando e segurando a mão de Aqualad. - Obrigada , por está fazendo isso . -falou Mareena e o abraçou.

Para azar da nossa princesa dos oceanos Rex aparece nessa hora , no reifeitório e viu os dois abraçados .

Não o levem a mau , Rex era um cara incrível , gentil, correto e extremamente carinhoso , entretanto , ninguém é perfeito . E até a mais bela rosa sempre terá os seus espinhos , assim , era com ele.

Rex sempre foi assim desconfiado com todos , sempre achava que alguém poderia traí-lo , provavelmente , devido aos problemas que seus pais tiveram no passado em relação a confiança.

Então, ele demorava para confiar e quando confiava tinha medo de perder . Porém , até aquele momento ele não tinha se dado conta de como era ciumento .

Mas ele percebeu , Rex não aguentou ver aquilo e voltou imediatamente para terra . Ele estava totalmente alterado , então , o seu celular começou a tocar .

Era ela. Rex , o que está acontecendo com você ? Ela te ama jamais te trairia , Rex começou a se acalmar e respirou fundo .

........

MANSÃO WAYNE

14:30 P.M

Daiana estava deitada na cama com a Odisseia sobre o seu abdômen e estava dormindo tão profundamente , enquanto, Jor-El entra pela varanda que estava aberta . Ela sempre fazia isso , deixava a janela aberta como se soubesse que ele poderia aparecer a qualquer momento .

Jor-El se aproximou devagar até a cama, sentou na beirada da cama e passou a mão no rosto de Daiana, enquanto, sorria. Era incrível como ela possuía um olhar sereno e ao mesmo tempo preocupado .

Ele não gostava que ela ficasse lendo sobre a mitologia grega, pois apesar de Daiana sempre afirma que estava tudo bem ele sabia que não estava. Quando ela voltou tinha pesadelos com frequência isso quando conseguia dormir .

Então, ela parou de contar a ele pois não queria deixá-lo aflito mas ele a conhecia melhor que qualquer um e já esteve na sua mente .

— A sua mão está gelada . - afirmou Daiana baixinho e ainda de olhos fechados.

— Você está dormindo . Como pode saber que sou eu ? - perguntou Jor-El surpreso .

— Jor, mesmo que estivéssemos em no breu total , eu saberia quem era você. - falou Daiana sorrindo com os olhos fechados.

— Eu recebi sua mensagem , você conseguiu ! - falou Jor-El sorrindo . 

—E ainda duvidava ? Veio voando de Chicago até aqui ?- perguntou Daiana por causa da sua mão . 

— Sim . - afirmou Jor-El envergonhando .- Não aguentei esperar. 

— Eu sei , por isso , deixei a janela aberta. - afirmou Daiana sorrindo .

— Lendo esse livro de novo ? - afirmou Jor-El pegando o livro e colocando na mesinha ao lado da cama.

— Sim , mas não se preocupe. Isso é bom, sempre devemos conhecer nossos inimigos . - afirmou Daiana dando um espaço na cama.

— Eu já disse que nada irá lhe acontecer nunca mais . - afirmou Jor.

— Eu sei, confio em você. - falou Daiana sorrindo discretamente.

— Vamos hoje para aquela festa que eu falei ?- perguntou Jor se deitando ao lado de Dai.

— Não gosto muito de festas sabe disso .- falou Dai encostado a cabeça no peito de Jor-El.

— Eu também não mas hoje será sua despedida de Gotham, então, devemos comemorar pois você passou em Illinois .-falou Jor-El passando a mão nos cabelos de Daiana. - E o pessoal da liga vai também como civis , você sabe como eles sentem sua falta .

— Eu sei, sinto a falta deles também . Então , tudo bem . Nós vamos ! - falou Daiana sorrindo .

.....

TORRE DA LIGA

— Estou feliz que vocês já conversaram . Sabia que iria ocorrer tudo bem , vocês sempre foram bons amigos. - Falou Aquaman satisfeito colocando as mãos sobre o " novo casal" .

— Claro , Aqualas é um homem incrível . - disse Mareena entrando no jogo.

— Que bom . Finalmente , aceitou minha decisão . - afirmou Aquaman .

— Estou feliz , meu rei . Não mereço essa honra de fazer parte da sua família. - afirmou Aqualad .

Rex percebeu como havia sido tolo , Mareena o amava , ela era sua e somente sua . Então , voltou para a torre e a estava procurando em seu dormitório quando percebeu que a porta estava entreaberta e se aproximou vargarosamente.

— Agora , eis aqui as alianças. - falou Aquaman mostrando as alianças.

— Eu coloco. - afirmou Aqualad colocando e no dedo de Mareena.

— Vou colocar no seu . - falou Mareena colocando também .

— E agora pra selar esse compromisso deverão se beijar como manda a tradição mas que seja algo rápido . - afirmou Aquaman olhando para Aqualad.

— Claro , meu rei . - afirmou Aqualad.

— Deixe disso , agora seremos uma família. Me chame de Arthur. - afirmou Aquaman .

— Tem certeza que isso é necessário?- perguntou Mareena constrangida .

— Claro. É uma tradição do nosso povo , o beijo sela o compromisso . - afirmou Aquaman .

— Vamos , Mareena . - falou Aqualad se aproximando . - Não esqueça o que combinamos.

— Tem razão , tudo bem . - falou Mareena se aproximando .

Então, Aqualad se aproximou lentamente e seus lábios se tocaram não foi um beijo de amor era nítido e não foi demorado só o tempo suficiente para o seu pai acreditar.

Infelizmente , Rex viu tudo . E naquele momento o seu coração se partiu , uma furia sobrenatural tomou conta dele o levando a empurra a porta de uma vez com tanto força que quase quebrou a porta.

— Rex ! - falou Mareena aflita. - Eu posso explicar ...

— Explicar o quê ?Até ontem estava fazendo juras de amor pra mim , e agora está aos beijos com ele. - falou Rex socando a parede.

— Não é o que você está pensando , cara. - afirmou Aqualad tentando ajudar a amiga.

— Então , o que seria ?- falou Rex gritando e se aproximando de Mareena .

— O que você pensa que está fazendo?- afirmou Aquaman estendendo o braço e impedindo que Rex se aproximasse .

— Minha filha e você jamais dariam certo , são diferentes . Acha mesmo que conseguiria viver conosco ?Imagino que tenha pensado nisso não é ?Ela não passaria o resto da vida com você . afirmou Athur secamente.

— Eu ... Bem .. - falou Rex sem saber ao certo o que dizer.

— Foi o que eu pensei . - afirmou Aquaman , então , Rex saiu do quarto .

— Rex... Por que não me deixou falar com ele? Queria explicar as coisas...- afirmou Mareena quase chorando .

— As coisas são exatamente como eu tinha dito , ele não abriria mão de nada . - afirmou Aquaman.

.....

— Oi, Gavião - afirmou Big Barda.

— Ah ? Oi . - falou Rex ainda atordoado com as palavras de Aquaman .

— Tá tudo bem? - perguntou Big Barda.

— Vai ficar . - afirmou o Gavião - Guerreiro com pressa.

— Você vai hoje? -perguntou Big Barda ainda o seguindo .

— Pra onde ? - perguntou Rex andando .

— Pra despedida da Dai , ela passou e vai morar em Chicago . - falou Biga Barda.

— Não sei... Não sabia. - falou Rex confuso e com a mente em outro lugar.

— Estranho , eu tinha falado com a Aquagirl e ela disse que vocês iriam . Provavelmente , ela esqueceu de contar . - afirmou Big Barda.

— É, ela tem esquecido de me contar várias coisas ultimamente . - afirmou Rex pensativo .

— Talvez ,ela não queira ir mas se bem que ela nunca teve ciúme. - falou Big Barda pensativa.

— Ciúme ? Do que está falando ? - perguntou Rex confuso .

— Não vai me dizer que nunca percebeu . - afirmou Big Barda.

— Não . Quem teria ciúme ?- perguntou Rex curioso.

— Ela não tem ciúme por que todo mundo sabe que isso é uma paixonite de criança. - afirmou Big Barda se arrependendo de ter falado .

— Eu ainda não entendi . - afirmou Rex .

—Ah , meu Deus , você nunca percebeu que ela gostava ou gosta de você ! - afirmou Big Barda.

— Quem gosta de mim ? - perguntou Rex curioso.

— Daiana Wayne . - afirmou Big Barda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...