História Justiceiro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Sasuke Uchiha
Tags Curtidores Da Sasuhina/br, Sasuhina
Visualizações 180
Palavras 1.000
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá!
Depois de tanto tempo sem postar uma SasuHina, cá estou eu!
Um desafio do meu grupo preferido do facebook, apesar de não participar mais tanto de lá, mas é claro que não deixaria passar. ♥
Quando vi a imagem, pensei logo em Homem-Aranha, mas saiu o que saiu...
Boa leitura!

Capítulo 1 - Justiceiro - Capítulo Único


 

Todas as noites era a mesma preocupação de sempre: Ele saía pelas ruas fazendo justiça com as próprias mãos e ela temia que nunca mais fosse vê-lo se algo desse errado em uma de suas escapadas noturnas.

Sasuke não tinha ideia que Hinata sabia sobre o seu segredo, ela sempre fora discreta demais, afinal fora educada para ser assim, quase invisível e nunca se opôs ao que ele queria fazer, mesmo que ficasse com o coração nas mãos todas as vezes que o Uchiha a abandonava sozinha na cama.

O justiceiro sempre agia mascarado, sempre agia nas sombras, sempre agia nas noites, sempre agia quando necessário e não havia descanso, pois quase todos os dias eram necessários.

De início, Sasuke dissera para Hinata que era insônia, depois que era trabalho e de certa forma, era verdade, isso até que ele se afastou aos poucos por receio de magoar ou machucá-la… Os inimigos cresciam, o perigo crescia, ela poderia se tornar um alvo… Mas quem disse que ela se importava com isso? E foi numa noite chuvosa que todo o cuidado que ele tivera com a Hyuuga fora por água abaixo, literalmente.

A jovem caminhava distraída observando a chuva, ela sempre gostara mais de dias chuvosos e melancólicos e combinavam com o estado de espírito depressivo dela. Hinata sentia falta do justiceiro que a abandonara semanas atrás… Ela se lembrava da promessa de ele nunca a abandonar, mas acontecera e não se podia fazer nada sobre isso. A Hyuuga até tentara dizer que sabia o que ele escondia, mas também pensou que ele estava fazendo isso para protegê-la… Sentiu-se feliz pelo zelo, mas triste porque isso os afastaria.

Ela deu um suspiro alto e seguiu por um caminho que não seria muito aconselhável por estar sozinha, afinal becos eram um pedido para um assalto ou algo pior, porém seus pés seguiram o caminho conhecido que ela fazia sempre que queria chegar até a biblioteca municipal mais depressa, afinal a chuva parecia apertar.

E o pedido ali estava feito… Ela não se lembrava direito de como fora jogada à parede ou quando a sua bolsa fora tomada de seus braços e o guarda-chuva fora ao chão ou quando o indivíduo que a assaltava se aproximava perigosamente dela, afinal era uma jovem bonita, seria um desperdício apenas roubá-la… Os cabelos preto azulados estavam molhados e escorridos por conta da chuva e ela fechou os olhos, se encolhendo na parede quando ameaçavam tocá-la, porém o banque que veio a seguir fora forte, provavelmente o indivíduo quebrara uma costela ou algo do tipo, pois ficara desacordado na outra parede.

Hinata abriu os olhos ao ouvir o banque, mas nada mais havia lá além de sua bolsa aos seus pés junto do guarda-chuva e o cara no chão desacordado de um jeito estranho. A chuva continuava caindo, porém diminuíra bem, a morena pegou seus pertences e se esgueirou pelo beco, tentando escutar algum movimento que indicasse que o justiceiro ainda estava ali…

E se surpreendeu com a visão que teve, ele estava ali sim, a mirava de um jeito que chegava até mesmo a ser engraçado, estava apoiado em uma das escadas de incêndio de um dos prédios, estava a mirando de ponta cabeça e não possuía a máscara, se mostrava para ela como quem ele realmente era… Uchiha Sasuke.

Sasuke… – O nome dele saíra num sussurro quase inaudível.

A Hyuuga se aproximou dele de maneira receosa, tinha medo que ele se afastasse ou quisesse fugir como fizera naquelas semanas, porém o Uchiha permaneceu ali, daquele jeito diferentão, olhando-a se aproximar. A morena tocou-lhe delicadamente a face, ato este que foi apreciado pelo moreno e foi a deixa para que ela se aproximasse mais, beijando-o em seguida. Foi apenas um selar de lábios, mas ali estava estampada toda a saudade que ela sentia dele. Hinata não se afastou muito dele após aquilo, se encararam por um tempo, ônix no pérola e ela se pronunciou novamente.

Eu já sabia. – Ela sussurrou.

Sasuke deu um fino sorriso diante das palavras dela, sabia que a Hyuuga era inteligente, mas logo o sorriso morreu e deu lugar a um olhar preocupado.

Então entende porque não podemos ficar juntos… – Ele falou no mesmo tom que o dela.

– Não, eu não entendo. – O tom de voz dela aumentara um pouco mostrando o quão indignada ela estava com aquela situação. – É um risco que estou disposta a correr. – Acrescentou mostrando uma expressão decidida.

– Mas eu não estou. – O moreno revidou. – Eu não sei o que faria se algo lhe acontecesse. – Falou fechando os olhos por um momento.

– Nada vai me acontecer, Sasuke. – Hinata revidou se afastando. – Mas algo acontecerá sim se você se mantiver afastado de mim. – Disse num tom de desafio muito conhecido por ele.

O Uchiha se enfezou diante das palavras dela e num movimento rápido estava no chão à frente dela, apertando suas próprias mãos como se estivesse pronto para socar alguma coisa.

– Você não ousaria se meter em problemas apenas para… – Ele começou, porém ela não deixou que terminasse a fala.

– Você tem me observado durante essas semanas que eu sei, caso contrário não teria aparecido aqui, então se esse for o jeito de te ter por perto, estou disposta a correr esse risco. – Deu uma piscada irônica que fez o moreno revirar os olhos.

– Você parece gostar de perigo… Sabe que não tem como eu te salvar sempre.

– Então é melhor parar com o mimimi e aceitar que podemos ficar juntos sim. – Ela falou se aproximando mais e segurando as mãos dele. – Pare de me afastar, pare de se afastar, isso apenas fará mal para nós dois. – Ela pediu numa súplica. – Eu apenas sobrevivi durante essas semanas e acredito que com você não tenha sido diferente, Sasuke.

– É muito arriscado, eu não posso ser egoísta ao ponto de…

– Eu estou sendo egoísta por nós dois, Sasuke… – Ela o cortou. – Por favor.

Pérola no ônix com um pedido quase irrecusável… O Uchiha suspirou rendido e a Hyuuga sorriu, beijando-o.


Notas Finais


E Fim!
Espero que tenham gostado e nos vemos por aí!
Besos e quesos!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...