História Justo você!? - Capítulo 75


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Princesa Aurora, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Vovó (Granny), Will Scarlet, Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags August, Belle, Captain Swan, Captainswan, David, Emmaswan, Graham, Jones, Justo Você, Killianjones, Mary, Once Upon A Time, Ouat, Outlaw Queen, Outlawqueen, Regina, Reginamills, Robin, Ruby, Swan, Swanjones, will
Exibições 200
Palavras 1.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Inhaim...

Capítulo 75 - Eu te amo!


POV Killian:

Cheguei correndo no hospital, deixando Lucy no colo do Robin, que foi falar com a Regina, perguntei onde Emma estava e ela me falou o número.
Como sempre estava no hospital, trabalhando, deixaram eu passar sem ao menos pedir.
Entrei no quarto ela estava com os olhos fechados e com as mãos por cima da barriga.
Dei duas batidinhas na porta para ver se ela estava acordada e ela me olha.

Killian: Amor, fiquei preocupado, a Regina disse...
Emma: Era apenas dor na barriga, o médico me deu soro, doutor.
Killian: Está com fome?-Peguei a mão dela.
Emma: Não!-Fez biquinho.

Desvencilhei minha mão da dela e tirei a blusa de cima de sua barriga, e posicionei minhas duas mãos por cima dela.

Killian: A sua mamãe dá cada susto no papai!-ri.-E você é um danadinho, em? Atanagildo.
Emma: Que horror killian!-Diz rindo.

Ela colocou a mão perto da minha sobre sua barriga.

Emma: Eu te amo!
Killian: Eu também te amo!

E finalmente sentimos, ele deu uma primeiro chute dele, nos olhamos com lágrimas nos olhos.

Killian: Você também?
Emma: Anram, parece que alguém ficou com ciúmes.
Killian: Nós também te amamos, pequeno!
Emma: Ena, pequena..
Killian: Que fazer a ultrassom agora é pergunta para aqueke Maurícinho?
Emma: Não fala assim do Arthur, ele é um ótimo médico.
Killian: Eu estava pensando e se eu virasse ginecologista?
Emma: Você só ia ter uma paciente.
Killian: Por hora? Acho que não daria conta, mas acho que uma à cada duas horas seria maravilhoso.

Os olhos dela começaram à encher de lágrimas.

Killian: Amor, eu só estou brincando.-Disse entrando em desespero.
Emma: Você não me ama. E não venha com a mesma desculpa de que são meus hormônios.
Killian: Mas, amor!
Arthur: Emma, e seus hormônios!-Diz rindo.

Mas o quê esse filho da mão, sim da mão, tá fazendo aqui?

Arthur: Eu já disse que tenho medo de você? Killian?
Killian: Por quê?
Arthur: Você me olha como se quisesse me matar.
Killian: Na verdade.
Arthur: Olha, você já viu a aliança no meu dedo? Eu sou casado com a mulher da minha vida.
Emma: Você é casado?
Arthur: Sim, e amo ela!
Emma: Que lindo!-Seus olhos brilhavam.-Tá vendo? Você nem me pediu em casamento, só tá comigo por causa da nossa filha.
Killian: Swan! Que coisa, eu já disse, eu te amo, Te-Amo, I Love you, sou xonado em você, quero viver contigo para sempre.
Emma: Viu? Ele é grosseiro!-Deixou uma lágrima cair.
Killian: Arthur, poderia me dar licença?
Arthur: Claro.

Ele saiu do quarto.

Killian: Você não sabe que eu te amo?-Disse sentando à seu lado.-Porque fica assim? Eu te amo, amo nosso filho.
Emma: Filha.
Killian: OK, amo nossa filha, tanto quanto eu amo você, e sabe fico tão triste com você dizendo que eu não te amo.
Emma: Desculpa!
Killian: Te amo, tá?

Ela balançou a cabeça positivamente e me aproximei para beijar seus lábios mas ela virou.

Emma: Ainda está de castigo.
Killian: Swan!!!-Digo manhoso.
Emma: Tá, só esse, mas não acha que vai se repetir.
Killian: Eeeh!

Beijo seus lábios e nossas línguas se juntaram, ficamos aproveitando até o ar faltar, recupero o ar, e volto à beijá-la ela tentou NÃO ceder mas não resistiu.
Paramos quando percebemos que eu já estava com a mão de baixo de sua blusa, ou em outras palavras quando Arthur entrou

Arthur: Desculpa, mas aqui é um hospital, e tem uma senhora do seu lado presenciando tudo.
Killian: Desculpa, dorme, amor, tá tarde! Já passou da hora da pirralha estar dormindo.
Emma: fica aqui deitado comigo.
Killian: Amor a cama é peque...
Emma: A gente dorme de conchinha.

Ela virou de costa e puxou meu braço para que eu abraçasse sua cintura. Deitei e depositou um beijo em seu pescoço.
Assim que ela dormiu eu mandei uma mensagem para Regina, falando: "Cuida da Lucy, hoje.", e uma para o Robin "É para você cuidar da Lucy".

POV Robin:

*Assim que chegamos no hospital*

Killian saiu e me deixou com a Lucy, assim que Regina me ver vira o rosto e se senta. Vou até ela é me sento do seu lado.

Robin: Oi!

Ela não fala nada só gesticula com a mão.

Robin: Desculpa, eu estava...-penso na palavra certa.-Eu estava totalmente errado, e eu te entendo, você realmente não devia nem olhar na minha cara. Mas sabe, pensando aqui eu estava errado, já pensou a gente iria em um orfanato, iria se apaixonar por uma garotinha que lembrasse você, aí nós iríamos todos os dias visitá-la, eu ia dizer que deveríamos adotar ela, e você iria concordar.-Dou um sorriso.-Eu iria ensinar ela a bagunçar a casa, do jeito que eu sei que você não gosta. Você iria brigar com nós dois, mas ia ficar com pena e iríamos começar uma briga de travesseiro, ela ia dormir cansada. Nós a levariamos para o quarto, depois eu me deitaria ao seu lado na cama, diria que te amo.-Eu conseguia imaginar aquela cena, parecia perfeito.-É uma pena que eu consegui acabar com tudo.

Vejo chegar uma mensagem no meu celular, e Regina pega o dela também. E acabamos falando ao mesmo tempo.

Regina e Robin: Tenho que ficar com a Lucy.
Regina: O Killian falou...
Robin: Para eu ficar com ela.
Regina: Não, ele disse para eu ficar.
Robin: Regina, me desculpa? Olha, eu não me importo se a gente nunca tiver um filho, se quiser eu passo... Um ano sem sexo.
Regina: Ro...
Lucy: Bim, tio Bim! Onde a gente tá?-Falou coçando os olhinhos.
Robin: Dorme, meu amor! A gente vai para casa do tio Bim, o papai está cuidando da mamãe.-Não demorou muito ela dormiu.
Regina: Viu? Eu não te mereço, você é ótimo com crianças, e eu nem filho posso dá a você.
Robin: Você já está dando!-Coloco a mão sobre a barriga dela.
Regina: É!-Deu um sorriso olhando para a minha mão, e colocou a dela por cima.
Robin: Eu te amo!

Ele deu um sorriso e colocou sua cabeça no meu ombro fechando os olhos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...