História K-HipHop Imagines - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beenzino, Crush, DEAN, Dok2, Dynamic Duo, GIRIBOY, GRAY, Jay Park, LOCO, Simon D., Tablo, Verbal Jint, Zico, Zion.T
Personagens Beenzino, Choiza, Crush, DEAN, Dok2, Gaeko, G-Dragon, GIRIBOY, GRAY, HyunA, Jay Park, Kim Hae-sol "Zion.T", Lee Chaelin "CL", Lee Seon-woong "Tablo", LOCO, Personagens Originais, SeungRi, Simon Dominic, Verbal Jint, Zico
Tags Beenzino, Bewhy, Bobby, C Jamm, Cris, Dean, Dok2, Elo, Epik High, Giriboy, Gray, Hyuna, Jay Park, Kush, Loco, Seungry, Simon D, The Quiett, Ugly Duck, Verbal Jint, Zico, Ziont
Visualizações 821
Palavras 2.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Adivinhem só quem está atrasada pro curso mas está aqui postando um capítulo!? Eu mesma !!
Então, comecei a organizar os pedidos e posto o mais rápido possível. Provavelmente esse dia não vai ser amanhã pq vcs sabem q terça é o pior dia da semana pra mim.
Não tinha planos de postar esse hot agr, mas preferi dar uma adiantada nele no fim das contas !!
Espero q vcs gostem 💕💕

Capítulo 24 - Dok2 - (HOT) I Am Sorry


Fanfic / Fanfiction K-HipHop Imagines - Capítulo 24 - Dok2 - (HOT) I Am Sorry

Você abriu a porta do apartamento de Dok2 e seus gatos vieram cumprimentá-la imediatamente, aparentemente eles foram os únicos a notar sua chegada.

"Olá meus bebês, como vocês estão?" Você se agachou, Cash e Rollie esfregaram o rosto contra suas mãos.

Você se aproximou do estúdio de Dok2 onde ele estava trabalhando e bateu na porta que estava aberta para anunciar sua chegada. "Ei, baby." Ele nem sequer olhou pra você e suspirando, dirigiu-se para o sofá. Você se debruçou no sofá e Rollie se deitou no seu colo. Você fez carinho em sua cabeça e deu-lhe beijos.

"Pelo menos você me dá um pouco de amor." Você olhou para o corredor onde Dok2 estava.

Hoje era o aniversário de 1 ano de namoro de vocês, mas parecia que ele havia esquecido ou simplesmente não se importava, você não sabia mais. Os últimos dois meses Dok2 tinha sido tão distante e isso a incomodava. Assim como hoje, você tinha feito planos para que vocês dois pudessem celebrar juntos, mas ele estava ocupado novamente. Você não se incomodava com o trabalho dele, mas ultimamente ele só tinha tempo pra isso, era como se você não existisse mais, como se você não fosse sua namorada.

"Por que eu me incomodo, heim Rollie?" Você falou com o gato.

Rollie olhou para você com grandes olhos e começou a lamber seu próprio pêlo. Você ligou a TV e adormeceu na frente dela, Rollie deitado ao seu lado, dormindo também. Eram 7 horas da noite quando Dok2 entrou na cozinha e esticou-se. Ele tinha muito em sua mente, e sua namorada não era uma dessas coisas aparentemente. Ele foi pra sala de estar e viu você dormindo no sofá, Rollie ao seu lado.

'O que ela está fazendo aqui?' Ele pensou enquanto se aproximava do sofá. Então algo se iluminou em sua mente e ele correu para o calendário na cozinha.

"Porra." Ele amaldiçoou. Era nosso aniversário de um ano hoje.

Ele caminhou até você e sentou-se na borda do sofá, tirando as mechas de cabelo que caiu em seu rosto e sorriu ao ver Rollie se encolher contra você. Ele se sentiu meio ruim por esquecer do aniversário de vocês. 

Você acordou por causa de seus toques, levantou-se, endireitou suas roupas e depois caminhou em direção à porta, pegando sua bolsa no caminho.

"Onde você está indo?" Dok2 perguntou confuso antes que você pudesse sair.

"Eu sei que você está ocupado e tudo mais, não queria te interromper. Desculpe, acabei adormecendo no sofá".

"Não, tudo bem, apenas fique." Ele disse.

"Devo ficar? Isso é importante para você?" Você desdenhou, mas sabia que, se você permanecesse ali por mais um minuto, acabaria falando mais e as palavras não seriam bonitas. Você precisava sair.

"Sim, é importante. Por que você está agindo assim? "Dok2 ergueu a voz. Você largou sua bolsa.

"Eu só estou cansada. Olhe, Joonkyung, não sei por que eu até me importei em vir aqui hoje. Eu tirei um dia de folga para te ver, mas você ficou trancado nesse estúdio o dia todo. Não sei se você se importa ou se esqueceu ou o que quer que seja, mas hoje foi o nosso aniversário, mas acho que não há muito para celebrar." Você suspirou. "Vamos terminar esse relacionamento, acho que é o melhor. É óbvio que você quer ser solteiro, você poderia ter dito isso, você sabe né? Então eu não teria que perder os últimos meses esperando que você me amasse de volta, mas acho que já é tarde de mais pra me lamentar. Bem, estou indo embora, deixei seu presente na mesa de bilhar."

Você pegou sua bolsa do chão novamente e olhou para ele, esperando por uma resposta, mas ele não disse nada. Você começou a perder as esperanças e percebeu que era hora de sair daquele lugar.

"Você me ama mesmo?" Você perguntou, mas ainda não havia resposta e foi quando você soube que havia perdido aquela batalha. Você fechou a porta com um estrondo quando saiu.

Dok2 ficou ali parado. Um milhão de pensamentos passaram por sua mente e ele nem conseguiu pronunciar uma única palavra: Sim. Claro que ele te amava, por que você não viu isso? Ele sabia que poderia estar distante às vezes e sabia também que quase nunca falava o quanto ele te amava, mas você podia sentir seu amor, não podia? Dok2 sentou-se no sofá, ele ficou parado pensando no que você acabou de dizer. Ele queria correr atrás de você e dizer-lhe que queria que você ficasse, mas não podia.

-Próximo dia-

Você chorou a noite toda como uma garota tola que teve sua relação perdida. Quando você se olhou no espelho, viu seus olhos vermelhos e inchados. Nem era mais possível contar quantas vezes você verificou seu celular na espareça de receber alguma mensagem ou ligação de Dok2. Por que você ainda esperava que ele te ligasse ? Foi você que terminou tudo, agora só precisava aceitar. Houve uma batida na porta e seu coração começou a bater rápido.

De jeito nenhum. 

Cada passo que você dava em direção a porta deixava seu coração mais apreensivo e pesado. Você abriu a porta e um rosto amigável a cumprimentou do outro lado. Você não sabia o porquê, mas começou a chorar ao vê-lo. Ele a abraçou quando você começou a chorar e fez carinho em seu cabelo.

"Shhhh, não chore". Ele continuou a tentar acalmar você.

Depois de ter controlado o choro, Beenzino fez um chá para você se acalmar. Zino sempre foi gentil com você, desde o dia em que Dok2 lhe apresentou. Ele sempre esteve lá quando você tinha alguma dificuldade. Mas por que ele estava aqui agora? Como ele sabia?

"Dok2 me disse o que aconteceu." Ele pareceu ter lido seus pensamentos.

"O que ele disse?" Você perguntou a ele. Zino balançou a cabeça.

"Não muito... Ele está péssimo".

"Claro." Você zombou.

"Ele realmente está, ele se sente mal com o que aconteceu".

"Por que ele não pode me dizer isso pessoalmente?" Você perguntou a ele.

Zino não conseguiu responder, então apenas encolheu os ombros. Ele ficou até ter a certeza de que não teria um ataque de choro novamente. Ele te deu um abraço quando saiu e acariciou sua cabeça, ele era como um grande irmão para você. Depois de fechar a porta. você foi sentar no sofá, olhando fixamente para a TV.

-Duas semanas depois-

Você aceitou o fato de que seu relacionamento acabou. Nas últimas duas semanas que passaram você não teve noticias de Dok2, nem uma única palavra. Depois dos primeiros dias, você parou de chorar e agora estava bem. Havia uma pergunta na sua mente o tempo todo: você ainda o ama?

Sim. Sem duvidas.

Você estava se preparando para o trabalho, colocou seu jeans, uma camiseta cinza claro e uma blusa xadrez. Seu cabelo foi arrumado em um rabo de cavalo e você pegou seu guarda-chuva, porque o meteorologista disse que provavelmente choveria hoje. Você abriu a porta do seu apartamento e tomou um susto ao ver um buquê de rosas ali no chão. Seu coração apertou. Que diabos?

Você rapidamente colocou as rosas dentro de um vaso. Não havia nenhum cartão e você se perguntou de quem eles eram. Dok2? Talvez...

Quando você terminou de trabalhar, foi ao supermercado para comprar algumas coisas necessárias para fazer o jantar. Logo depois enquanto você estava caminhando para casa, começou a chover. Bem, foi uma boa idéia trazer seu guarda-chuva com você no fim das contas. Você chegou ao seu apartamento e colocou as mercearias na cozinha, indo em seguida por uma roupa mais casual.

Alguém bateu na porta. Seria Beenzino de novo indo verificar como você estava? Você abriu a porta e para sua surpresa, não era Beenzino. Em frente a você estava um Dok2 completamente encharcado, ele definitivamente esqueceu o próprio guarda-chuva.

"Você pegou minhas flores?" Dok2 lambeu os lábios. Ele estava nervoso?

Você cruzou seus braços e se inclinou contra o batente da porta. Você teve que acalmar-se, não esperava que ele aparecesse na sua casa assim do nada, principalmente porque ele não deu qualquer sinal de vida nas 2 ultimas semanas. Mas uma parte de você tinha que admitir que estava muito feliz em vê-lo novamente. Você queria que você poder abraça-lo com toda sua força, nem sequer se importando com o fato de que ele estava encharcado. Seu coração estava dizendo para você apenas agarrá-lo e beijá-lo, mas sua mente disse que você ficasse distante e fria.

"Sim, eu as peguei." Você não sabia o que mais responder. "O que você está fazendo aqui?"

"Quando você me disse aquelas coisas em meu apartamento, eu fiquei surpreso. Não fazia ideia do que estava acontecendo. Eu pensei que tudo era bem entre nós dois, aparentemente não estava. Uhmmm, o que eu estou tentando dizer é que às vezes eu não sei como demonstrar oque eu sinto." Dok2 confessou.

"Joonkyung, não quero presentes caros, não quero uma vida de luxo, não quero rosas, mesmo que sejam realmente bonitas. Obrigado." Você disse, mas ele a interrompeu.

"O que você quer então ?!" Ele fez alguns gestos de mão e encolheu os ombros, realmente sem saber oque você queria.

"Não é óbvio? Eu quero você, só você. Eu quero um pouco do seu tempo, eu quero alguns de seus beijos, eu quero seu corpo, eu quero sua alma, eu quero seu amor. Eu só quero você." Você suspirou tristemente e olhou para baixo, sentindo as lágrimas inundando seus olhos.

"Mas eu já sou seu." Ele finalmente disse.

Seu rosto se aproximou do dele e vocês dois estavam olhando um para o outro. Um segundo depois, vocês estavam nos braços uns dos outros. Dok2 agarrou seu rosto e a beijou com força. Ele empurrou você para dentro e fechou a porta com o pé. Suas mãos correram por seu corpo como se fosse a primeira vez que a explorava, é claro que não era a primeira vez. Ele conhecia todos os pontos do seu corpo que a deixavam fraca. Ele começou a beijar seu pescoço, deixando beijos desleixados em todos os lugares e você deixava os gemidos escaparem de sua boca. Você não se importou com quem poderia ouvir, porque agora só havia Dok2 e você e isso era tudo que importava. Ele puxou sua camisa em um movimento rápido e você fez o mesmo com ele, traçando seus dedos sobre seu abdômen. Ele a empurrou para o sofá, não havia tempo para entrar no quarto. Suas mãos estavam em você, tocando e adorando, assim como sua boca.

"Eu sinto muito." Ele parou, pairando sobre seu corpo.

"Eu também." Você disse.

"Não, eu quero dizer... Eu deveria ter prestado mais atenção em você. Eu nunca quero te fazer chorar novamente." Ele olhou nos seus olhos e você podia ver a sinceridade de suas palavras.

Ele sentiu-se realmente péssimo por ter feito você chorar. Dok2 pediu para que Beenzino fosse verificar como você estava e quando ele voltou, descreveu seu péssimo estado. Ele se odiava por ter te tratado daquela forma.

"Como posso fazer isso com você? Como posso provar oque eu sinto?" Dok2 estava claramente perdido.

"Apenas me beije, apenas me ame." Você puxou o rosto dele em sua direção.

Dok2 a beijou com força, com uma paixão sufocante, seus beijos eram desleixados e apaixonados. Ele tentou derramar todas aquelas palavras e sentimentos que ele não podia expressar em seus beijos. Ele desceu do pescoço até os seios, deixando beijos e mordendo e lambendo. Ele tirou seu sutiã e jogou-o atrás do sofá. Sua parte superior do corpo foi exposta e ele admirou a vista incrível. Como ele poderia ter agido daquela forma? Dok2 estava apavorado com o pensamento de que quase te perdeu por causa de suas estupidez, mas ele conseguiu compensá-la, ou tentaria fazer o seu melhor, pelo menos. Ele não conseguiu tirar as calças rápido o suficiente, mas assim que conseguiu fez o mesmo com a sua. Os dois estavam apenas com uma unica peça intima, mas não demoraria muito para que elas também fossem retiradas. Quando Dok2 tirou o pedaço de tecido restante, seu membro se libertou e depois tirou sua calcinha. Ele lambeu os lábios e disse-lhe para ficar de quatro no sofá, você fez oque pediu quase que imediatamente. Ele esfregou seu pênis contra sua entrada, te provocando e você empurrou seu traseiro para trás, querendo sentir mais fricção. Sem aviso, ele entrou em você e você soltou um gemido alto. Ele a encheu tão deliciosamente e então começou a balançar para frente e para trás, suas mãos apertando seus quadris.

"Oh merda." Você exclamou em seu prazer. "Você está bem, querida?" Dok2 perguntou preocupado colocando uma mão na parte inferior das costas. "Eu estou bem, já faz um tempo, é tudo..." Você disse enquanto mudava seu peso de suas mãos para os cotovelos, mudando o ângulo em que Dok2 estava empurrando para você, ele poderia ir mais fundo agora. "Oh, meu Deus, não pare!" Você disse a ele enquanto você segurava no travesseiro na sua frente. Um sorriso de satisfação apareceu no rosto de Dok2, é claro que você não conseguiu vê-lo, mas você sabia bem que ele estava sorrindo abertamente. O som da pele de vocês dois se chocando podia ser ouvida por toda a sala. Dok2 mudou o ângulo de novo e você soltou um longo gemido e, assim, o deixando saber que ele estava fazendo um bom trabalho. Ele continuou atingindo esse ponto em especial uma e outra vez, levando você cada vez mais perto do seu clímax a cada segundo. Dok2 continuou empurrando-se para dentro e para fora de você em um ritmo rápido sem piedade. Você sentiu que suas paredes estavam começando a se apertar em torno de seu membro grosso, seu orgasmo tão intenso que fez sua visão ficar escura e sua cabeça girar. Dok2 não veio muito tempo depois de você. Vocês dois caíram no sofá esgotados. O peito de Dok2 estava subindo e descendo, ele estava tentando recuperar o fôlego. Você se aconchegou contra ele, sua cabeça apoiada no peito do homem que você tanto ama e sua mão traçando as tatuagens dele.

"Joonkyung?" Você disse.

"Huh?" Ele olhou para baixo para que pudesse te olhar nos olhos.

"Eu amo você." Sua mão parou em seu coração.

"Eu- eu também te amo." Ele disse enquanto a puxava para mais perto dele. Finalmente superando seus medos para mostrar suas emoções.



Notas Finais


Eu mais uma vez pensei q o Dok tinha cortado as trancinhas, MAS ELAS AINDA ESTÃO LÁ!!
Bem, ele ainda é meu Magya Supremo, então vou ser paciente hahaha
Enfim...
Bjs bjs 💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...