História Kairos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Exibições 296
Palavras 2.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Troublemaker


Fanfic / Fanfiction Kairos - Capítulo 6 - Troublemaker

P.O.V Lauren

- OK Lauren, vamos ver o que falta... - minha chefe falou, enquanto sentava em sua mesa com a mão no queixo, pensativa, e eu me posicionei em sua frente - Você terminou o relatório desse mês?

- Ah, sim - entreguei em suas mãos um dos envelopes que eu segurava - E mandei uma cópia para o seu e-mail.

- E a planilha de gastos da construção da nova sede?

- Aqui - passei para ela mais um dos papéis - Grampeei junto com o orçamento da decorada.

- E marcou o horário com a empresa das luminárias?

- Sim, para a semana que vem, na quarta-feira a tarde - respondi - Mas não se preocupe, eu anotei na sua agenda e não vou deixar você esquecer.

- Uau, Lauren! - me olhou impressionada e eu corei levemente - Você está se saindo melhor do que eu esperava!

- Obrigada, Veronica. Mas na verdade, só estou fazendo meu trabalho - sorri fraco - Você me paga para isso.

- Oh, não seja modesta! - revirou os olhos rindo e eu a acompanhei - Você é um achado para esse restaurante, Lauren! O Brad é mesmo um homem de sorte - disse e eu engoli em seco - Mas enfim, você está liberada por hoje. Eu também já estou de saída, vou pedir um táxi.

- Um táxi? - franzi as sobrancelhas - Aconteceu alguma coisa com seu carro?

- Ashlee o pegou para ir escondido a uma festa ontem e bateu a frente em uma árvore perto da faculdade - suspirou e eu arregalei os olhos - Mas está tudo bem, ela e os amigos não sofreram nenhum arranhão.

- Oh, ainda bem! Que perigo.

- Pois é. Eu sempre falo com ela que não pode beber e dirigir, mas parece que não adianta - deu de ombros - Mas é normal, coisa de adolescente...eu fiz coisa pior! Quando eu tinha a idade dela ela já tinha 3 anos - riu e eu me forcei a fazer o mesmo - Filho de peixe, peixinho é, não é mesmo? - pergunta retórica.

- Bom, se você quiser eu posso te dar uma carona até em casa.

- Muito obrigada, mas não precisa...eu vou pegar o táxi para o escritório do meu marido e de lá seguiremos para a nossa casa em Palm Beach para passar a noite. Hoje é aniversário dele e vamos comemorar no restaurante favorito dele, só nós dois.

- Oh, certo. Mande parabéns para ele - falei e ela acenou com a cabeça, sorrindo. Depois disso, nos despedimos, eu peguei minhas coisas e segui em direção ao carro.

Quando sentei no banco de couro e estava pronta para girar a chave, meu celular vibrou na bolsa e eu gelei ao ver as palavras que acenderam na tela: uma nova mensagem de Brad.

"Soube que você está descumprindo certas ordens minhas em relação aos meus filhos. Está precisando que eu apareça para te dar mais um corretivo, Lauren?"

Um arrepio percorreu meu corpo da ponta do meu fio de cabelo até as unhas do pé. "Está precisando que eu apareça para te dar mais um corretivo, Lauren?". Mais um.

O percurso para casa foi mais lento do que o normal. Apesar de não ter trânsito, o tempo todo parecia que eu estava dirigindo em círculos, e eu jurava ter passado na frente da mesma escola três vezes. Ao estacionar em frente ao meu jardim, soltei o ar que estava aprisionado em meus pulmões quase me sufocando de ansiedade, e entrei em casa.

- Camila, posso desenhar no seu braço uma tatuagem igual a da Alex? - a voz empolgada de Liam enchia a sala.

- Boa ideia! Eu acho que ainda tem um espacinho aqui...você vai precisar do vermelho e do...

- Verde, para as folhas! - Logan completou - Toma! Mas cuidado para não derramar no tapete.

Franzi as sobrancelhas e entrei na sala, dando de cara com a babá dos meus filhos sentada no chão com os braços e o rosto cobertos de desenhos feitos de tinta e canetinhas coloridas enquanto os meninos se preparavam para suja-la ainda mais, no meio de vários potes, pincéis e estojos.

- Mas o que?! - parei, com a boca aberta - Camila, que bagunça é essa?!

- Mamãe, a gente tá brincando de estúdio de tatuagem! O Logan e eu somos os tatuadores e a Mila é a nossa cliente! Quer uma tatuagem também?

- Olha, Lauren, eles até que tem talento para a arte - ela riu.

- Não Liam, eu não quero uma tatuagem. Me dá isso aqui - falei alto, puxando os pincéis de sua mão e ele gritou, tentando pega-los de volta - Não dá para acreditar, Camila, como você deixa eles fazerem isso? 

- Calma, Lauren - falou calmamente - A gente estava só se divertindo.

- Se divirtam sem bagunça! - gritei e ela se encolheu - Liam, Logan, olha a situação de vocês - encarei meus dois filhos com as roupas cheias de manchas de tinta e glitter grudado no cabelo - O pai de vocês pode aparecer aqui a qualquer momento, ele não vai ficar nada feliz com isso - sussurrei a última parte diversas vezes, enquanto encarava aquela bagunça sem nem saber por onde começar a arrumar.

- Se você quiser eu posso limpar tudo e dar um banho neles - Camila sugeriu e eu pensei em aceitar, mas ao lembrar que ela estava pior do que a sala e os meninos juntos, mudei de ideia. Sem falar que o Brad não ia gostar nada de chegar e ver ela ali.

- Não, obrigada. É melhor você ir embora, Camila. Você já fez estrago suficiente com eles hoje - cruzei os braços - É melhor você ir pra casa tomar um banho. Eu dou um jeito nisso aqui.

- Não foi culpa dela, mamãe - o mais novo falou e eu vi, de canto de olho, ela lançar um sorriso doce e sincero pra ele.

- A gente conversa depois, filho. Camila, seu pagamento está em cima do balcão, por favor bata a porta quando sair.

- OK - abaixou a cabeça - Você ainda quer que eu volte amanhã?

- A gente fala sobre isso mais tarde - e me abaixei para começar a limpeza, vendo ela se despedir rapidamente dos meninos, pegar suas coisas e bater a porta.

 

P.O.V Camila

Entrei no elevador do meu prédio, já com as chaves de casa na mão. No caminho, no ônibus, foi impossível contar quantas pessoas me encaravam como se eu fosse uma louca fugindo do hospício  e uma menininha até achou que eu fosse um palhaço. Quando cheguei no andar, pude ouvir os gritos de Dinah, Ally e Normani e sorri. Era sempre bom chegar em casa e passar um tempo com elas depois de um dia todo fora, mesmo que fosse para rir delas brigando por motivos inúteis.

- Ally, é uma péssima ideia! - reconheci a voz estridente de Dinah ao entrar no apartamento - Mila, ainda bem que você chegou! Vem cá, precisamos da sua opinião - me chamou da cozinha e eu obedeci, depois de deixar minha mochila e sapatos na entrada.

- Jesus, o que fizeram com você? - Normani arregalou os olhos ao me ver.

- Furacão Liam e Logan - ri fraco - Acabei de sair de lá.

- E não pensou em tomar um banhozinho antes de vim?

- Não tinha clima nenhum pra isso.

- É por isso que eu prefiro meninas - Ally deu de ombros - Ah, Mila, precisamos saber o que você acha de adotarmos um gatinho.

- Um gatinho? - a olhei confusa - Sério?

- É! Essa casa ficaria tão mais alegre com um animalzinho...eu e Normani votamos sim e a estraga prazeres sem coração da Dinah Jane detestou a ideia. Seu voto é a decisão, se der empate a gente tira cara ou coroa.

- Me desculpe se eu sou a única pessoa responsável dessa casa! Quem vai cuidar do gato enquanto a gente estiver na aula e no trabalho? Ele só vai ter companhia a noite!

- Dinah, um gato não é que nem um cachorro! - Mani protestou, revirando os olhos - Eles até gostam de ficar sozinhos! É só deixar comida e água disponível e ele vai ficar bem.

- Exatamente, e eu posso até passar aqui na hora do almoço para checar se está tudo bem com o Nutella - Ally sorriu, dando um hi-5 em Mani logo em seguida.

- Meu Deus, elas até já escolheram um nome - Dinah balançou a cabeça, sem acreditar - Doentes.

- Ah, cala a boca, Jane. E ai Mila, o que você acha?

- Sei lá, Ally...por mim tudo bem, eu acho - suspirei.

- Nossa amiga, que desanimo. Tá tudo bem?

- Tá...tá sim. Quer dizer...é que eu me diverti tanto com os meninos hoje mas acho que foi meu primeiro e último dia.

- O que? Por que?

- Os meninos queriam fazer algo diferente então eu sugeri que a gente pegasse umas canetinhas e brincasse de tatuadores...eles adoraram, mas cismaram de usar tinta também. Eu não vi nenhum problema, mas acontece que a mãe deles chegou logo depois e pirou com a bagunça, foi super grossa comigo, nem olhou na minha cara direito e praticamente me mandou embora.

- Nossa, que vadia! - DJ bufou, com a mão apertando meu ombro para me relaxar - Criança adora brincar com essas coisas, que mau tem? E quem ela pensa que é para te tratar assim?

- Eu não esperava que ela fosse reagir desse jeito, juro - abaixei a cabeça - E quando eu conheci ela ela parecia tão calma, tão tranquila...mas hoje foi estranho, ela estava surtada, dizendo que o ex marido não ficaria nada feliz se chegasse lá e visse os meninos naquele estado.

- O ex marido? - Ally franziu a testa.

- É - suspirei - Também não entendi. Mas enfim, deixa eu ir tomar um banho porque essa sujeira toda aqui já tá começando a coçar.

- É, vai sim amiga. Relaxa, vai que não era pra ser mesmo.

- Verdade. DJ, você esquenta um pedaço de lasanha pra mim enquanto eu tomo uma chuveirada? To morrendo de fome.

- É pra já! - fez um sinal de reverência e as outras riram, enquanto eu pegava minha mochila e meus sapatos e seguia para o quarto.

 

P.O.V Lauren

Pela primeira vez naquela noite consegui parar por um segundo e me sentar no sofá. Os meninos resistiram para jantar, levaram quase meia hora no banho para se limpar completamente e agora estavam finalmente dormindo, depois do Liam me fazer ler duas histórias para ele. Agora, enquanto meu prato esquentava no microondas, eu tentava sincronizar minha respiração com os bipes do aparelho. Felizmente o Brad não apareceu e não mandou mais nenhuma mensagem, mas eu não conseguia controlar os arrepios que a possibilidade de uma visita dele me causava.

Peguei meu celular para tentar tirar minha cabeça daquele assunto e não pude deixar de abrir minha lista de contatos. Rolei a página até a letra C, e parei em um número em especial. Camila. Na hora que ela se levantou para ir embora, pude ver o desapontamento em seu rosto. E realmente não foi culpa dela, os meninos me contaram tudo no banho. Eles tinham gostado tanto dela...não podia tirar isso dos meus filhos assim. E quando me dei conta, já estava com o telefone no ouvido, esperando que ela atendesse.

LIGAÇÃO ON

- Alô?

- Alô, Camila? É a Lauren. Me desculpe te ligar esse horário, se você já estiver na cama posso te ligar de novo amanhã.

- Não, tá tudo bem. Eu não estou nem perto de ir dormir, Lauren - riu fraco - Pode falar.

- Oh. É...na verdade eu queria me desculpar por hoje, eu exagerei totalmente.

- Tudo bem Lauren, eu peço desculpas também. A bagunça foi demais e você estava cansada do tra...

- Não, Camila, vocês só estavam se divertindo. Eu estava nervosa e acabei...enfim. Os meninos te adoraram.

- Sério? Eu também adorei eles.

- Então você vai querer continuar no emprego?

- Claro! Por um momento eu que pensei que você não queria mais que eu continuasse - pude escutar um risinho baixo que ela deixou escapar do outro lado da linha.

- Perfeito. Nos vemos amanhã então.

- Com certeza. Boa noite, Lauren.

E desligou.

 

 


Notas Finais


GENTE, para quem não conhece, escutem a música Say You Won´t Let Go do James Arthur! Descobri ela a alguns dias atrás e estava doida para compartilhar com vocês, sempre que escuto penso em Camren. Espero que gostem!!
Bjooooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...