História KakaSaku - Cartas para o Sensei - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Sakura Haruno
Exibições 67
Palavras 2.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom vejamos! *♡*
Começo agradecendo especialmente a Punk-girl, por seu adorável presente; o poema. Um tesouro que vou guardar para sempre! Obrigada flor.♡
Prosseguindo... Esse capítulo, não direi que é o "final da fic" mas está quase lá no fim... rs só que; os seguintes capítulos, claro, vou trazer as novidades!
Arigato pela força; Ana Clara, André Felipe, Rogério, Jane e Marco. ♡

Capítulo 9 - A última carta


Fanfic / Fanfiction KakaSaku - Cartas para o Sensei - Capítulo 9 - A última carta

~♡Sasuke ON♡~

Peço perdão e aceito julgamentos por ignorar os sentimentos de Sakura. Antigamente à tratei com arrogância, grosseiria e estupidez.
De verdade; pode julgar, pode atirar um tomate ou uma pedra. Por favor de preferência um tomate, certo? Ta bom, ta bom... Agora eu parei. Estou tentando me desculpar com a rosada, acreditar mais em mim e em coisas boas. Depois da morte dos meus pais, virei um revoltado, tive tanto ódio no meu coração que não havia espaço para compaixão nenhuma, provavelmente tudo que fiz foi errado, precisou anos para suportar a culpa dos meus pecados e saber que; estava mais do que errado. Foi uma fase difícil para meu irmão aguentar sozinho, mesmo que tenha sido a fase mais demorada da minha vida, ele ficou ao meu lado.
Nos dias que correm, apresento-me uma pessoa melhor, valorizo meu irmão, meus amigos as pessoas verdadeiras e os momentos mais simples da vida. Uma pessoa que sorri; não só por fora mas... Principalmente, por dentro. E também, se tem algo que eu aprendi é essa: Vale a pena qualquer coisa por amor.

- Sasuke... Eu já falei que eu não quero! - Disse Sakura em tom sério.

- Tá...

Sentados no banco do parque a gente se põe a dizer inquietamente qualquer coisa e Sakura sorriu. O seu sorriso, é o mesmo que gerou rápido os meus também. "Como à queria logo, hoje, amanhã, sempre à quero". Em meio aos pensamentos, aparentemente um tal de fotógrafo aproximou-se chamando nossa atenção, para tirar uma foto nossa.

- Vamos, pra guardar de recordação! - Dizia o mesmo empolgado.

Então, sentados um ao lado do outro, preparamos para uma fotografia. 

~♡Sakura ON♡~

Sasuke invadirá meu coração sem pedir licença confesso. Toda conversa e sorrisos ao seu lado, estava me fazendo bem. Precisava desse momento, esses últimos dias, sentia-me sozinha. Porém não importava o quanto o Sasuke fosse gentil e tentasse conquistar meu coração, não havia espaço pra outro, somente...

Um elegante homem de olhar doce segurava uma câmera na mão, sim é alguém que se dedica à fotografia como profissional. Um pouco tímida, aceitei tirar uma simples foto ao lado do Sasuke. Estávamos tão próximos como na carteira de aula, eu sentia seu perfume e sua pele parecia macia, Sasuke realmente era um rapaz cuidadoso. Dê repente nos entreolhamos de maneira recíproca, minha simplicidade sem se quer tocá-lo com minhas mãos, corava as bochechas ainda o encarando. O Sasuke, tocava o meu rosto com carinho, abriu um agradecido sorriso fechando suavemente os olhos e tocamos nossos lábios pela primeira vez, foi um beijo divino, anseio e delirante, mas se não fosse o primeiro olhar esse beijo não aconteceria. "Oh, como é incrivelmente gostoso". Reconheço minha insegurança com o momento do primeiro beijo. Afinal, a falta de experiência no assunto fazia pensar que: A pessoa em que eu escolhesse perder o meu BV, fosse odiar. E você sabia, que o Sasuke foi compreensivo e acompanhou todo o meu ritmo? Foi atencioso e carinhoso durante nosso primeiro beijo. Comprovado o que eu suspeitava! Sasuke havia se transformado de garoto para homem. Sim, de longe podíamos perceber, o fato das ações refletia a nobreza e generosa da sua alma.
Impensadamente paramos o beijo com gritos e assobios de várias pessoas a alguns metros de distância, advinham quem eram? Sim, a galera da escola! Que vergonha, todos se aproximavam repentino e faziam piadas do nosso beijo, nem lembrava como tudo isso aconteceu.

- Sakura e Sasuke estão namorando! Sasuke e Sakura, estão jun-tos!

- E vocês dois, como foi o beijo heim?

Todos falavam e falavam juntos, encabulada com essa situação, sentia-me sozinha quando o Sasuke batia papo com o povo se enturmando rapidamente. Logo Hinata encostou as mãos em meus ombros rindo e fomos juntas para sorveteria.

***

- Como adivinharam que estávamos no parque? - Perguntei à Hinata depois de sugar um pouco o milk shake.

- Recebemos uma imagem de um anonimato, de repente quem recebia primeiro, passava um pro outro e aqui estamos todos! - Respondeu-me tímida sem ainda mexer no sorvete.

- Nossa... - Comecei a rir com Hinata, contando-lhe sobre o beijo.

- Então isso quer dizer que... Você gostou?

- Ah! Imaginava que seria com outra pessoa.
Rolou naturalmente sabe? Gostei... De beijar.

- Danadinha.

Hinata parecia feliz por mim, à mesma é uma grande amiga. Qualquer outra garota gostaria de estar no meu lugar e experimentar o beijo do Uchiha, acontece que pra mim foi normal beijar uma boca a diferença é que me deixou mais ansiosa para um dia tocar os lábios do Sensei.

- Estão convidando para irmos ao cinema, você quer ir Sakura?

Com os pensamentos longe olhava distante um ponto fixo, terminava de tomar o milk shake.

- Sakura!

- Oi? O que?

- Vamos ao cinema?

- Não, vou pra casa está tarde.

- A turma toda vai, inclusive o Sasuke.

"Sasuke? Hello minha amiga Hina, não me importo!" - Rindo com o fora maldoso que dou constante nas pessoas por pensamento. É óbvio que diretamente eu não faria isso, não a coragem o suficiente. Em fim, beijei as bochechas dela e saí da sorveteria indo para casa, depois de passar no caixa e pagar nossos pedidos.
Meu celular apitou com uma mensagem do Sasuke.

"- Adorei ficar com você.

"- Eu também... Nos vemos no colégio.

~♡Kakashi ON♡~

Não sabia até agora que meu coração teria espaço pra um sentimento ruim. Nunca pensei que, esse sentimento seria dedicado a pessoa que amo. Após tirar as fotos dos dois na câmera lá no parque havia deixado pedaços do meu coração por toda parte, conforme eu andava era despedaçado. Me preocupei com a cena, pensava comigo mesmo se o coração da Sakura estaria seguro com o Sasuke, claro nunca me peguei questionando se alguém iria cuidar do seu coração porque no fundo eu pensava que Sakura jamais faria isso, pensei que era verdade o que estava escrito nas cartas, pensei que conservaria o tempo da espera. Enquanto eu me preocupei com sua proteção Sakura saiu com outro, beijou outro. "Será que Sakura tem entendimento, do quão importante são meus sentimentos, o quão posso te amar...". Com raiva enviei as imagens para os alunos como remetente anônimo, uma ideia que tive para esse beijo finalizar de uma vez por todas.
O celular tocava já umas duas vezes. "Oras quem deve ser".

- Alô!

- Eita, o que foi irmão? Que descortesia!

- Oh, sinto muito...

- Tô aqui na porta da sua casa, onde você tá?

- C-como assim?

- Não me diga que você esqueceu Kakashi.

"Droga... Esqueci completamente que meu irmão passaria um tempo em casa".

- Capaz. Tô chegando!

Desliguei a ligação para chegar o mais rápido possível. Dentro do carro tirava o desfarce e os guardava na mochila, dei marcha e ré no carro manobrando para sair do estacionamento, tinha muito carro e movimento, custou um pouco pra sair daquele local.

***

- Nossa, você ta horrível...

- Bom ver você também.

- É sempre bom!

Yamato é o meu irmão mais novo. Quando mais jovens brigavamos muito, quando adultos ficamos mais a chegados e hoje em dia nos damos muito bem, o nosso laço de irmandade se tornou forte. Provavelmente aconteceu alguma coisa para ele aparecer por aqui.

- O que houve na sua casa?

- Ah.
Eu tô de mudança.

- Putz... Escolhi uma hora ruim pra vir.

- Na verdade foi a melhor hora! Amanhã cedo levamos essas caixas para o apartamento.

- Mano, porque a ideia da mudança?

Respirava fundo.

- Tenho que entregar a casa para Hanare.

- Caramba, a mulherada só não leva nossa alma junto porque é impossível disso acontecer! - Queixou-se pegando uma revista qualquer sobre a estante da sala e deitou-se no sofá com as pernas esticadas.

- Acho que vou preparar alguma coisa pra você jantar.

- Pode deixar que eu faço.

- Certeza?

- Claro...

- Ta tudo bem com ô pai?

- Está bem.

- Ótimo!

- E quanto a você?

- Tô legal - Dizia para convencê-lo a não fazer mais perguntas.
- Mas agora preciso subir.

- Certo mano.

- Fique a vontade.

- Valeu - Levantou-se e me abraçou brevemente, indo para a cozinha.
Contudo subi para o quarto organizando-me para deitar, não sentia fome apenas cansaço.

***

Quinta-Feira 8h33 AM

- É importante o comparecimento de todos para o último dia de aula. Foi organizado um baile de máscaras como despedida deste ano para o próximo, vocês estão liberados para ajudar nos preparativos, a escola toda está participando.

Os alunos não teriam nenhuma outra atividade exceto quem quiser ajudar organizar o baile para amanhã a noite. Foram feito provas os trabalhos, já tinha feito a chamada de hoje os alunos estavam liberados para aproveitar os últimos dias de aula.

- Neji, venha cá.

- Sim senhor?

- Estou de saída vai levar duas horas mais ou menos, tem como manter a turma organizada até eu voltar?

- Deixe comigo e Sakura!

- Okay, estou confiando.

Sakura estava se aproximando, fiquei olhando de longe tentando não mostrar através do olhar o quanto gosto dessa garota. Confuso, rapidamente acenei olhando para o relógio indicando o extremo atrasado e logo saí, Neji estranhou mas compreendeu os fatos.
"Respira fundo Kakashi, pela frente".

***

Cheguei em casa e Yamato já tinha posto as caixas no quintal, impressionado agradeci rindo.

- Pensei que chegando aqui iria te encontrar dormindo.

- Tá pensando o que mano? Sou firmeza né!

- Hai hai... Vejamos.
Tomou seu café?

- Sim, tem pra você, caso queira! - Falou, levando a sua mala para o carro.

- Beleza.

Olhei à casa por uma última vez, metade de toda lembrança do que fui nesta casa ficará por aqui. "Esqueça essa casa, agora é hora de cuidar de você".

- Kakashi acho que são seus amigos aqui fora! - Yamato gritou eufórico.

Fui até lá fora e era meus velhos amigos, Gai e Obito. É pessoal assim como perdoei a Hanare também perdoei o Obito e tudo que ocorreu ficou no passado. Cumprimentava primeiramente e colocamos as caixas no caminhão, tudo certo no lugar, era a hora de buscar a chave e levar as caixas para o novo apartamento.

- Pronto Kakashi?

- Pronto!

- Certo estamos indo na frente.
É esse endereço, correto?

- Esse mesmo.

- Não demora! - Buzinou acenando e indo para o destino combinado.

- Mano, agora nossa vez.
Posso dirigir?

- Tá maluco? Você nem carta tem.

- Sou ótimo na prática!

- Não acredito...

- Deixa, deixa, deixa!

- Hai hai beleza, vamos logo.

Yamato pegou as chaves do carro, acelerou no máximo antes mesmo de dar partida; "Socorro". Coloquei o cinto imediatamente segurando sobre qualquer apóio e lá fomos nós naquela loucura.

- Yamato entraga-me o carro!

- O que mano?
Não me diga que você está com medinho?

- Ah...

- Chegamos!

- Nunca mais deixo você pegar o carro.

Meu irmão gargalhava caçoando da minha cara, apenas ignorei. Minutos depois estava com a chave na mão.
Como o apartamento já tinha os móveis, trouxe apenas coisas pessoais. Juntos levamos as coisas para o quarto.

- Obrigado pela força!

- Não tem do que Kakashi, estamos aqui pra isso sempre.

É bom reencontrar velhos amigos e ver que o tempo e a distância não apagaram o calor da amizade.

- Manooooo!

- O que foi?

- Você tem um Xbox!

- Assim que ajeitar as coisas poderá jogar!

- Sério? Oh meu Deus, vai demorar pra caramba.

- Não reclame.
Tenho que voltar para o colégio, cuida de tudo aqui, certo?

- Beleza!

Acabei demorando mais do que esperei, porém agora estou morando em Konoha, próximo do colégio.

***

- Sensei está quase tudo pronto.

- Oh, estou vendo o bom trabalho de vocês!

[...]

- Continuem assim, estão de parabéns.

[...]

- Dou uma mão sim aqui para o terceiro B.

~♡Sakura ON♡~

Todos estávamos muito ocupados com o preparativo, tentei avistar o Sensei mas não o vi durante as seguintes três horas de preparação, nem na hora do lanche. Logo depois um amigo me chamou para ajudá-lo, colamos nos cartazes do corredor fotos tirada durante todo ano, rimos ao relembrar de cada um dos acontecimentos que hoje se tornaram lembranças. Terminamos e meu amigo Naruto foi embora quando ía indo junto, parada, estava ali justamente avistando o Sensei de longe, conversando com a Tsunade.
Como sou uma jovem dona de personalidade forte, corajosamente escrevi uma mensagem ao Kakashi.

"Querido Kakashi

Estou escrevendo essa mensagem agora... Gostaria de escrever algo bonito e arrancar um sorriso seu, então vou continuar escrevendo com minha simplicidade de todo meu coração. Por você eu busquei e encontrei grande força que jamais achei que teria, nunca imaginei amar tanto alguém, em toda a minha vida, quanto te amo, os dias passam e meu amor por você só aumenta esse amor é paciente sereno, pois supera a ansiedade de te esperar. Mesmo assim basta uma troca de olhar e todo o meu sentimento renasce fortemente. Deixa-me falar eu te amo olhando em seus olhos e aproveitar cada momento ao seu lado?".

Soltava os cabelos como alguém que não tem o que perder, suavemente os olhos foram abertos e notei o Kakashi- Sensei fitando em minha direção, pôs a me admirar com o olhar fixo nos meus, tentei imaginar o que pensava naquele momento.


Notas Finais


Deixem seus comentários com opiniões, dicas para me inspirar meus docinhos. ♡ e bora escrever mais um pouquinho pra voces. rs
Agradeço inclusivamente a todos que comentam, favoritam acompanha a história. ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...