História KAKASAKU : Um Amor que surgiu - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Sakura Haruno
Tags Aluna, Amor Entre Professor, Amor Proibido, Hatake Kakashi, Kakasaku, Kakashi, Sakura
Exibições 324
Palavras 3.301
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meus amooores, será que tem alguém lendo essa fic ainda??????

Queria que soubessem que eu nao desisti, nem vou hahaha Amo\shippo demais esses dois!!! O motivo do meu sumiço é só o de sempre, to trabalhando demaaaais!! (ainda bem né???)

E agora sem mais delongas, bora ver esse capitulo fresquinho!!!

Boa Leituraa <3

Capítulo 7 - A Dama da vez?


***Hatake kakashi***

 

Kakashi já tinha lido e relido as anotações dele e dela. Mas nada lhe vinha a cabeça. Nenhuma ideia, nenhuma estratégia de como encontrar o esconderijo de Orochimaru. Na verdade ele não estava muito concentrado. Só pensava na Sakura. Na falta que ela estava fazendo mesmo tendo acabado de ir embora. Ele não queria que ela fosse. Queria ficar um pouquinho mais com ela. Mesmo que só conversando. Claro que só conversando!

 

Kakashi se levantou e foi ao banheiro pegar seu icha icha, só aquilo o fazia parar de pensar em coisas que ele não queria. Servía de estímulo para ele conseguir dormir. Logo ao entrar no banheiro apenas parou, e levou o olhar para a cestinha onde ele tinha deixado seu livro, quando percebeu que o mesmo não estava lá, se assustou.

 

- Ué? - Disse parado - Será que está na minha… - Saiu do banheiro e pegou uma bolsinha ninja onde ele guardava armas e algumas vezes costumava deixar seu livrinho lá. - Que estranho Não está aqui também. Eu podia jurar que tinha deixado no banhe…

 

Kakashi arregalou os olhos e voltou correndo para dentro do banheiro pegou a cesta de revistas e jogou tudo no chão com a esperança de que seu livrinho laranjinha caísse. Mas nada. Apenas revistas e mais revistas.

 

- Mas o quê? O que está acontecendo aqui? Sakura! Era isso que ela estava aprontando? Mas o que ela iria querer com uma coisa daquelas? Não é possível!!

 

Kakashi sabia de cor e salteado as cenas, falas e descrições exageradas que aquele livro tinha.

 

- Meu Deus!! Sakura é só uma menina, não vai reagir bem com o conteúdo daquele livro! Se ela chegar no capítulo 4, eu estou perdido!

O que fazer? O quão inapropriado seria ele ir até a casa dela? Mas chegando lá faria o que? Ele não poderia simplesmente invadir seu quarto e pegar seu livro… Se fosse há uns anos atrás ele faria isso com facilidade e Sakura nem perceberia… Mas hoje em dia…

 

- Ela não deve ter ido muito longe na leitura… Saiu daqui a pouco tempo…

 

Sem pensar mais e sem trocar de roupa ele saiu pela janela. Pulando de telhado em telhado, sentia umas fisgadas em sua ferida mas não parou, nem diminuiu a velocidade. Conforme ia se aproximando foi agindo com mais discrição, Sakura não era mais bobinha e podia notar sua presença. Ele tinha que primeiro descobrir se ela estava lendo. E só depois saberia como reagir.

Kakashi estava a umas três casas da casa de Sakura, e então continuou muito rápido de forma que não era possível nem mesmo ver seu vulto. Reapareceu já na sacada da aluna. Quando viu que as luzes ainda estavam acesas começou a suar frio. Sakura estava deitada de costas para a janela e seu livro estava bem ali, no meio da cama fechado. Como se fosse uma isca. Como Kakashi gostaria de simplesmente tirar o livro dali… Mas ele jamais saberia explicar porque ela não poderia ler, jamais conseguiria tocar em assuntos assim com ela, antes que ele pudesse chegar a uma conclusão do que fazer, Sakura virou-se para a janela e começou a olhar fixamente para o livro, com uma expressão muito tensa. Kakashi não entendia porque ela tinha pego seu livro. Sakura esticou as mãos e puxou o livro para si

 

- Aquele idiota do Kakashi sensei… - Kakashi chegou à conclusão de que ela já tinha lido, e que não tinha gostado! Ele precisava acabar com aquilo - O pior é que eu gostei disso… - Kakashi sentiu um calor subir em seu peito. “Eu gostei disso” A frase ressoava em sua mente o deixando confuso, e lá no fundo. Feliz.

Sakura lentamente abriu o livro, ele estava com um marca páginas no início, Kakashi deduziu que ela estivera mais ou menos no terceiro capítulo… “Se ela continuar lendo…Eu vou presenciar ela…”. Ele não gostava nem um pouco de ficar espiando a menina, mas não soube o que mais podia fazer… Não poderia simplesmente entrar lá e tirar o livro das mãos dela! Mas deixá-la ler aquelas coisas também… Não era a melhor alternativa... Os olhos de Sakura começaram a correr de um lado para o outro indicando o início da leitura, ela fazia uma expressão que ele nunca vira antes, suas bochechas rosadas, e até um certo suor em seu rosto. Kakashi gostava daquilo, se odiava por gostar daquilo.

Sakura lia muito rápido, virava cada vez mais páginas, e Kakashi ia ficando cada vez mais embasbacado pelo interesse dela em seu livro… Depois de quase 20 páginas, Sakura parou de ler por um momento e esticou o braço deixando o livro de lado.

 

- Meu deus! O que foi isso?! - Sakura disse muito vermelha olhando para o teto - Eu preciso parar… Não posso continuar lendo essas coisas! - Kakashi apenas a observava. Ele não podia deixar de achar fofo, a expressão desconcertante de Sakura com aqueles assuntos - Mas eu… Quero saber o que acontece depois! Não dá pra acreditar que essas coisas acontecem de verdade! - Metade do Kakashi queria entrar lá e dizer para ela parar imediatamente com aquilo! Mas a outra metade queria entrar lá e acalmá-la, queria dizer que essas coisas são naturais e que quando duas pessoas querem, não tem porque ficar desse jeito. Mas ele não fez nenhuma das opções, apenas seguiu observando.

- Depois de tudo que eu já li… Duvido que piore! - Disse a menina voltando a ler o livro…

Kakashi sabia que já não podia mais continuar naquela situação, espionando Sakura. Provavelmente não ia ter cara para olhar ela de novo. Então decidiu que ela não estava reagindo tão mau a leitura, afinal ela pegou o livro sozinha, e quis ler por conta própria. Ele não tinha nada a ver com a atitude dela... Convencido e mais tranquilo deixou ela lá lendo e sumiu entre os telhados.

No caminho para sua casa ficava lembrando das reações de Sakura ao ler aquele conteúdo, e se pegou imaginando como que ela estaria naquele momento. Se ainda estaria lendo, se iria ler até o final. E como ela agiria dali para frente. Como ela faria para devolver o livro sem que ele notasse. E se iria querer ler a continuação. Seja lá o que ela fosse querer fazer, ele iria jogar o jogo dela.

Chegou em casa e dormiu sem muitos problemas. No dia seguinte depois de tomar café resolver ir dar uma volta pelo centro da vila afim de pensar nos pergaminhos e no esconderijo do Orochimaru. Mas não conseguia parar de pensar na Sakura, nela lendo seu livro… Seu livro pervertido! Ele ainda não entendia como ela podia ter gostado daquilo também! Lembrava de como ela ficava, com vergonha dela mesma por ler aquelas coisas, mas mesmo assim não parava a leitura. Kakashi já não se sentia mau nem responsável por ela estar lendo seu livro, quando ele começou a ler era ainda mais novo. E nada tão grandioso em sua vida mudará por conta disso.

 

- Fala Kakashi tá afim de comer Dango com s gente? - Kakashi ouviu a voz familiar de seu amigo ou rival, tanto faz, o chamar.

Quando ele olhou para trás estavam Guy, Azuma e kurenai. Aqueles três comendo, ali, fazia Kakashi lembrar da infância. Eles sempre iam lá, e o chamavam. Mas Kakashi nunca tinha muito saco para ficar jogando conversa fora, principalmente naqueles difíceis tempos, de sua juventude. Mas naquele momento ele sentiu vontade de estar ali com eles. E até de conversar sobre o que aconteceu. Tá ele nunca diria nada, mas resolveu aceitar o convite.

 

- Oi pessoal! - disse sorrindo e acenando com as mãos enquanto andava em direção a turma.

Azuma e kurenai o encaravam espantados, provavelmente por ele ter aceito o convite. Guy estava com os olhos lacrimejando pronto para começar a chorar.

- Vocês gostam mesmo daqui, né? - disse num tom simpático, já se sentando ao lado de Guy (Azuma e Kurenai estavam na frente um ao lado do outro, pra variar).

Guy não se conteve e lascou um abraço mais forte do que devia no amigo.

- Kakaaaashiiii!!!! - disse gritando e com as lágrimas exageradas caindo em seu rosto

- G-Guy, eu estou com um machucado bem aí onde você está apertando!

- Kakashi nós nem sabíamos que já tinha recebido alta do hospital - Disse kurenai

- É verdade, apenas ouvimos que você não passava bem! Sakura estava desesperada enquanto você dormia! - Sakura… Ele pensou - Mas fico feliz que esteja melhor!!

- É… Pois é… Tenho sorte que a Tsunade estava por aqui - Respondeu.

- Kakashi fico muito feliz que esteja deixando as trevas de seu coração irem embora! - Kurenai deu um chute no Guy por baixo da mesa sem disfarçar nada - Err, quer dizer… Fico feliz que tenha se juntado a nós! Mas tenho encontro marcado com meu pupilo número 1! Hoje o Lee vai voltar a treinar! Tsunade disse para eu pegar leve, mas quem consegue controlar o poder da juventude????!

- Haha - Kakashi forçou - Ta bom, te vejo depois! - Disse acenando para Guy que já tinha desaparecido em uma fumaça dada pela sua corrida exagerada.

- Já vi que sobrei aqui entre vocês dois né? - Disse voltando-se para Azuma e Kurenai

- Azuma corou sua pele morena.

- An? Não..! Por que diz isso? Ha-ha… - Azuma disse meio sem jeito.

- Não sobrou não Kakashi eu já estava saindo também! Fiquem vocês dois! - Kurenai interrompeu já se levantando, deixou dinheiro em cima da mesa e se afastou acenando e sorrindo para os dois. Especialmente para Azuma

- Azuma é tão óbvio que vocês estão juntos, vai ficar assim sempre que alguém notar? - Kurenai já estava longe e não podia mais ouvi-los.

- Ah Kakashi… É que eu sou meio sem jeito pra essas coisas… Hahhahaha - Disse se entregando. Seu sorriso parecia sincero. - Ela é diferente… tira minha concentração de tudo quando está por perto… me faz querer voltar vivo das missões… Me faz pensar em um futuro… - Azuma disse comendo a última bolinha de seu Dango. - Provavelmente você deve achar isso patético. Haha…

- Kakashi se surpreendeu por ver semelhança ao que vinha sentindo ultimamente. Ele nunca ligou muito, nem entendeu muito também essas coisas. Tudo o que ele sabia sobre relacionamentos eram as coisas que ele lia em seus livros.

- Hum… Não acho não…

- É que quando você encontra a pessoa...Nenhuma outra serve. Tipo você Kakashi. Nós dois sabemos que você é do tipo mulherengo. Do tipo “come-quieto” Hahaha! - Disse acendendo seu cigarro. Deu uma primeira inalada bem funda e soltou a fumaça. - Não dizendo que essa vida é ruim, mas… Eu não sinto falta. Hahahaha

- Então você e a Kurenai estão mesmo…?

- O quê?!?! Você acabou de dizer que…?!?!

- Estava jogando verde - Disse sorrindo!

- Arg..!! - Azuma estava incrédulo e tenso - Acho que falei demais né?

- E eu nem precisei perguntar nada hahaha! Deus queria que você não seja raptado em uma missão! Se for, os segredos de Konoha já eram!

- HAHAHHA Kakashi … - Azuma já estava mais conformado. - Acho que eu precisava mesmo é falar para alguém hahahhaa… Às vezes é bom pôr para fora! Mas chega de falar de mim! E você Kakashi? Alguma dama da vez?

- An?! Eu?... - Kakashi queria entender porque ele pensou na Sakura quando o amigo perguntou. - Não.. É como você disse… Não sou de me prender a ninguém…

 - Tenho dó das que se prenderem a você!! - Disse puxando outra inalada de cigarro…

- Na verdade… Tem uma sim! - Kakashi não entendia porque dizia aquilo, não tinha nenhuma! - Mas é complicado! Disse sorrindo!

- Iiih… Comprometida?

- Kakashi pensou eu dizer não, mas seria a melhor “complicação” para evitar suspeitas.

 

- É…

- Com um shinnobi?

- Não - Kakashi mentia sem pensar muito.

- Ah! Então não tem problema! Que civil vai querer arrumar problema com um shinnobi?

- É complicado…

- Qual é Kakashi eu me abri com você cara! Pode falar! Quero saber a moça que enlaçou o coração do lobo branco!

- Kakashi se lembrou porque ele nunca aceitava o convite de Guy sobre sentar e comer com eles!

- Hahaha… Ninguém enlaçou nada é só uma coisa pequena… Nada demais! - Antes que Azuma pudesse dizer mais alguma coisa, Kakashi se levantou -  Bom! Já vou indo! Tenho umas coisas para fazer… E… - Antes que completasse a frase desapareceu deixando apenas uma fumaça branca.


 

***Haruno Sakura ***


 

Sakura acordou tarde, mais tarde que o normal. Também. Depois de quase virar a noite lendo o “Icha Icha” do Kakashi sensei! Aliás, ela leu o livro inteiro e por conta disso tivera muitos sonhos estranhos, não conseguia parar de pensar besteiras, sua mente estava completamente poluída e a culpa daquilo era única e exclusivamente dela. Maldita hora que ela abrira aquele livro idiota! Agora ela se meteu em problemas! Teria que inventar uma desculpa para ir na casa do Kakashi sensei e devolver o livro sem que ele percebesse. E ainda por cima teria também que se controlar para não pegar a continuação livro. Maldito Jiraya! A forma que ele terminou o último capítulo deixou Sakura louca! Ela precisava saber o que vai acontecer no próximo livro!

 

Depois de tomar um banho (e tentar afastar pensamentos e lembranças do livro, de quando os personagens estavam no banho) Sakura selou o livro de volta em um de seus pergaminhos e guardou junto com outros em uma bolsinha que deixava na cintura.  

- É melhor eu deixar isso comigo, não quero nem pensar no que a minha mãe diria se…

Foi encontrar com Tsunade. A Sennin pediu pra Sakura estar as 10hrs em uma área afastada que costumavam treinar, Sakura estava atrasada e desesperada. Ao contrário do Kakashi, Tsunade era muito pontual! (Menos quando ela estava bêbada).

- Haish!!! - Tsunade gritou ao ver a aluna correndo em sua direção! - Está atrasada!

- Desculpe senhora eu… - Por um segundo Sakura pensou em falar o que fizera durante a noite, mas logo se ligou o quão estúpido aquilo seria! - Tive um imprevisto no caminho!! - Usou a boa e velha desculpa de seu antigo sensei.

- Parece até o Kakashi falando! Bom! Mas agora que chegou vamos começar! Você leu o livro que te dei??

- Livro?? - Sakura não podia ouvir aquela palavra que suava frio.- Sim!! Li ele inteiro!

- Espero que tenha entendido bem porque depois do nosso treinamento físico você vai atender um ninja ferido de verdade!! Do começo ao fim! Não irei te ajudar em nada!

 

- O que??! Sério? - Sakura começava a esquecer Kakashi, icha icha, e voltou a se concentrar completamente no treinamento

- Sim! Já está na hora de você sentir o peso de ter uma vida em suas mãos!!



 

-



 

Na hora do almoço Sakura estava exausta! Tsunade nunca tinha pegado tão pesado com a aluna, teve uma hora que a Sennin a golpeou com tanta força que ela caiu desacordada no chão! Mesmo com a Hokage aplicando jutsos medicinais sempre que necessário para continuar o treinamento, seu corpo ainda doía muito!!

Tsunade tinha preparado uma comida para elas ali mesmo, não queria perder tempo indo até a vila, o cheiro estava ótimo e parecia delicioso! Sakura não tomou café já que acordou super tarde! Estava faminta!

Colocou a primeira “rashizada” na boca e um gosto abominável invadiu seus sentidos! Aquela era a pior comida que já havia comido em toda sua vida!! Sakura achava que era uma afronta chamar aquilo de comida, tinha gosto de pé, sério. Com muito sacrifício engoliu o que já tinha colocado em sua boca e olhou para Tsunade esperando ela começar a comer e se dar conta do quão ruim estava aquilo…

 

- Senhora, você não vai comer? - Sakura se surpreendeu ao ver a cumbuca dela vazia.

 

- Não! Tomei um café da manhã mais que reforçado, pretendo comer no final do dia só! Mas você está precisando!! Percebi que estava fraca, vamos! Coma mais!

Sakura quis morrer e colocou outra porção em sua boca.

 

O treinamento no período da tarde não pareceu tão ruim depois de toda aquela “comida” que ela teve que comer! Sakura não acreditou que a Hokage a fez repetir duas vezes. “Não quero uma aluna com fome! Deu um trabalhão te reanimar depois que desmaiou! Vamos! Coma mais!” Ela dizia. Mas de fato aquela refeição fez ela voltar com força total para seu treinamento, e seu primeiro paciente fora atendido com sucesso, no final do dia!

No início foi muito assustador! Ele tinha muitas feridas, não eram de todo muito graves, mas eram muitas!! Se Sakura não fosse rápida, certamente a Tsunade teria que intervir!

Saindo do Hospital Sakura só pensava no Kakashi e no Icha Icha...Ela sabia que ele era BEM mais velho que ela… E que certamente já tinha vivido as coisas presentes naquele livro. Chegava ser perturbador quando ela se dava conta dos pensamentos que dominavam a sua mente!

- É isso! Preciso ler a continuação! Enquanto eu ficar nessa curiosidade para saber o que acontece vou continuar pensando essas coisas esquisitas com Kakashi sensei!

Sem ter um plano, Sakura mudou sua rota e foi para a casa do Kakashi.


 

***Hatake Kakashi***

 

Kakashi passara o dia inteiro deitado no seu quarto tranquilo e de repouso. Tentava entender como ele pode falar para o Azuma que “tinha alguém” e que “era complicado”. Estava cansado de fingir que ele via Sakura como antes. Mas não podia aceitar. Kakashi não gostava nem da ideia de ter mais de um encontro com uma mesma mulher, para evitar proximidades desnecessárias. Mas com a Sakura...Ele nunca imaginou que teria que se afastar, ou manter uma certa distância, nunca que algo assim pudesse acontecer, que algo como “passar o dia pensando nela” pudesse se tornar um problema… Sem perceber Kakashi criou um laço muito forte e especial e já não conseguia mais se soltar dele. A ideia de afastá-la, fazia seu coração querer parar. E conhecendo a Sakura, ela certamente iria perseguir ele pra saber o porquê do afastamento. Em meio a essa confusão de pensamentos, lembrava de Sasuke, e do covil de Orochimaru Kakashi se sentia fortemente responsável pelo que aconteceu… Por mais que todos dissessem que não… Ele sente que falhou como professor, ele se sentia no dever de fazer de tudo para trazê-lo de volta.

Já chateado Kakashi sentou na cama e respirou bem fundo…

- Isso tudo é problemático demais para mim…

Arrastou o olho até uma bancada que tinha ao lado de sua cama. Nela tinham dois retratos; um com sua equipe antiga, e outro com o time sete.

- Queria saber o tipo de sermão você me daria agora velho amigo… - Disse olhando para Obito. - Realmente preciso de um sermão... Não sei onde estou com a cabeça…

Levou seu olhar para o quadro ao lado se deparando com Sakura, e os outros, ela estava tão feliz… A Sakura daquela época tinha um sorriso tão leve, tão fácil… bem diferente da de hoje em dia… Kakashi sempre se importou com Sakura sempre se preocupou demais com ela. Mas sempre achou que era pelo fato dela não ser tão forte quanto os outros dois… Talvez uma forma de compensar os erros do passado, as pessoas que não pudera proteger.

 

“DIN-DON”

 

Quem será? Ninguém nunca ia visitar Kakashi. E quando iam, normalmente era para avisá-lo de algum chamado urgente da Hokage, o que, normalmente dispensava campainha.

 

Ao abrir a porta levou um susto.

 

- S-Sakura?!




 


Notas Finais


EEEEEIIITAAAA LELEE, essa Sakura esta toda impulsiva né non???? ate me faz lembrar meus 15\16 anos... quem nunca né???

Espero que tenham curtido <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...