História Kakashi e Sakura - Um Amor que Venceu Barreiras - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno
Tags Comedia, Drama, Kakasaku, Romance, Sakukaka, Suspense
Exibições 192
Palavras 1.908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ola pessoinhas de todo o mundo :3

sim eu sei que vocês estam bravos por eu demorar, sendo que o ultimo cap foi no meu niver (21/07) ja se foram quase 3 meses, sim eu sei que demorei, mas fiquei realmente travada para ligar minhas ideias, estou estudando, mas agora consegui reunir varias ideias então acho que não demorarei a postar os proximos.

Logo logo teremos nosso querido baby que ja demorou de mais para aparecer e quero que vocês ajudem a escolher o nome :3 então fiquem ligadinhos :3

enfim saudades de saber o que vcs estao achando da fic :3

Capítulo 34 - Reunindo Ajuda


Fanfic / Fanfiction Kakashi e Sakura - Um Amor que Venceu Barreiras - Capítulo 34 - Reunindo Ajuda

Depois que Kakashi conseguiu chamar a atenção de algumas pessoas que estavam se preparando para sair da vila e as reunir em meio as casas destruídas, ele começou a incentivar para que todos ficassem e ajudassem a reconstruir a vila e também ajudar na segurança.

–Por favor, eu peço a todos vocês que fiquem aqui e nos ajudem a reconstruir a vila que moramos a anos e que vivemos vários momentos marcantes, sei que muitos aqui perderam familiares nos ataques e muitos também mandaram seus filhos para vilas vizinhas para os proteger, eu infelizmente presenciei algumas cenas horríveis durante o ataque, e hoje em dia eu entendo o que é a preocupação e o medo de perder alguém – seus olhos marejaram ao se lembrar que Sakura quase morrera, e ao ver essa cena algumas pessoas se comoveram ao ver que as palavras dele estavam carregadas de sentimento –Quando eu era jovem, perdi muitas coisas em minha vida que eram muito importantes – involuntariamente lagrimas escorriam pelo seu rosto e nos rostos de alguns moradores, principalmente de uma anciã que já havia presenciado muitas coisas em sua vida –Foi difícil esquecer, era praticamente impossível de apagar essas memorias de mim, então muito tempo se passou, eu já não tinha mais nada a perder, quando alguém apareceu em minha vida e se tornou alguém importante pra mim, mas principalmente me fez sentir que eu também sou importante para ela, e quando eu achei que poderia ser feliz novamente, alguém a machucou gravemente, e por pura maldade enquanto eu estava em missão e ela estava sozinha e indefesa, quando retornei da missão a vi desfalecida em sua casa, então meu coração parou e eu achei que mais uma vez estaria perdendo o que era  mais importante para mim, mas tudo está bem, embora ela esteja longe no momento eu sei que isso foi o melhor para ela – ele passou a mão no rosto enxugando as lagrimas –E é por ela que eu vou dar o meu melhor, que eu vou lutar e trabalhar com todas as minhas forças, por ela e por meu filho – alguns moradores o olharam espantados, pois nunca o viram sair com ninguém e de repente ele tem uma mulher e um filho –Eu preciso da ajuda de vocês, para que nesses três meses de prazo que eu pedi a Hokage a nossa vila esteja como nova, e eu possa trazer de volta.

–Acha mesmo que três meses será o suficiente? – questionou um dos moradores que não aparentava estar feliz com a situação atual.

–Eu acredito que se cada um der o melhor no que pode, poderemos fazer em até menos tempo – Kakashi o respondeu com um ar confiante e animador.

–Você está louco, nunca iremos arrumar isso em três meses – respondeu o homem um pouco exaltado pelo curto prazo e pode se ouvir alguns burburinhos entre os moradores –O que receberemos em troca pelo nosso esforço? – sorriu o homem interessado em qual seria a resposta do grisalho.

–Eu já pensei em tudo, e é claro que daremos uma grande festa para comemorar a nossa conquista, e aqueles que quiserem colaborar trazendo comidas, sucos, doces, bebidas e outras coisas serei muito grato, mas aqueles que não quiserem podem apenas participar e aproveitarem o máximo da festa, mas claro que isso só será possível se concluirmos o prazo – respondeu ele realçando o fato de que tudo deveria estar pronto dentro do prazo, o homem que havia o questionado sorriu com a proposta que o grisalho havia feito.

–Então o que devemos fazer para ajudar? – perguntou a jovem a qual Kakashi entregou a criança que achara morta durante o ataque.

–Eu estive andando pela vila e vi que nem tudo está tão destruído quanto a parte principal, então peço a vocês que se reúnam para as casas de parentes ou amigos, ou até mesmo casas vazias que estejam em melhores condições enquanto tudo por aqui será arrumado – os moradores o ouviam atentos e pareciam animados para trabalhar –Aqueles que quiserem ajudar na parte de construções e reformas externas fiquem ao meu lado direito e aqueles que forem ajudar com a decoração não só das casas mas de toda a vila incluindo os jardins fiquem ao meu lado esquerdo – e logo pode se ver que dois grupos se formaram a sua frente, Kakashi se surpreendeu ao ver que em ambos os grupos haviam homens e mulheres, jovens e até mesmo moradores com idade avançada –Agora que temos os grupos separados, vou deixar vocês decidirem por onde querem começar e nós iremos ajudar – os moradores começaram a se organizar e logo partiram para seus afazeres, o que causou certo tumulto fazendo com que Tsunade olhasse pela janela e visse que realmente Kakashi havia convencido os moradores a ficar e ajudar na reconstrução e que certamente ele iria conseguir atingir o seu objetivo.

Kakashi e todos os outros ninjas rapidamente se reuniram e começaram a trabalhar, todos estavam muito empenhados em realizar suas tarefas, se sentiu orgulhoso por conseguir reanimar e fazer com que todos o ajudassem, no seu coração sentiu uma enorme alegria pois sabia que logo ele poderia reencontrar Sakura e finalmente ficar junto dela e construírem uma família. A noite começou a cair e todos estavam exaustos, porém não paravam de trabalhar duro, muitos ainda estavam comovidos com o que Kakashi havia falado e estavam fazendo disso seu incentivo para continuar se esforçando, alguns estavam se esforçando para poder ter sua vila de volta como era antes e é claro alguns estavam se esforçando apenas pela festa que iriam ganhar como recompensa.

Passou cerca de um mês e o hospital que era o mais importante estava totalmente reformado, claro que algumas coisas por fora e ao redor precisariam ser organizadas, mas finalmente os pacientes poderiam ser melhor acomodados. Tsunade pediu para que Hinata, Ino e Tenten ajudassem a transferir os pacientes para os novos quartos, enquanto ela junto de Shizune iriam monitorar para ver se todos os equipamentos do hospital iriam continuar a funcionar normalmente, enquanto Shizune acompanhava as meninas com os pacientes e ajudava a carregar os equipamentos, Tsunade estava cuidando dos pacientes que ficavam no quarto, no que ela estava saindo para outro quarto Naruto apareceu atrás dela a assustando.

–Oi vovó Tsunade, precisa de ajuda em algo? – sorriu o moço oferecendo sua ajuda.

–Não me chame assim – resmungou a loira

–Desculpa vovó – sorriu o moço vendo a loira suspirar irritada.

–Já que você está aqui peça para que alguém ajude você a transferir alguns equipamentos para os quartos, eles estão na ala de urgência e emergência, mas não tente fazer isso sozinho peça para aguem te ajudar – respondeu a loira enquanto se dirigia ao outro quarto enquanto era seguida pelo loiro.

–Mas eu posso fazer isso sozinho, é to certo! – exclamou o jovem tentando passar confiança a loira.

–Naruto eu te conheço e sei que você fara tudo errado se fizer sozinho então chame alguém – sorriu ela vendo a cara que o moço fez ao ouvir o que ela disse –Alias, chame o Kakashi, peça a ele que te ajude com o transporte dos equipamentos e depois que terminarem diga que eu preciso que ele vá até a minha sala para conversar comigo.

–Conversar sobre o que? – perguntou curioso

–Não interessa a você apenas faça o que eu te falei e sem mais perguntas – o loiro logo saiu atrás de Kakashi enquanto ela continuou a verificar como os pacientes estavam.

Naruto não demorou a encontrar Kakashi que estava ajudando a reparar parte do portão principal que estava quebrado, logo ele passou a mensagem ao grisalho que não demorou a acompanha-lo até o hospital e dirigindo até o local indicado e logo realizando o transporte deixando os equipamentos mais importantes por último.

–Eu não sei porque a vovó não me deixou fazer isso sozinho – resmungou o loiro pegando algumas caixas que continham remédios –Eu sei muito bem o que são esses equipamentos, esse por exemplo – apontou ele para o objeto –Isso é um desfrizador – afirmou confiante de sua resposta.

–Não seria um Desfibrilador?! – o grisalho o olhou inconformado enquanto o loiro estava confuso.

–É isso mesmo um desfibrilizador, to certo – afirmou.

–É desfibrilador Naruto – respondeu –Você sabe para que serve isso pelo menos? – perguntou o grisalho com medo da resposta de Naruto.

–É claro que eu sei pra que serve um desfrizabilizador, quer dizer um desfibrazilador, não um desfrabrizador, a não importa, eu sei para que serve – afirmou irritado enquanto o grisalho ria com a dificuldade de Naruto –É muito simples, primeiro a gente liga e ajusta esses botões aqui e depois pega essas duas partes e esfrega uma na outra e depois coloca assim em cima do peito...

–Naruto não faça isso – reagiu o grisalho ao ver que o loiro iria usar o aparelho nele mesmo, mas não deu tempo, quando ele foi o impedir ele já havia utilizado e caído no chão ele então desligou o aparelho e foi verificar como o loiro estava –Naruto, Naruto, você está bem?

–Kakashi-sensei eu falei que eu sabia pra que servia o desfribalizador – sorriu o loiro meio atordoado.

–De fato é para isso que ele serve, mas não precisava ser cobaia de você mesmo, isso deve ser utilizado em outras pessoas em casos de emergência.

–Mas eu provei que eu ser para que serve, to certo – afirmou o jovem caído no chão fazendo Kakashi rir um pouco da situação.

–Vou levar você até a Tsunade – ele pegou o moço no colo e carregou até encontrar Tsunade que olhou para Naruto um tanto irritada pois sabia que ele faria algo do tipo, Kakashi conta que tentou o impedir mas ele acabou fazendo sem pensar, Tsunade ainda estava irritada então deu um tapa no jovem o qual o fez se animar novamente e pediu para que voltassem ao trabalho e aproveitou para avisar a Kakashi que ela gostaria de conversar com ele depois que terminassem de transportar os equipamentos, então ambos voltaram aos seus serviços e Kakashi não deixou que Naruto chegasse perto de qualquer equipamento que fosse perigoso para ele, o que no caso poderia ser até mesmo uma simples espátula de madeira. Terminando o serviço Naruto foi até Hinata que estava ajudando ainda com os pacientes e a convidou para comer um Ramen depois do serviço, enquanto Kakashi foi levar a última caixa de remédios para um dos quarto e se encontrou com Shizune que estava a organizar os remédios.

–Olá Shizune, vim trazer um pouco mais de trabalho para você – disse ele sorrindo direcionando a caixa de remédios a ela.

–Olá Kakashi, eu estava precisando desses remédios mesmo, que bom que você os trouxe – sorriu a morena.

–Estou apenas ajudando – sorriu –Alias eu tenho que agradecer muito a você e a Tsunade-sama por cuidarem tão bem da Sakura e do meu filho.

–Imagine, estamos apenas fazendo nosso trabalho –sorriu –Mudando um pouco de assunto, você já tem tudo preparado para o bebe e a Sakura?

–Na verdade eu consegui juntar muitas coisas que eram minhas e dela e penso em fazer uma casa maior para nós, mas nada além disso.

–Se você quiser pode contar com a minha ajuda – sorriu –Não só minha, das meninas também, pelo que eu ouvi elas estão planejando comprar várias coisas para o bebe, então isso já vai ser de grande ajuda.

–Realmente Shizune, muito obrigado por tudo – ela abraçou a morena como forma de agradecimento o que fez com que ela corasse levemente.


Notas Finais


Arigato minna-san por acompanharem até aqui :3

gomen pela demora, onegai comentem para saber o que vocês estam achando :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...