História Kakashi e Sakura - Um Amor que Venceu Barreiras - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Shizune, Temari, Tsunade Senju
Tags Comedia, Drama, Kakasaku, Romance, Sakukaka, Suspense
Visualizações 238
Palavras 1.404
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yo pessoas do Brasil e do mundoooooo.

perdão pelo sumiço estava num momento não muito bom, mas eu quero agradecer de coração a todos vocês que leem a fic, que comentam ou não comentam, que favoritaram e tudo mais, eu realmente fico extremamente feliz por cada notificação que aparece para mim de verdade muito obrigada a todos vocês.

Capítulo 38 - Um Presente Especial


Fanfic / Fanfiction Kakashi e Sakura - Um Amor que Venceu Barreiras - Capítulo 38 - Um Presente Especial

–Kakashi, espere – gritou ela a poucos metros dele.
–Ah, olá Shizune, que bom ver você de novo aqui – riu.
–É, eu vim trazer algumas coisas que Tsunade me pediu para te entregar e tem uma, ou melhor duas entregas especiais – sorriu ela vendo a leve expressão confusa do homem.
–Bom, então deixa eu abrir para podermos entrar e beber algo, já que você parece um pouco cansada em trazer tudo isso sozinha – comentou enquanto destrancava a porta e pegava as sacolas da mão da moça que abriu a porta para ambos entrarem.
–Obrigada e desculpa por mais um vez estar te incomodando – forçou um sorriso.
–Imagine não me incomoda, acredito que se veio até aqui é porque tem algo importante – colocou as sacolas sobre o sofá que agora estava no seu devido lugar e posição ao invés de estar de cabeça para baixo escorado na parede –Fique a vontade, vou preparar um Chá – se dirigiu a cozinha colocando a água para ferver e logo voltando a sala.
–Vejo que em tão pouco tempo conseguiu colocar em ordem – riu –Fico feliz que tenha gostado das minhas dicas – comentou enquanto analisava o restante do ambiente –É, e-eu gostaria de me desculpar pelo mal entendido, as vezes eu e a Tsunade-sama bebemos um pouco e acabamos falando coisas desnecessárias uma para a outra, m-mas geralmente nós não recordamos no dia seguinte – hesitou um pouco ao se lembrar do que havia acontecido – E-e por alguma razão ela lembrou disso e acabou comentando, peço desculpas mais uma vez – olhou para o homem que procurava entre alguns utensílios do armário o pacote de chá, assim que ele o encontrou ela voltou seu olhar para o chão para evitar que seu rosto corado ficasse a mostra.
–Tudo bem Shizune, você é uma mulher incrível, com certeza vai encontrar alguém incrível também – sorriu para ela vendo que a mesma ainda estava um pouco corada devido ao que ele havia dito a pouco –Peço desculpas também por não reparar nisso antes – ela apenas balançou a cabeça como forma de aceitar as desculpas e o silêncio tomou conta do lugar até o barulho da água fervente começar e ele adicionar o conteúdo do Chá em dois copos –Bom, agora que o chá está pronto podemos ver o que te trouxe até aqui novamente – entregou o copo para a moça e indicou o sofá se sentando no mesmo.
–Bom, eu e Tsunade-sama fomos fazer algumas compras para vocês, então – pegou três das quatro sacolas que havia trazido e o entregou –São alguns brinquedos e enfeites para decorar a casa, que até mesmo a Sakura havia comentado que gostaria de ter, então nós compramos –sorriu.
–Obrigado Shizune, não precisavam ter comprado tantas coisas, é muito gentil da parte de vocês se preocuparem com os mínimos detalhes – começou a retirar alguns objetos da sacola sem entender muito o que era cada coisa –Mas eu nem sei para que serve isso – comentou enquanto pegava um pequeno mobile com alguns sininhos, emblemas de Konoha, pequenas kunais e shurikens. 
–Isso é um mobile, é como o Furin, vai enfeitar o berço, proteger o bebê de qualquer mal e também o acalmar já que o som dele é bem suave – riu vendo ele observar cada detalhe do pequeno enfeite. 
Ele continuou a olhar cuidadosamente cada detalhe de cada presente, agradecendo por cada um e os devolvendo para as sacolas –Agora os mais importantes –Kakashi a olhou incrédulo de que havia mais presentes e de como eles poderiam ser mais importantes do que os outros –Não pude julgar qual deles teria maior importancia para você, por isso os coloquei juntos – entregou a última sacola a ele e o ficou observando. Primeiro ele pegou a caixa e viu que nela havia um par de pequenas sandálias e um pequeno uniforme ninja, demorou alguns segundos até que ele pudesse raciocinar o que era, pra finalmente entender que aquela surpresa revelava o sexo de seu filho, não pode conter a emoção, seus olhos começaram a soltar algumas lágrimas, as enxugou e pegou o pergaminho que para sua surpresa era uma mensagem de Sakura o que o fez chorar ainda mais enquanto lia apenas a primeira parte do bilhete, Shizune vendo aquilo decidiu que seria melhor deixa-lo sozinho para que pudesse ler com calma. 
–Bom, eu vou embora, não esqueça de escrever algo para ela, qualquer coisa pode contar com a gente – sorriu –Tenho certeza que será um bom marido e um bom pai Kakashi.
–Obrigado Shizune, realmente eu não estava esperando isso, eu me sinto muito feliz – abraçou-a e a acompanhou até a porta, retornando em seguida para as sofa.

 

“Oi Papai, sabia que a mamãe disse que logo eu vou ver vocês? Eu estou muito feliz, tão feliz que vivo me mexendo dentro da mamãe, acho que eu a machuco as vezes, mas não é por querer, é que sempre que ela fala o seu nome eu fico muito feliz. Te amo Papai, em breve verei vocês.

Oi meu amor, você não sabe como eu estou ansiosa para te ver novamente, eu estou com tanta saudades de você, aliás estamos, ele realmente está bem agitado, as vezes penso que ele está treinando alguns jutsus dentro de mim. Por favor me diga como você está, quando eu parti, você havia acabado de se recuperar, por favor, não se esforce de mais, afinal preciso de você bem disposto para quando eu voltar.

Beijos, Te amamos muito Kakashi
Haruno Sakura e pequeno(a) Hatake”

 

Depois de ler e reler o bilhete várias vezes, e de admirar o pequeno traje ninja adormeceu ali mesmo no sofá, o que resultou em algumas dores musculares pela manhã. Havia acordado disposto a continuar trabalhando e incentivando a todos, mal podia ver o dia que isso acabaria para que pudesse ganhar sua aposta e buscar sua amada, durante a pausa para o almoço se apressou em escrever um bilhete para que Tsunade enviasse de volta para Suna, sua maior dúvida enquanto escrevia é se deveria ou não contar para Sakura o que ele sabia sobre o bebê, depois de tanto pensar, ele optou por dar uma dica não muito aparente, mas que sabia que ela iria entender, terminou sua refeição e estava indo em direção ao prédio da Hokage quando alguém disse que havia um imprevisto nas construções, por sorte encontrou com Hinata e Ino que estavam levando algumas mudas de flores, ervas medicinais entre outras plantas para o Hospital, aproveitou então para pedir que as garotas entregassem o pergaminho enquanto ele resolveria alguns problemas, agradeceu e logo correu em direção as construções enquanto elas se dirigiram para o Hospital.
–Hina – gritou Ino parando repentinamente.
–Aí Ino não precisa me assustar – olhou para a loira que tinha um olhar de quem estava prestes a cometer um crime –O que você está aprontando?
–O que será que está escrito nesse pergaminho? – se questionou curiosa.
–Deve ser algo importante, como algum aviso dos outros países – comentou.
–Não, se fosse isso todos nós já saberíamos, e também o Kakashi não iria entregar algum aviso importante na mão de qualquer um.
–Principalmente nas suas mãos né senhorita Yamanaka – riu a morena vendo a loira ficar irritada.
–Engraçadinha – mostrou a língua num gesto totalmente infantil o que não condizia com sua idade –Vamos ver logo o que tem aqui – abriu o pergaminho antes que Hinata pudesse falar qualquer coisa para a impedir –Aaah! – gritou escandalosamente chamando a atenção de todos em volta.
–Ino sem escândalo – puxou-a para um canto pedindo desculpas para as pessoas que haviam se assustado e se preocupado achando ser algo importante como uma nova invasão.
–Desculpa, mas é que... É que...
–Fala logo Ino.
–Para quem não queria nem abrir o pergaminho, agora quer saber o que está escrito – Hinata mostrou a língua imitando o gesto que ela havia feito a pouco –Isso é muito infantil, não combina com a sua idade e nem personalidade Hinata.
–Desculpe, é que eu passo tanto tempo com você que acabo me contagiando com esses gestos infantis – riu a morena vendo a loira irritada novamente, mas logo ambas caíram na gargalhada.

–Só irei te desculpar dessa vez Princesa do Byakugan – mostrou a língua –Agora vamos rápido pra minha casa eu tenho um plano, e não se preocupe passaremos na floricultura para deixar as plantas – Ino apenas agarrou o braço de Hinata para que ela se apressasse, logo deixando as plantas na floricultura e indo rapidamente para a casa.


Notas Finais


Arigato minna-san por acompanharem até aqui, espero ver vocês no próximo :3
obrigada mais uma vez por tudo vocês são d+ :3 :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...