História Kami no Gakuen - A academia dos deuses (Interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aiacos de Garuda, Albafica de Peixes, Asmita de Virgem, Aspros de Gêmeos, Atena (Sasha), Defteros de Gêmeos, Dégel de Aquário, Dohko de Libra, El Cid de Capricórnio, Hakurei de Altar, Kagaho de Benu, Kardia de Escorpião, Manigold de Câncer, Minos de Grifon, Pandora, Radamanthys de Wyvern, Regulus de Leão, Sage de Câncer, Serafina, Shion de Áries, Sísifos de Sagitário, Violate de Behemoth (Estrela Celeste da Solidão)
Exibições 39
Palavras 4.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Trilha aos jardins do olimpo - Segunda parte


Fanfic / Fanfiction Kami no Gakuen - A academia dos deuses (Interativa) - Capítulo 3 - Trilha aos jardins do olimpo - Segunda parte

Capítulo 2 : Trilha aos jardins do olimpo - Segunda parte 

- Perdão senhorita mas você tem certeza de que é este o caminho? - o motorista perguntou olhando desconfiado para a trilha que aparentemente levava ao meio do nada.

- Tenho...ou quase...tá na verdade eu não sei - admitiu a loira se virando para olhar o homem a tempo de ve-lo fitar-lhe incrédulo - que foi esse mapa é muito difícil de ler - ela se justificou fazendo uma pequena careta.

- Não quer mesmo que eu a acompanhe senhorita Alexandra? - o motorista lhe perguntou novamente preocupado com o rumo da conversa.

- Sim,James você já pode voltar até a mansão e descansar que eu me viro á partir daqui - a loira declarou convicta descendo de dentro do veículo.

- Mas...- o homem novamente tenta argumentar com a garota mas está o interrompe estendendo a mão em gesto de silêncio.

-  Não se preocupe eu ficarei bem - declarou a loira de modo convicto como se estivesse fazendo uma promessa.

- Apenas tome cuidado senhorita - pediu ele antes de dar partida na limousine e sair pelo mesmo caminho que havia vindo.

Depois que o seu veículo já estava fora de vista a loira solta um suspiro resignada ajeita a roupa,coloca seus óculos escuros e começa a caminhar pela trilha tentando ler o mapa enquanto repetia o seu "mantra".

- Eu vou ficar bem...eu vou ficar bem...eu vou ficar bem.

Cinco minutos depois

- Eu não vou ficar bem...nunca vou achar essa escola e vou morrer perdida no meio desta floresta maldita - Alexandra declamou dramaticamente se jogando sob o gramado.

... 

- Engraçado agora eu me lembrei daquele filme que vi lá no cinema "a floresta maldita"...como era mesmo o enredo?...ah é menina entra sozinha em uma floresta que era assombrada por uma bruxa assasina - a garota se senta e começa a olhar a paisagem ao seu redor - Hahaha o irônico é que a floresta do filme se parece muito com essa...assim como a protagonista se parecia comigo...ela também estava perdida...e s-sozinha no meio do n-nada.

...

- Ah droga por que fui pensar naquele maldito filme logo agora que eu estou perdida e sozinha no meio de uma floresta possivelmente assombrada - a garota se abraça em um gesto de auto preservação enquanto se amaldiçoava mentalmente por ter assustado a si própria.

- AHHHHHHHHH - a garota fecha os olhos e começa a gritar desesperadamente mas para a sua surpresa ouviu outra voz gritar junto com ela e parecia a voz de... uma garota?

- AHHHHHHHHH

- AAHHHHHHHH

- AHHH...ESPERA PORQUE A GENTE TÁ GRITANDO?

- POR QUE...espera você não é uma bruxa assasina - depois de ter gritado a primeira parte a garota abre os olhos e se depara com uma garota morena de cabelos negros longos e olhos azuis que devia mais ou menos da sua idade.

- Poxa eu sei que levei um tombo agora pouco e que estou um pouco desarrumada mas daí a bruxa... - comentou  a morena divertidamente.

- Desculpe eu não quis ofender é que...eu começei a me lembrar de um filme de terror que tinha visto e acabei me assustando - admitiu a outra em tom envergonhado.

- Ora e quem nunca...eu mesma depois que vi "Annabelle" joguei fora todas as minhas bonecas - disse a garota rindo descontraída - Prazer me chamo Sakura William - se apresentou estendendo a mão para a maior que aceitou o gesto.

- Alexandra Ruchievik.

- Então Alex...posso te chamar assim? - perguntou a loira que assentiu - você veio a essa floresta para passear e testar o senso de direção ou também está procurando a "academia perdida".

- Então Saky...posso te chamar assim? - perguntou brincalhona para a morena que assentiu sorrindo - eu estou passando sufoco e testando a minha paciência pra achar a academia perdida.

- É o destino nos unindo - Saky proferiu com tom de deboche.

- Ou a diretoria nos trollando - Alex concluiu irônica.

- Provavelmente...mas enfim quer procurar o caminho da academia comigo eu prometo que te protejo das bruxas assasinas da floresta - perguntou a morena em tom antiquado oferecendo seu braço em gesto cavalheiresco.

- Posso mesmo confiar?

- Está comigo está com Zeus - a morena respondeu convencida.

- Só espero que os deuses nos ajudem - a loira proferiu soltando um suspiro resignado antes de entrelaçar seu braço ao da amiga.

- Talvez sim vai que eles vão com a nossa cara - a morena respondeu em tom brincalhão.

(...)

- Eles não foram com a nossa cara né? - Alex perguntou.

- É parece que os deuses gregos não gostam muito dos estrangeiros - Sakura concluiu com uma gota na cabeça.

- Xenofóbicos - Alex resmungou em desaprovação.

- Bem de qualquer modo eu acho melhor descansarmos - disse a maior se sentando aos pés de uma árvore 

- Tem razão meus tornozelos já estão inchados e doendo - reclamou a menor se jogando do lado da outra 

- Também né Alex quem faz trilha pela mata de salto?

- Hey eu não achei que eu fosse andar tanto...além do mais o salto é baixinho.

- Ele tem 8cm - reclamou a outra garota com uma gota na cabeça 

- Exato é baixo...grande seria se fosse um salto 19 

- Deuses vocês ricos são é doidos

- Os ricos não só eu mesmo - a mais nova corrigiu a amiga antes de cair na risada e rir como se tivesse inventado a melhor piada da história 

- Sério que você... - Sakura parou a frase no ar e se levantou olhando para os lados 

- O que foi Saky? - Alex perguntou preocupada com o comportamento estranho da amiga 

- Eu ouvi um barulho foi um pouco longe daqui mas eu tenho certeza que ouvi um barulho que parecia o de...duas pessoas correndo.

- Relaxa que devem ser só mais duas "alunas perdidas"

- Sim isso é o que eu acho também...o que está me preocupando é o porque delas estarem correndo? - esclareceu a morena olhando pra outra seriamente

- T-tá agora você conseguiu me assustar

- É melhor irmos...você consegue andar ainda ou quer que eu espere você...

- Pronto já troquei de tênis - respondeu a loira terminando de amarrar seu all star botinha lilás 

- Como você...ah deixa pra lá ! vamos sair logo da... - a garota não consegui concluir pois foi atropelada sim atropelada por uma garota morena de olhos cor de mel - Aiai essa doe...espera quem é você? - Sakura perguntou após se recuperar do choque 

- Desculpe pela batida e eu sou Isad... - a outra garota também não pode concluir sua frase pois também foi atropelada dessa vez por uma garota menor de pele alva e como os cabelos e olhos azuis claros que com o efeito dominó acabou levando as duas outras garotas junto 

- Aiai Safira eu já quebrei as minhas pernas nesse tombo e tu ainda vem querer fraturar as minhas costelas 

- Foi mal Isa eu saí correndo atrás de você e nem vi por onde tava andando - se justificou a azulada 

- Tudo bem...mas você tá machucada?

- Não,eu caí em cima de você...mas e você Isa? você deve ter se machucado bastante com o meu peso.

- Desencana tu é levinha...além do mais eu caí em cima dela - disse apontando pra garota (Sakura) que estava no chão aparentemente desmaiada - espera eu...AI MEU DEUS! coleguinha cê tá bem? ora que pergunta idiota Isadora - a garota se auto-repreendeu - é claro que ela não está bem ela foi atropelada duas vezes - e continuou sua conversa com si mesma enquanto a sua amiga ajudava a outra garota a se levantar 

- Moça nos desculpe pelo infeliz acidente a senhorita está bem?sabe onde está?consegue se levantar?sabe me dizer que dia é hoje?quantos dedos tem aqui? - a menor saiu disparando as perguntas com preocupação 

- Ahn...qual era mesmo a primeira pergunta? - Sakura perguntou tentando soar divertida

- Descuple eu estou um pouco nervosa...mas a senhorita consegue se levantar?

- Essa senhorita eu não sei mas eu,eu acho que consigo.

- Hahaha você está bem?

- Bem quebrada - respondeu a garota fazendo as duas caírem na risada

- Mas vai sobreviver? - perguntou a azulada entrando na brincadeira 

- É acho que vou - respondeu divertida fazendo com que caíssem na gargalhada novamente 

- Então...alguém vai se lembrar de falar comigo ou eu realmente vou ter de mandar uma mensagem de whats ? - Isadora perguntou fingindo irritação o que gerou mais risos por parte das duas garotas e em seguida dela mesma.

- Por falar em avulsa cadê aquela rapariga ? - Sakura perguntou confusa 

- A Alex  - Isadora perguntou para a morena que assentiu - Ela está ali conversando com a Maya e a Kira - apontou para o grupo de três garotas que conversavam animadamente sobre algum assunto aleatório.

- Espera se você estava aqui com a gente...como é que sabe o nome delas? - Safira perguntou em tom acusativo para a amiga que apenas deu uma disfarçada e começou a assobiar - Isa...

- Tá porra eu tava ouvindo a conversa - admitiu a brasileira 

- Que coisa feia mocinha - Safira repreendeu a amiga 

- Hey a culpa é de vocês que me largaram aqui sozinha nesta floresta enorme...vocês me deixaram tão sozinha que eu estava ouvindo até o barulho do vento passando através das árvores - Isa reclamou dramática forçando choro 

- Dramática - Sakura  observou com uma gota na cabeça 

- Você nem faz ideia - respondeu uma garota baixa de cabelos albinos e olhos heterocromaticos que descia calmamente pela clareira com um porte altivo e uma cara de quem iria repreender as duas garotas 

- O-oi Rony - A azulada cumprimentou a albina que a olhou com um olhar gélido e abriu a boca para provavelmente dar-lhes um bom sermão mas desistiu da ideia e se limitou a suspirar irritada 

- Sinceramente o que eu lhes disse sobre entrar em pânico e sair correndo? - a garota perguntou em tom severo

- Que isso desviaria nossa atenção do caminho e que essa distração nos faria tropeçar,cair e se machucar - Isadora respondeu em tom nervoso para a maior que assentiu séria 

- Nossa mano cê é vidente? - Sakura perguntou sorrindo...sorisso que logo morreu na garganta ao se deparar com o olhar gélido da outra - Foi mal - pediu um pouco desconcertada para a menor que apenas assentiu indiferente e em seguida lhe estendeu a mão para ajuda-la a se levantar  

-  Você está bem senhorita... - perguntou querendo saber o nome da morena que lhe estendeu a mão e se apresentou devidamente.

- Sakura mas pode me chamar de Saky e sim eu estou bem obrigada senhorita...

- Ronarya mas fui apelidada de Rony recentemente - explicou a garota mais calma

- Agora que todo mundo já se conhece que tal irmos nos juntar ao grupo ali - Isa apontou para as três garotas que ainda conversavam - E sair em grupo pela jornada até a região de Unova digo até a academia perdida 

- É uma boa ideia - Rony respondeu - Vamos? - perguntou ao grupo que assentiu e foi em direção ao outro grupo 

- Oi Saky - Alex a cumprimentou alegre desviando a atenção da conversa - Ah! essas são as minhas novas amigas - Maya - apontou para a garota de cabelos castanhos longos e olhos violetas que as cumprimentou alegremente - e Kira - e depois apontou para a garota de cabelos negros longos e olhos castanhos que acenou em cumprimento - Meninas essa é minha amiga Sakura e essas são as novas amigas dela...

- Isadora - respondeu a morena 

- Safira - respondeu a azulada 

- Ronarya - respondeu a albina 

- É um prazer conhecê-las - responderam as três garotas em uníssono 

- O prazer é nosso - responderam as outras quatro em uníssono fazendo com que todas se entreolhassem e depois caíssem na gargalhada 

- Cara estamos parecendo aquelas garotas de coro de igreja - Safira observou divertida enquanto todas paravam ou tentavam parar de rir 

- Né? em pensar que acabamos de nós conhecer e já parecemos um grupo - Alex comentou 

- Por falar nisso porque vocês duas estavam correndo? - Maya perguntou curiosa para as duas garotas

- Acredita se eu te disser que elas criaram toda aquela baderna porque estavam fugindo de uma...

- Barata - completou Kira 

- Sim como sabe? - Ronarya perguntou curiosa 

- Não...barata - Kira falou apontando para uma enorme barata voadora que planava próxima de onde estavam

- AHHHHHHHH - gritaram a maioria das garotas em desespero enquanto as outras que estavam mais calmas tentavam acalma-las

E quando parecia que a situação não poderia piorar...adivinhe? Sim,ela piorou.

A barata em um ato de rebeldia resolveu que queria se sentar em cima da cabeça de Isadora o que é claro não ajudou muito em relação ao seu medo do animal.

- AHHHHHHHH SAÍ , SAÍ , SAÍ AHHHHHHHH 

- Isa se acalma... - Ronarya tentava acalmar a amiga mas foi impedida por um sapato,sim um sapato voador que havia sido lançado por Isa durante o seu surto

O All-star que fora lançado passou rente a cabeça de Ronarya e felizmente não a acertou mas infelizmente acertou uma garota de cabelos castanhos cacheados que havia acabado de chegar e não tinha nada haver com a treta...a pobre garota mal chegou na clareira e já foi nocauteada por uma sapatada na cara que a fez cair de bunda no chão,com a mão no rosto e alguns galos na testa.

- Auuuu essa doeu! - a garota exclamou chorando com a mão no rosto.

- Ah meu deus você está...AHHHHHHHH BARATA - Isa tentou perguntar como a garota estava mas não teve tempo pois teve de voltar a fugir da barata e a Rony bem...ela tentava acalmar a amiga e também impedir que ela nocauteasse mais garotas perdidas com tenadas na cara.

- Akyla você está bem?...err é claro que você não está bem...quero dizer você  não está muito mal? - perguntou uma garota de cabelos azuis enrolados se ajoelhando ao lado da amiga que ainda estava meio atordoada pela dor 

- Eu tô mais ou menos - respondeu a garota ainda com a mão na cara 

- Deixa eu ver - disse uma garota de cabelos prateados e olhos azuis escuros se sentando na frente da amiga e analisando o estrago que havia sido feito no rosto da mesma 

- Não está tão ruim - comentou a prateada 

- Tão ruim...animador - respondeu a acastanhada 

- Acredite eu já vi ferimentos bem piores - esclareceu a garota com um pouco de amargura  - no seu caso só machucou um pouco o nariz e faz alguns galos na testa - disse a garota pegando em sua necassaire um frasco de antibacteriano,dois lenços,uma garrafa de água e alguns esparadrapos

- Posso ajudar em algo? - A azulada perguntou preocupada 

- Pode ir embebendo o lenço no antibacteriano por favor? - Scarlett perguntou a amiga que assentiu e começou a fazer o que lhe foi pedido enquanto ela limpava o sangue seco com um pano molhado 

...

- Vai arder um pouco - Scarlett avissou antes de passar o antibacteriano no rosto de Akyla que gemeu de desconforto mas não reclamou - Pronto agora só vou cobrir os locais afetados com o esparadrapo e você já vai estar novinha em folha...sua visão pode ficar embaçada por um tempo ou ter uma dor de cabeça leve mais isso logo passa - afirmou a mais velha colocando os esparadrapos no rosto da menor que assentiu normalmente antes de observar algo que a fez ficar pálida.

- J-juvia - a acastanhada puxou a manga do casaco do casaco da amiga chamando a sua atenção da mesma e em seguida apontando discretamente para algo que havia acabado de pousar sobre a touca de Scarlett.

- S-scarlett - a azulada tentou chamar a atenção da outra 

- hum? - perguntou a prateada sem desviar a atenção do que fazia 

- N-não surta - pediu a azulada apontando para a barata que havia acabado de pousar sob a cabeça da amiga que ao notar qual era o animal sob a sua cabeça acabou se esquecendo de não surtar.

- AHHHHHHHHHH - a garota saiu correndo enquanto gritava,tentava espantar a barata,espanca-la com um vidro de metiolate e pisotea-la ao mesmo tempo.

É claro que mais uma garota histérica lançadora de metiolates torpedo não contribuiu muito para ajudar a acalmar o grupo já histérico

E o caos continuou na clareira até que....Eis que surge no horizonte um herói para salvar o dia que após ouvir os pedidos de socorro nosso herói (lê-se Melanie) pegou sua coragem e um galho que tinha achado no chão e desceu a toda a velocidade pelo barranco em direção a clareira onde se colocou em frente à terrível besta (também conhecida como barata) mirou e atirou o galho que se disparou como uma lança em direção ao animal que sequer teve chance de defesa pois foi imediatamente morto pela lança do galho supremo.

- THIS IS SPARTA!!!  - berrou a ruiva fazendo uma pose like a Leônidas sem se importar com a plateia que lhe assistia atônita...passado o momento de adrenalina a garota finalmente percebeu as outras meninas que lhe fitavam e ficou um instante em silêncio...um instante só afinal a Melanie é a Melanie.

- Ah e aí galera eu sou a Melanie - cumprimentou a garota sorridente fazendo um sinal de paz de amor 

...

Depois de se acalmarem,colocarem band-aids e esparadrapos sob os locais atingidos por sapatos voadores e vidros de metiolate torpedos,se acalmarem de novo, arrumarem suas malas e se apresentar as garotas seguem pela trilha até a sala de visitas do colégio guiadas por Melanie que servia como guia e matadora de bestas digo de baratas. 

Depois de vinte minutos e de muitas desventuras com baratas e outros insetos o grupo finalmente consegue chegar até a sala de estar onde eram esperadas pelo resto das meninas e por três lindos garotos desconhecidos que estavam sentados a frente do grupo.

(C.D.A.I - comentário da autora intrometida: *modo fangirl on* Ahhhhhhhhhhh são os Senpais)

- Onde estavam? - Mari cruzou os braços forçando um tom repreensivo que saiu mais parecido com um tom de irritação infantil 

-  Resolvendo um probleminha com alguns insetos - a ruiva respondeu com dessinteresse 

- Ohhh gostaram do meu presente - perguntou o garoto de cabelos azuis em tom sarcástico 

- Ah tá falou vai querer me dizer que foi você que as "invocou" -  zombou a garota  descrente - Você é algum deus por acaso?

- Bem não posso dizer que é prazer conhecê-la porque realmente não é mas... - o azulado não terminou de falar pois foi cortado pelo lindo garoto loiro de olhos azuis.

- Chega Albafica...Senhorita permitam que nos apresentemos eu sou Zeus o rei dos deuses e estes são os meus irmãos  Poseidon o rei dos mares - apontou para a o lindo garoto de cabelos azuis - e Hades o rei do submundo - e em seguida para o lindo garoto de cabelos negros 

O silêncio se fez presente na sala até ser quebrado por uma série de gargalhadas vindas de todos os cantos da sala  

- Ah tá você é Zeus e eu sou Chapeuzinho vermelho - Scarlett afirmou irônica 

- Prazer em conhecê-la Chapeuzinho vermelho eu sou Zeus - mas Zeus parece não ter entendido a irônia

- Atá perdõe a nossa ignorância ô todo poderoso Zeus - Melanie começou um irônico discurso em honra ao deus que agora pareceu ter entendido a irônia...e não ter ficado nada feliz com isso.

O deus se dirigiu até o meio da sala e então invocou alguns trovões que irromperam do chão e envolveram o corpo do deus em uma forte corrente elétrica que se dispersou logo após transformar o senhor dos raios em um enorme leão dourado.

- Será que agora preciso controlar os ventos e invocar raios - perguntou o deus (agora na forma de leão) em tom irônico 

Silêncio total...nenhum som era ouvido dentro da sala nem mesmo o barulho das respirações antes aceleradas por causa do por risos agora não podiam ser ouvidas. 

- V-você é um deus?

- Conclusão brilhante Sherlock - Poseidon comentou com desdém 

- Você mandou mesmo aquelas baratas? - Melanie perguntou

- Sim achei que gostariam de um presente de boas vindas - respondeu o deus com um sorriso zombeteiro 

- Sinto estragar sua alegria mas não funcionou - rebateu - Vai ser preciso muuuuito mais do que isso pra me assustar - afirmou a escocêsa com convicção 

- Então talvez eu deva mandar um enxame de baratas 

- Pode mandar - desafiou a garota com um ar destemido 

- Ou um bando de ratos - continuou o deus 

- Grande coisa - desdenhou a garota 

- Um grupo de cobras ou quem sabe até uma alcatéia de lobos 

- Já acabou Jéssica? - questionou a ruiva enquanto observava  as unhas 

- Sim eu vou acabar a festa com uma multidão de palhaços - concluiu o deus do mar em tom zombeteiro dando um sorisso sarcástico 

- V-você não ousaria 

- Sério isso? - perguntou Amy desacreditada - você enfrenta baratas,ratos,sapos, cobras e lobos mas tem medo de palhaços?

- Ora não me culpe...aquele Bozo tinha cara de psicopata - Melanie se justificou convicta como se estivesse dando a melhor justificativa do mundo 

- Agir de modo estúpido e ridiculo...tipicamente humano - comentou o irmão do meio com irritação 

- Sabe Abafica as vezes eu tenho até vontade de rir desse seu bullying todo com os humanos - O mais novo zombou 

- E as vezes EU tenho vontade de rir de todo esse amor e cuidado para com essas criaturas patéticas Asmita - rebateu o irmão mais velho irresoluto

- Não vou permitir que você fale de modo

- E eu não vou permitir que você siga com essa estupidez 

- Se é guerra que procura...

- Não é aqui que vai encontrar - declarou Hades olhando para os irmãos menores de modo repreensivo - Já não bastasse o fato de estarmos presos a este mundo vocês dois ainda iniciar uma guerra para destruí-lo 

- Não queremos destruí-lo apenas...desinfecta-lo - Poseidon "corrigiu" o irmão mais novo com um sorriso brincalhão 

- Me pergunto qual a razão de você odiar tanto os humanos? - Hades perguntou serio fazendo com que o sorriso do irmão desaparecesse 

- Isso não interessa a você.Só o que interresa no momento e só o que você precisa saber é que eu odeio estas criaturas desagradáveis

- E eu não entendo o motivo disso.

- Ors porque são criaturas frágeis,estupidas,prepotentes,arrogantes e totalmente patéticas...preciso citar mais motivos para o meu desagrado ou você já se convenceu irmão?

- Não é necessário Poseidon você já deixou bem explícito o que quis dizer.

- Então agora me explique o que você está querendo dizer ou fazer ao defender estas criaturas - pediu o deus dos mares fitando o deus dos mortos com interesse  - vai me dizer que também tem agrado por estas criaturas patéticas? - perguntou o outro em zombaria 

- Eles não me agradam e tão pouco me incomodam...apenas tento manter contato porque necessito deles - esclareceu o deus dos mortos

- Não,você necessita da morte deles - corrigiu o menor 

- Sendo mais preciso sim - respondeu o outro sem se alterar 

- Então viu? se deixar elas morrerem vai ser bom para você...vai ajudar a aumentar o seu reino - zombou o deus dos mares 

- Pra que eu precisaria de um povo se não tenho um reino?

- Para ajudar a formar um reino.

- Nenhum de nós está aqui para governar...podemos ser reis em nosso mundo mas aqui somos apenas homens,homens que não possuem um reino e que não governam a absolutamente nada.

- Não acho que isso se aplique ao seu caso meu irmão - comentou o mais novo fingindo dessinteresse

- O quer quer dizer com isso Poseidon? - O irmão mais velho perguntou não entendendo a insinuação do menor 

- Quero dizer que você não precisa se preocupar com o seu reino...afinal você ainda poderá governar aqui - respondeu o irmão mais novo simplesmente fazendo o maior arquear as sombrancelhas em sinal de confusão e tentar perguntar algo antes de ser interrompido por seu irmão menor

- Porque diz isso? - Zeus perguntou em tom curioso ao irmão mais velho e enrijeceu imediatamente ao se deparar com o brilho sinistro que jazia nos olhos do maior.

- Porque eu vou transformar isto aqui em um infeno - Poseidon declarou em tom maldoso deixando transparecer um sorisso sádico.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Só digo uma coisa: Albafica...meu filho...MELHORE.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...