História Kaze No Stigma- Uma nova história - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Channel: The Animation
Tags Akagami No Shirayuki-hime, Akame Ga Kill, Amnésia, Angel Beats!, Ano Natsu De Matteru, Ao Haru Ride, Ao No Exorcist, Artes Marciais, Aventura, Bakemonogatari, Bakuman, Bishoujo, Bishounen, Black Bird, Black Bullet, Black Rock Shooter, Bleach, Blood Lad, Blood+, Blood-c, Boku Kara Kimi Ga Kienai, Boku Ni Natta Watashi, Brothers Conflict, Btooom!, Bungou Stray Dogs, Charlotte (anime 2015), Clannad, Colegial, Comedia, Cosplay Complex, Crossover, Dakara Boku Wa, Dance In The Vampire Bund, Dance With Devils, Danganronpa: The Animation, Deadman Wonderland, Death Note, Dengeki Daisy, Dgray-man, Diabolik Lovers, Dn Angel, Drama (tragédia), Durarara, Ecchi, Ecchi Ga Dekinai, Escolar, Esporte, Fairy Tail, Família, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Cientifica, Free, Fullmetal Alchemist, Gakuen Alice, Gintama, Haikyuu, Hakushaku To Yousei, Harem, Hataraku Maou-sama, Hentai, Hiyokoi, Horimiya, Horror, Hunter X Hunter, Hyouka, Inazuma Eleven Super Onze, Inu X Boku Ss, Inuyasha, Inuyasha Kanketsu-hen, Itazura Na Kiss, Junjou Romantica, Kaichou Wa Maid-sama, Kamigami No Asobi, Kami-sama Hajimemashita, Kaze No Stigma, Kill La Kill, Kissxsis, K-on!, Kotoura-san, Koutetsu Tenshi Kurumi, Kuroko No Basuke, Kurookami, Kuroshitsuji, Kyoukai No Kanata, Last Game?, Lovely Complex, Luta, Mad Father, Magia, Mirai Nikki, Mistério, Namaikizakari, Nana, Naruto, Nijiiro Days (rainbow Days), No Game No Life, Noragami, Novela, One Piece, Pandora Hearts, Poesias, Pokémon, Policial, Romance, Romeo X Juliet, Rosario Vampire, Saga, Sankarea, School Days, Seikon No Qwaser, Seito Kaichou Ni Chuukoku, Shigatsu Wa Kimi No Uso, Shonen-ai, Shoujo Romântico, Shoujo-ai, Shounen, Sobrenatural, Soul Eater, Suki-tte Ii Na Yo, Suspense, Sword Art Online, Terror, The Walking Dead, Tokyo Ghoul, Toradora, True Love, Universo Alternativo, Vampire Knight, Violencia, Visual Novel, Vocaloid, Watashi Ni Xx Shinasai!, Yamada Tarou Monogatari, Yaoi, Yu-gi-oh!, Yuri
Exibições 4
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2 (A primeira missão da Ayano)


Fanfic / Fanfiction Kaze No Stigma- Uma nova história - Capítulo 2 - Capítulo 2 (A primeira missão da Ayano)

Eles disseram que restaurante é um lugar aonde podemos comer, então fomo para lá. Nunca me alimentei, parece bom. Depois de fazermos o "pedido", demorou só uns 5 minutos até 3 objetos fundos com algo dentro ser entregue. Fiquei mechendo com dois palitinhos.

-Minhocas? Vocês comem minhocas??- Pergunto e os dois riem.

-Se chama Yaksoba. É macarrão. É gostoso.

Exitei por um momento mas cedi e provei.

-UMM!! É muito bom!- Digo feliz.

-Sabia que ia gostar.- Kazuma diz.

-Arigatõ.- Sorrio.

Depois de terminarmos de comer, voltamos para o que eles chamam de "dojo dos Kannagi", e eu fui para a caixinha que chamam de "quarto" recarregar minha bateria. No dia seguinte fui acordada por alguém, Mayumi. Ela disse que está ocorrendo ataques de elementares do vento numa escola acho que se chama Academia Nanyo, e que essa seria a minha primeira missão, eu iria junto com Kazuma somente por precaução.

Fiz a tal  "higiene matinal" eu tirei os tecidos chamados de roupas e entrei numa caixinha de ajulejos chamado de banheira. Depois disso escovei os ossos da boca batizados de dentes e penteei meus cabelos escarlates. Vesti um uniforme de Nanyo, é verde e com sapatos pretos. Não é melhor do que a minha roupa de ontem mais tudo bem. Mayumi disse que o jijha queria falar comigo e que era para eu ir falar com ele na caixinha chamada de "sala do trono".

Bati na porta e escutei um abafado "entre". Obedeci e entrei. Me ajoelhei na frente do jijha.

-Como vai Ayano?

-Muito bem Jijha. Eu aprendi muitas coisas novas. Sei o que é "recarregar", que Yaksoba se parece mas não é minhoca, e muitas outras coisas.

-Eu conheço seu pai Ayano. Ele é alguém muito bom.

-Concordo, ele foi muito legal comigo quando "surgi".- Digo.

-Você é tão fofa.- Ele diz.

-Arigatõ.

-Bom o que eu queria lhe dizer é que como você irá investigar o caso de Nanyo, gostaria de saber se quer ir pra escola.

-Sério? Aprender coisas novas? Vai ser muito legal!- Bato palminhas feliz.

-Que ótimo, qual a sua idade? Irei te por na série correspondente.

-Bom, eu só tenho 4 dias de vida. Mas não parece né?

-Acho que você deve ter 16 ou 17. A idade de Kazuma. A partir de hoje quem perguntar você diz que tem 16. Seu aniversário será no dia em que chegou aqui. Tudo bem?

-Hai.-Aniversário.....

-Agora é melhor você se apressar, daqui a pouco começa a aula.

-Fui correndo e me encontrei com Kazuma, como não sei aonde é o cubinho que dão aulas ele irá me levar. Depois de caminharmos por um tempo, chegamos em Nanyo. Mayumi foi conversar com suas amigas e eu fiquei com o Kazuma.

-Então, o que agente faz na escola?- Pergunto.

-Os professores dão aulas, escolhemos clubes e essas coisas.- Ele diz sorrindo.

-Parece bem legal.

-Falou certo. Parece porque na prática é muito chato.

-Não gosta de aprender?-Pergunto e ele sorri.

-Nem um pouco. Mas você é sortuda, vai perder metade das aulas procurando pelos sobrenaturais que podem estar na escola..

-Mas o jijha disse que você também me ajudaria.

-Então também vou perder aula? ISSO!

-Você é estranho....- Digo com uma gota.

-Não fui eu que nasci á quatro dias e não sei a diferença de Yaksoba pra minhoca. Então eu te pergunto,  eu que sou estranho?

Rosno.

-Você é irritante!

-Tem razão, mas não me importa.

-Vamos logo pra aula pra depois escurecer e terminarmos isso!

Digo irritada o puxando para dentro da escola. Nesses quatro dias eu descobri muitos sentimentos. Felicidade, tristeza. Mas nunca raiva. Kazuma me mostrou isso. Ele me irrita.

Depois de aulas de contas, de antepassados, de lugares e de negócio de plantas e vida, esperamos escurecer e todos saírem para resolvermos isso. Ficamos andando pelos corredores da escola até uma luz azul flutuante voar por cima de nós.

-Saiam....Saiam....Saiam....

-Quem é você??

-Kazuma! Espere!-Seguro seu pulso antes que ele agisse sem pensar, vi o fogo que estava saindo de suas mãos se apagar.- O que acha que vai fazer?? Vai sair queimando o que vir? Não é assim!

-E o que você pretende??

-Primeiro: Não ser impaciente e pensar nas consequências. Segundo: Ter um plano. Você tem um plano Kazuma? Por que não parece.

-O MEU plano é atacar e pensar depois!- Ele se solta e vai correndo na direção em que a luz foi.

-Ei, Kazuma!! Ah, esquece....- O com as mãos nos bolsos

-AI!

-Kazuma!

-De onde essa parede surgiu?-Ele cai no chão. 

-HAhAHA! Bem feito foi agir sem pensar.

-Grhhh!!!-Ele se levanta vermelha de raiva e lança uma rajada de fogo que defendo por pouco.

-Covardia...

-CALA A BOCA!!!!

Fomos caminhando e enquanto não encontrávamos aquela coisa mais irritado ele ficava. Ela estava aprontando com ele e eu só ria. Ele escorregou  e caiu da escada por conta de algum líquido que não sei identificar, e várias outras coisas que fiquei rindo o tempo todo

-AAAAAAAAHHHHHHHHHH!!! CHEGAA! CADE ESSA PESTE?? CADE!!!!!

-Calma Kazuma, vamos ter calma.

-EU ESTOU  MUITO CALMA!!!- Ele grita mais alto.

-Ei, olha.-Aponto para uma janela que mostra uma roda daquelas coisas brilhantes.- Vamos até lá.

Corremos para fora mais ele foi  recebido com um balde na cabeça.

-Ele já estava calmo....- Digo com uma gota na cabeça.

Ele ficou com tanta raiva, que o balde derreteu com o fogo que estava nele.

-QUE COISA!!!!!- Ele lança várias bolas de fogo que por pouco essas coisas desviam. 

-Ei, vocês estão deixando a sanidade dele baixa. E já estou ficando irritada também.- Digo.- Quem são vocês?

-Dragons.- A luz some e só vejo pequenos lagartos com asas, certamente poderiam ser dragões mas o tamanho....

-Dragões anões....- Kazuma diz.

- VOCÊ VERÁ QUEM É PEQUENO HUMANO IDIOTA!!!! Iremos tomar essa construção para nós e qualquer um que ousar pisar nela será destruído! Seremos os mais fortes! Fundir!- Os dragões se fundem e se transformam em um enorme dragão vermelho com várias escamas pelo corpo. 

-Que explicação ridícula....- Digo com uma gota.- Das chamas azuis, das cinzas da fênix. A espada mais poderosa de todas. A espada lendária! Eu te invoco! Kimasu, Enraiha!- Enraiha surge em minhas mãos já com fogo flamejante em volta da mesma. 

-Kimasu, Scalahar!- Kazuma grita e sua espada surge em suas mãos.- Qual é o plano?

Sorrio.

-Acho que não serão derrotados com golpes diretos. Vamos queima-lo por inteiro com as chamas purificadas, não iramos machuca-los assim, somente desfazer o contrato demoníaco que eles tem.

-Como sabe disso?

-Otõsan me deu um livro chamado de livro lendário. É um objeto que posso aprender novas magias e entender sobre o mundo dos espíritos, demônios, anjos e essas coisas.

-Entendi.

-Purifacação!- Gritamos juntos e formamos uma chama alaranjada brilhante em volta de nós.- VÁ!- Gritamos e apontamos para o dragão que nem teve tempo de defender, foi desfeito e os dragons desapareceram.

-Eles morreram?

-Não, voltaram para o submundo.

-Que pena!- Kazuma grita.

-Você é cruel....

-EU??? Foram eles que começaram!!!

-E haje como um criança. Posso não saber muito coisa ainda, mas acho que agir assim não é aplicável para nós.

-COMO VOCÊ É CHATA!!

-EU??? CHATA?? Você que é irritante!!!!

-NINGUÉM MERECE!!

-NÃO DA PRA CONVERSAR COM VOCÊ!- Digo irritada.

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...