História Keeping in a photograph - Capítulo 25


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, JR, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Lemon, Taegi, Taehyung, Vsuga, Yaoi, Yoongi
Exibições 93
Palavras 1.792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


O CASAL MAIS IMPROVÁVEL E FOFO DA HISTÓRIA ❤

Capítulo 25 - XXV



•Kim Yugyeom•
Acordei e encontrei Jimin se arrumando. Ele estava bem estranho nos últimos dias. Falando seco comigo, sumia o dia inteiro, voltava com as mãos machucadas, cansado e nunca me dizia pra onde ia. Eu me perguntava se ele havia se cansado de mim e estava saindo para procurar pessoas mais interessantes e aquilo me deixava triste.
- Aonde você vai dessa vez? - Perguntei e ele pulou de susto - Qual é a desculpa dessa vez?
- Eu... Eu... Hum... - Ele começou a soar frio - Eu tenho que ir...
- Não! -  Levantei me colocando na frente da porta - Você não sai daqui enquanto não me dizer a verdade!
- Meu amor... Por favor, eu preciso sair... - Ele encostou a sua testa na minha
- Jimin você ta me traindo? - Perguntei baixo e triste - Você tem um amante? Você cansou de mim? É isso?
- O que? Não! - Ele me abraçou - Eu nunca ia te trair! Eu te amo... Não fica assim, o que to fazendo é uma coisa boa...
- Se é uma coisa boa porque não me conta que merda você ta fazendo? - Me soltei dele - Jimin não mente pra mim por favor!
- No fim do dia você vai saber o que eu to fazendo, eu juro - Jimin deu um beijo na minha testa - Eu te amo...
Assim, ele saiu. Eu estava curioso, triste e com raiva ao mesmo tempo. Jimin estava me escondendo algo e eu não acreditava que ele iria me contar o que estava fazendo, já que ele vinha me prometendo isso a uma semana. Lavei o rosto e tomei um café, saindo em direção da casa de adoção onde Hyuk estava. Era um domingo ensolarado e eu sempre ia visitá-lo, geralmente eu ia com Jimin, mas este nem quer saber mais de nada. Chegando lá, cumprimentei as voluntárias e fui até o dormitório onde o pequeno dormia. Encontrei ele emburrado, sentado na cama.
- Hey Hyuk! - Fingi que não havia percebido o desânimo dele
- Oi tio Yugy - Ele disse tristinho
- O que foi? - Passei a mão nos seus cabelos escuros
- A nova mamãe do Joohoney veio levar ele pra passear... - Ele deitou no meu colo - Tio e se o Jooheon esquecer de mim quando for adotado? Ele é meu melhor amigo do mundo inteiro!
- Mas vocês não estudam na mesma escola?
- Sim, mas ele não é da mesma sala que eu e se ele me esquecer? - Segurei o riso. Parecia que eu estava conversando com um adolescente
- O Jooheon não vai te esquecer - Ele segurava o choro, sem sucesso - Você também é o melhor amigo do mundo inteiro dele...
- Sério? - Ele se sentou novamente
- Sim... - Beijei sua bochecha ao vê-lo mais alegre
- Quando o Appa Tae e o Appa Yoongi vão virar meus pais de verdade? - Ele perguntou inocente
- Não vai demorar muito... - Passei a mão nos seus cabelos macios novamente - Hyuk, o tio Jimin falou alguma pra você?
- Não! - Ele tapou a boca - Tio Jimin disse que é segredo e eu não posso contar
- Pra mim você pode Hyuk! - Ele negou com a cabeça
- Ele falou eu não posso falar pra você - Ele cobriu o rosto - Tio, eu aprendi a escrever o meu nome!
- Não mude de assunto! - Esbravejei e ele se encolheu, então percebi que tinha ido longe demais - Tudo bem, desculpe, escreva o seu nome pra eu ver...
Ele foi alegre até um grande armário e pegou lápis e papel, escrevendo o nome com a letrinha ainda estranha. Hyuk era inteligente, poucas crianças aprendem a escrever na idade dele. Por fim, passei o dia com Hyuk. Jb e Youngjae também apareceram por lá e eu resolvi ir embora com eles.
- Hyungs - Chamei baixo quando já estávamos na casa do Jb - Vocês acham que Jimin ne trairia?
- Não! - Youngjae gritou - Porque você acha isso?
- Ah ele mudou de uma semana pra cá...
- Ah deixe de ser tão inseguro - Jaebum me deu um tapa na nuca - Você está tão preocupado com isso que nem pensou na possibilidade de ser uma surpresa boa...
- É uma surpresa boa Yugy... - Youngjae concordou
- O que? Você sabe o que é hyung? Me diga! Por favor, por favor me diga! - Pulei tentando fazer uma cara fofa
- Ahn... Bambam está te chamando - Jaebum me empurrou escada a cima
Fiquei insistindo mais um pouco para eles me contarem, até ouvir Bambam, de fato me chamar. Subo as escadas e entro no quarto, o encontrando enrolado nas cobertas. Vou até ele e deito do seu lado. Tem sido difícil cuidar dele. O remédio de depressão tem começado a mudá-lo, então, em alguns dias ele está extremamente feliz e no outro está triste. Mok tem sido paciente com ele também. Eles estavam saindo a uma semana e se assemelhava com um namoro á moda antiga: Andar de mãos dadas, abraços na varanda, nada de beijo ou sexo. É tão estranho ver isso de Bambam, ele sempre foi forte, mas aquele maldito do Kwan acabou mesmo com ele. Assim como suas mudanças de humor, tinha dias que Mok fazia bem ao Bambam, mas tinha outros que o Bambam tinha uma crise e dizia não ser bom o suficiente pra ele.
- Como você está? - Passei a mão nos seus cabelos, assim como fiz com Hyuk mais cedo
- Eu acabei de liga terminando com o Mok - me segurei para não revirar os olhos, Bambam já "terminou" com Mok umas 3 vezes - Ele disse que não vai terminar comigo nunca...
- E ele tá certo! - Deu um tapa na sua testa - O que deu em você? Terminar por telefone? Ew! E outra, não pode terminar com Mok a cada dois dias!
- Mas vocês não entendem! Ele não pode ficar comigo enquanto eu não estiver bem de novo!
- Não sei se percebeu, mas ele te ajuda a melhorar... - o abracei - Pelo menos tente...
- Tudo bem... - Que horas são?
- 19:30 - Disse olhando no celular - Por que?
- Será que ele aceita sair comigo depois desse surto?
- Liga pra ele - Sorri - Bom, eu vou pra casa, se cuida...
- Você também... - Ele me deu um beijo na bochecha
Ao descer as escadas, encontrei Jb todo arrumado e Youngjae também, franzi o cenho.
- Vai pra casa e se arruma - Jaebum ordenou - A gente vai sair...
- E eu vou ficar de vela? Não não obrigado - Revirei os olhos
- Cala a boca e vai logo! - Esbravejou - Já estamos atrasados!
- Atrasados? Pra quê? - Tombei a cabeça pra esquerda
- É surpresa... - Youngjae sorriu
•Park Jimin•
10 minutos de atraso e eu sentia como se fosse 10 horas. Eu estava todo arrumado, a cabana de Mark estava toda arrumada com velas e pétalas de rosa, mas a insegurança ainda batia em mim. E se ele dissesse não? E se ele nem fosse lá? Ele estava bem bravo comigo, mais cedo. Eu congelei quando ouvi o barulho do carro de Jaebum. Olhei discretamente pela janela e o vi parado na frente da cabana. Ele estava tão bonito...
- Jaebum onde é que você vai? Volta aqui! - Ouvi ele gritar, correndo atrás do carro
Sentei-me na escada e esperei ele entrar. A minha mão suava, eu sentia que meu coração ia sair pela boca a qualquer segundo, então ele entrou. Eu senti como se fosse desmaiar, ele estava como um Deus grego, com aquela carinha assustada, provavelmente por ver a decoração da casa.
- Yugy... - Chamei baixo e só assim ele percebeu a minha presença
- J-Jimin o que é isso? - Ele estava com os olhos arregalados
- Eu... - Respirei fundo - Eu vim preparando isso pra você nesta semana... Eu trabalhei até tarde pra conseguir dinheiro e comprei isso pra você...
- J-Jimin... - Ele começou a chorar ao ver o anel de noivado - É-É o que eu to...
- Casa comigo? - o abracei e pude perceber que seu coração batia forte - Doeu tanto ouvir você duvidar do meu amor essa manhã Yugy... Eu te amo tanto,nunca duvide do meu amor por você, me ouviu?
- Ai meu Deus Jimin! Desculpa por não confiar em você - Ele distribuiu beijos por todo o meu rosto - Eu te amo...
- Casa comigo Yugy? - Repeti a pergunta nervoso
- Jimin... - Ele sorriu lindamente - Sim, sim sim, mil vezes sim!
- Ah meu amor, eu te amo tanto! - Beijei ele - Ai meu Deus a gente vai se casar!
- A gente vai se casar - Ele me abraçou, me levantando e girando
Aquela foi nossa melhor noite juntos. Sem pressa, nem agressividade, apenas estávamos nos amando calmamente e sem pressa de acabar com aquilo. Depois de horas naquele quente quarto da cabana, Yugyeom caiu suado sobre o meu corpo, me beijando, ainda ofegante.
- Eu te amo... - eu disse o encarando, sem conseguir tirar o sorriso do rosto
- Eu também te amo - ele deitou no meu braço ficando próximo a mim - Você nem imagina o quanto...
Nós ficamos bastante tempo deitados ali se curtindo. Eu ainda não acreditava que eu consegui ter coragem de pedi-lo em casamento, antigamente eu não queria nem namorar e agora eu estava ali, noivo da pessoa que eu mais amo no mundo.
- Eu fui visitar Hyuk hoje - Ele comentou enquanto fazia carinho meu cabelo - Ele tava chorando...
- Porque? - levantei preocupado e ele riu
- Ele tava com medo do Jooheon esquecer dele porque vai ser adotado...
- Oh aqueles dois são muito grudados - Eu ri - Você acha que eles podem namorar no futuro?
- Talvez... Mas é difícil saber, eles ainda são pequenos...
- Você acha que nós... - Comprimi os lábios em nervosismo novamente - nós vamos ter filhos?
- Desde que seja com você, eu tenho até 10 filhos Jimin - Não pude conter meu sorriso - Isso mesmo, vamos ter 10 filhos!
- Você é maluco - ri - Mas eu não me importaria de ter 10 filhos com você...
Eu ia me casar. Eu não sabia quando, nem onde,mas desde que eu estivesse junto dele, eu não conseguia imaginar um futuro ruim. Eu amava Yugyeom, não imaginava poder amar tanto uma pessoa, mas eu amava ele com todas as minha forças.
 


Notas Finais


No próximo capitulo eu vou fazer um pov do hyuk preparem o kokoro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...