História Keeping Promises - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Aro Volturi, Bella Swan, Edward Cullen, Jacob Black, Renesmee Cullen
Tags Amor, Crepusculo, Cullen, Romance, Suspense, Swan, Twilight, Volturi
Exibições 75
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela, Saga, Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi! Mais um cap para vocês!
Estou me esforçando ao máximo para postar o mais rápido possível. :)

Capítulo 3 - Longa Viagem


Eu sei que tenho que me manter forte para minha filha, mas como se manter forte quando, na verdade, se está surtando? Eu não sei o que esperar ou sequer sei se vou encontrá-los. E se encontrar, o que eu vou dizer de primeira? E se ele...
- Bella? Você quer que eu dirija?
- Não precisa, Jake.
- É que você está tremendo. - Disse ele, desconfiado. Olhei-o confusa e depois olhei para as minhas mãos no volante. Elas se mexiam compulsivamente. Maldito Edward.
- Tudo bem, vou atrás com Renesmee – esbravejei. Nunca fiz uma viagem de carro de mais de um dia antes, mas deveria ser bom para me ajudar a pensar no que dizer quando chegar a hora.
    Paramos em um posto em Hixon após longas e silenciosas horas de viagem. Renesmee manteve-se acordada durante quase todo o percurso, mas não deu uma palavra, permanecendo imóvel como uma boa meia-vampira. Jacob falou apenas uma vez e foi para perguntar se gostaríamos de parar. Nada de papo. Dava para sentir a repulsa em cada músculo do seu corpo e o olhar de reprovação nas minhas costas enquanto eu caminhava até a lojinha de conveniência. Sei que no fundo ele sabe que isso é o melhor para o bem dela e isso o tortura.
    Quando anoiteceu resolvemos parar numa pousada na beira da estrada. Retirei Renesmee adormecida do carro e entrei na recepção com Jacob.
- Boa Noite, sejam bem-vindos ao hotel Telkwa. No que posso ajudar? - A recepcionista - uma loira de farmácia - mudou drasticamente sua expressão quando olhou para Jake, se curvando em cima do balcão e exibindo seu decote. Que abuso!
- Gostaríamos de dois…
- Gostaríamos de um quarto com uma cama de casal e um colchonete, por favor. Não vamos deixar Nessie sozinha em um quarto, né, amor? – Eu disse sorrindo, enquanto passava um dos braços livres por sua cintura.
- O que você...
- Ela não vai incomodar, está cansada. Então moça, é para hoje? - A recepcionista piscou algumas vezes incrédula e depois se recompôs, pegando uma chave.
- Boa estadia. – Disse ela, ríspida.  
    O quarto era charmoso e possuía uma decoração rústica. Deixei Renesmee na pequena cama de casal e me virei para ir ao banheiro.
- Vem cá, o que foi isso? – Perguntou Jacob, se esgueirando para dentro e fechando a porta.
- Ela estava dando em cima de você descaradamente! Nem sabia se eu era sua mulher ou não e já foi se curvando toda para mostrar aquele decote. – Eu disse, soando bastante ofendida. Enquanto tentava tirar os nós do meu cabelo, me analisei. A viagem não tinha me feito muito bem, estava com olheiras enormes e mais branca que o normal. As vezes odeio o quanto os espelhos podem ser sinceros.
Para minha surpresa, Jacob colou o corpo atrás do meu, passando os seus braços pela minha cintura.
- Você só não é minha mulher porque não quer. – Sussurrou Jacob, em meu ouvido. Automaticamente meu corpo todo se acendeu e involuntariamente comecei a respirar rápido e alto demais. Jake, ao perceber isso, deu um sorriso malicioso e começou a beijar meu pescoço, meu ombro. Ele rodou meu corpo, fazendo com que nos olhássemos.
- Ja-jake, não faz isso... – gaguejei. Infelizmente o meu corpo dizia totalmente o contrário. Ele nunca havia chegado tão longe nesses 3 anos.
- Bella... – ele sussurrou, enquanto eu sentia seu hálito no meu rosto. – Você não quer que eu pare. - Terminando a frase, ele me beijou. O tipo de beijo que eu nunca tive na minha vida. Por um momento, eu queria aquilo, até começar a me sentir como se estivesse traindo Edward e, pior, traindo a Jacob, pois aquilo não era sentimento, só desejo.
- Jacob, para! - O empurrei, interrompendo o beijo. Ele olhou para mim muito surpreso, com os olhos arregalados.
– Não faz isso comigo, não agora, por favor! – Gritei. Ele pareceu não entender, como se eu estivesse falando grego. – Jake, você sabe.... Eu ainda não estou pronta para seguir em frente, ainda mais agora... eu o amo. – Quando terminei a frase, o rosto de Jake era pura dor. Ele fechou as mãos em punhos e começou a tremer. Droga! Droga!
- Eu... eu vou dar uma volta. – Disse ele, com muita dificuldade e saiu do banheiro. Antes que eu pudesse impedi-lo, ele já havia saído do quarto. Ah meu Deus, eu estraguei tudo! Ele vai nos deixar... ele me odeia! Há 3 anos ele faz tudo por mim e pela minha filha, mas eu continuo amando o homem que me deixou grávida. O que há de errado comigo? Comecei a chorar compulsivamente enquanto estava deitada no chão do banheiro. Eu amo o Jacob, ele é minha família e eu não posso suportar a ideia de perde-lo.
    Quando acordei, o sol estava batendo no meu rosto. Levantei atordoada, notando que dormi no chão e automaticamente comecei a ter pequenos flashes da noite passada. Jacob! Abri a porta do banheiro em um movimento único e vi que Nessie ainda dormia, mas nada de Jacob. Olhei em volta e percebi que sua mala ainda estava ali e suspirei aliviada... Antes de lembrar que ele é um lobo que, provavelmente, não precisa de roupas. Peguei o celular e disquei seu número, mas sua mochila começou a vibrar... obviamente ele não levou o celular.
- Mamãe? – Virei de costas e vi que Nessie estava sentada na cama, se espreguiçando. Ok, eu preciso me manter calma.
- Oi... – Ela olhou para mim desconfiada, reconhecendo minha voz de pânico e depois olhou em volta, constatando que Jake não estava ali.
- Ele foi embora? – Ela disse, extremamente direta. Porém, antes que eu pudesse responder, ele entrou no quarto com algumas sacolas e um irresistível cheiro de café.
- Oi baixinha! Eu fui comprar alguma coisa para tomarmos café da manhã. Está com fome? – O alívio de Nessie ao vê-lo chegar foi tão evidente que meu coração se apertou. Ela voou nele e eles se abraçaram por um tempo. Mesmo que Jacob estivesse me odiando, o laço deles era muito maior do que qualquer coisa entre nós.
    Após comermos, arrumei Nessie e voltamos para o carro. Em todo esse processo, Jacob não dirigiu a palavra a mim... Sequer olhou na minha cara. Na hora de entrar no carro, ele se apressou e entrou no banco de trás junto com Nessie, deixando óbvio que eu iria dirigir. Ainda teríamos que parar em outro hotel a noite e eu não queria pensar em ter que encarar Jake.
    O bom de dirigir tantas horas é que eu tinha a mente livre para tentar reorganizar meus pensamentos. Eu ainda não tinha parado para pensar no que vou fazer se eu der de cara com o Edward. Me jogar em seus braços? Confrontar sua covardia em me abandonar grávida? Sentar e chorar? São mil possibilidades e eu não consigo prever como ele irá reagir. Eu achava que o conhecia até ele desprezar Nessie... Quem eu achava que ele era, jamais faria isso. Porque Carlisle concordou? Ele era tão altruísta, tão digno... como ele teve coragem para abandonar uma neta? E Rosalie? Tudo bem, ela não gostava de mim, mas seu sonho era ter um filho... ela iria amar ter uma sobrinha! Nada nessa história fazia sentido. As vezes eu gostaria de conseguir esquecer que eles eram reais.
    Quando dei por mim, já havia anoitecido e estava na hora de parar. Jake e Nessie ressonavam em sincronia no banco traseiro e aquela imagem, de algum jeito, conseguia aquecer meu coração nesse frio extremo. 


Notas Finais


Gostaram???
Lembrem-se que podem sempre opinar e deixar sugestões.
Beijos e até o próximo! :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...