História Kéfemi - Capítulo 33


Escrita por: ~

Exibições 132
Palavras 1.768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência, Visual Novel, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oieeeeeeee gente, mais um cap <3 não deixem de comentar <3 pq se não além de bloqueio eu perco incentivo, muitos escritores não terminam a fic por conta disso, ai depois que param, todos resolvem comentar, obg de vdd a quem comenta, meu muito obg também aos leitores que não comentam, mas poxa, não custa nada deixar um comentario, desculpem-me os erros

Capítulo 33 - Capitulo - thirty three


Eu estava sentada em minha cadeira, que girava em 30° pra direita e depois 30° pra esquerda, a ponta da caneta já estava com marcas do meu dente, meu cabelo já estava todo armado, de tanto que eu o jogava para trás, motivo? Já explico, assim que Lauren chegar, ela ficou de vir conversar comigo, assim que eu chegasse, e bom cheguei a uns 30min, mas ela ainda não veio, precisei levar minha mãe até o aeroporto junto com Karen, elas foram para orlando, meu padrasto foi ontem, parece que esta faltando profissionais capacitados na filial que fica lá

Lauren: – Desculpa!_ ela entra de pressa em minha sala e se senta na cadeira a minha frente

Keh: – Quem está ai fora? _ pergunto para me certificar de que ninguém irá ouvir o que não deve

Lauren: – Ninguém, são 23h Kéfera, são quase meia noite _ela praticamente me fuzila com o olhar

Keh: – Lauren o meu noivado esta por um fio, e eu não sei o que fazer, sei que você me avisou, mas eu nunca pensei que isso fosse de fato acontecer

Lauren: – Não acredito que você e a Laís... _ ela deixa a frase morrer e eu arregalo meus olhos

Keh: – Não, esta louca!

Lauren: – Então? Não entendo? _ ela passa a mãos em sinal de nervoso no cabelo, jogando a franja para trás

Keh: – Eu recebi uma ligação deste número aqui _ entrego a ela meu celular e me levanto de minha cadeira, andando de um lado para o outro – Depois recebi mais duas, só que eu ignorei, o mesmo número me enviou uma mensagem, leia em voz alta

Lauren: –”Eu só estou te ligando pra lhe dar um aviso, acho que você deveria atender, não estou para brincadeiras e nem tenho paciência”

Keh: – Depois disso ele me ligou mais três vezes e depois a mensagem

Lauren: –”irei lhe enviar por correio amanhã às 15h em ponto um envelope com o conteúdo que você deve conhecer bem, eu avisei pra atender a ligação, agora tudo será mais difícil”

Keh: – O envelope chegou a ponto em minha sala, está ai olhe _ sento-me no sofá com as duas mãos enterradas na cabeça – Eu não sei Lauren, não sei o que fazer

Lauren: – Ah, mas eu te avisei tanto Keh _ ela diz ao olhar as fotos – Ela esta no seu colo em todas as fotos, no sofá aquele dia, meu Deus ela esta só de langerie nessa, Keh? Como pode deixar isso acontecer?

Keh: – Eu não sei Lauren _ a minha bochecha já estava molhada, o desespero começou a tomar conta de mim, só de pensar na ideia de essas fotos chegarem até Demi meu coração erra batidas

Lauren: – Calma ok? O que você tem que fazer é ficar calma, já sabe de quem se trata

Keh: – É isso que esta me incomodando, Laís pode destruir a minha vida Lauren, e eu não posso fazer nada, porque eu a deixei fazer isso, eu não tomava atitude logo, Demi vai terminar comigo, eu vou destruir ela Lauren

Lauren: – Você vai ter que mostrar a ela Keh, e contar a verdade

Keh: – Mas e se ela não acreditar em mim? Eu contei sobre o envelope pra ela, sobre as mensagens e até sobre as ligações, mas... São muito graves essas fotos

Lauren: – É claro que ela irá acreditar você tem que ir embora agora, e contar

Keh: – Ok _ enxugo meu rosto e me levanto do sofá, pego o envelope com as fotos, minha bolsa e me dirijo para fora da empresa seguida por Lauren

Lauren: – Vai dar tudo certo em!_ ela me abraça de lado

Keh: – Espero _ respiro fundo

...

Demi: – Bety você acha que essa langerie é sexy? _ ela aparece só de langerie na cozinha

Bety: – O que? Que corpo é esse? Até eu que sou Hétero ficaria com você

Demi: – Boba acha que está boa? _ela gira para que Bety veja toda a langerie

Bety: – Lógico, olha que renda, e essa mini calcinha, esta linda

Demi: – Vou colocar uma camisola, Keh disse que estaria aqui em 15min

Bety: – Onde ela está?

Demi: – Está na empresa com Lauren, ela saiu daqui já era bem tarde, disse que era muito serio o que tinha pra tratar lá, nem me deixou ir

Bety: – Bem, estou indo beijos, juízo em

Demi: – Tchau Bety_ ela diz mandando um beijo no ar para Bety

...

Eu estava parada em frente à porta do meu apartamento, suando, tremendo, nervosa, chorando, meus olhos estão inchados, eu não deveria estar assim, ela pode achar que são verdadeiras, enxugo de pressa minhas bochechas e adentro o ap.

Keh: – Amor?

Demi: – Oi _ ela aparece extremamente sexy, minha boca saliva, mas eu não posso, tenho que dizer a ela sobre isso

Keh: – É precisamos conversar _fecho a porta atrás de mim

Demi: – Keh você estava chorando? Amor! – ela vem até mim colocando as mãos em meu rosto

Keh: – Vem _ a puxo até o sofá onde sentamos, ela me olha nos olhos, e isso me causa um arrepio na espinha – Como você sabe eu recebi aquelas mensagens e ligações _ ela assenti e eu agradeço aos céus por ter contado a ela sobre – Então chegou a minha sala o envelope hoje às 15h em ponto, e eu trouxe pra você ver, mas eu quero que você acredite em mim, ok? _ ela assenti, pego da minha bolsa o envelope entregando a ela, que abre e pega as fotos nas mãos

Demi: – Essas são você e a Laís? _ sua voz sai fraca e baixa, seu olhar é indecifrável eu não consigo ver o que ela está sentindo, uma mistura de ódio, decepção, seus olhos marejam a cada foto que ela passa, ela fecha os olhos e as lagrimas escorrem, ela coloca as fotos na mesa de centro e se levanta – Por que me mostrou isso? É a sua deixa pra terminar comigo?

Keh: – O que? Claro que não, meu amor

Demi: – Não me chama de amor_ ela enxuga o rosto – Quer saber?  Não fala comigo, não quero ouvir a sua voz Kéfera

Keh: – Mas vai ouvir _ a prenso na parede – Essas fotos não provam nada Demi, essas fotos foram tiradas quando ela me beijou a força, pergunte para Lauren, ela tem as filmagens e escutas da minha sala, sabíamos que qualquer dia isso iria acontecer, então ela certificou-se que eu teria provas pra dizer que não tenho culpa

Demi: – Keh? Isso, essas fotos não dizem nada, o que me magoa é, por que não me disse que ela fez isso? Por que escondeu de mim que ela ficava de langerie para você? Olha o corpo dela, ah, mas é claro que não iria me contar, o corpo dela é muito melhor que o meu, curvas, peito, bunda, ela não tem celulite, estrias, não é Keh?_ela começava a alterar o volume de sua voz, suas lagrimas desciam fazendo um caminho turvo por suas bochechas, e me cortava por dentro

Keh: – Demetria meu amor! Quem disse que eu quero pra mim um corpo de academia? Você sabe quantas vezes ela me pediu pra transar?

Demi: – Não! Você não me contou disso também

Keh: – Eu não quero outro corpo, eu quero o seu, o seu, não entende, eu amo você, é você que eu quero, o seu corpo me excita, o dela não, ela pode esfregar o quanto quiser aquela buceta na minha cara, em mim, eu só vou me excitar com você, eu só quero o seu corpo no meu, e isso para mim não faz diferença, eu te amo

Demi: – Vai dizer que prefere o meu corpo ao dela? Não minta Keh _ela me olhava incrédula

Keh: – Quer que eu prove? Ok eu irei provar, mas eu pensei que confiasse o suficiente em mim pra acreditar quando digo que só amo você e só desejo o seu corpo, eu pensei que a nossa base era a amizade e confiança

Demi: – Eu... Eu

Keh: – Vai me dizer que não acredita? Que as minhas palavras não causam efeito nenhum sobre essas fotos?_ eu já estava chorando outra vez, nossas respirações se misturam

Demi: – Não! _ela abaixa a cabeça e eu frouxo os seus braços que eu estava prensando contra a parede – Me desculpe eu acredito em você

Keh: – Certeza? Confia mesmo?_ digo procurando seus olhos

Demi: – Tenta me entender, o que faria se recebesse fotos minhas com alguém em meu colo me beijando? Eu sei que foi só por um momento, mas foram vários, e mesmo que por um segundo Keh, ela estava com tudo o que eu tenho

Keh: – Mas eu disse que não queria, amor me escuta _ envolvo seu rosto em minhas mãos – Eu não desejo outra pessoa, eu desejo você, eu chamei Lauren na empresa pra mostrar isso a ela, eu estava desesperada pensando que você poderia não acreditar em mim, e querer terminar, é por isso meu choro, você é minha droga, eu preciso de você, preciso do seu beijo, do seu toque, do seu sexo, do seu gosto, seu suor, preciso ouvir sua voz, sentir seu cheiro _ aproximo nossos rostos

Demi: – Promete que não vai ficar sozinha com ela? Que essas fotos nunca se repetirão, promete_ ela procurava verdade em meus olhos, confiança

Keh: – Eu prometo, tomarei mais cuidado, mas agora preciso te sentir, preciso de você _ levanto meu rosto e capturo seus lábios para mim, ela põe seus braços em meu pescoço a pressiono na parede, ela solta um gemido baixo quando meu corpo se choca com o dela, nosso beijo é desesperado, nossos línguas trabalham juntas, desço meu beijos por seu pescoço, desço minhas mãos até a sua coxa e dou impulso para que ela fique em meu colo, tiro a camisola dela vendo a langerie preta – Está vendo? Por que eu desejaria outra? Você é tudo o que eu preciso você é a metade que falta em mim

Demi: – Eu amo você, não quero você tocando outra a não ser eu, não quero _ tiro meu palito ficando apenas de sutiã – Você fica tão sexy de lenço _ mas ela o tira jogando em qualquer parte, abro o zíper lateral em minha saia e ela escorrega por minhas pernas, desço do salto e chuto a saia para qualquer lado, fico apenas de peças intimas seguro bem sua bunda e subo as escadas indo em direção ao quarto, coloco-a na cama devagar

Keh: – Quero tanto que goze agora na minha boca, quero tanto sentir você se desfazer nela, quero ouvir você gemer meu nome, pedir por mais

Demi: – Tah falando de mais _ ela ataca meus labios


Notas Finais


espero que tenham gostado, até sexta bjs e comentem em <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...