História Kesta-como tudo começou - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann
Personagens Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann
Exibições 110
Palavras 406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Gente, estava meio ocupada mas vou voltar a postar.

Capítulo 5 - Hot Kesta


Fanfic / Fanfiction Kesta-como tudo começou - Capítulo 5 - Hot Kesta


   Gusta Pov

 Eu juro que não quis dizer aquilo mas eu tenho medo de me apaixonar de novo e levar um pé na bunda. Percebi que a Kéh
ficou meio triste com o que eu disse e saiu debaixo de mim com rapidez e eu acbei rolando para o lado. Parece que ela
ficou bastante mexida com o que eu disse.
 - Me desculpa mesmo viu Gustavo, parece que foi um erro mesmo.
 - Não tem problema Keh
 -Hum


  Kéfera Pov
 Depois que ele acabou com o clima de amor entre nós 2, fui para o quarto e fui dormir até que sinto alguém deitar
do meu lado:
 - Que foi Gustavo?
 Do nada ele começou a me beijar e o clima começou a esquentar.Gustavo passou a mão no meu rosto e traçou com seus
 dedos o contorno dos meus lábios, da minha bochecha, dos meus olhos, sempre me olhando. 
 
 - Você é linda. – Ele disse me beijando. Nossas mãos se entrelaçaram e eu pude sentir sua ereção se encostando em mim. 
 Nossos lábios se tocaram amorosamente, nossas línguas brincaram sem pressa.Tudo isso sem desgrudar nossas bocas.
 
  
 - Gustavo, por favor... - Gemi, não agüentando mais aquela falta de contato entre nossos corpos.
 
 Gustavo olhou-me, e voltou para me dar um beijo quente e faminto, não me deixando respirar. Meu sexo doía, era sempre
a mesma sensação. Como se tivesse esperando por alguma coisa. Eu só queria que ele entrasse em mim, eu queria o sentir.
 Eu queria Gustavo. Ele separou-se de mim, colocou a camisinha – a cena mais sexy que eu já vi na minha vida - e se
 posicionou em cima do meu corpo, os braços apoiados nas laterais para não deixar seu peso cair em mim, e senti a cabeça
 de seu membro tentando entrar na minha grutinha molhada.
  Enquanto ele me beijava ele ia tentando entrar em mim. Ele colocava a cabecinha e tirava devagar. Eu fui me 
acostumando com aquele vai e vem e quando menos esperei eu o senti entrar todo em mim. 
 
 - Ahhhhhhhhh. 
 -- Shhhhhh. Já vai passar.
 
 Eu remexi meus quadris querendo que ele se movesse dentro de mim. Gemi abafado em sua boca quando senti meu corpo ter
espasmos violentos e meu mel escorrer por minhas pernas, logo sendo acompanhada por Gustavo. Alfonso inverteu nossas
posições, deixando-me em cima dele. Apoiei minha cabeça em seu peito, enquanto sentia sua respiração pesada e 
descompassada em minha cabeça.


Notas Finais


Beijos galera!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...