História Kesta, um amor pra recordar ❤ - Capítulo 37


Escrita por: ~

Exibições 136
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello Suzanes ❤

Capítulo 37 - O teu abraço me consola ❤


Fanfic / Fanfiction Kesta, um amor pra recordar ❤ - Capítulo 37 - O teu abraço me consola ❤

Kéfera on
Meu dia acabou! O telefonema era da minha mãe, uma das minhas tias já estava na fase terminal de um câncer. Ela não podia viajar, por isso ja fazia uns 8 meses que eu não a via. Comecei a chorar e desliguei o celular. 

Gu: - Que foi meu amor? O que aconteceu! 
Ké: - Minha tia! Ela vai me deixar amor! - Disse soluçando e logo abracei ele. 
Gu: - Mais o que ela tem? 
Ké: - Câncer. Já ta na fase terminal! 
Bru: - Vamos estar sempre do seu lado! 
Ké: - Amo vocês! Vou precisar ir pra Curitiba! - Gu secou o meu rosto e me deu um beijo. 
Gu: - Eu vou com você! 
Bru: - Se vocês quiserem, deixem a Malu comigo! 
Ké: - Obrigado! Te amo sua baleia!

Fomos pra casa, gravei uns snaps contando tudo e me deitei no sofá. Logo a Malu deitou no meu colo e ficou me olhando. 

Malu: - Papai me contou que a senhora está triste. - Eu sorri pra ela. 
Ké: - Uma tia da mamãe ta muito doente, e a mamãe vai precisar viajar. 
Malu: - Tudo bem! Ela vai pro céu? 
Ké: - Sim meu amor, todos nós vamos pro céu um dia! Eu te amo viu! 

Ficamos deitadas no sofá e logo ela dormiu. Peguei ela no colo e levei pro quarto, fiquei me lembrando de quando ela era um bebê e que só dormia quando eu cantava pra ela. 

Gustavo on
Fui até o aeroporto resolver algumas coisas da viagem e voltei pra casa. Quando eu entrei, vi a Ké com a Malu no colo. Achei aquele momento fofo e fiquei observando e gravando snap quando ela colocou a Laura na cama e me viu. 

Ké: - Você ta ai a muito tempo? 
Gu: - Não!  - Respondi baixinho e saimos do quarto. 
Ké: - Dói ter que deixar ela aqui. 
Gu: - É melhor assim, vai ser muita correria. 

No dia seguinte, gravei um video pro 5inco Minutos, editei e postei. Depois de fazer tudo o que tinha que fazer, comecei a arrumar as malas e logo o Gu chegou e me abraçou. 

Gu: - Ta melhor? - Me deu um beijo no rosto e pegou na minha mão. 
Ké: - Uhum. Resolveu tudo sobre o canal? 
Gu: - Resolvi! Ta precisando de algo pra levar na viagem? 
Ké: - Não, acho que já ta tudo aqui. - Olhei pra ele e não aguentei, ele me abraçou e eu chorei. 

Eu nunca tinha perdido ninguém tão especial pra mim. Eu cresci na casa dela, ela me fazia bolinhos de chuva, me levava pra brincar na praça, penteava meus cabelos. Saber que ela estava me esperando pra partir me doía 
muito. 

Gustavo on
Nunca vi a Ké sofrer tanto assim, ela ficou abraçada em mim por uns dez minutos chorando. Eu fiquei feliz por ser o ombro que ela procurava pra se consolar, mas triste pelo acontecido. Dei um beijo na testa dela e fui editar um vídeo pro canal, gravei uns snaps e postei uma foto no Instagram. 

É tão singular, tua vergonha e tua forma de pensar, o teu abraço que me enlaça devagar, na intenção de te fazer não esquecer 🎶 Te amo ♥ 
(Foto acima) 

Logo senti um beijo no pescoço e uma mão molhada segurar o meu rosto. 

Gu: - Tava chorando de novo meu amor? 

Ké: - Eu também te amo! Obrigado por ficar do meu lado. Eu só tenho você aqui! - Ela começou a chorar e eu a abracei. 

Gu: - Eu vou estar sempre aqui! Você tem a mim, a Malu, a Vilma e todos que te amam muito! 

No dia seguinte, descemos as malas e fomos pro aeroporto. Malu permaneceu no colo da Ké o tempo inteiro, parecia que estava sentindo que a mãe estava triste. 

Kéfera on

Fomos pro aeroporto e a Malu permaneceu no meu colo até a hora do embarque. 

Malu: - Queria ir com vocês! - Dei um beijo na testa dela. 

Ké: - Mamãe volta logo! Te amo. 

Malu: - Promete que não vai chorar demais? - Permaneci em silêncio e abracei ela. 

Algumas horas depois, chegamos em Curitiba, minha mãe e meu padrasto ja estavam lá esperando a gente. Abracei eles e fomos pro hospital, chegando lá, vi minha tia me esperando.

Abracei ela e fiquei ali aproveitando os últimos momentos com ela. Mostrei pra ela o trailer de É fada, e ela sorriu! Me segurei pra não chorar, contei pra ela que iria escrever um livro e ela até brincou comigo. 

- Tem certeza que vai escrever outro livro? Com essa idade não tem muita coisa pra contar! 

Rimos horrores! Por um momento até esqueci que depois de algumas horas eu nunca mais teria ela ao meu lado. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...