História Um Ano Inesquecível - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gustavo Stockler (Nomegusta), Kéfera Buchmann
Personagens Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann
Tags Gustavo Stockler, Kéfera Buchmann, Kesta
Visualizações 35
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Baleia


Pedro On

Meu plano para ter a Kéfera de volta não deu certo, tudo por culpa daquela idiota da Natália que não sabe fazer nada direito, mais isso ainda não acabou. A Ké vai ser minha de novo, isso ninguém vai me impedir de fazer, ela vai ser minha e de mais ninguém!

Pedro: Me aguarde Gustavo, você vai sofrer como nunca sofreu na vida. Vai me pagar por tirar a Ké de mim, eu vou me vingar e você vai ser o primeiro a sofrer”

Kéfera On

Chegamos na casa do Gu e parecia que mais ninguém sabia do meu sequestro que não fosse ele.

“Se ninguém sabia, como ele conseguiu tanto dinheiro em tão pouco tempo?”

Gusta: Quer comer alguma coisa mizi?

Ele estrala os dedos na minha frente, pois, avia me chamado algumas vezes e eu não respondi

Gusta? Anjo? Está tudo bem?

Ké: Não, não está tudo bem Gustavo! Eu fui sequestrada, minha cabeça não para de atormentar com aquelas cenas e meu coração tem medo do que possa acontecer de novo!

Meus olhos já estavam cheios de lágrimas. Sim, eu tinha um pressentimento horrível. Algo ia acontecer e eu não sabia o que ou quando, mais sabia que era ruim.

Gusta: Não se preocupe, eu vou sempre estar aqui, no seu lado, em todos os momentos. Nunca vou te abandonar, nem que você me peça de joelhos, isso não é uma opção. Eu te amo!

Abraça-lo foi minha única opção, ele é tudo para mim. Meu porto seguro, onde eu iria para me afastar das tempestades da minha vida, ele é a luz no meio da escuridão, o amor no meio da solidão.

Bruna On

Tudo bem a Ké foi sequestrada pela loca da Natália, mais eu ainda não esqueci que ela ainda era virgem, cara eu jurava que ela já tinha dado até o cu.

“Porra Bruna sua melhor amiga foi sequestrada e você pensando no cu da Natália! Esquece esse cu, ele não é o único no mundo. Simplesmente esquece”

Sou desperta dos meus pensamentos (HORRÍVEIS) pelo meu celular, olho a tela na esperança de ser o Gusta e para minha sorte era ele sim.

Ligação On

Bruna: Gustavo? Ela já está com você? Ela está bem?

Gusta: Calma Bruna! Ela já está aqui sim e está bem. Bom quase, esse tipo de coisa pode deixar algum tipo de sequela grave!

Bruna: Eu sei! Posso ir ver ela?

Gusta: É só vim aqui em casa!

Bruna: Me manda o endereço por mensagem!

Gusta: Ok

Ligação Off

Kéfera On

Enquanto o Gu falava com a Bruna, eu fui para o quarto tomar um banho e quem sabe descansar um pouco, porém não foi bem isso que aconteceu. Assim que entrei no quarto comecei a lembrar do momento em que a Natália me sequestrou. As lembranças ainda eram muito claras na minha mente. Senti lágrimas descendo pelo meu rosto, isso já tinha virado um abito nos últimos 2 dias. Por incrível que pareça, as lembranças do sonho também me atormentaram. Eu sei que era um sonho, bom pelo menos agora, mais aquilo me machucou, ouvir falar que o Gu não me amava e que teria filhos com a Natália me doeu mais que o corte que aquela louca fez no meu braço.

Gustavo on

Termino de falar com a Bruna e vou para sala ver se a Ké ainda está lá. Chegando lá, não vejo ela, confesso que fiquei com medo de que tudo aquilo tivesse acontecido de novo. Subo as escadas e vejo a porta do meu quarto aberta e com a luz acesa.

Gusta: Ké? Você está ai?

Entro e vejo ela parada olhando para nada, no seu olhar vi uma escuridão profunda, uma tristeza que não tinha fim. Vou até ela e a abraço forte para demonstrar que estou aqui e que jamais sairia, que ela não precisava ter medo de nada.

Kéfera on

Levei um leve susto, mais era só o Gu. Ele é tão carinhoso comigo, sempre cuidando de mim, sempre preocupado comigo, eu não sei o que eu faria sem ele, eu amo tanto ele.

Ké: Que susto amor!

Gusta: Desculpa amor

Ké: Nada não, eu vou tomar banho ta? Se a Bruna chegar você manda ela me esperar lá na sala

Gusta: Ta bom

Eu fui tomar banho e depois de uns 20 minutos saí do banho, fui no quarto, vesti um vestidinho simples, parti o cabelo no meio e quando eu desci a Bruna já estava sentada no sofá me esperando.

Bruna: BALÃAAOOOO!!!

Ké: BALEEIIAAA!!!

Bruna: Que saudade que eu estava de tu! Você ta bem? Oque fizeram com você? Te machucaram? 

Ké: Calma Bruna! Sim eu to bem, e Bruna por favor, eu não quero falar sobre isso mais

Bruna: Te entendo amiga, desculpa.

Ké: Nada não

Bruna: ta ansiosa para amanhã?

Ké: Oque que tem amanhã?

Bruna: Kéfera amanhã é segunda, tem aula!

Ké: Aff, que saco!!!

Bruna: Poise, mas enfim, hoje vai ter uma festa do pijama lá em casa, vai ser para menina e para menino, você que ir?

Ké: Você tem certeza? É que amanhã tem aula, e se eu me atrasar já era e…

Bruna: Você mudou mesmo esse tempo que você passou fora, quem diria, Kéfera se preocupando em chegar cedo na escola - risos.

Ké: Ah Bruna para de ser chata!

Bruna: O que é? Eu to falando a verdade!

Ké: Ta Bruna eu vou para essa festa!

Bruna: Aeee, essa é a Kéfera que eu conheço!

Ké: Ta mais, que horas é isso?

Bruna: É 19h mais se você quiser você se arruma, eu te espero e a gente vai mais cedo

Ké: Ta bom, eu vou só pergunta pro Gu se ele vai querer ir também

Bruna: E só uma coisa, chegou uma menina nova na escola, ela é amiga do Victor Hugo e…

Ké: Opa senhora Bruna, quem é esse Victor Hugo? Posso saber?

Bruna: Ta pode saber sim, ele é um ficante, só isso

Ké: Hhuuummm

Bruna: ENFIM! Chegou a menina nova e o Victor levou ela lá em casa para gente se conhecer melhor, o nome dela é Tatyane mas pode chamar ela de Taty.

Ké: Ta bom

Bruna: Vai logo baleia eu não tenho todo tempo do mundo não!

Ké: Ta bom, mamãe!

Eu saí da sala e fui no quarto do Gustavo

Ké: Amor

Gusta: Oi amor

Ké: A Bruna vai fazer uma festa do pijama hoje, você quer ir?

Gusta: Quero, a gente vai que horas?

Ké: Eu já to pronta, só falta eu arrumar umas roupas aí e ta tudo pronto

Gusta: Então eu vou só trocar de roupa, e pegar um pijama e umas roupas.

Ké: Ta bom anjo- selinho

Eu peguei uma bolsa, peguei algumas roupas, sapato, o pijama logico, toalha, biquíni, porque a Bruna falou que lá tem piscina, e estava tudo pronto.

Ké: Amor você já falou para sua mãe que a gente vai passar a noite fora?

Gusta: Já

Ké: Eu já arrumei tudo!

Gusta: Eu também, vamos?

Ké: Vamos, a Bruna ta lá em baixo

Descemos a escada e a Bruna estava no sofá 

Bruna: Vamos?

Kesta: Vamos!

A gente foi no carro da Bruna. Depois de uns 20 minutos, chegamos na casa da Bruna, quando a gente entrou já tinha bastante gente lá, e eu que não sou nada social, não conhecia ninguém, só fui cumprimentando o povo e entrando.

Ké: Bruna aonde é que eu vou ficar?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...