História Kill her for you. - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally, Camila, Camren, Dinah, Dope, Lauren, Mani
Exibições 62
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Lauren vs. Logan


Fanfic / Fanfiction Kill her for you. - Capítulo 31 - Lauren vs. Logan

Lauren

- Siope, me ligou. - Arin começou.

- E ai, como ele está? - Eu o interrompi.

- Tá bem, está em LA. 

- Porque ele não me ligou? - O interrompi de novo.

- Ele descobriu que todos seus telefones estão sendo grampeados.

- Como assim? - Gritei nervosa. - FBI? 

- Não, o FBI nem sonha com você. - Vero disse tranquila.

- Shawn, esse filho da puta está realmente na minha cola. - Todos naquela sala se entre olharam. Comecei a andar de um lado para o outro.- O que mais o Siope falou?

- Que você não pode fazer a venda da boate em venda aberta. 

- O que? - Bati a mão na mesa. - Eu arrisquei a merda da vida da minha família pra venda daquela boate pra vender por uma esmola? Nem fodendo.

- Quem for comprar só vai comprar em vendar pública se estiver com certificado da boate e isso, não temos.

- Mas pra que querem o certificado dessa boate?

- Sem certificado isso vira venda ilegal. - Olhei para Arin e riu.

- Eu "roubei" essa merda, claro que vai ser venda ilegal. - Ri.

- Sem essas porras, o Shawn pode tomar de qualquer um.

- E como vou fazer isso? Nem vai dizer que tenho que roubar outro banco.

- Bem que Siope disse que você não top\ria isso de jeito nenhum.

-  Lógico que não.

- Só tem um jeito, ir a casa de Shawn. - Todos se olharam. Isso é uma missão suicida, mas beleza.

- Isso é impossível. - Logan se intrometeu.

- Pra você. 

- Amanhã terá uma festa para receberem o maior magnata da cidade. 

- Seria o jeito perfeito para pegar. - Fui aderindo á ideia.

- Se aquele merda não soubesse quem somos, sim, seria um jeito perfeito. - Arin disse. Camila sorria e eu sabia que ela tinha uma ideia.

 

- Fala Camila. - Disse olhando para ela.

- Você só pode estar louca. - Olhei para Logan que era o mais cabeça do grupo, mesmo que a gente estivesse tendo desentendimentos, ele era amigo de Camila, não... - Logan, fala alguma coisa.

- Por mim tudo bem, Lauren. - Ele sorriu.

- Você não pode fazer isso. - Explodi.  - Você está descontando algo que não tem nada haver.

- Eu não estou descontando nada. - Ele respondeu no mesmo tom. - Só é minha opinião. 

- Eu não idiota, Logan. - Respirei fundo. - Você não deixaria Camila fazer isso, só está concordando para me prejudicar.

- Eu não quero fazer nada, Lauren. - Ele passou a mão no rosto. 

- Eu não concordo com essa merda.


Camila

- Lauren, chega de dar uma de bravona. 

- Camz, ele não pode fazer isso.

- Lauren, ele fez isso porque sabe que eu quero ir. - Respirou fundo.

- Mas você não pode. - Ela gritou. - Será que você não entende?

- Não, eu não entendo. - Olhei para ela. - A Natália pode fazer milhares de coisas e eu  nunca posso.

- Você não é ela. - Ela riu.

- Graças a deus. - Eu disse séria.

- Eu vou matar o Logan. 

- Lauren, você tem que para com isso, de verdade. - Falei vendo que ela tinha as mãos fechas.

- Eu vou matar aquele filho da puta. - Ela tirou a arma da cintura.

- Guarda isso. - Antes que eu tentasse qualquer coisa ela me empurrou.

- Sai da minha frente. - Engatilhou a arma e foi andando em direção do galpão. - Já mandei você me soltar. - Ela me empurrou com forças. 

- Lauren, para. - Fiz com que toda atenção virasse  para Lauren.

- Vai, pega sua arma, porque ou morre eu ou você. 

- Do que você tá falando? - Logan se levantou assustado. 

- Vai querer que eu haja como uma covarde?  Vai cara, pega sua arma. - Eu estava chorando muito. Logan pegou sua arma e meu coração se despedaçou vendo aquela cena.

- Nossa, o que temos aqui? Um duelo? Prefiro roleta russa. - Natália falava em deboche.

- Engatilha essa porra. - Lauren falava nervosa, ninguém sabia o que fazer. 

- Eu nunca atiraria em você, Michelle. - Logan jogou sua arma no chão. Meu coração parou quando vi que Lauren mexeu seu dedo no gatilho, coloquei minhas mãos nos ouvidos e fechei os olhos com força, não queria nunca ver aquela cena, não adiantou de nada as mãos no ouvido, escutei dos estalos ensurdecedores e naquela hora, meu coração parou. Todos ficaram em silêncio.

- Eu nunca atiraria em um inimigo desarmado. 

- Belo show! - Natália bateu palmas.

- Garota, você tá ficando maluca? Um deles poderia ter morrido. - Voei em cima dela e quando eu ia dar um tapa naquele rosto, Logan me tirou de cima dela. - Logan, me solta!

- Ah, ninfetinha tá brava? - Ela zombou se aproximando de mim.

- Você é uma idiota, se a Lauren morresse nem eu e nem você teríamos ela e perderíamos um irmão, sua louca. - Disse tentando me soltar.

- Já chega. - Lauren falou atrás de nós. - Camila você não vai bater na Natália. - Olhei para ela e parei de me debater. 

- Olha, não é que Lauren domou a cadelinha? - Ela riu.

- Cala a porra da boca Natália, porque não era nem para você estar aqui.  - Lauren falou sendo grossa.

- Ah, qual foi. - Natália disse revirando os olhos.

- Como você chegou aqui? - Logan perguntou sério, sua respiração bateu na minha nuca fazendo eu me arrepiar.
- Vim voando. - Falou irônica.

- Larga ela. - Lauren mandou e ele o fez sem falar nada. Lauren me abraçou.

- As vezes você chega a ser patética. - Empurrei Lauren pra longe e fui andando até o carro.  - Vamos embora.

Já estava de madrugada quando chegamos em casa, não troquei uma palavra se quer com Lauren, Subi direto para o quarto da Tay, hoje ela dormiria na Dinah. Traquei a porta para ter uma ótima noite de sono, até porque amanhã eu mostraria a todos que soumelhor que Natália e que sou capaz sim, de fazer isso. Acordei com a claridade invadindo o quarto, esqueci de fechar a janela e sorri vendo aquela cena........ Falta da Lauren. Respirei fundo me lembrando da noite de ontem e lembrando da missão maravilhosa que teria para fazer hoje. Levante da cama com o corpo um pouco pesado, entrei no banheiro e fiquei me olhando no espelho, preciso mudar minha aparencia, tenho uma cara muito de criança, hoje não é dia de me chamar Camila Cabello e sim: Karla Estabão



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...