História Kill-me - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Dança da Morte
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Morte, Segredos
Exibições 11
Palavras 647
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Minha net voltou cambada <3

Capítulo 13 - Um dia após o outro


Acordei muito feliz, pela primeira vez na vida, não estava me sentindo só nem triste, e sim uma felicidade que eu não sabia de onde estava vindo, na noite anterior eu beijei alguém e esse alguém esteve comigo nos bons e maus momentos, esse alguém está se tornando o dono do meu coração e me ganhando a cada dia, e sem eu perceber, hoje é um dia especial, talvez uma continuação de ontem, me arrumo logo, tomo uma vitamina E vou para o ponto de ônibus, e então o David entra, ele está com o mesmo olhar de ontem, porém com uma aparência de cansado, mas não deixo que isso atrapalhe, faço sinal para ele, e ele sorri sentando ao meu lado e me sendo um beijo na bochecha.

-Ei não podemos fazer isso em público - falo rindo  e brincando

-Ue por que não?- responde ele rindo também 

-Porque vão achar que estamos ficando e não se trata disso- respondo com um olhar cúmplice 

-A é? E se trata do que moça?

-De uma amizade bem colorida 

-então que se fodam eles, eu quero colorir ainda mais, ao terminar essa frase ele da uma mordida na minha orelha descendo beijando meu pescoço e depois me deu um selinho, aquilo me arrepiou MUIIITTOOO, e apenas sorri pois não tinha reação que expressasse aquilo que havia de acontecer.

Na aula ele me mandou um bilhete "Hoje vou dormir na sua casa, já avisei ao meu pai que ia tá ocupado essa noite para ele não nos incomodar, tenho uma surpresa, a propósito eu te amo"- eu sorri enquanto lia esse bilhete e apenas respondi isso mesmo, meu olhar e meu sorriso já diziam e gritavam SIIIMM, eu estaria preparada para o que vinha ou poderia acontecer, mas ainda estava com medo, provavelmente deve ser por que é normal não é mesmo? até por que seria minha primeira vez, ou será que não se tratava disso? se tratava de outra coisa e eu já tava pensando em coisas pervertidas? aí meu Deus como estou curiosa, o sinal bate e fomos para minha casa.

Ao chegar lá ele pede para que eu vá até o quarto, tome um banho e demore um pouco, fiz exatamente o que ele me pedira, subi, tomei um banho e fiquei enrolando, quando eu já estava a ponto de roer meus dedos pois unha não tinha mais para roer ele me chamou e na escada mandou com que eu fechasse os olhos, quando desci ele pediu com que eu abrisse, não pude conter o gritinho e a emoção, ele havia feito um coração de pétalas de rosa no chão, e em volta velas perfumadas, e dentro do coração havia escrito "você quer namorar comigo?" o abracei e falei que sim, e ele me beijou, depois eu sorri e o falei o quanto estava feliz e disse obrigada, ele me pegou no colo me beijando e me colocando no sofá, enquanto delicadamente ele tirava minha blusa, me beijando pela boca e descia até o pescoço, quando chegou no pescoço ele perguntou "tá preparada?" fiz que sim com a cabeça, e ele respondeu "se doer me avisa que eu paro, prometo ser carinhoso" eu apenas só pude sorrir, e sentir, ele tirando peça por peça das minhas roupas, enquanto eu apenas podia gemer, então ajudei ele tirar a roupa dele, e ali começamos a transar, devagar, e depois intensificando, e assim foi minha primeira vez, com amor, romântismo e safadeza, foi a melhor noite da minha vida, depois do sofá fomos até a cozinha ficamos em pé mesmo, e só podia mesmo gemer e me render, enquanto ele me devorava por inteira e eu implorava por mais, na manhã seguinte estávamos nus no chão, agarrados e cansados, e foi ali quando acordei que descobri o amor da minha vida e que a minha primeira foda foi com ele e eu apenas sorri.


Notas Finais


Obg e até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...