História Kill-me - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Dança da Morte
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Morte, Segredos
Exibições 12
Palavras 983
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse será o último pois tô com sono

Capítulo 16 - Nem tudo na vida é um mar de rosas


  Já fazem 3 semanas que eu e o David começamos a namorar, tudo parece tão perfeito, as pessoas dizem que os 3 primeiros meses é uma maravilha, depois começam as brigas, o ciumes, etc, mas acho que com a gente não será assim.

Hoje vou dormir na casa dele, depois de tanto implorar, ele aceitou que eu dormisse lá, depois da aula fomos até sua casa, os pais dele não estavam, aliás não tinha ninguém e em casa, então ele foi me levando para o seu quarto, me jogando na cama, e me beijando toda, enquanto eu ria e falava que os pais dele podiam chegar a qualquer momento, então ele falou sem tirar a boca da minha barriga, uma rapidinho não mata ninguém, já tirando a camisa e abrindo minhas pernas, então escutamos o barulho da maçaneta girando, era o Gabriel, tampando o rosto ele entrar no quarto pedindo desculpas...

-O que você tá fazendo aqui?- pergunta o David bastante irritado

-Eu vou dormir aqui hoje esqueceu?

-Não, eu não esqueci, pergunto o que está fazendo no meu quarto ou imbecil

-Ei, mais respeito na frente dessa dama tão linda que está deitada em sua cama, eu vim pegar o controle que estava em cima da sua cômoda 

-Pegue-o e saia antes que eu te faça descer rolando as escadas

-Tá,  brabao, aproposito amei sua calcinha Nathalie, é um tanto que sexy- fazendo isso bateu a porta e saiu correndo, o David ia atrás porém logo o puxei e falei para não ligar para as provocações do primo pois tínhamos coisa melhor para fazer naquela hora, me respondendo com um sorriso safado, foi desabotoando as calças e tirando meu short, quando sua mãe abre a porta, avisando que o jantar estava na mesa, quando ela viu aquela cena, pediu imediatamente Desculpas e tampou os olhos, ali percebemos que se quiséssemos transar teríamos que ir para a casa do cachorro porque em seu quarto estava meio que missão quase impossível, visto-me e ele também é e então descemos, no jantar estava um clima um tanto que agradável, a mãe do David, a Marta, cozinhava devidamente, comemos e durante o jantar conversamos sobre mim e o David e diversas outras coisas, tirando o fato das provocações do Gabriel, o jantar foi uma maravilha.

Logo após o jantar os pais dele foram dormir, e o Gabriel foi para seu quarto, e eu e o David subimos, agora vai, ele fechou a porta na chave dessa vez, me ergueu e me colocou na cama, me beijando e tirando peça por peça, logo após desceu e começou a  brincar com meu clitóris, mexia com a língua e chupava fazendo barulho e colocando a língua dentro de mim, gemia e apertava o lençol que estava entre meus dedos, logo depois ele tirou a roupa e começamos a fuder, depois que terminamos, vesti uma camisa dele e minha calcinha e desci para pegar um copo de água, quando estava na cozinha, sinto algo me agarrando por trás, quando me viro, era o Gabriel, dou um banho de água nele com meu copo, e ele fala

- q isso gata? pra que você fez isso?

-para acalmar esse seu fogo, pervertido

-aí,  gatinha, quem vai apagar esse meu fogo, é você e não a água- depois que terminou de dizer isso ele me agarra a força e tenta me beijar, o David aparece a puxa o Gabriel e dar um soco bem no nariz dele

-EU MANDEI VOCÊ FIXAR LONGE DELA

o Gabriel meio desorientado com o soco -Eu só estava ajudando ela a beber água 

O David perdeu o controle e deu outro soco nele, e mais outro e mais outro,  até o nariz do primo começar a sangrar

-EU QUERO VOCÊ FORA DA MINHA CASA AGORA

-Mas eu só vou amanhã

-NÃO, VOCÊ VAI HOJE- Arrastando o primo pela argola ele o joga na calçada 

-VAI EMBORA ANTES QUE EU MATE VOCÊ 

-Calma, eu só toquei nela, não fiz nada demais, você não tem esse direito - Depois dessa gritaria e barraco, os pais do David acordam perguntando o porque de tanto barulho, eu explico e o pai deles leva o Gabriel de volta para casa, enquanto eu subo para acalmar o David

-Ele encostou em você...(suspira quase chorando)

-Sim, estava tentando me beijar a força, só que não permiti- falo fazendo carinho em sua cabeça

-Se eu não tivesse chegado a tempo, ele..ele...eu não quero nem imaginar o que ele teria feito

-Nada, porque eu não iria permitir

-Se ele tivesse te abusado, eu o mataria

Puxando a cabeça dele e dando - lhe um beijo falo -Quem eu amo é você, então fique tranquilo- ele então me beija e dormimos agarrados, no dia seguinte fomos para escola...eu não sabia que meu inferno estaria apenas começando, na primeira aula a diretora entra com uma novata, Julia Roberts, essa garota ao entrar cravou os olhos no David, que juro, tive antipatia com ela ali mesmo, tocou o sinal e fomos para o ônibus, só que eu acabei esquecendo meu livro na sala e volto para busca-lo e peço que o David vá na frente, peguei o livro e fui em direção ao ônibus, ao chegar lá,  vejo aquela vadia novata ao lado dele, conversando e colocando a mão no ombro dele, cheguei parecendo que ia joga - lá da que ônibus...

-Licença você está no meu lugar (falo olhando com cara de psicopata para ela)

-Ah, é mesmo? não estou vendo seu nome aqui

Quando eu estava pronta a responder, ela riu e falou "brincaderinha"  e saiu acenando pro David que logo olhou para minha cara e percebeu o quanto eu estava brava..

-Minha linda ciumenta eu te amo- fala enquanto brinca comigo

-eu com ciumes? não mesmo, não tenho ciumes 

-ah não? Então não se importaria se eu dissesse que a novata é linda e legal não é mesmo?

-Vai tomar no cu

Ele me beijou e depois sussurrou "eu te amo, e só tenho olhos para você", então me abraçou e seguimos para casa.



Notas Finais


Até amanhã people's <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...