História Killer Boy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Assassino, Bts, Jikook, Morte, Vítima, Yaoi
Exibições 56
Palavras 1.934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cara

Muito retardado, eu sei.

Estou com umas 8 fics para atualizar e crio uma nova... Eu sei, eu sei....

Essa foi uma ideia que eu tive quando eu fiquei triste e eu queria muito postar para ver o que ia dar pq sou dessas.

É Jikook e as coisas vão começar a se desenvolver no próximo capitulo, se tiver próximo capitulo pq eu preciso saber o que vocês acharam e pa...

Enfim...

Capítulo 1 - Jungkook was freeing himself.


Jungkook observava silenciosamente o corpo de Yoongi que agora, se encontrava no chão. Ele nunca pensou que faria isso de novo por um simples término de namoro, mas aquilo tinha o deixado com raiva, um ódio tão grande que não poderia ser expressado em palavras ou atitudes. O garoto deu seu corpo e sua alma para Min e o mesmo o traiu com a pessoa que ele dizia ser seu ‘melhor amigo’.

Jung Hoseok

O nome que não saia de sua cabeça por nem um instante depois de ouvir as palavras do ex-namorado. Pensar que tinha perdido o homem que amava para um simples estudante que era mais velho que ele era doloroso.

Algumas horas atrás...

Amarrou o menor e o torturou por longas horas. Dedos e unhas foram arrancados, facas foram enfiadas na pele branca que Yoongi tinha, a boca dele teria sido colada para evitar desculpas e pedidos de socorro do mais velho, socos, tapas... O menino chorava e tentava gritar, mas a cola que estava em sua boca não permitia.

Jungkook ria, e provocava Yoongi que só tentava implorar com as duas mãos juntas que naquela hora eram uma fonte de sangue... Mas ainda não era o suficiente. Decidiu acabar com ele, da mesma forma que ele havia acabado com si. Uma facada no coração era suficiente para ele sentir a mesma coisa que Jungkook havia sentido.

Andou por toda a casa e foi até a porta que não era aberta há muitos anos. O lugar onde ele guardava todos os seus “objetos de trabalho”, o local que ele gostava de chamar de paraíso. Armas de empunhadura e de fogo principalmente as da categoria “escopetas” –que ele achava que faziam um belo estrago na cabeça de qualquer humano fútil-, cordas, e até outros objetos de tortura utilizados nos séculos anteriores que nem mesmo Jungkook sabia o nome.

Andou pelas prateleiras e pelas armas penduradas na parede e parou ao ver o antiga que havia dado fim em sua mãe –uma das únicas pessoas que ele amou.

“Será essa.”

Pensou enquanto retirava ele de dentro da cúpula de vidro que teria a guardado por tanto tempo.

Extremamente afiado, o objeto tinha detalhes em ouro em sua empunhadura juntos com pequenos rubis. Seria considerado um objeto valioso se tivesse sido posto no mercado, mas Jungkook nunca faria isso, ele tinha um grande laço com aquela arma.

Com um sorriso que seria considerado sinistro para qualquer pessoa, Jungkook andava pelos corredores da casa, dando os passos mais lentos que conseguia apenas para torturar mais o garoto que o esperava amarrado na sala.

Parou no começo do corredor e olhou para Yoongi que estava chorando, lágrimas que já haviam se misturado com sangue brilhante dele.

-Você é tão lindo assim Yoongi! –se aproximou com passos leves até o lugar que Yoongi estava amarrado –Pálido... –passou seus dedos pela bochecha do menor que tentou evitar o ato –Ah... Yonnie! –gritou como se estivesse se lembrando de algo –Eu devia ter transado com você antes! –bateu na parede que ficava ao lado de Yoongi –Agora não vou poder mais, já que você desmaiaria a qualquer momento... –bufou enquanto colocava a mão sobre o rosto, arrependido.

O jovem amarrado tentou dizer algo e Jungkook o olhou rindo, zombando dele pelo fato de não conseguir falar.

-O que quer dizer Suga? –ele levantou a faca e o menor arregalou os olhos e balançou a cabeça rapidamente em negação –Quer ajuda? –ele negou, mas mesmo assim Jungkook foi até ele e aproximou a faca de sua boca colada –Ah... Podemos abrir um pouquinho né?  Só para você conseguir falar... –passou a faca por sua bochecha fazendo um corte superficial, logo o sangue brilhante de Yoongi começou a escorregar pela face pálida dele e Jungkook lambeu num simples ato de provocar o ex.

Aproximou a lamina da boca rosada de Min e começou a corta a camada de cola que juntava os lábios de Yoongi. Os lábios dele estavam tão próximos que também foram atingidos pela faca e ficaram sem alguns pedaços, assim causando finalmente o desmaio e provavelmente a morte.

Momentos depois...

Jungkook observava silenciosamente o corpo de Yoongi que agora, se encontrava no chão.

-Merda Yonnie... –observou o corpo do garoto imóvel desacreditado no que acabara de acontecer  jogou a faca para o lado e levou Yoongi para o quarto onde guardava suas armas.

Voltou para sala e olhou em volta.

“Muito sangue...”

-Merda... O que eu estou fazendo? –ele começou a tirar todos os objetos que tinha usado da sala. Limpar o chão, as paredes e as cadeiras eram as tarefas principais dele naquele momento.

Depois de muito tempo limpando tudo ele se sentou no sofá exausto, cansado e pensativo, ele teria mesmo torturado o EX-namorado?

-Não, não, não... –ele pôs as mãos na cabeça se arrependendo do que tinha feito. Não era apenas Yoongi que carregava a culpa pelo coração machucado e a mente bagunçada que Jungkook estava naquele momento... –Hoseok... –ele parou e pensou “Eu devia ter matado ele!”

Se levantou rapidamente e olhou no relógio.

“00:41."

Seria estranho se o ex-namorado do seu namorado fosse á sua casa 00:41 da noite? Claro, mas Jungkook não ligava, ele iria até a casa de Jung Hoseok tirar sua vida e dane-se as consequências.

Pegou um de seus carros e foi atrás do seu atual inimigo. Dirigindo com calma e prestando atenção em tudo. Muitas pessoas ficariam completamente inquietas depois de torturar alguém, mas ele não estava. Como um falso, um psicopata, ele arrumou um dos sorrisos mais amigáveis que ele tinha e pôs em seu rosto.

Olhando para cada canto, Jungkook poderia saber onde tinha câmeras, pessoas e qualquer outra coisa que fosse útil para lhe incriminar, e assim poderia evita-las.

Depois de passar por varias ruas, ele finalmente chegou na de Hoseok -que já era bem conhecida por Jungkook, pois ele sempre levava Yoongi até ela – e estacionou em frente a casa dele.

Saiu do quarto e percebeu que não tinha levado nada, exatamente nada para matar Hoseok. Ele teria que se virar na casa do garoto. Uma faca de cozinha, um caco de vidro ou até mesmo suas próprias mãos seriam necessários naquele momento.

-Hoseok! –ele bateu na porta de madeira da casa de Hoseok –Hoseok! –bateu de novo e a porta se abriu revelando um Hoseok cheio de olheiras.

-Jungkook? –coçou os olhos –Por que está aqui essa hora da noite?

Ele pensou numa desculpa que não parecesse suspeita.

-Eu vim ver o Yoongi. –sorriu minimamente e tentou entrar.

-Mas... –Hoseok impediu –Ele não estava com você? –Jungkook negou –Mas ele ia termi... –parou ao pensar que Yoongi ainda não tinha terminado com Jungkook e por isso ele estava parado na porta esperando o garoto.

-Ele terminou comigo. –recebeu um olhar surpreso do alaranjado.

-Então por que está aqui? –o mais velho ajeitou seus fios que estavam sobre o rosto.

-Eu vim falar com ele, mas já que ele não está, vou embora. –falou já sabendo o que iria acontecer depois - Tchau! –se virou com um sorriso no rosto apenas esperando seu plano funcionar.

-Ei! –Hoseok pensou melhor –Fica aqui! Está tarde e eu preciso de ajuda para achar o Yoongi! –ele gritou para Jungkook que já estava quase entrando no quarto de novo.

-Ahh, tudo bem... –ele andou até a porta e entrou.

Andando atrás de Hoseok, Jungkook percebeu que seria o momento perfeito para mata-lo, mas não faria isso ainda, queria ver ele de frente, ver sua expressão de dor ao sentir algo perfurando sua pele.

Se sentaram no sofá macio e Jungkook olhou em volta.

“Uma bela casa.”

Paredes claras, móveis e objetos claros, sofás brancos com almofadas azuis... Era um ambiente calmo, mas não seria assim para sempre. Jungkook já conseguia imaginar o sangue de Hoseok jorrando e manchando todos aqueles objetos brancos, já imaginava o trabalho que teria para limpar tudo aquilo, mas seria por uma ‘boa causa’.

-Ele saiu de lá que horas? –Hoseok perguntou enquanto pegava o celular no bolso de trás da calça.

-Umas cinco horas da tarde... Eu acho. Não lembro. –respondeu com toda a calma do mundo.

-Hum... Você acha que sete horas de sumiço é o suficiente para chamar a policia? –Hoseok se levantou e foi até o telefone, de costas.

-Não sei... –Jungkook olhou em volta e viu uma faca em cima do balcão que separava a sala da cozinha. Sorriu minimamente. -              Ei Hoseokie! –o alaranjado virou para ele –Hoseokie, você quer me foder? –ele tinha um plano em mente.

-O-o que!? –perguntou fingindo que não tinha entendido nada.

-Você quer me foder, Hyung? –falou mais devagar para que o mais alto entendesse e abriu um pouco as pernas.

-J-Jungkook... –abriu a boca varias vezes procurando o que dizer.

-Hyung...-se levantou e foi andando eu passos lentos até o mais velho -Por favor... –sussurrou no ouvido –Você quer né...?

-E-eu... –Hoseok ficou imóvel enquanto Jungkook descia sua calça –Ju-Jungkook... N-nã... –seu membro já estava completamente exposto.

-Hyung... –ele começou a “acarinhar” o membro do mais velho que já estava acordando - Você nunca vai se esquecer dessa noite... –Jeon abocanhou o membro do alaranjado.

-J-Jeon... –agarrou fortemente os fios do que estava ajoelhado em sua frente - I-isso é errado...

Hoseok achava que Jungkook apenas queria se vingar do Yoongi, fazendo com ele a mesma coisa que Yoongi fez com  si, transando com Jung.

Obviamente esse não era o objetivo de Jungkook.

-Chega Hobi... –retirou o membro do mais velho de sua boca –Eu não aguento mais...-gemeu baixo –Eu te quero dentro de mim.

“Byebye sanidade do Hoseok!”

Hoseok o pegou no colo e eu sorriso surgiu nos lábios do mais novo. No caminho para o quarto eles passaram pela bancada, assim possibilitando Jeon de pegar a faca que estava em cima dela. Jung estava tão excitado, que nem notou.

Hoseok subiu as escadas com Jungkook em seu colo com pressa, o beijando e deixando chupões no seu pescoço. Estava tão louco para foder Jungkook naquele momento que nem percebeu que sua vida estava em risco.

-H-Hobi! –Jungkook foi jogado na cama com a faca guardada em seu bolso, quase foi ferido.

-Não tem como voltar atrás agora. –ele ficou por cima e atacou os lábios de Jungkook e começou a masturba-lo por cima da calça.

“Yoongi é tão idiota que nem consegue arrumar um namorado fiel.”

-H-Ho... –sentiu a mão dos mais velhos adentrando em sua calça e sua box –M-merda... R-realmente não tem mais volta... –pegou a faca em seu bolso discretamente e... –Bye Bye Hoseok... –enfiou no peito do mais velho e pôde ver ser olhos arregalados e sentir o sangue quente do outro caindo sobre seu rosto.

Uma visão tão maravilhosa que Jeon inverteu as posições para que pudesse ver melhor.

Hoseok tentava puxar ar mais não conseguia, o sangue que saía do corte era quente e manchava toda a cama. Seus olhos já não conseguiam se manter abertos.

Jungkook observava cada detalhe, a pele ficando pálida, as lagrimas que caiam, exatamente tudo. Ele tinha motivos, Hoseok tinha destruído seu coração, ele tinha esmagado ele e deixado sangrar depois.

Yoongi ter trocado ele por Hoseok foi como uma facada no seu coração e ele apenas fez o mesmo.

Não matava ninguém há tantos anos que já tinha esquecido de como a sensação era boa. A excitação que ele sentia ao ver que tinha “derrotado” alguém era muito satisfatória.

Agora sim ele se sentia aliviado. Aliviado por se vingar, aliviado por se libertar e finalmente poder mostrar a todos quem ele era depois de tantos anos.

 

Continua...?

 

 


Notas Finais


Me desculpe se estiver com erros ou se estiver escrito "Jimin" (pq na verdade é Jungkook) aí no meio, eu não revisei..

Para quem não entendeu, o Jungkook matou a mãe dele e com a traição e o término de namoro, ele decidiu "libertar" sua verdadeira identidade de novo, ou seja, ele vai voltar a matar pessoas.

Foi isso, espero que deem muito amor a essa fic!

Kissus molhados com sangue <333333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...