História Kim's Bakery - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, NCT Dream
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Chenle, D.O, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, RenJun, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Alfa!chanyeol, Alfa!kai, Alfa!sehun, Chanbaek, Chenhun, Kaisoo, Marksung, Ômega!baekhyun, Ômega!chen, Ômega!kyungsoo, Ômega!luhan, Ômega!xiumin, Sulay, Taoris, Xiuhan
Exibições 578
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - 08


Fanfic / Fanfiction Kim's Bakery - Capítulo 8 - 08

- Como você está? – KyungSoo perguntou docemente

 

   Depois que os amigos haviam ido embora, D.O deu um jeito de fazer o alfa ir tomar um banho, mesmo que contra sua vontade ele foi, o que deixou o ômega mais aliviado. Após o alfa sair do banheiro com uma toalha na cintura KyungSoo corou de maneira intensa, fazendo o outro sorrir ladino. Depois de se vestir, ambos ficaram deitados encarando o teto do quarto de KyungSoo.

 

- Sinceramente? Eu não tenho a menor ideia do que estou sentindo, me sinto desnorteado, mas não estou triste com o que ela fez

 

- Entendo

 

- E você? – Kai arrumou melhor sua postura para que pudesse encarar o rosto do menor

 

- O que tem eu?

 

- Como você se sente?

 

- Sinceramente? Eu também não faço a menor ideia do que estou sentindo – os dois riram e logo ficou silencio novamente

 

- Quando você voltou... por que não veio me procurar?

 

- Tive medo

 

- Medo? – encarou o ômega com uma feição confusa – Medo de que?

 

- De você – suspirou e sentou na cama – Passamos muito tempo longe um do outro JongIn, não sabia como você estava, não sabia qual era sua opinião em relação a homossexualidade, se tinha virado um alfa arrogante ou qualquer coisa deste tipo

 

- Isso é engraçado – riu

 

- O que tem graça eu ter medo?

 

- Não isso bobo – cutucou a testa de KyungSoo – Você raramente me chama de “Nini” ou “Kai”, você prefere falar JongIn

 

- Isso... te deixa incomodado?

 

- Não, de modo algum, só que você é meu amigo também, Soo – rodeou seu braço no pescoço do ômega – Pode me chamar pelo apelido, assim como os outros

 

- É... somos amigos – suspirou fechando os olhos – Eu realmente senti sua falta enquanto estava na China, Nini

 

- Eu também senti saudades pequeno Soo – deixou um selar na cabeça do ômega

 

X-X-X

 

- Sehun... – Jongdae cutucou o olho do namorado que estava dormindo – Hunnie...

 

- O que foi...? – perguntou, sua voz saindo rouca por ainda estar meio sonolento

 

- Eu quero calda de chocolate... compra pra mim?

 

- Dae... aonde uma hora dessas teria um lugar vendendo calda de chocolate?

 

- Tem uma lojinha vinte quatro horas aqui perto, por favor... nosso bebê quer calda de chocolate – ficou cutucando o olhos de Sehun até o mesmo se levantar e começar a se vestir

 

- Não ta muito cedo pro nosso filhote estar tendo desejos?

 

- Não, não esta – riu da cara indignada do alfa – Agora, por favor papai compre calda de chocolate pro bebê e se der morangos também

 

- Saiba que eu te amo muito, se não te amasse eu nem teria levantado para comprar essa bendita calda de morango e chocolates

 

- Amor... é o contrário, calda de chocolate e morangos – riu novamente e viu Sehun saindo do quarto

 

   O alfa pôs a mão em seu bolso conferindo e sua carteira estava lá, estando, ele começou a andar até a tal lojinha que o namorado disse, quem via o rosto de Sehun, pensava que ele queria matar alguém por tamanha cara que ele estava fazendo. Ele estava com raiva? Sim, ele estava, mas não do seu namorado e sim de si mesmo por ser tão lerdo, mais cedo quando ele e o Jongdae foram ao mercado, ele viu o ômega encarando morangos e a calda de chocolate, mas não perguntou se o menor queria levar, por conta disso, estava caminhando de madrugada, em uma noite fria, apenas para comprar morangos e calda de chocolate. Ele atravessou a porta e ouviu o sininho tocar.

 

- Sehun? – Luhan o olhou confuso – O que faz aqui garoto?

 

- Oi Hyung, Chen me fez acordar para comprar morango e calda de chocolate

 

- Ele já está tendo desejos?

 

- Sim... – começou a procurar e logo achou o que procurava – E você? O que faz aqui uma hora dessas Hyung?

 

- Vim comprar sorvete e lenços

 

- Pra que os lenços?

 

- Da última vez que vi um filme de drama eu chorei bastante – riu e pegou sua sacola – Tchau Sehun

 

- Tchau Hyung!

 

De manhã no dia seguinte...

 

   A primeira coisa que os amigos perceberam assim que KyungSoo chegou na escola foi que Kai havia chegado junto consigo, no mesmo carro, juntos. Baekhyun que é sempre o mais escandaloso começou a rir e encher o ombro direito de Chanyeol com tapas leves, demonstrando sua alegria.

 

- Baek, por favor pare de me bater, eles só chegaram juntos, não estão casados ou coisa do tipo – Chanyeol resmungou e Baekhyun parou fazendo um biquinho

 

   A segunda coisa que chamou atenção de Baekhyun, foi Luhan, o mesmo estava com os pequenos olhos inchados e Xiumin não estava consigo, será que eles tinham brigado tão seriamente ao ponto de estarem se evitando? Várias perguntas desse tipo ficaram rondaram a cabeça do Byun.

 

- Lulu Hyung... – Baekhyun chamou a atenção do ômega para si – Cadê o Xiumin?

- Ele teve que viajar para China – suspirou chateado

 

- Por que?

 

- A vovó Kim está bastante doente, Minnie acha que está próximo da hora dela e resolveu passar os últimos momentos com ela

 

- Entendi...

 

- Bom dia turma, perdoem-me pelo atraso, daremos início a aula

 

X-X-X

 

- Com licença professora – uma ômega apareceu na porta da classe segurando um enorme buquê de rosas – Quem é... – olhou o bilhete – Park Jisung? – o olhar de todos presentes na sala caíram para o mais novo, que por vez se encolheu e olhou assustado

 

- S-são pra mim – depois de um tempinho levantou-se para pegar o buquê e sentou-se novamente

 

- Quem te mandou essas rosas? – Chenle o cutucou com uma caneta

 

- Eu também não sei – suspirou voltando a dar atenção ao que a professora anotava no quadro

 

X-X-X

 

   O sinal tocou fazendo o pequeno ômega suspirar, pela primeira vez não havia entendido direito o assunto, teria de revisar novamente e talvez até tirar duvidas com a professora, quando ia sair da sala, Chenle segurou seu pulso o fazendo parar.

 

- Não esqueça o seu buquê! – entregou na mão do mais novo – Estarei na biblioteca

 

   Mais essa agora, o mais novo estava constrangido por estar segurando um buquê consideravelmente grande em mãos, suspirou, também não sabia quem havia lhe dado, mais um suspirou, segurou o buquê e foi andando em direção a cantina, logo atraindo o olhar de seus Hyungs pra si.

 

- Pode falar Mark, você comprou pra ele não foi? – Sehun perguntou o olhando desconfiado

 

- Cala a boca Hyung – falou assim que viu o mais novo se aproximar da mesa

 

- Que flores lindas Sung – KyungSoo murmurou sorrindo – Casou com quem?

 

- Pare de besteira Hyung

 

- Jisung eu posso falar com você em particular por alguns minutos? – Mark perguntou e o menor assentiu, antes de se retirarem o alfa ainda pode ouvir um “se beijem muito” de Baekhyun e outro “cala a boca Baek” de D.O

 

- O que queria falar Hyung? – perguntou assim que chegaram no pátio

 

- Bom... pra começar foi eu quem te mandei as flores – quando o alfa falou prontamente Jisung o olhou – Eu não sou bom com palavras, você sabe disso, queria saber se você quer sair comigo hoje?

 

- Tipo... um encontro?

 

- Sim, tipo um encontro – sorriu ao ver o ômega corar levemente

 

- Eu nunca fui a um encontro Hyung, vou me atrapalhar todo e fazer você passar vergonha – murmurou enquanto brincava com os polegares

 

- Eu também nunca fui a um encontro Jisung, mas eu adoraria ir com você

 

- Que horas você vai me buscar? – levantou-se do gramado sorrindo

 

- Então você aceita? – perguntou sorrindo

 

- Sim Mark Hyung – enlaçou o braço direito no braço esquerdo do alfa – Eu aceito ter um encontro com você


Notas Finais


Acho que tô mudando de otp, de Xiuhan está virando Marksung, gente eu amo essas coisinhas fofas ;3
Comecei a pensar em uma coisa... se eu tivesse nascido na Coréia do Sul, eu ia ter que chamar o Jisung de oppa '-'
Espero que tenham gostado, amo vocês S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...