História King Murderer - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford, Personagens Originais
Tags Assassinato, Boate, Cashton, Gay, Investigação, Muke, Muke Clemmings
Exibições 69
Palavras 560
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OOOI
OOOIIII
KKKKKKKKKKKKKK
num sei
to loca
tres capitulos gente
tres
dois essa semana
e um no outro
NAO TO PREPARADA
33 FAVORITOS POHAAAAAAAAAA OBRIGADA SCR
boa leitura XDXDXD
vamos brincar de caçar os quatro erros?

Capítulo 9 - Seven


Nossa história de mentira e amor e morte.

Essa é a nossa historia de mentira e amor e morte.

Gritos.

Berros.

Desesperados.

Femininos.

Pedindo por socorro.

E eu não podia fazer nada.

Por que estava trancado.

Trancado no quarto de Luke.

Obrigado a ouvir os gritos e berros no andar debaixo.

Primeiro dia.

Segundo dia.

No terceiro,

Me encontrava encolhido em um canto escuro do cômodo.

Pedindo.

Implorando.

Para que minha mente parasse.

Que Luke parasse.

Nossa história de mentira e amor e morte.

Nossa historia de mentira e amor e morte.

Nossa história de mentira e amor e morte.

Mentira.

Amor.

E então,

A morte.

A porta se abriu,

Luke passou por ela,

Com a porra de um sorriso diabólico estampado no rosto.

Aquele não era o homem que eu amava.

Mas,

Era o homem que eu amava.

O que?

Pare de me deixar confuso comigo mesmo.

Porcaria de mente estupida e inútil.

"Michael?"

Cante.

Cante.

Cante.

Luke. Luke. Luke. Luke. Luke. Luke. Muke, Luke. Luke. Luke. Muke. Luke. Luke. Luke. 

Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Clemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings. Sr. Clemmings. Sr. Hemmings. Sr. Hemmings.

Robert. Robert. Robert. Robert.

Clifford. Clifford. Clifford. Clifford. 

Cante. 

CANTE! 

Junte Muke.

Com Clemmings.

Muke Clemmings.

Muke, Muke, Muke. 

"Pare de repetir meu nome e sobrenome. Venha comigo."

O olhei.

Sobrancelhas erguidas.

Levantei-me

E fiz o que foi me pedido.

Descemos a escada. 

E no chão, 

Ensanguentada,

Porém, ainda viva,

Existia uma garota.

Morena. 

Ela me olhava.

Com medo.

Desesperada.

''Luke...''

''Mate-a.''

Dizendo isso entregou-me um facão.

Afiado.

Mate-a.

Mate-a.

Vamos, Michael.

Mate-a. 

É rápido.

Fácil.

Entre o bem e o mal, qual escolher? 

O mal sempre é bom. 

O perigo sempre é mais tentador. 

Sempre mais prazeroso. 

Luke me disse isso uma vez quando estávamos em seu apartamento. 

Mate-a.

Mate-a.

Mate-a. 

MATE-A MICHAEL.

OU EU FAREI ISSO.

Aproximei-me da garota, 

Incerto ainda do que fazer.

''Qual seu nome?'' 

''A-Arzaylea.'' 

Antes mesmo dela terminar de dizer seu nome, pelo canto do olho pude ver Luke revirar os olhos. 

Oh. 

''Por favor, não me mate.'' 

E eu sorri. 

A sensação de ter-la implorando pela vida era ótima. 

Eu gostei. 

Podemos repetir? 

Luke, eu posso ter mais desta sensação? 

Agachei-me ao seu lado. 

Minha cabeça inclinada para o lado. 

Um sorriso estampado em meu rosto. 

O facão fora posto em sua barriga. 

Força. 

Sangue. 

Começou a escorrer. 

Ela gritou.

Shh.

''Por favor.'' Sua voz estava falha, seus olhos demonstrava medo e desespero. Agora eu ria. 

''Implore mais uma vez.'' 

Pressionei a faca com mais força ali. 

''Pare com isso, por favor. Por favor.''

Sua mão apertou minha coxa.

E depois fincou as grandes unhas ali. 

Gemi.

Impaciente. 

E antes que ela pudesse protestar algo,

O facão fora fincado em seu peito. 

Direto no coração. 

Olhos azuis.

Olhos azuis. 

Eles me observavam. 

Cada gesto. 

Gesto.

Muke. 

Clemmings. 

''Parabéns, Michael.''

Sorriu.

Sorriu. 

Mentira e amor e morte. 

Eu ri.

Gargalhei. 

A sensação de assassinato era ótima. 

Cada dia mais.

Entregue ás trevas. 

Virei-me para Luke.

Ainda me observava. 

Cuidado, querido Hemmings.

Cuidado. 

O diabo veio em pele pálida, cabelos vermelhos e olhos verdes. 

Seus dias estão contados. 

Aproveite-os como pode.

O seu julgamento está próximo. 

Achou que nesta história seria o lobo mal. 

Pobre homem.

Durma. 

Eu vou estar aqui quando acordar. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


uau
uau
uau
ONDE MICHAEL CLIFFORD ESTA GENTE?
tchau '-'
mintira
ate a proxima meus amigo
bye <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...