História Kings Asphalt - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Cora Hale, Derek Hale, Isaac Lahey, Liam Dunbar, Lydia Martin, Scott McCall, Stiles Stilinski
Tags Laiden, Scisaac, Sterek, Stiam
Exibições 80
Palavras 2.646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas!!!


Novo capítulo no ar. Espero que gostem. Não esqueça de favoritar a fic e de comentar. Não tive tempo de corrigir o capítulo, mas tudo bem, vocês me perdoam se tiver alguns errinhos.


Beijos

Capítulo 54 - Capítulo 54 - Para Olvidarte De Mí


Garret encarou Derek.

— Eu quero o emprego, Derek. Disse Garret. — Só que tenho que arranjar um jeito para meu pai achar que ele conseguiu esse trabalho.

— Eu vou fazer o seguinte Garret. Disse Derek. — Eu vou colocar pôsteres na sua escola e conversar com o diretor e pedir indicação de filhos de professores. Assim seu pai vai pensar que ele conseguiu o emprego.

— Nossa Derek. Disse Garret sorrindo. — Muito obrigado. E você já tomou café da manhã?

— Não somente preparei para você. Disse Derek. — Antes que me esqueça. Feliz Aniversário.

— Obrigado... Então vamos comer juntos. Disse Garret sorrindo. — Não gosto de comer sozinho.

Derek puxa a cadeira. Garret senta na escrivaninha e Derek senta na cadeira. Garret passa geléia na torrada e estica para Derek que come a torrada e abre um sorriso. Ele percebe que tem geléia no dedo de Garret. O moreno segura o dedo e chupa a geléia e o dedo fazendo Garret arrepiar. Eles olharam e abriram um sorriso juntos. Derek e Garret continuaram o café da manhã.

Stiles estacionou o Jeep na porta da garagem. Ele cumprimentou o jardineiro que estava trabalhando. Stiles foi bate na porta e Gina abre e o cumprimenta com um enorme sorriso.

— Veio fazer o que aqui seu Stiles? Indagou Gina.

— Conversar com meu sogro. Disse Stiles.

— Eu estou indo na padaria. Disse Gina. — Fica a vontade. Ele já deve está acordando. Qualquer coisa é só ir bater na porta do quarto dele.

— Ok. Disse Stiles. — Obrigado Gina.

Gina foi saindo. Stiles entrou e encostou a porta da mansão. Ele foi subindo as escadas e aproximou da porta do quarto do seu sogro e bateu. Nesse instante a porta do quarto de hospedes abriu e John saiu. Stiles assustou ao ver o pai ali. John ficou pálido naquele momento.

— Pai? Indagou Stiles confuso.

— Stiles, meu filho. Disse John.

— Pensei que você já tinha saído para trabalhar. Disse Stiles que logo indagou.  — O que você faz aqui?

Matteo abriu a porta e encarou Stiles e John.

— Stiles? Indagou Matteo. — O que faz aqui? Aconteceu alguma coisa com o Liam?

— Não. Disse Stiles. — Ele está preocupado com você. Você anda muito sozinho nessa mansão e isso está assustando ele um pouco.

— Não se preocupe Stiles. Estou bem. Disse Matteo. — Tire a preocupação da cabeça do meu filho.

— Ele está preocupado com seu coração. Disse Stiles. — Assim como eu preocupo com o coração do meu pai. Vocês dois são viúvos e nunca mais namoraram ninguém.

— Stiles, meu filho, isso é um assunto que não é problema seu. Disse John.

— O que você faz aqui pai? Indagou Stiles.

Matteo e John se olharam.

— Passei mal ontem e seu pai ficou para me ajudar. Disse Matteo. — Eu não costumo beber muito. E ontem passei dos limites com a bebida. Seu pai me fez prometer que vou parar de beber. Ele me ameaçou a me prender.

— Bem típico do meu pai. Disse Stiles sorrindo.

— Chega vocês dois. Disse John meio bravo. — Stiles você não deveria está na universidade?

— Estou indo. Disse Stiles. — Pode deixar Matteo, vou tirar a preocupação do Liam. Tenta pelo menos arranjar uma namorada para o Liam ficar tranquilo.

John encara Matteo. Stiles encara Matteo. Matteo meio impaciente suspira.

— Pode deixar Stiles. Disse Matteo. — Vou arranjar alguém.

— Bom já que você está bem melhor que ontem, Matteo, eu vou indo embora. Disse John. — Stiles me deixa em casa?

— Deixo sim pai. Disse Stiles que sorriu e acenou para Matteo. — Até breve meu sogro.

Matteo despediu de Stiles e John. O xerife e o filho saíram entraram no Jeep e foram afastando da mansão. Matteo estava olhando a casa e observando tudo muito vazio. O advogado suspirou e voltou para seu quarto.

Isaac estava dormindo. Scott já estava acordado e tinha acabado de fazer os exercícios com o fisioterapeuta. Scott conseguiu voltar a andar sozinho. O médico pediu para Scott não fazer movimentos bruscos, no entanto ele tinha que continuar andando. Scott deitou novamente no peito do marido enquanto o médico ia embora. O moreno alisou os cachinhos do marido.

— Bom dia dorminhoco. Disse Scott fazendo Isaac acordar.

— Bom dia meu moreno. Disse Isaac bocejando e abrindo seus belos olhos azuis encarando o marido. — Como passou sua primeira noite de casado?

— Bem agarradinho em você. Disse Scott sorrindo. — E você?

— Sentindo seu cheirinho a noite inteira. Disse Isaac sorrindo. — Bom o que meu marido quer tomar nesse primeiro café da manhã?

— Hum... Suco. Torrada. E eu tenho uma surpresa para você.

Isaac encarou o marido. Scott sentou na maca, levantou colocando os pés no chão e saiu andando. Isaac encarou aquela cena com um enorme sorriso emocionado no rosto. Scott andou até o outro lado da maca e encostou no marido.

— O fisioterapeuta veio me passar uns exercícios e consegui. Disse Scott sorrindo e encarando o marido. — Voltei a andar normalmente meu amor.

— Eu estou vendo meu amor. Disse Isaac que alisou o rosto de Scott. — Estou orgulhoso meu amor.

— Ei. Quanto eu estiver melhor quero voltar no seu apartamento de Nova York e passar uns dias com você. Disse Scott. — Vai ser uma espécie de lua de mel. Você me leva?

— Levo sim meu amor. Disse Isaac sorrindo. — Só que você vai ter que guardar um segredo.

— Que segredo? Indagou Scott.

— O Liam está morando nele. Disse Isaac. — O segredo que você tem que guardar é do Stiles. Ele acha que o Liam está cursando a universidade em Ohio, só que é em Nova York. O Liam tem medo que o Stiles largue o sonho dele para ir atrás dele.

— Entendo. Conheço meu melhor amigo. Disse Scott. — Ele iria desistir de Berkeley sim e iria correndo para Nova York. Isso é tão legal amor, meus dois melhores amigos vivendo os sonhos. Só que vou te avisar uma coisa, se isso já está assim a um ano, garanto que o Stiles já sabe do paradeiro do Liam.

— Como assim Scott? Indagou Isaac.

— Stiles é inteligente Isaac. Disse Scott. — Quando você pensa que ele está sendo enganado ele já sabe a mil quilômetros de distancia a verdade.

— Não eu duvido. Ele manda cartas para o Liam para um endereço em Ohio. Disse Isaac.

— Então o Stiles deve está caindo no jogo. Disse Scott meio confuso. — Que é estranho já que ele nunca saí perdendo em nenhum jogo e ele é muito bem em jogos de adivinhação.

— É melhor deixar esse assunto para lá. Disse Isaac sorrindo. — Eu vou buscar nosso café.

— Ei. Se encontrar com a minha mãe. Toma cuidado. Disse Scott que falou com um certo ar de sofrimento.

— Pode ficar tranquilo meu amor. Disse Isaac que deu um selinho em Scott.

Isaac levantou da maca e saiu do quarto. Scott sentou na maca meio pensativo. Allison saiu do elevador e esbarrou em Isaac que disse que iria buscar o café da manhã. A garota andou até o quarto do irmão e abriu a porta. Ao ver a porta abrindo Scott assustou. Allison viu o susto do irmão e assustou.

— Que foi Scott? Indagou Allison.

— Pensei que era minha mãe. Disse Scott. — Que bom que você veio Ally. Nosso pai te contou o que aconteceu?

— Não. Disse Allison. — Saí de casa e ele estava dormindo.

Allison sentou na maca e viu um curativo no rosto de Scott.

— Que curativo é esse Scott? Indagou Allison.

— Foi minha mãe. Disse Scott. — Ela deu um tapa na minha cara bem forte ontem quando descobriu meu casamento com o Isaac. Ela ainda bateu forte nele e tirou sangue dele. Eu fiquei com um machucado e meu amor está com dois curativos. Aquela mulher virou um monstro por causa da minha sexualidade Ally.

— Eu não vou deixar ninguém ferir você e muito menos o Isaac. Disse Allison que abraçou Scott. — Meu irmão... Não sei por que sua mãe transformou nesse monstro. Se te deixa feliz arrumei seu quarto na casa do nosso pai bem legal. Tem uma cama de casal e deixei ele a sua cara.

— Eu estou doido para ter alta já. Disse Scott. — Quero poder sair desse quarto olhar outras coisas que não sejam hospital.

— O Finn disse que só está esperando os resultados de um exame seu para ver a sua alta. Disse Allison que sorriu. — Ei. O que você achou do meu Finn?

Scott sorriu.

— Ele parece ser um bom rapaz. É bem bonito e tem um corpo bom. Ele parece aqueles galãs de séries. Disse Scott. — Acho que você vai ser muito feliz com ele.

— Eu estou bastante feliz mesmo Scott. Disse Allison sorrindo.

Allison e Scott começaram a conversar animadamente. Melissa acordou e encarou em volta. Ela viu que estava deitada numa maca e sentou rapidamente. Rick apareceu encarando Melissa.

— O que aconteceu comigo? Indagou Melissa.

— Você bateu no seu filho e no marido dele. Disse Rick.

Melissa fica enfurecida.

— Não fala assim. Disse Melissa com voz ríspida. — Meu filho não é gay e não é casado com homem coisa nenhuma.

— Aceita Melissa. Disse Rick. — Scott é um homem. Já tem idade o suficiente para fazer o que bem entende. Isaac e ele se amam. Eu não entendo Melissa, você era uma pessoa totalmente diferente e agora age como uma louca sem coração.

— Porque eu sou uma louca sem coração. Disse Melissa. — Tudo vai começar a desmoronar e eu vou junta.

— Do que você está falando Melissa? Indagou Rick.

Rick encara Melissa bastante preocupado. Melissa levanta e saiu rapidamente da maca e sai do quarto. Rick tenta ir atrás dela, mas quando vê ela entra no elevador e desce até o térreo. Rick suspira pensativo.

O sinal bate. Liam e Brett largam as canetas e entregam as provas ao professor que passa recolhendo. Liam e Brett vão saindo da sala. Liam mexe na mochila e Brett encosta na parede.

— O que você achou da prova? Indagou Brett.

— Ela estava um terror. Disse Liam que sorriu. — Estudei e consegui me sair bem pelo menos uns oitenta por cento da prova.

— É verdade. Disse Brett. — Caíram somente duas perguntas do trabalho e por sorte foram às perguntas que respondemos em grupo.

— Eu vi. Disse Liam sorrindo. — Lembrei na hora. Foi a primeira que respondi.

Um aluno passa por Liam derrubando sua mochila no chão. O celular de Liam cai. Brett agacha e pega o celular do garoto que começa a tocar. Liam vai recolhendo o material que está no chão.

— Liam seu celular está tocando. Disse Brett.

— Pode atender para mim? Indagou Liam que foi pegando.

Brett atende o celular de Liam.

 

STILES: Oi amor. Acabei de chegar em Berkeley.

BRETT: Oi... O Liam está um pouco ocupado agora.

STILES: Quem ta falando?

BRETT: Brett. Sou colega de sala dele.

 

Liam termina de colocar os materiais na mochila.

 

BRETT: Ele terminou de pegar os materiais dele. Vou passar só um segundo.

 

Liam encara Brett.

— Quem é? Indagou Liam.

— Um cara que te chamou de amor. Disse que tinha chegado em Berkeley. Disse Brett. — Acho que é seu namorado.

— É ele mesmo. Disse Liam que sorriu. — Obrigado pela ajuda Brett.

Liam coloca o telefone no ouvido e vai saindo.

 

LIAM: Oi meu amor.

STILES: Oi amor. Tomei um susto quando escutei a voz desse seu amigo Brett. A voz dele é meio rouca. Pode-se dizer que é uma voz sexy.

LIAM: Para de ciúmes Sti. Eu só tenho olhos para você. O Brett tem a voz sexy sim, mas não faz meu tipo. Prefiro polacos cheios de pitinhas. E de vários só conheço um que chama Stiles Stilinski e ainda por cima é meu namorado.

STILES: Eu mesmo... Como foi a sua prova?

LIAM: Bem acho que acertei oitenta por cento da prova.  Tava um terror, mas fui lembrando cada coisa. Ainda bem que estudei um pouco ontem antes de ligar para você, antes de dormi.

STILES: Ainda bem mesmo.

 

— Stiles! Gritou uma voz feminina.

Stiles olhou para o lado e viu a amiga chegando correndo.

 

STILES: Um minuto meu amor.

LIAM: Tá.

 

Liam achou estranho e ficou escutando ao celular.

— Stiles! Disse a menina toda animada. — Consegui o estágio. O professor tinha escrito a carta de recomendação e acabei de receber a resposta por telefone.

A garota soltou alguns gritinhos e abraçou Stiles.

— Meus parabéns Malia. Disse Stiles feliz. — Você merece estudou muito.

— Precisamos comemorar. Disse Malia sorrindo. — Hoje a noite no Pizza Plaza.

— Ok. Disse Stiles. — Preciso voltar a conversar aqui no telefone.

— Ok. Disse Malia. — Seja com que for que você está conversando libera esse homem logo. Precisamos comemorar.

Liam fechou a cara. Stiles arregalou os olhos assustado. Malia saiu correndo toda feliz.

 

STILES: Desculpa Liam. Era a Malia, me colega de sala.

LIAM: Não gostei dela. Achei a voz dela muito falsa.

STILES: Pelo amor de Deus, Liam, não dá para saber se a pessoa tem uma voz falsa por telefone.

LIAM: Tem sim, e essa garota é falsa. Não quero falar dessa Malia. Conversou com meu pai?

STILES: Sim. Acredita que meu pai dormiu lá? Eles saíram para conversar sobre o caso da Melissa e acabaram tomando uma cerveja. Meu pai passou mal e seu pai achou melhor ele dormi lá na mansão para não me assustar.  Seu pai está bem meu amor, ele disse que em breve dá uma guinada no quesito romance.

LIAM: Sei lá preocupo com ele. Se você falou com ele e ele está bem estou muito mais tranquilo agora. Vai ter aula agora?

STILES: Ia ter. Vim direto para a universidade e acabei de descobrir que o professor está doente e não vai ter aula hoje. Vou para meu apartamento agora descansar um pouco.

LIAM: Ok... Eu vou ter uma outra aula e depois vou pra casa arrumar lá. Meu pai disse que vem quarta feira e quero que ele encontre a casa limpa sem nenhum motivo para reclamação.

STILES: Te ligo mais tarde amor. Boa aula.

LIAM: Obrigado. Bom descanso amor.

 

Liam e Stiles desligaram o telefone ao mesmo tempo. Liam seguiu para a sala de aula. Stiles andou pelo estacionamento e subiu no seu Jeep. Garret saía do banheiro com sua roupa e guardava seu pijama na sua mala. Derek calçava a bota e encarou o garoto.

— Bom estou pronto para minha carona. Disse Garret.

— Eu vou colocar a blusa e te levo. Disse Derek. — Uma pergunta Garret.

— Pode fazer. Disse Garret.

— Quer que eu te deixe na casa do seu pai? Indagou Derek que indagou novamente. — Ou na escola?

Garret ficou pensativo.

— Em casa. Disse Garret.

Derek vestiu a blusa e foi saindo com Garret. Allison estava sentada na maca conversando com Scott quando Isaac entra pela porta com o café.

— Bom já que você chegou eu vou indo. Disse Allison. — Preciso ir na casa da minha mãe ficar um pouco com ela. Mais tarde eu volto.

— Ok Ally. Disse Scott. — Obrigado pela companhia.

— Não foi nada maninho. Disse Allison que aproximou de Isaac. — E esses machucados?! Não precisa dizer nada Scott me contou. Precisa trocar para não infeccionar.

— Valeu pela dica Allison. Disse Isaac.

Isaac sentou na maca com a bandeja de café. Scott e Isaac se olharam, sorriram e deram um selinho. Isaac e Scott começaram a tomar café juntos.  Lydia estava entrando na sua casa com Ethan e Danny que entravam com um enorme colchão.

— É só colocar no meu quarto meninos. Disse Lydia. — Stiles falou que meu colchão estava super estragado e mofado. A equipe de limpeza até jogou ele fora.

— Tudo bem Lydia. Disse Danny.

— Eu estou com sede de água. Disse Ethan.

— Eu busco. Disse Lydia.

Lydia encostou a porta. Ethan e Danny foram subindo com o colchão. Lydia chegou na cozinha, pegou dois copos e encheu de água. A ruiva pegou os copos e chegou na sala, ela foi subindo as escadas quando a campainha tocou. Lydia olhou para a porta. Ela desceu o degrau, colocou os copos na mesinha aproximou e abriu rapidamente levando um baita susto.

— Você? Indagou Lydia assustada.


Notas Finais


OMG!³ OMG!² OMG!¹

E aí? O que acharam do capítulo?

Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...