História Klaine Forever - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Glee
Personagens Blaine Anderson, Burt Hummel, Finn Hudson, Hunter Clarington, Kurt Hummel, Mercedes Jones, Nick Duval, Personagens Originais, Rachel Berry, Sam Evans, Sebastian Smythe
Tags Amor, Blaine Anderson, Chris Colfer, Colegial, Crisscolfer, Dalton Academy, Darren Criss, Gay, Glee, Klaine, Kurt Hummel, Love, Musical, Romance
Visualizações 80
Palavras 1.840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Amores cheguei do job super cansada mas queria muito atualizar a fic, então estou eu aqui com um capitulo novinho!!!

Ps: Devo avisar-lhes que este capitulo esta bem picante!!

Pss: ótimo para se ler a essa hora da noite mesmo hahahaha

Psss: Ótimo tambem para receber comentários de todos ;) ... ta parei!

Boa leitura amores meus!!

Capítulo 21 - Manhã calorosa!


Fanfic / Fanfiction Klaine Forever - Capítulo 21 - Manhã calorosa!

Quinta (Manhã)

Blaine (POV)

O celular de Kurt tocou 11:40 da manhã e eu acordei logo em seguida e Kurt também, ele esticou o braço e desligou o aparelho.

- Já? Nossa que rápido - resmunguei ainda o abraçando

- Nem me fala, nossa a neve está muito forte lá fora! - Kurt se esticou um pouco para olhar a janela

- esqueça essa neve, vem cá! - o puxei para ficarmos colados um no outro - eu nunca pensei que dormir assim fosse tão bom! - eu falava o cheirando - acho que é por que eu to com você! - sussurrei em seu ouvido e senti ele se arrepiar

- eu também - e então Kurt se virou ficando de frente pra mim - obrigada por ter feito isso por mim essa noite!

- E eu teria feito de novo, além de que não foi sacrifício nenhum pra mim! - falei com um sorrisinho olhando bem no fundo de seus olhos - você é tão lindo!

- Obrigada! - ele disse retribuindo o sorriso e dando uma leve corada

- E aí? Vamos ficar assim ou vamos levantar? Por mim eu ficava assim o dia todo!

- eu também - ele disse se aconchegando mais em mim

[...]

Se passaram 20 minutos e eu estava deitado de barriga pra cima e Kurt estava deitado também, porém dormindo, com a cabeça enterrada em meu pescoço e eu o apertava com meus braços, eu sentia sua respiração quente em minha pele. Ele havia adormecido novamente pela noite péssima que ele teve e eu acariciava seus cabelos até que escuto batidas na porta despertando levemente Kurt. Quem raios poderia ser para poder ter a coragem de despertar um anjo adormecido, eu estava simplesmente amando tê-lo em meus braços, lhe dar carinho, sinceramente não sei como consegui dormir 17 anos da minha vida sem ele ao meu lado. Eu sentia que Kurt era uma pessoa tão especial na qual eu sentia a necessidade de cuidar, proteger, ajudar no que for, ficar ao seu lado o apoiando em suas decisões. Sentia Kurt tão próximo a mim, de uma forma única na qual nunca senti por ninguém na minha vida, eu me sentia conectado a ele de alguma forma, quando o olhava eu sentia uma coisa forte, quando escutava sua risada automaticamente eu ficava feliz junto a ele, pensar nele me fazia feliz, tocá-lo era algo mágico e único que a cada vez que acontecia eu me sentia renovado e completo, beijá-lo era algo extraodinariamente maravilhoso a ponto de sentir que estou nas nuvens literalmente, me sinto leve, sem problemas, preocupações... Kurt oque você tem que pra me deixar desse jeito?

Perdido em meus pensamentos a porta continuava a ser batida e Kurt se mexeu mais uma vez.

- Quem é bee? - Kurt sussurrou apertando mais seu corpo no meu ainda de olhos fechados

Kurt me deu um apelido? Ou tava simplesmente com preguiça de falar meu nome todo?

- Não sei, deixa bater! - sussurrei subindo mais o edredom sobre nossos corpos

- Sou eu o inspetor Carter! - automaticamente erguemos nossas cabeças e encaramos a porta - Vim informar que não terá aulas hoje por conta da neve alguns professores ficaram impossibilitados de chegar a Dalton! Podem voltar a dormir! - ele disse a última frase rindo e presumimos que ele foi embora logo após o último aviso.

- Graças a Deus! - sussurrei olhando para o teto

- Nossa, acho que nunca fiquei tão feliz por não ter aula! Kurt disse sorrindo ainda olhando a porta

- Nem eu ... você cheira tão bem! - deixei escapar a última parte totalmente sem querer

- Você estava me cheirando? - ele questionou rindo enquanto se virava para mim 

- É... foi sem querer... quer dizer... não totalmente... ah quer saber, sim, fiquei sim! - confessei já esperando sua reação provavelmente me achando um estranho 

Inesperadamente Kurt se aproxima e sela nossos lábios em um selinho demorado.

- Oque foi isso? - indaguei após o beijo

- Um beijo de agradecimento, por tudo que você já fez por mim todos esses dias, me defender na frente de todos, me ajudar nas matérias, essa noite com o frio, em tão pouco tempo você tem tanta consideração por mim e... e... e está me fazendo eu me apoixanar ainda mais por você! - Kurt confessou quase sussurrando a última parte.

Meu Deus, Kurt ta apaixonado por mim, não acredito, ele realmente sente o mesmo por mim, minha paixão é verdadeiramente correspondida, eu não acredito!

- Kurt, eu também estou apaixonado por você e a cada momento me apaixono mais e mais, você é o garoto mais lindo que já vi, tem a voz mais incrivel e bela do mundo e sim, eu te cheiro sempre que tenho a oportunidade, inclusive no nosso abraço outro dia, sim eu estava te cheirando, cheirei até suas malas quando estavam em cima da minha cama antes de te conhecer e é tão bom colocar isso pra fora! - sem perceber havia me declarado e contado até demais 

Com os olhos marejados Kurt me deu um selinho demorado que eu logo retribui, repousei uma de minhas mãos e sua nuca o puxando para aprofundar o beijo, pedi passagem para a língua e ele concedeu, beijar ele era com certeza uma das melhores coisas do mundo. Quando precisamos de ar nos afastamos lentamente e eu finalizei o beijo com uns selinhos e colamos nossas testas com minha mão ainda em sua nuca.

- Eu adoro beijar você, eu adoro seus beijos - confessei ainda de olhos fechados e quando os abri vi um lindo sorriso de Kurt

- Eu também adoro muito beijar você, muito, muito e muito - ele dizia sorrindo de uma forma sapeca oque me fez rir feito bobo - muito mesmo! 

Eu estava com um enorme sorriso pelo comentário de Kurt estava completo por uma felicidade imensa em meu peito. Fui em direção a seus lábios e o beijei novamente.

- Nossa, eu to muito apaixonado por você! - eu disse entre o beijo

- Você acredita nisso? Digo, nos conhecemos a 4 dias e...

- Kurt eu tenho certeza do que eu to sentindo! E eu sinto algo muito forte por você, bem aqui - levei a mão de Kurt ao meu peito aonde fica meu coração

- Ah Blaine, eu também, eu também! - ele disse com um enorme sorriso deitando a cabeça em meu peito 

- Oque faremos hoje? Vamos ficar no quarto o dia todo, sair...

- Que tal fazermos isso? - ele disse beijando meus lábios

- Gostei disso! - disse o puxando para outro beijo

Aos poucos Kurt foi subindo em cima de mim de mim ficando deitado sobre meu corpo, eu mantinha minha mãos em seu pescoço o puxando para um beijo profundo, Kurt foi deslizando suas mão pelo meu corpo. Nossas línguas se entrelaçavam em perfeita sintonia, Kurt desceu sua mão até o final de minha regata e adentrou com a mesma parando em meu abdome. Desço meus beijos até seu pescoço e troco de posição ficando por cima de Kurt enquanto ele estava alisando minha pele agora com as duas mãos. Eu já estava excitado conforme chupava seu pescoço com vontade que com toda a certeza ficaria com marcas depois, Kurt então foi arranhando minhas costas. Parei para pensar, isso não estava certo, eu não estava sendo sensato com Kurt nem comigo mesmo, ele estava fazendo aquilo por prazer e eu não podia fazer isso com ele.

- Kurt... - sussurrei tentando interromper

Mas Kurt foi mais rápido e interrompeu oque eu iria falar apertando minha nádegas fortemente cravando suas unhas lá fazendo meu pênis ficar totalmente ereto e uma enorme onda de prazer me invadiu, rapidamente me afastei retirando minha regata e voltei abeijá-lo desesperadamente. O prazer o tesão dominavam meus pensamentos por completo, e pelo que parecia acontecia o mesmo com Kurt que rapidamente adentrou com suas mãos pelo meu moletom apertando mais ainda minha nádegas e me fazendo ficar mais próximo a ele, Kurt estava me deixando louco, completamente louco, voltei a sugar seu pescoço com toda a minha vontade e ele suspirava arranhando minhas costas com força.

Nossas ereções estavam se encontrando de leve por eu estar de joelhos e não completamente deitado sobre Kurt, levei minha mão até a ereção de Kurt por cima de seu moletom e comecei a massagea-lo.

- Oh... Blaine... - gemia Kurt em meu ouvido oque era a coisa mais excitante do mundo 

- Você gosta disso? - perguntei em um som totalmente malicioso apertando mais seu membro

- Ah... sim, sim... isso é muito bom... - Kurt gemia de olhos fechados

Adentrei minha mão a sua calça e massageie seu órgão avidamente por cima da cueca e Kurt não conseguia fazer mais nada, nenhuma ação, estava sem forças e eu estava adorando ver ele assim totalmente tomado pelo prazer que eu estava o fornecendo.

- Oh... isso... hmm - Kurt gemia mordendo os próprios lábios.

Eu estava adorando vê-lo assim, tão entregue, tão lindo e eu estava totalmente louco para sentir Kurt, queria mesmo senti-lo, deslizei minha mão para a barra da sua cueca e Kurt abriu os olhos ao perceber quão seria meu próximo passo, então parei minha mão ali e fiquei o encarando.

- Vai fundo! - sussurrou com um olhar sacana e um sorriso totalmente malicioso.

Sem pensar duas vezes fui com minha mão ao encontro de seu pênis que estava duro e passei minha mão por todo ele, estava sentindo Kurt pela primeira vez passando minha mão por todo seu órgão e com o tempo comecei a marturba-lo gradativamente.

- Ahhhh - gemeu alto - Céus... ahhh... Blaaaaiiiine...

O beijei para lhe calar e continuei meus movimentos, Kurt me arranhava pelos ombros, peito, barriga eu estava ardendo de prazer, ele adentrou uma de suas mãos pela minha calça e cueca e apertou minha nádega a arranhando também

- Oh - deixei escapar um gemido oprimido

Percebia que Kurt queria mais por que eu também queria mais, retirei minha mão de seu membro para retirar sua blusa, comecei a beijar seu peitoral, morder levemente seu mamilo e descer meus lábios pelo seu corpo variando entre beijos, lambidas, mordiscadas e chupando levemente sua pele, chegando abaixo de seu umbigo sentindo sua ereção protuberante bem a mostra e passando um enorme calor por sua calça, então ainda beijando sua barriga fui com as mãos descendo seu moletom... até escutar novamente batidas na porta.

- deixa bater, continua! - Kurt surrurrou

O obedecendo abaixo sua calça até metade de suas coxas, mas a porta continua a ser batida.

- Blaine, sou eu David, acorda cara, abre ai, vamos ter uma reunião dos Warblers de emergência agora, obrigatória! Blaine! Kurt! - nos chamava quase gritando provavelmente pensando que estávamos dormindo e não desistiria de nos acordar!

- Droga! - sussurrei ainda sobre Kurt e com sua ereção ainda bem a minha frente - Já vou! - gritei.

 

 


Notas Finais


Não me matem por favoooooooooooooor!!!!!

E ai? oque acharam????????
Quero sinceras opiniões de todos que leram por favooooooor!

Bom... até o próximo que deve sair quinta (10/08)!!

Beijoooooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...