História Klaine Forever - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Glee
Personagens Blaine Anderson, Burt Hummel, Finn Hudson, Hunter Clarington, Kurt Hummel, Mercedes Jones, Nick Duval, Personagens Originais, Rachel Berry, Sam Evans, Sebastian Smythe
Tags Amor, Blaine Anderson, Chris Colfer, Colegial, Crisscolfer, Dalton Academy, Darren Criss, Gay, Glee, Klaine, Kurt Hummel, Love, Musical, Romance
Visualizações 73
Palavras 3.631
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá amores!!!!

Tenho uma perguntinha, tô em dúvida se vocês acham melhor eu postar a tarde ou a noite, oque me dizem??

Boa leitura seus lindos!!

Capítulo 22 - Manhã inesquecível


Fanfic / Fanfiction Klaine Forever - Capítulo 22 - Manhã inesquecível

Quinta feira (Manhã)

 

 

Kurt (POV

 

Sabe aqueles momentos que você queria estar sozinho, só com aquela pessoa especial em um lugar tranquilo e confortável, na qual a respiração já fala por si só e os olhares são as respostas para todas as perguntas? Como eu queria esse lugar nesse momento!

Estou eu deitado quase nu com meu pênis totalmente ereto e Blaine somente de calça sobre mim com a cabeça na direção de minha barriga e nenhum dos dois pode continuar porque nos interromperam novamente. É tão difícil assim querer privacidade? Tudo bem que estamos na escola e tal... Mas é tão impossível assim cogitar a ideia de não nos atrapalharem uma vez? Pelo menos uma vez?

Blaine estava me proporcionando um prazer e uma sensação inexplicável, eu estava querendo ir ao até o final, queria a experiência completa, porque o jeito que Blaine me tocava me fazia sentir seguro quanto a tudo, vejo que ele quer isso e acredito que eu deva estar pronto.

Depois de ter gritado que abriria a porta Blaine se virou e olhou bem em meus olhos com a maior expressão de decepção do mundo. Eu não sabia oque falar, se a reunião era obrigatória não poderíamos faltar por apenas estarmos "dormindo" sem contar que já passava do meio dia então não tínhamos como fugir da situação a não ser pararmos.

- Kurt... Me desculpa, mas... - Blaine ainda com cara de decepcionado tentava dizer algo

- tá tudo bem, temos que ir mesmo! - disse me sentando e subindo minha calça

- eu queria tanto continuar - ele disse olhando para o chão

- teremos nosso momento! - disse piscando e me levantando - vou ao banheiro para ele não ver isso aqui - comentei rindo sobre minha ereção

- vou abrir a porta! - ele disse colocando sua regata

- Blaine.... acho melhor colocar um casaco - disse sorrindo vergonhosamente

- Hãn?

Apontei para seus braços que estavam com fortes arranhões em seus ombros e suas costas já que dava para ver por ele estar usando uma regata.

- Nossa, nem senti tudo isso - ele disse se olhando no espelho do quarto - você acabou comigo! - comentou rindo erguendo a camisa e vendo suas próprias costas através do espelho

- desculpa - corei

Não acredito que tenha arranhado tanto uma pessoa só porque ela estava me tocando, eu me assustava cada vez mais a medida que ele erguia aos poucos a regata, e comecei a pensar no quanto isso iria arder na hora do banho.

- tá tudo bem, porém adeus camisas por uma semana! - ele comentava ainda com humor se olhando no espelho

- não fiz por mal, juro! - eu lamentava

- Kurt a julgar pelo seu pescoço e como ele ficará a partir de amanhã eu diria que estamos empatados!

- que ?? - corri para o banheiro e me olhei no espelhinho de lá.

Meu pescoço estava com uma vermelhidão enorme do lado direito que com certeza ficaria roxo depois na marca perfeita de um chupão, logo no pescoço e estava mas pra cima do que pra baixo, uma gola qualquer de casaco não esconderia! E agora como faria pra esconde-lo pelos próximos dias?

- Blaine, não tenho o dia todo, como ouvi vozes sei que estão acordados, vocês tem 5 minutos pra descer! - David gritou e nos fez lembrar rapidamente de sua presença do lado de fora.

Caímos na gargalhada logo após seu aviso, havíamos esquecido totalmente que ele ainda estava na porta!

- Vou tomar um banho rápido! - eu disse

- Rápido mesmo Kurt, temos somente 5 minutos, acho que vou tomar banho na volta!

Tranquei a porta do banheiro e me despi, tomei uma rápida ducha e quando estava secando percebi que não havia levado nada para o banheiro, precisaria sair de toalha. Estava tão envergonhado de sair enrolado com a toalha no quadril, preciso urgentemente trazer um roupão pra cá!

Respirei fundo, tomei coragem e abri a porta, Blaine já estava na porta do banheiro querendo usá-lo, acho que nem deu muita importância ao fato de que eu estava somente de toalha e eu dei graças a Deus.

Fui em disparado ao guarda roupa pelo frio, havia esquecido que estava tão frio pela manhã calorosa que tivemos, coloquei uma cueca, uma calça, uma blusa de manga e um casaco por cima. Joguei um perfuminho por cima enquanto Blaine ainda estava no banheiro, ele saiu e então fui em direção a porta para sairmos, mas ele me puxou pelo braço e colocou seu rosto em meu pescoço me fazendo arrepiar de imediato.

- tá cheiroso! - ele sussurrou me soltando

- obrigada! - agradeci levemente corado

Ao decorrer do caminho fui pensando em como Blaine realmente gostava de me cheirar, gostava de sentir meu cheiro e eu gostava disso, desse seu fascínio por meu pescoço, ele nunca deixava passar a oportunidade de me sentir, e disso eu tenho certeza ainda mais agora que ele declarou que naquele abraço ele estava me cheirando, claro que eu já tinha 100% de certeza afinal eu estava sentindo. Quase chegando no grande salão aonde os wablers estariam nossas barrigas roncavam como nunca, estávamos morrendo de fome. Chegando lá estavam servindo o almoço fomos direto para a fila e depois sentamos na mesa em que o coral estava reunido.

- Claro que temos que ensaiar, isso é um absurdo! - exclamou Wes

- Mas ninguém quer! - retrucava David

- Não é querer, nos precisamos! - rebateu Wes

- Ei ei, oque tá havendo? - Blaine questionou

- O Wes tá querendo marcar ensaio hoje, só que mais da metade não quer devido ao frio - Kevin cochichou pra nós

- Blaine não podemos desmarcar, só ensaiamos 1 vez essa semana e hoje já é quinta! - Wes disse virado pra nós

- Pensando por esse lado eu concordo em ensaiar... - Jake disse

- Mas não podemos fazer nada se o ensaio de terça foi desmarcado por uma palhaçada - disse alguém que eu nem sei o nome

- Não foi uma palhaçada, Blaine estava de cabeça quente, não íamos ter como ensaiar se ele é o nosso solista! - Kevin defendia Blaine

- Simples, mudamos de solista! Vamos ficar dependendo da temperatura da cabeça do cabeça de gel - Will surge atacando Blaine

- não me provoca Will! - Blaine disse calmo

- Só acho que não é justo cancelar ensaios porque ele se irritou! - Will insistia em atacar Blaine

- então questione com o conselho porque não fui que cancelei o ensaio! - Blaine se defendia com total razão

- Aí fica fácil quando o conselho é composto só de seus amigos! - o amigo de Will disse

- Desculpa se eu sou amigo de todos menos de vocês dois! - Blaine se defendia em perfeita calma o tempo todo

- Olha, temos que ensaiar, não podemos perder dias preciosos de ensaio, ainda mais tendo o Blaine como nosso solista! - Will disse e automaticamente metade do coral fez sons com a boca

Ele tinha pego pesado e sem porque já que a voz de Blaine era maravilhosa, então Blaine se levantou ainda com calma e olhou para o Will pela primeira vez naquele manhã.

- Olha eu tive uma noite maravilhosa e uma manhã inesquecível, não vai ser você, um carinha qualquer que daqui a um tempo nem lembrarei da sua existência, que vai mudar meu humor, se eu tenho talento suficiente pra ser o solista e você um carinha qualquer do coro eu não posso fazer nada! - ele dizia tudo na mais perfeita calma encarando Will de pé, se virou para os meninos do conselho em seguida - Por mim, temos ensaio hoje sim, só que pode ser agora e não mais tarde como de costume, já estamos todos aqui, e também não custará absolutamente nada a ninguém ficar mais um tempo por aqui, mas podemos reduzir o tempo do ensaio devido ao frio, não acho bom o Kurt e o David ficarem aqui por muito tempo já que eles não tem muita resistência com o frio.

Blaine dizia tudo como um verdadeiro líder, eu estava olhando-o totalmente admirado, quando ele disse meu nome vários olhares caíram sobre mim e eu olhei para baixo automaticamente.

- Então decidido! - Kevin exclamou sorrindo para Blaine que retribuía o sorriso - o ensaio começa em 15 minutos, pra eles poderem terminar de almoçar - disse apontando pra nós dois

Só restou Blaine e eu na mesa, todos foram se espalhando em grupinhos pelo grande salão e poucos saíram para fazer algo enquanto esperavam. 

David veio se aproximando e se sentou a nossa frente.

- Obrigada Blaine! - David agradecia

- Para com isso!

- Pensei que tinha esquecido do meu frio - David dizia sorrindo e eu boiava

- como vou esquecer? Kurt, quando ele vai dormir lá em casa e tá frio nós temos que ligar o aquecedor no máximo e eu dou cobertas extras por que ele não aguenta uma noite passando frio - Blaine dizia rindo alternando olha pra mim e Kevin

- então quer dizer que Kurt também tem pouca resistência!? - David falava sorrindo e olhando pra mim

- É, não gosto muito porque não consigo dormir direito! - disse acanhado

- Kurt tremeu mais que tudo essa noite! - Blaine exclamou

- E então como conseguiu dormir Kurt? - David me olhou e eu e Blaine nos encaramos

- É... É... - gaguejei

- Dei meu cobertor pra ele, não senti tanto frio assim! - Blaine me salvou

- Nossa eu morri essa noite, se não fosse o meu edredom extra que eu trouxe de casa... Blaine porque disse que teve uma noite maravilhosa e uma manhã inesquecível? - David perguntava com um enorme sorriso

Nós olhamos de novo e Blaine não sabia oque dizer, ele gaguejava enquanto nos encarávamos.

- Porque... é... - Blaine suava já e só gaguejava

- Vocês se pegaram! - exclamou David com um sorriso sacana

- QUE? - Indagamos juntos atraindo alguns olhares

- A julgar pelas caras e troca de olhares super nervosos eu diria que sim! - dizia rindo de orelha a orelha

- Co-como vo-voce... - Blaine tentou dizer algo mas foi interrompido

- Como eu sei!? Bom, na terça percebi o jeito como Blaine te defendeu, depois o Blaine vai "mostrar a escola pra você" mas ninguém viu nem a sombra dos dois pelo colégio, daí os dois somem quarta a tarde e noite inteira, e agora na quinta os dois ficam no quarto a manhã toda e o Blaine volta dizendo que teve uma manhã maravilhosa e o Kurt com um chupão no pescoço!

Estávamos sem reação, sem saber o que dizer, David havia nos pego e nem tinha como mentir, disfarçar algo ou até dar uma desculpa esfarrapada.

- Calma, tá tudo bem, não vou contar a ninguém, se acalmem, eu só saquei por conheço meu melhor amigo e reparo nas coisas, eu só juntei os fatos, o segredinho de vocês tá seguro comigo! - disse se levantando da mesa - só tentem maneirar no tempo que ficam juntos no quarto e Kurt, sobe o cachecol pra tampar melhor! - disse sorrindo e saiu nos deixando ainda sem saber oque falar.

- Meu Deus! - exclamei

- precisamos disfarçar melhor - Blaine disse sorrindo olhando pra mim

- Não acredito - disse pasmo ainda

- Calma, David não vai contar, tá tudo bem!

- ele reparou no meu pescoço! Como vou esconder o final de semana inteiro do meu pai? Oque ele vai pensar? Primeira semana no colégio novo e eu volto com um chupão no pescoço!

- Você não vai pra casa da sua amiga, então... Vai precisar esconder só por um dia do seu pai! Eu vou ter que esconder meu corpo todo o final de semana inteiro do meu irmão, se não ele vai me fazer 300 perguntas, querendo saber​ quem é e oque fizemos, nunca namorei então ele é doido pra pegar no pé de algum namorado meu!

- E seus pais? - perguntei voltando a comer

- Meu pai não aceitou muito quando Cooper se assumiu e acho que pegou mais ódio ainda da família quando eu me assumi - ele disse remexendo a comida - nunca tivemos ele muito presente, e ter dois filhos homens só que gays foi muito desgosto pra ele aguentar, aí eu moro com a minha mãe e meu irmão!

- eles se divorciaram por isso? - perguntei incrédulo

- também, eles trabalham muito e a relação deles não era muito romântica, só conversavam sobre contas, promoções e etc... Agora minha mãe continua trabalhando mais que tudo como sempre foi e eu e meu irmão moramos praticamente sozinhos, ela é um amor de pessoa, mas não é muito presente também!

- sinto muito! - lamentei

- Tudo bem, acho que a pior parte disso tudo foi meu pai negar a nossa custódia, entregar pra minha mãe, dizendo que somos aberrações e não nos considera mais homens e muito menos filhos, mas ele manda dinheiro todo mês!

- Nossa, tem tanta pessoa ignorante no mundo!

- Pois é, mas isso já faz quase 3 anos, eu tô bem! - disse ele voltando a comer.

- Eu sofria bullying na minha escola antiga - disse olhando pra baixo - um garoto infernizava minha vida todos os dias, me empurrando, me jogando no chão, me agredindo verbalmente, até eu descobrir que ele era gay também - disse e Blaine arregalou os olhos - só que ele descobriu que eu sabia e me ameaçou de morte, então eu não conseguia mais pensar em nada a não ser no que ele seria capaz de fazer comigo, se na frente de todos ele me batia sem medo, imagina sem ninguém por perto! Eu ia pra casa pensando que ele estava me perseguindo, eu não conseguia dormir, e ai eu contei tudo pro meu pai, o conselho da educação não tomou nenhuma providência e meu pai decidiu então me mudar de colégio! - disse com os olhos marejados ao lembrar o pavor que eu sentia até uma semana atrás

- Kurt, eu não sabia, eu sinto muito, por isso não quis tocar nesse assunto antes né!? - disse com uma mão em meu ombro e eu assenti com a cabeça - isso é um absurdo, ainda mais se ele é gay também, que garoto idiota!

- Pois é - deixei escapar uma lágrima e logo a limpei - mas, chega de falar disso, vamos comer por que ainda temos que ensaiar!

Voltamos a comer e quando terminamos todos foram para a sala aonde costumavam ensaiar, o ensaio até que correu bem, nenhuma provocação de Will é nem nada do tipo. Na hora do almoço eu havia percebido em como Blaine estava certo sobre Will, provocava o Blaine sem motivo e fiquei feliz por ele não ter feito nada, respondeu Will com calma e classe. Blaine Anderson eu estou apaixonado por você!

Depois do ensaio Blaine foi para o quarto de Kevin conversar e eu fui para o meu, estava morrendo de frio, deitei em minha cama embaixo do edredom e resolvi ligar para Mercedes.

- Alô Kurt, meu amoor! Como você tá?

- Tô bem, e você?

- A Santana tá mais insuportável que tudo, mas beleza, ligou porque ?

- Pra dizer que eu vou para aí amanhã depois de passar em casa, preciso falar com meu pai que vou ficar na sua casa final de semana, e sobre isso queria saber se eu podia ficar até domingo!

- Domingo? Porque? - questionou

- Porque eu preciso esconder algo do meu pai e domingo ele fica em casa o dia todo, quanto menos tempo eu ficar em casa melhor!

- Ah Kurt, domingo tenho igreja, a não ser que você vá comigo, começa às 7:00!

- Ah não, não posso ir com isso pra igreja!

- Deixa aqui em casa oras! - ela exclamou

- É que tá meio que no meu corpo, não é um objeto!

- Você fez uma tatuagem? - Mercedes quase gritou

- Que? Não! É que eu tô com um chupão enorme no pescoço! - disse acanhado quase sussurrando, oque era totalmente desnecessário porque eu estava sozinho no quarto

- Que? Como assim? Você já tá pegando as pessoas aí? E pegando pesado pelo visto né! - ela disse gargalhando

- Não Mercedes, também não é assim, é que...

- Nessa festinha do pijama teremos assunto - ela gargalhava alto

Meu celular vibrou de mensagem!

- Preciso desligar!

- Okay, mas vamos querer saber tudo sobre esse seu boy que anda te chupando em! Tchau! - e ela desligou me deixando completamente vermelho pelo comentário

 

Fui ver de quem era a mensagem. Era do meu pai.

" Kurt vou te buscar amanhã, vou sair mais cedo da oficina pra você não precisar voltar de ônibus! B.H."

Pronto. Tava completamente ferrado. Se meu pai dirigir na volta tá mais tranquilo, o chupão vai estar do lado oposto ao dele.

Olhei o relógio e era 15:45. Decidi copiar as matérias no caderno pra passar o tempo e acabei pegando no sono, acordei e vi que já era 21:00 da noite, escutava o barulho do chuveiro, Blaine devia estar no banho, despertei por completo e me sentei.

Blaine saiu do banheiro com uma calça e um casaco e meias.

- Acordou bela adormecida! - Blaine disse rindo

- Aham, nossa eu apaguei - comentei rindo

- eu vi, fechei os cadernos e coloquei na cômoda pra você!

- Obrigada!

- Você ainda tava com sono? Queria dizer, acordamos quase meio dia hoje!

- acho que sim, não queria dormir de tarde, só que eu nem senti que tava adormecendo. Que estranho! - exclamei

- pois é, tá de noite, acho melhor você tentar dormir logo, porque disseram que vai esfriar essa noite! - ele disse e eu fiz uma careta - Ah, o inspetor deu um comunicado a tarde dizendo que amanhã não vai nevar, quer dizer que vai ter aula normal.

- Que bom!

Blaine se deitou na cama.

- acho bom você dormir, amanhã as aulas são cedo, como toda sexta! Eu tenho aula às 7:00!

- putz, é verdade eu também! Que saco, vou ter que acordar umas dez pras 06:00 pra poder descer pro café antes.

Fui ao banheiro escovar os dentes e tomar um banho quente rápido. Coloquei uma calça e um casaco e meias. Quando saí Blaine estava deitado mexendo no celular, sentei em minha cama e ergui o casaco pra passar meu hidratante.

- Blaine, você já vai dormir?

- Vou, tava só checando minhas mensagens! - ele disse colocando o celular no criado mudo e ficou deitado olhando eu passar hidratante

- Ah, e você tá com frio?

- um pouco sim.

- Ata, e você quer ficar mais aquecido? - perguntei com toda a coragem do mundo

Eu estava doido pra dormir de novo abraçado com Blaine, ele era demais e muito quente!

- Como assim? - perguntou curioso

Abaixei as mangas novamente e o encarei sem saber como falar oque queria.

- Quer dormir aqui comigo? - ele perguntou deixando um sorriso brincalhão escapar

- Quero! - sorri acanhado

- Vem! - disse se deitando no canto para dar espaço na cama

Levantei apaguei a luz e fui em direção a sua cama e sentei, dei um selinho em seu lábios e me deitei de costas para Blaine que logo em seguida me abraçou por trás me apertando em seu corpo quente. Logo em seguida adormecemos. Nem usamos os dois edredons, só os nossos corpos eram o suficiente para nos aquecer de uma forma perfeita.

 

[...]

 

Sexta feira (Manhã)

 

Acordei com a musical Last Friday Night da Katy Perry tocando no celular de Blaine como despertador, vi a hora e era 6:00, me ergui para desligar o despertador, reparei pela janela que não nevava mais e me virei pra Blaine que ainda estava de olhos fechados.

- Bom dia bee - sussurrei dando um beijo em sua bochecha

- bom dia - disse abrindo um sorriso lindo - que horas são?

- 6:00, seu celular acabou de tocar!

- nem ouvi! - ele disse me puxando para mais perto

- nada disso, vamos levantar, temos aula! Não está mais nevando!

Ele resmungou e logo se espreguiçou.

Levantei e fui ao banheiro tomar meu rápido banho. Saí e Blaine entrou logo em seguida, ficamos prontos e fomos para o café e logo depois para a aula, só tivemos aula de espanhol juntos. Almocei com os meninos e Kevin ficava lançando olhares sacanas pra mim e para o Blaine devido ao nosso segredo me fazendo eu e Blaine soltarmos uns sorrisinhos.

No ensaio do coral correu tudo bem, ensaiamos umas 2 músicas por sugestão do conselho. Ao final do ensaio fui para o quarto pegar minhas coisas e aguardar meu pai. Blaine já estava no quarto arrumando suas coisas também.

- que semana né... - Blaine disse puxando assunto

- pois é! - disse sorrindo sentando ao seu lado na sua cama.

Meu celular vibra.

" Já cheguei! B.H."

- meu pai já tá aqui! - exclamei

- meu irmão deve tá chegando já! Bom... Tchau Kurt!

- Tchau Blaine - me inclinei para beija-lo, um beijo simples e romântico - até segunda!

- até segunda! - exclamou com um sorriso enorme

Caminhei até a porta e parei antes no espelho para subir o cachecol para tampar meu pescoço por completo.

Saí pela porta imaginando como seria esse final de semana. Falar pras meninas sobre Blaine, esconder do meu pai meu pescoço, e arranjar um jeito de me esconder domingo.


Notas Finais


E aiiii???
Estão gostando??
A opinião de vocês são muito bem vindas!!!!

Beijoooooooo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...