História Klaroline - Amor por contrato - Capítulo 109


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Bill Forbes, Camille O'Connell, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elizabeth "Liz" Forbes, Klaus Mikaelson
Exibições 353
Palavras 414
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 109 - O Dia Da Caça


Fanfic / Fanfiction Klaroline - Amor por contrato - Capítulo 109 - O Dia Da Caça

- Love? - Klaus gritou largando a maleta no sofá

- Aqui no jardim! - ela respondeu com outro grito.
Ele caminhou até lá e a encontrou sentada na terra, rodeada por plantas que ele mal sabia identificar, em meio ao pequeno jardim, que crescia um pouquinho mais todo o dia.
Elas, as flores, já não lhe causavam dor... não lhe lembravam a morte nem o sofrimento. Não lhe lembravam o amargo velório de seus pais... Tudo graças a Caroline. E agora as mesmas flores que durante tanto tempo lhe transmitiam tristeza, agora lembravam ela. Sua Caroline. Ele sorriu contente.

- Klaus! - ela gritou mostrando que já o estava chamando a algum tempo.

- Hmm?

- Perguntei se você esta bem.

- Estou. - ele respondeu confiante

- Ótimo, então porque não tira esse sorriso idiota do rosto e vem me dar um beijinho?
O sorriso dele aumentou.
Ele deu alguns passos terminando com a distancia que havia entre eles, se abaixou e colou os lábios nos dela como uma leve caricia.

- Você é muito mazinha. - ele disse quando afastou um pouquinho os lábios

- Sou é? - ela disse com os olhos brilhando de divertimento

- Sim. - ele sussurrou prendendo o lábio inferior dele entre seus dentes e o puxando. Ela sorriu mais e então acariciou a bochecha dele.
Klaus soube que tinha alguma coisa errada no exato momento em que sentiu a mão dela inconstando nele. Sentiu algo gelado em sua bochecha e então arriscou um rápido olhar para as mãos delas.

- Você me sujou com areia?

- Não. - ela disse sem tirar o brilho de divertimento dos olhos – Isso não é areia.

- Então o que é isso? - ele disse sorrindo de forma ameaçadora

- Um tipo de fertilizante.

- Um tipo de fertilizante? - ele repetiu juntando as sobrancelhas

- Isso.

- Você colocou esterco em mim? - ele perguntou com a voz ameaçadora o bastante, enquanto ela apenas riu.

- Sim. De vegetais apodrecidos.
Sim ela era muito mazinha.

- Eu vou contar até dez Caroline. Um.... Dois....
Com um pequeno gritinho ela saiu correndo para dentro da casa.
Quando Mikaelson finalmente gritou o “dez”, ele levantou como um predador. Aquele jogo havia se tornado um passatempo para eles durante os quatro dias que haviam se passado. E agora o caçador ia em busca da caça, a qual ele podia jurar que estava escondida dentro do quarto, debaixo da cama.




Continua.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...