História Know That I Hate You - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Tags Everllark, Jogosvorazes, Katniss, Peeta, Peetniss, Thg
Exibições 36
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ooie alcaçuz, voltei com mais um capítulo, me desculpem por ele estar pequenino.
Lindezas obrigada pelos 23 favs e o tanto de visualizações, que totalizam mais de 800, amo vcs, msm ❤️
Nos vemos nas N/F

Boa Leitura 😘

Capítulo 9 - Prima


“Sua felicidade durará pouco sua vadiazinha. Pensou que havia se livrado de mim, que eu havia sumido, não é? Pois não, docinho, você nunca ficará livre de mim. BU! -A”

Acordar e ver uma mensagem dessas, não era nada normal, imagine o susto que levei. Quando menos esperava -A havia voltado, meu coração acelerou, olhei para Peeta que dormia profundamente na cama ao lado. Seu semblante era calmo, trazia nos lábios um pequeno sorriso.

— Tonto, sei que você está acordado. 

Abriu os olhos e praguejou.

— Como não consigo te enganar? - Pergunta

— Eu sou incrível. - Falo, não tão alegre.

— O que houve?

— Nada ué, por que? 

— Você não está normal.

— Impressão tua. Estou normal, normalzinha, nada de errado, nenhuma mensagem de -A, nada de errado. - Ele para atônito.

— -A lhe mandou mensagem?

Engoli em seco.

— Eu disse ao contrário Peeta, -A não me mandou mensagem alguma. - Menti, e logo percebi que falhei, minha voz vacilou, eu não era assim, não era sentimental.

— Ande Katniss, fale logo, você não me engana, -A lhe mandou uma mensagem, não é mesmo? - Assenti, abaixando a cabeça em seguida. - E o que ela disse?

Entreguei meu celular a ele.

— Katniss, não se preocupe, iremos resolver isso, é só questão de tempo e logo este ser humano, que chamamos de -A, será posto atrás das grades.

Ele me entrega o celular, e tomo um susto, olho o visor e vejo um nome, é minha prima. Atendo.

Ligação On

— Alô?

— Oi criatura, sou eu, a Rafa. - Falou a ser humana do outro lado da linha.

— Eu sei, vi o visor.

— Ânimo linda minha, ânimo. - Disse aos gritos.

— Animada estou, bicha. - Disse rindo. - Mas, ao que devo a honra da sua ilustre ligação?

— Estou no seu colégio.

— Você o que?

— To aqui no seu colégio, oshi mulher.

— Vou me arrumar e já te encontro.

Desliguei na cara dela.

Ligação Off

Corri para o banheiro, fiz minhas higienes e me vesti. Um vestido preto, escrito "Kings" que ia até o meio da cocha e um tênis da Adidas, branco com três listras pretas. Fiz uma maquiagem leve, finalizem com um batom vermelho, deixei meus cabelos soltos, passei meu perfume e saí do quarto, dando tchau a Peeta.

Fui até a secretaria e lá estava ela, abraçada com um rapaz, que eu supus ser seu namorado. Rafaella, prima brasileira, com um corpo de dar inveja, era avantajada tanto nos seios quanto no bumbum, na verdade, tínhamos o mesmo corpo, seios grandes, bumbum grande, cintura fina e cochas grossas, torneadas. Rafaella, era uma brasileirinha muito linda, de cabelos cumpridos, lisos e castanhos que batiam um pouco a baixo de sua cintura. Reparei em sua roupa, estávamos praticamente iguais, com exceção de que o vestido dela era branco e o tênis totalmente branco. A criatura veio correndo até mim.

— Hey Katlover, que saudades. - Grita entusiasmada.

— Também estava Rahhlover. - Digo no mesmo tom.

Tínhamos a mesma altura.

— Quem é o ser ali atrás? - Pergunto.

Ela voltou e puxou o rapaz pela mão.

— Esse aqui é o LuVi. - Que nome, Deus.

— Luiz Vinicius, prazer. - Estendeu a mão para mim e eu, educadíssima apertei.

Vinicius era da mesma altura que Peeta, tinham o mesmo porte corporal, só que LuVi, como Rahh o chamava, tinha a barba por fazer, e devo lhe dizer que aquilo lhe era seu charme.

— Katniss. - Digo.

— Eu sei quem você é, essa louca veio falando a viagem inteira de você. - Ela o olhou de cara feia.

— Louca é sua... Ah não, coitada da minha sogra, louca é a cachorra.

Dou risada.

Ficamos conversando até eu avistar Peeta.

— Lark, venha aqui. 

— Oi Ever. - Diz ele vindo em nossa direção.

— Que bonitinho, vocês abreviaram os sobrenomes de vocês. 

Sorrimos. Rafa e Peeta já se conheciam há tempos. Papo vai, papo vem, e o sinal bateu.

— Vamos para a prisão. - Digo.

— Vocês têm aula do que agora? - Pergunta Peeta.

— Química. - Eu e Rafa dizemos em uníssono.

— Física. - Diz Luiz.

— Que ótimo, aula de sociologia, acho que o Finn tem também. Tchau povo. - Me dá um selinho e vamos cada um pra uma sala.

Leaiam as notas finais please


Notas Finais


Siiiim eu me coloquei na fic, e nada mais digno do que me dar uma ótima descrição, haha... Luiz Vinicius, eu um ser que me crushava, ele eh bem bonito, ele tava no 3° colegial e eu no 9° ano, dei vários foras nele, e no último dia de aula ele fale comigo apenas pq um colega (dele) pediu pra eu assinar a blusa.
Ele namora, acho... Se bem que já me falaram que eh tudo mentira esse lance do namoro.
Bom, vamos parar de falar dele e vamos ao que interessa: irei postar três vezes na semana, os capítulos serão postamos de noite, visto que de dia tenho compromissos.
Peço que falem suas opniões sobre a fanfic, se preciso mudar algo, pois já estou ficando desgostosa com essa fic, tenho tudo na mente, mas é um tanto difícil colocar em um "papel".
Acho que irei começar outra fic, o que acham? (NÃO vou cancelar essa)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...