História Know Your Frenemies (The Truth Hurts) - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Oneerection

Postado
Categorias Harry Styles, Justin Bieber
Personagens Demi Lovato, Harry Styles, Justin Bieber, Niall Horan, Personagens Originais, Sasha Pieterse
Tags Demi Lovato, Diall, Harry Styles, Justin Bieber, Niall Horan, One Direction, Sasha Pieterse
Visualizações 18
Palavras 1.392
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi, gente!
Gostaria de agradecer os comentários.
Obrigada mesmo.
Boa leitura e nos vemos lá em baixo.

Capítulo 5 - Quatro


Justin estava nervoso para ir ao primeiro dia do seu novo emprego. Ele escolheu sua melhor roupa social, se vestiu e desceu. Encontrou todos à mesa, tomando o café da manhã, todos exceto Lucy.

— Bom dia. — murmurou se sentando no lugar de sempre.

— Bom dia. — Louis e Eleanor responderam uníssono.

Logo ouviram alguém descendo as escadas. Lucy chegou à mesa animada e sorridente demais para quem acabou de acordar.

— Bom dia, família. — ela disse feliz, pegando uma bolacha e mordendo a mesma.

— Impressão minha ou alguém está animada demais para quem acordou às 6 da manhã? — Eleanor sugeriu e Lucy riu, dando um gole no seu leite.

— Caiu da cama? — Louis perguntou, com um sorriso de lado.

— Lógico que não, pai. — ela rolou os olhos, mas logo riu. —  Se eu tivesse caído da cama, não estaria animada assim.

— Posso saber o motivo da alegria? Tem algo haver com ter saído cedo para correr ou com o cara que te trouxe em casa onde? — Eleanor disse e Lucy se engasgou.

— O que? Que cara? — Louis abaixou o jornal e encarou a menina.

— Ninguém. Estou atrasada. — ela levantou rapidamente. — Ei, Jus, me dá uma carona? — ela sorriu para ele.

— Desculpe, estou atrasado já. — ele se levantou e saiu dali sem nem se despedir.

— Então tá bom. Eu preciso de um carro. — ela encarou Louis e Eleanor.

— Quando tiver idade para isso, você terá seu carro. Agora vamos que eu vou te deixar lá antes de ir para o trabalho.

— Quer carona, mãe? — ela fitou Eleanor.

— Não, minha linda. Vou dar uma ajeitada aqui antes de sair. Pode ir adiantando com seu pai, não quero que se atrasem.

— Sabe que a Marisol arruma isso, não é, señora? — Lucy imitou o sotaque da empregada, fazendo Louis e Eleanor rirem.

— Vamos lá, señorita. Não queremos que se atrase. — Louis brincou.

***

Logo que chegou a empresa, Justin tratou de procurar Felicity, secretária do Niall. Ela quem dará todas as instruções para Justin seguir.

— Você vai dividir a sala com o senhor Butler. Ryan, seja bonzinho. — ela jogou uma piscadela para ele e saiu.

— Então você é o novato. — Ryan falou animado. —  Sou Ryan Butler, mas isso você já sabe.

— Sou Justin Tomlinson. — ele falou estendendo a mão para Ryan que o encarava boquiaberto.

— Tomlinson? Igual a Louis Tomlinson? — ele perguntou abismado e Justin encarava sem entender.

— Sim? — soou mais uma pergunta do que uma afirmação.

— Eu sou muito fã do seu pai, ele é tipo muito foda. Quase um deus. — começou a falar tudo muito rápido. — Ele operou a minha mãe! Salvou a vida dela. Ele é demais, mas claro que você sabe disso.

— Ah, é. Ele é sensacional. — Justin murmurou. — Mas, você pode me contar como funcionam as coisas por aqui? — desviou o assunto e se sentou na cadeira disponível.

— Bom, não é nada de muito complicado. Siga as regras, não se atrase e se pegar alguém, não seja pego. — riu do comentário que fez.

— Não é minha intenção no momento. — Justin comentou, ligando o computador a sua frente.

— É comprometido? — Ryan sugeriu.

— Não…

— É gay? — Justin olhou assustado para ele. — Nada contra. Só queria te conhecer melhor. — ele deu os ombros.

— Não, digamos que estou mais focado na minha carreira agora.

— Bom, temos trabalho a fazer. Pode me perguntar se tiver alguma dúvida. — Justin sorriu de lado para ele e abriu a planilha, começando a fazer os seus cálculos. Hoje o dia seria longo, pensou ele.

Horas haviam se passado e a barriga de Justin roncava de fome. Ele olhou o relógio e ainda faltavam quinze minutos até a hora do almoço.

— Se quiser ir, eu te dou cobertura. — Ryan falou e Justin o encarou sem entender. — Almoçar. — falou como se fosse óbvio. — Estou escutando sua barriga daqui. — ambos riram.

— Ei, vocês. — Felicity falou depois que abriu a porta.

— Não bate mais não? — Ryan perguntou em um tom sério, mas logo riu.

— Cala a boca. — ela rolou os olhos. — Novato, o chefe quer te ver na sala dele. Agora.

— Mal chegou e já está encrencado. — Ryan murmurou e Justin bufou.

— Fica quieto. — ele falou se levantando e saindo dali. Entrou no elevador e logo estava em frente à sala do Niall, onde bateu duas vezes e esperou.

— Pode entrar. — Niall respondeu lá de dentro e Justin abriu a porta, encontrando ele e outro homem moreno e com barba a fazer.

— Quero te apresentar ao Zayn, meu sócio e grande amigo. — ele sorriu para o garoto.

— Satisfação em conhecê-lo. — Zayn disse, estendendo a mão para o garoto, que apertou a mesma.

— Digo o mesmo. —  o loiro sorriu de lado.

— Já sabe onde vai almoçar? — Niall perguntou a Justin.

— Não, eu ia ver com o Ryan.

— Vem conosco. Estamos saindo agora. Assim você pode nos contar do teu pai. — Niall sugeriu e Justin olhou nervoso para ele.

— Desculpe, o que? Sobre meu pai? — o garoto engoliu seco.

— É, como ele está, essas coisas. — ele riu, e Justin acompanhou, mas seu riso foi de nervoso.

— Entendi. Eu só vou avisar o Ryan e já volto.

—  A gente te espera lá embaixo. — Niall falou e Justin concordou, saindo dali e indo para a sua sala.

— E então, o que você já aprontou? — Ryan perguntou assim que Justin entrou na sala.

— Nada, ele queria me apresentar ao Zayn. —  a boca de Ryan se abriu em um perfeito “O”. —  O que foi? — perguntou confuso.

— Zayn não é o tipo de cara que sai por aí falando com novatos. Seu pai além de médico, trabalha para a máfia ou algo assim? — ele riu e Justin o encarou apreensivo.

— Ah, claro. Sou o poderoso filhão. — ele zombou, disfarçando o incômodo que sentiu sobre a conversa do dia anterior. — Ele me chamou para almoçar, então nos vemos depois.

— Vai lá, Corleone. — Ryan zombou e Justin rolou os olhos.

Assim que Justin desceu, encontrou Zayn e Niall conversando próximo a recepção. Niall acenou com a mão e ele caminhou até lá. Eles falaram para Justin que iriam a um restaurante que havia na esquina da empresa. Cinco minutos depois já estavam devidamente ajustados em seus lugares e fazendo seus pedidos.

— Me fale sobre o seu pai. — Zayn começou o assunto. —  Anos que não o vejo.

— Nós havíamos nos mudado para o Canadá, tem dois anos que voltamos.

— Entendi. Você é filho único? — Niall perguntou interessado.

— Não. — ele respondeu no automático, mas logo quis consertar. — Bom, em tese sim. Eu tenho uma meia-irmã que mora com a gente, mas não é filha da minha mãe. —  ele se embolou e riu nervoso, pegando o copo de água e tomando um gole.

— A última vez que vi o Louis, acho que tem uns 11 anos, por aí. — Zayn comentou, tentando se lembrar, mas apenas memórias vagas vinham em sua mente.

— Acho que é isso mesmo. Eu até briguei com a Demi e a gente se separou, lembra?

— Vocês se separaram por causa do meu pai? — Justin encarou o loiro boquiaberto.

— Não, foi uma longa história. Mas, se Henry está com 10 anos, vai fazer 11 anos que não vemos ele mesmo.

— Henry é seu filho? — Justin perguntou curioso.

— Sim. — Niall sorriu. — Aqui, vou te mostrar uma foto. — ele pegou sua carteira no bolso e mostrou a ele, ao lado havia uma foto de Lucy. Justin sentiu um aperto no peito, mas não falou nada sobre ela.

— Ele se parece com o senhor. —  o garoto sorriu de lado.

— Por favor, me chame de você. Não sou tão velho assim. — ambos riram.

Logo o almoço chegou. Algum tempo depois, Justin já estava na sua sala, pensativo quanto ao que fazer em relação a Lucy e toda essa confusão.

— Pensar demais pode não ajudar. —  Ryan murmurou e Justin olhou para ele com a sobrancelha arqueada. — Você está pensativo desde que voltou do almoço. O que aconteceu lá?

— O senhor Horan… — ele foi interrompido por Ryan.

— Não chame ele assim. Niall odeia essas formalidades.

— O Niall — ele falou dando ênfase e rolando os olhos. — me mostrou uma foto do filho dele, mas ao lado tinha a foto de uma garotinha. Porém ele não mencionou nada sobre ela. Deve ser só coisa da minha cabeça. — ele deu os ombros, esperando que Ryan soubesse de algo.

— Você não sabe da história? — Ryan parou de digitar e encarou o loiro.

— Que história? — Justin olhou de volta, confuso.

— A filha deles morreu quando ainda era criança.


Notas Finais


Welcome to submundo!!

Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=D_VjglewUhU

E então, o que acharam?
Xoxo, Faible


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...