História Knowing the Origins - Conhecendo as Origens - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~Maleficent19

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Dorcas Meadowes, Lílian Evans, Marlenne Mckinnon, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Remo Lupin, Sirius Black, Tiago Potter
Exibições 19
Palavras 1.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E aí meus amores!
Advinhem quem se enrolou toda de novo? Exatamente, EU!
Mas relaxem que o próximo capítulo vem em menos de uma semana, agora eu acho que a história engata.
Espero que gostem!

Capítulo 16 - O acidente


Fanfic / Fanfiction Knowing the Origins - Conhecendo as Origens - Capítulo 16 - O acidente

POV Lily

Acho que eu nunca senti tanto desespero na vida, no momento em que cai e achei que ia morrer eu vi toda a minha vida passar diante dos meus olhos, mas senti alguém me pegar, um anjo tinha me salvado, seja quem for o meu anjo ele parou no meio do ar...não...não...por favor...me leva para o chão.
-Fica calma Lily, você não vai cair.
Sinto ele me apertar mais forte, mas espera...eu conheço essa voz...
-Por favor, me leva para o chão.
É o Potter,ele me salvou!
Sinto ele me levando na direção do chão e me pondo sentada na grama.
-Você tá bem Lily? -ouço ele perguntar-
Abro os olhos e vejo os olhos castanho mel dele me encarando com um olhar preocupado e ao olhar para o lado vejo Lene e Dorcas correndo na minha direção e todos os outros alunos aplaudindo a atitude do James...
Mas espera! É óbvio!
Ele só fez isso para se mostrar, para que todos achassem que ele é um herói...empurro ele secando as lágrimas.
-Seu idiota. - digo estapeando ele-
-Que? -ele parece confuso-
-Eu já entendi o que você quis fazer, você é ridículo -digo ainda estapeando ele- amostrado, narcisista, egocêntrico.
Ele segura o meu pulso sem muita força,só o suficiente para me parar e fala bem alto e com raiva.
-Você é uma mal agradecida Lily Evans, mas pode deixar que esse erro eu não cometo mais, da próxima vez eu deixo você se quebrar toda junto com o seu amiguinho ranhoso.
Ele me solta de vez com brutalidade e sai do campo junto com o seu grupinho. E logo minhas amigas se aproximam de mim.
-Lily! Você tá bem? Se machucou?
Lene pergunta desesperada
-Eu estou bem, mas cadê o Severo?
Lembro que o motivo inicial para eu ter voado era a iminência da queda feia do meu amigo.
Levanto e olho por todos os lados até que vejo um lugar com uma concentração maior de pessoas e me dirijo correndo a esse local com as minhas amigas atrás. Quando chego até o meio do círculo de gente, vejo Sev com o nariz sangrando e o braço virado em um ângulo estranho. Chego perto e me ajoelho ao lado dele.
-Fica calmo, você vai ficar bem.
-Afaste-se Srta Evans, como está se sentindo? -M.Hooch pergunta-
-Estou bem.
-Então espere aqui junto com todos os outros, vou levar o Sr Snape à enfermaria.
A professora levita o meu amigo e vai com ele na direção da entrada do castelo, a turma logo se dispersa para falar do acontecido.
-Lily Evans! -Lene chega falando- você está ficando maluca? A queda afetou seu cérebro? O que você estava pensando quando fez aquilo?
-Eu só queria salvar o meu amigo.
-Mas no fim foi você que precisou ser salva. -Lene diz-
-E justo por um dos garotos mais bonitos da turma, aliás por que você bateu nele se ele te salvou? -Dorcas pergunta-
Eu bufo
-Ele foi um idiota e conseguiu o que queria.
Lene faz uma expressão estranha.
-E o que exatamente você acha que ele queria?
Eu respondo
-Até parece que você não sabe. Ele só quis se mostrar, mostrar que sabe voar e pagar de heroizinho pra turma.
-Eu não acho que seja isso -Dorcas contrapõe- você não viu a cara dele quando você tava caindo, mas mesmo se for não importa, ele ainda assim te salvou. O Snape caiu de lado e machucou o braço, mas você iria de cabeça e se machucaria muito mais que isso.
Vendo por esse lado eu me senti um pouco culpada pela grosseria,mas eu não podia voltar atrás, ele era o Potter e merecia aquilo...não merecia?
-Esqueçam isso ok? Vamos almoçar logo que depois tem mais aulas e eu ainda tenho que ir ver o Sev na enfermaria.
Assim que a professora chega e libera a gente, eu vou para o grande salão e almoço mais rápido que o normal, irritada com o fato de que a minha queda e o falso heroísmo do Potter eram o assunto do dia na mesa da Grifinória, as garotas não paravam de comentar sobre como o "Jay" além de ser lindo e forte, era bom em quadribol e um herói, e também sobre o quanto a "amiga do sonserino" era mal agradecida.
Ele estava mais metido do que nunca, exatamente como eu tinha imaginado, e eu ouvia os comentários nojentos das meninas como "Se eu fosse a Evans eu teria te agradecido com com um beijinho bem aqui" não vi aonde seria o beijo, isso foi a gota d'Água pra mim.
Levantei da mesa e fui na direção da enfermaria me sentindo um pouco culpada por estar bem, o Sev teve uma queda feia e eu estava ali intacta. Cheguei na enfermaria e bati já entrando.
-Com licença.
Não vi nenhum adulto, apenas um Severo distraído em uma das últimas macas, corri até ele e o abracei.
-Sev! Como você está? Se machucou muito? Está sentindo alguma coisa?
-Calma Lily, me machuquei na hora, mas a enfermeira já me curou, estou em observação mas já vou na próxima hora, e você? Como não se machucou?
-Eu fui pega no ar,me ajudaram.
-Quem te ajudou?
-Não esquenta, pelo menos e você estamos bem.
Olhei para o relógio e vi que estava atrasada para a aula de transfiguração.
-Aí meu Deus, Sev! Estou atrasada pra aula, tenho que ir, nos vemos na aula de poções.
Sai correndo o mais rápido que pude mas mesmo assim não cheguei a tempo, quando abri a porta, todos já estavam lá dentro... Inclusive a Professora McGonagall
-Srta Evans, está atrasada.
Fiquei imediatamente vermelha
-Me desculpe professora, fui visitar meu amigo na enfermaria e perdi a hora.
-Certo, você levará apenas uma advertência, sente-se e que isso não se repita.
-Sim senhora.
Sento encolhida e quieta ao lado da Marlene e começo a anotar tudo o que ela dizia.
A aula passou bem rápido, além de anotar tudo conclui com excelência a parte pratica. E logo toda a turma da Grifinória se dirigiu para a aula de poções,que até agora era a minha preferida,eu sempre sentava com Sev nessa aula. Quando eu cheguei na sala junto com o resto da turma da Grifinória, os sonserinos já estavam lá, inclusive Severo que estava sozinho me esperando, sento do lado dele e ficamos conversando enquanto tentamos ignorar o burburinho da sala...até ouvirmos a voz do Potter se dirigir a nós.
-Olhem que coisa mais fofa! O casalzinho de sonserinos mais desorientado de Hogwarts.
Todos os olhares se voltaram para nós e ele continuou.
-De sonserinos sim, por que de Grifinória a ruiva só tem o logo no uniforme, os modos e a educação são de uma perfeita Sonserina.
Levanto da cadeira não aguentando ficar quieta ao ouvir os risos da turma.
-Pois eu sou muito mais educada que você, Potter.
-Pessoas educadas Evans, agradecem quando são salvas, e não são nojentinhas e mal agradecidas como você.
Quando eu estava prestes a responder o professor entrou e me deixou com uma resposta entalada na garganta, James Potter dirigiu a mim um olhar de escárnio demonstrando superioridade como se apenas com o olhar ela dissesse "eu ganhei". Toda a turma da Grifinória me olhava com a cara feia.
Essa não!
Seria mais fácil eu ter caído da vassoura.
-Olá alunos -Slughorn iniciou a aula- hoje teremos uma aula pratica, abram seus livros na página 6 e separem os ingredientes em suas mesas.
Todos os alunos separam os ingredientes necessários e observamos o professor fazer o mesmo.
Ele deu uma explicação rápida sobre a poção, eu já havia percebido que ele preferia a parte prática.
Mas na hora que ele foi demonstrar, alguma coisa deu errado. Nos dois primeiros ingredientes que ele colocou, uma fumacinha começou a sair do caldeirão, porém no terceiro a coisa desandou.
O caldeirão explodiu e um líquido verde musgo borbulhante voou principalmente em cima do professor mas também no chão logo em frente da mesa e se espalhou por todo o chão,assim como uma fumaça densa, o caos foi instalado... O professor foi ficando com a pele arroxeada e manchada de verde, ele gritava e se desesperava assim como as alunas que em sua maioria subiram na mesa gritando, os alunos da Grifinória riam muito e os da Sonserina se seguravam para não subir na mesa como as meninas. O professor saiu correndo da sala e me deixou assustada e atônita, como algo como isso havia acontecido?
Poucos minutos depois McGonagall entrou na sala e em poucos segundos eliminou tanto a gosma do chão que nos impedia de sair quanto a fumaça que fazia os olhos arderem. Fomos liberados da aula e desorientada eu segui para os jardins.

POV James
Essa foi simplesmente a melhor aula da minha vida! Acho que nunca ri tanto como hoje.
-Vocês não acham que fomos longe demais? -Remo diz temeroso-
-Ele vai ficar bem, Lupin. A enfermeira vai saber cuidar dele. -Luca o tranquiliza ainda rindo-
-Vocês viram as meninas em cima das cadeiras? -comecei- nos deram uma visão privilegiada.
-A morena mostrou calcinha demais, e ela tem uma perna... -Sirius comenta-
-A Lene? Amiga da Evans? -pergunto-
-Isso aí, ela é bem bonitinha, eu pegaria sem problemas. -Sirius diz sonhador-
Eu e Luca começamos a rir
-O problema de verdade é ela aceitar -Luca fala-
-Fiquem rindo mesmo, eu ainda vou ficar com essa garota. -Sirius responde determinado-
-Até parece! -Comento-
-É a mesma probabilidade do James pagar a Evans -Remo se pronuncia-
-Agora partiu pro impossível,Lily não tem muita simpatia pelo "Potter" -Luca zomba-
-É impossível mesmo, mas não por isso -eu falo- ela pode ser bonitinha, mas é tão chata e nojenta, que não vale a pena o esforço.
O tempo livre passou voando e o jantar mais ainda,Evans sentou o mais longe possível de nós e eu fiz questão de implicar com ela o máximo possível mesmo sem nunca me dirigir a ela, as meninas me adoravam e todos estavam do meu lado. Tentei ser legal com ela e ajudar, mas se ela não quer o meu lado bom, ela terá o ruim com tudo que tem direito, será junto com o Ranhoso o meu próximo alvo.
Terminando o jantar, rapidamente chegou a hora da detenção e eu, Luca, Sirius e Remo nos dirigimos a sala da diretora da nossa casa.
Que comece a diversão!


Notas Finais


E aí? O que acharam? Me falem suas opiniões, conselhos e sugestões nos comentários que eu amo ler e me ajuda a escrever.
No próximo capítulo vem a detenção e eu acho que vocês vão gostar.
Beijos no coração!
Até o próximo capítulo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...