História Kokoro ( parte yaoi e yuri) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Kakashi Hatake, Kankuro, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Personagens Originais, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Suigetsu Hozuki, TenTen Mitsashi
Tags Hentai, Kibahina, Narusasu, Naruto, Originais, Sakuino, Yaoi, Yuri
Visualizações 18
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem os erros ortográficos.

Capítulo 6 - Sorrindo, sempre sorrindo.


GAARA P.O.V

- Adianta, menina lerda! - gritei.

- Calma! Me ajuda a prender meu cabelo? 

Fui até a Fujoshi e prendi o cabelo dela em um rabo de cavalo. 

Sempre sorridente 

Tão linda, mas tão irritante.

- Agora sim, vamos. - ela pegou a minha mão e saímos do quarto indo para a sala de aula.

[...]

Finalmente chegou o intervalo e nós dois fomos almoçar. Ela estava brincando com as ervilhas em seu prato usando um garfo e estava com uma feição pensativa meio triste, então resolvi perguntar o motivo.

- Nada...são coisas normais, não se preocupe. - falou sorrindo e começou a comer. 

- Sabe, eu posso ter te conhecido a pouco tempo, mas eu tenho certeza que você não esta bem. - falei firme. 

Ela deu um sorriso de lado e se levantou. 

- Tá bom, papai. - falou ironicamente e saiu do local.

[...]

Terminei de comer e fui á procura dela, afinal, ainda tinha aulas hoje pra nós e eu não havia visto ela desde o almoço.

Eu andei pelos corredores daquele colégio enorme procurando por ela, mas como não achei, fui pra sala de aula.

Me sentei no meu lugar e fiquei prestando atenção na aula. A porta foi aberta e logo em seguida uma voz foi ouvida.

- Desculpe, professor Deidara, posso entrar? - falou.

- Sim, mas não se atrase novamente. 

Ela assentiu e se sentou ao meu lado.

- Por que sumiu? Eu te procurei por todo o colégio.  - sussurrei para ela.

- Desculpe, eu estava no nosso quarto, tive que trocar de blusa. - sussurrou de volta. 

- Bom, agora eu vou passar um trabalho em dupla e espero que entreguem dentro do prazo. - falou o professor e começou a escrever o tema do trabalho e como seria feito, tudo no quadro.

- Vai comigo? - a Fujoshi perguntou.

- Claro. - respondi.

[...]

As aulas acabaram ( finalmente ) e nós saímos do colégio para comprar a cartolina que usaremos para fazer o trabalho. Depois de comprar nós fomos em um café. 

Passamos uma parte da tarde ali, conversando e nos conhecendo.

Até que a porta do estabelecimento foi aberta de novo e eu vi aquela menina.

Fudeu.

Ela me viu e veio até a minha mesa e ficou no meu colo.

- Temari? O que você esta fazendo aqui? - perguntei. 

- Eu vim te ver, não posso?

Na verdade não, não pode.

- Sim, mas eu não esperava te ver por aqui.

- Vou no banheiro, rapidinho. - a Fujoshi falou e se levantou indo em direção ao banheiro. 

- Aff, como ela é chata. - a Temari falou. 

- Você nem à conhece - falei.- não se pode julgar as pessoas antes de conhecê-lás.

- Mas olha a carinha dela, parece uma dessas cadelinhas de rua que vivem atrás do macho dos outros, talarica. - falou convencida.

- Que horas você viu ela atrás de alguém? Porquê eu que estudo e praticamente moro com ela, nunca vi. E pra sua informação a "carinha" dela é muito bonita. 

- Você não viu ela atrás de você? Nossa, como você é lerdo pra algumas coisas. - falou com indignação presente na voz.

- E o que tem isso? Eu não sou de ninguém. - falei já sério. 

- E eu? Como eu fico nessa história? - perguntou continuando com seu tom de indignação. 

- Simples, você fica fora dela. - falei e a tirei do meu colo.

- Credo. - falou e se retirou.

Logo eu pude ver a Fujoshi sair do banheiro e voltar a mesa.

- Cadê a...Tamari? - perguntou.

- Ela foi embora. - dei de ombros.

- Sabe, por mais que você aparenta ser esse cara frio, sem coração e desalmado, até que eu gostei de você. - Ela falou sorrindo.

Sorrindo, sempre sorrindo, as bochechas dela não doem?

- Por quê você sempre sorri? - perguntei. 

- O que posso fazer? Sou uma pessoa feliz. - deu de ombros.

Aham, "tô" sabendo.

- Acho que esta na hora de voltar. - falei ao olhar a hora no meu relógio. 

- Vamos. 

[...]

Chegamos no dormitório, fizemos nossa higiene e fomos deitar.

- Fujoshi? - sussurrei. 

- Hum? 

- Vou te apresentar aos meus amigos amanhã, tá? 

- Tá bom, Gaara-kun.

Dormimos. 






...Continua?








Notas Finais


Comentem se estão gostando, por favooor :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...