História KoreanRabbit.com - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Bts, Jeongguk, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin
Exibições 821
Palavras 2.951
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Por mais que essa fic tenha acabado não esqueça de deixar um fav ou um comentário. Não custa nada e perco horas escrevendo.

Capítulo 3 - Parte final.


— Eu... Eu Já volto — Falei me levantando da mesa e ele logo se levantou também.

— Jimin...Vamos conversar — Ele veio atrás de mim e eu apurei o passo, afinal minhas pernas são menores que a dele.

Me tranquei em meu quarto. Sim, fugi. Jungkook sabia que era eu que falava com ele pela internet e eu não sabia como lidar com aquilo.

Tudo que falei, ofendendo ele no início, recebendo o nude, falando da minha foto, dizendo que gostava dele hoje à tarde, tudo! Ele sabia que era eu.

Eu não queria enfrentá-lo cara-a-cara, se eu já mal conseguia trocar um olhar com ele normalmente, como faria isso agora?

— Jimin hyung... Vamos conversar, vai, abre a porta — Ouvi a voz de Jungkook e fui até a mesma, tocando as mãos ali.

— Não consigo — Falei baixo, mas pertinho da porta então provavelmente ele ouviu.

— Vai ficar aí trancado até quando? — Ele bufou — Que idade você tem mesmo?

— Jungkook, por favor...Só, me deixa pensar.

— Ah, Jimin — Ele suspirou — Ok. Mas leia o que te mandei enquanto estava no banho, ok? Se quiser conversar, eu vou estar na sala.

Vi passos dele se distanciar e peguei o celular em cima da cama, me jogando na mesma e abrindo o Tumblr. Meu coração ainda batia tão forte que eu achei que sairia pela boca.

Koreanrabbit.tumblr.com:

Eu pensei aqui e... Estranho você receber nude e ir trabalhar em uma academia igualzinho ao dia do meu Hyung Jimin.

(...)

Jimin, é você, não é? Sempre foi.

(...)

Hum, agora eu sei. Você está no banho e seu celular apitou minha notificação.

Porque, Jimin? Como descobriu? E porque escondeu isso...

(...)

Cara, eu não acredito que é você hahaha, se eu soubesse não te mandaria nude e sim mostraria pessoalmente. Você é demais, Jimin.

(...)

Espero que goste da janta, porque você vai ser a minha sobremesa.

 

Joguei o celular na parede. Acho que meu rosto ia explodir de tanta vergonha. Aish, que tipo de pessoa tem aquela reação? Eu achei que ele ia ficar meio irritado quando soubesse, aliás, eu fingi. Mas não, ele agiu de forma engraçada e sexy como sempre.

Jungkook...Sempre me fazendo sorrir por sua sinceridade. Me levantei e peguei o celular.

Wedontcare.tumblr:

Jungkookie...Me desculpa por ser tão covarde. Eu tenho tanta vergonha. Principalmente por ter me escondido esse tempo todo como Gnomo. Eu fiz tudo isso porque não gostava de ti. Você sempre me incomodou e eu não sabia porque, até que comecei a me sentir atraído e depois me vi sem condições de te ignorar no chat. Eu sinto muito, mas não posso te corresponder, eu fico muito nervoso quando estou perto de ti. Podemos, esquecer? Dormir e esquecer?

 

Enviei e virei para o lado, enfiando a cara no travesseiro. Porque eu era tão covarde em relação a Jungkook?

 

Koreanrabbit.tumblr.com:

Esquecer Jimin? Você pode até achar que está certo meu eu tenho certeza que só está fugindo do óbvio.

Você me quer como eu te quero, Jimin.

E eu te quero muito, muito mesmo Hyung...

Estamos sozinhos em casa, podemos conversar. Por favor abra a porta, me deixe falar com você. Beijar essa sua boca, que ansiei tanto.

 

Wedontcare.tumblr: Mas eu não tenho certeza se quero isso, Kook.

Eu nem sequer nunca...

Bom, você sabe.

 

Koreanrabbit.tumblr.com:

Me deixa te convencer que sim.

Jimin

Se não for hoje, agora, será amanhã. E se você escapar de mim amanhã, será depois de amanhã.

Você não vai fugir 'pra sempre. Se não me quer, fale olhando nos meus olhos.

Respirei fundo. Mas que merda? Estava na cara que eu queria Jungkook, a cada palavra, me sinto mais apaixonado. Não sei o que fazer, nem o que responder.

Ouvi batidas na porta e quase cai da cama. Eu era desses, muito dramático. Fiquei sem responder e o ouvi forçar a porta.

— Jungkookie não... — Falei me levantando e fui até ela, abrindo e me dando de cara com ele escorado na mesma.

Não tive tempo para pensar, para dizer se sim, se não. Jungkook simplesmente fechou a porta e me empurrou contra seu peito fazendo eu andar para trás, até me fazer cair na cama. Ele subiu por cima de mim e eu arregalei os olhos.

— Jungkook, não... — Falei empurrando seu peito e ele segurou meus pulsos, colocando ao lado da minha cabeça, aproximando seu rosto e me beijando.

Eu mal movimentei a boca e ele já adentrou com sua língua quente enroscando na minha. Fui tudo tão brusco, e mesmo assim maravilhoso.

Eu não sei o que era melhor. O cheiro gostoso do seu cabelo ainda molhado do banho, o hálito gostoso da sua boca em nosso beijo, o jeito como nossas bocas se encaixavam perfeitamente como se  fossem peças uma da outra, ou a forma como sua perna roçava na minha.

Fechei os olhos e apenas agarrei-lhe os cabelos, me entregando mais ainda a aquele beijo. Jungkook agora com as mãos livres desceu as palmas grandes pelo meu corpo, apertando minha cintura e forçando seu quadril, roçando seu corpo no meu. Foi aí que senti os 21cm bem ali, e meio que travei.

Sua boca se afastou da minha e ele me olhou com os olhos um pouco cerrados, trama bordando desejo, enquanto podia ver a saliva em sua boca, brilhando devido ao pouco de luz que vinha das frestas da janela fechada. Ele enfiou o rosto em meu pescoço e começou a depositar beijos ali, enquanto ainda se esfregava em meu corpo. Fiquei estatístico e ele me olhou.

— O que ouve, hyung? — Ele me deu um selinho — Não gosta de como te beijo?

— G-gosto. Eu gosto, é que como eu disse eu...Nunca estive assim antes por outro...Cara — Falei baixo e ele sorriu, mostrando seus dentes adoráveis.

— Eu sei, Jimin, eu sei. Me deixa cuidar de você, hu? — Ele passou a mão em meus cabelos — Se deixar levar Hyung, apenas sinta... — Ele movimentou o quadril entre minhas pernas e pude sentir seu membro passando pelo meu, me fazendo sentir formigamentos. Aquilo era bom. Ele fez isso uma três vezes e eu fechei os olhos, abrindo um pouco as pernas — Consegue sentir eu e você ficando duros? Eu me sinto assim por você, hyung — Ele se abaixou e beijou minha bochecha, beijando minha orelha logo depois e falando em meu ouvido — Você me deixa assim desde que te vi pela primeira vez.

— Você também... — Falei e mordi o lábio tentando conter o gemido após ele se deitar deixando seu membro apoiado por cima do meu.

Nossas bocas se encontraram quase em desespero e começamos a nos beijar com vontade, explorando a boca um do outro e chupando os lábios de vez em quando.

Me atrevi e descer as mãos pelas costas de Jungkook, tocando por debaixo da camiseta sua pele macia. Ele agarrou minhas coxas as apertando com todos seus dedos e eu gemi entre nossas bocas, fincando um pouco minhas unhas em suas costas. Ele chupou meu lábio com força fazendo um barulho engraçado e me olhou nos olhos.

— Isso pode ficar mais gostoso se tirarmos as roupas — Ele sorriu de canto e eu mordi o lábio.

Não sei se estava preparado para ver Jungkook nu. Ou Rabbit. Ele se afastou ficando de pé retirou a camiseta, jogando ela no chão e me olhando.

Ok, estava preparado sim, e olharia cada pedacinho como se quisesse guardar aquela imagem para sempre. Ele abriu o cinto enquanto ainda me olhava e eu me perguntava como podia uma pessoa ter tanta ousadia para sensualizar desse jeito para outra. Jungkook sabia que era gostoso, ele gostava de se exibir, e só agora eu vi que isso não era um defeito e sim uma qualidade.

Ele deixou a calça no chão e tocou-me as pernas, deslizando uma das mãos até alcançar minhas coxas.

— Não tirou a roupa ainda porque, Jiminie? Quer ajuda? — Não respondi e ele sorriu tocando a barra da minha camiseta e a puxando para cima. A joguei em um canto e ele tocou meu ombros me fazendo deitar completamente de novo — Hum, seu abdômen lindo. Você é realmente o homem mais lindo que eu já conheci sabia?

Gemi em resposta e ele me deu um beijo rápido, descendo para meu queixo e pescoço. Ele afastou sua boca e eu apenas fechei os olhos, até sentir sua língua dar a volta em meu mamilo, me fazendo agarrar seu cabelo.

— Humm, Jungkook... — Gemi involuntariamente. Meu corpo inteiro se arrepiou, aquilo era muito bom.

— Gosta assim, hyung? — Ele chupou meu mamilo e mordiscou o mesmo, me fazendo soltar grunhidos.

— Sim...Isso é muito bom ahh...

Sua língua descia em meu abdômen e eu remexia as costas na cama, ficando eufórico com sua língua quente deixando rastros molhados em meu corpo. Jungkook apertou meu pênis por cima da calça e eu gemi alto, podendo ouvir minha própria voz.

— Quer que eu te chupe? — Ele perguntou e eu apenas continuei de olhos fechados assentindo. Porra, eu queria gozar logo.

Ele puxou minha bermuda para baixo e puxou minha cueca junto, revelando minha ereção já bem evidente. Abri os olhos e quase gozei com a imagem dele me olhando enquanto deixava um pouco de saliva cair da sua boca, molhando meu membro.

Ele pegou o mesmo e acariciou, o molhando por inteiro e me deixando cada vez mais desesperado, já que movia as mãos sem pressa.

— Jungkook...

— Calma, hyung... — Ele riu e passou a língua pela glande, me fazendo jogar a cabeça para trás e gemer entre os dentes — Você é todo lindo, Jiminie.

Ele chupou a cabeça do meu pau fazendo um estalinho e enfiou ele por inteiro na boca, começando a movimentar a cabeça de forma rápida, me fazendo eu foder sua boca por inteiro.

Agarrei o lençol e puxei seu cabelo com força, sem medir muito meus atos, apenas me preocupando em gemer e falar seu nome de forma quase sem sentido.

Eu estava latejando dentro da boca de Jungkook e minha perna se movimentava sozinha devido aos espasmos que sentia de prazer, eu logo gozaria e ele soube disso, já que retirou minha mão de seus cabelos e afastou sua boca do meu membro, me olhando em seguida.

— Eu já volto — Ele se deitou por cima de mim apenas para me dar um beijo molhado e logo se levantou.

— Onde você vai? — Falei desnorteado e ele apenas abriu a porta do quarto, andando apressado.

Deitei minha cabeça na cama e toquei meu membro, eu estava excitado 'pra caralho. Comecei a movimentar minha mão e gemer o nome de Jungkook, eu queria muito gozar pensando naquele corpo delicioso.

— Voltei, hyung — Ele tirou minha mão do meu membro e eu me apoiei nos cotovelos, o olhando.

Jungkook voltou com um tubinho de lubrificante, e ele derramava um pouquinho no dedo. Aproveitei para deslizar meus olhos por seu corpo escultural, suas coxas eram fodidamente gostosas, e ele tinha ombros largos, com a cintura uma pouco fina. Se Jungkook não tivesse uma mente tão diabólica, certamente podia ser comparado com um anjo. Sua cueca estava volumosa e podia ver o pré-gozo grudar no pano.

Jungkook desceu as mãos pelas minhas coxas e agarrou meu pênis, voltando os movimentos lentos e me fazendo gemer, ele me olhava mordendo os lábios e eu quase perdia o controle, querendo gritar ao invés de gemer. Ele apertou minhas bolas com uma das mãos e desceu a mesma mais um pouquinho, colocando o dedo em minha entrada.

— Não Jungkookiee...— Pedi manhoso, por mais que seu dedo provocando me causava sensações gostosas. Jungkook gemeu.

— Hum, Hyung, eu vou ser cuidado — Segurei o rosto do menor e grudei nossos lábios, enquanto sentia ele me penetrar com o dedo.

— Ah, Jungkookie...— Gemi entre sua boca e ele mordeu meu lábio, voltando a me beijar com vontade, fazendo nossas línguas se moverem em sincronia.

Meu corpo tremia enquanto sentia ele investir em mim com seu dedo deslizando devido ao lubrificante. Meu pênis latejava em resposta cada vez que ele tocava bem fundo. Chupei a língua dele e desci os beijos por seu pescoço branquinho, beijando e deixando chupões fortes, descontando todo aquele prazer que estava sentindo.

— Jungkookie, eu quero mais — Falei sentindo meu rosto corado. Eu queria gozar, queria que ele entrasse em mim logo, para sentir como era a sensação de tê-lo.

Jungkook soltou uma risadinha e agarrou minha coxa, virando-me de costas. Eu poderia estar constrangido por estar exposto daquele modo, mas eu estava tão excitado que só conseguia achar aquilo demasiadamente sexy. Seu que a bunda era minha vantagem, então fiz questão de empinar o quanto pude.

— Eu sei que quer logo, Jimin. Mas eu preciso te preparar. Tenha paciência...Só Deus sabe o quanto quero foder você. Aish...

Fechei os olhos ao sentir ele beijar minhas costas, dando alguns selares estalados e descendo até minhas nádegas. Ele segurou minha bunda com força e depositou alguns beijos. Beijos bem ali, onde nunca sequer mostrei para ninguém. Eu gemia sem parar, fazendo minha garganta ficar seca de não fechar a boca.

Sua língua subiu pelas minhas costas, beijando e lambendo até minha nuca, onde ele agarrou os cabelos e virou minha cabeça para o lado, fazendo eu o encarar.

— Vai doer um pouquinho, mas eu prometo que vai ficar muito gostoso — Jungkook sussurrou em meu ouvido com sua melhor voz e senti seu membro roçar em minha entrada. Agarrei o lençol.

— Jungkookie...Eu quero pode ir — Falei de olhos fechados e ele beijou meu rosto.

O senti entrar me preenchendo por inteiro logo na primeira vez. Coloquei a testa no colchão e gemi de dor. Não foi tão sofrido como esperava, mas ardia.

O sofrimento logo começava a passar, ficando praticamente nulo quando ouvia Jungkook gemer rouco em meu ouvido, me masturbar com rapidez e estocar em mim. Eu estava cego de tanto prazer.

— Mais, mais rápido... — Pedi ouvindo sua risada em meu ouvido.

— Gosta de como eu te fodo, hyung? — Ele gemeu alto enquanto aumentava a velocidade das estocadas, fazendo a cama soltar rangidos estranhos.

Eu ficaria sem andar amanhã, mas pouco me importava, eu nunca senti tanto prazer em minha vida.

— Jungkook...Eu... Ahh — Falei mordendo o lábio.

Jungkook se retirou de mim e me virou de barriga para cima, me fazendo abrir as pernas e se posicionando em cima de mim. Ele entrou com força novamente e eu agarrei suas costas, abrindo os olhos e o encarando.

— Jimin, você é tão lindo...Tão apertado, tão gostoso — Ele sussurrou e selou nossos lábios.

Sua mão voltou a me estimular e eu só sabia soltar espasmos, enquanto Jungkook gemia chamando pelo meu nome.

O suor escorria pela minha testa e eu desci as mãos até a bunda de Jungkook, apertando com voltade. Não demorou muito e gozei em meu abdômen. Gozei como nunca, perdendo a respiração por uns segundos.

Jungkook agarrou meu pescoço e colou nossas testas, socando com vontade em mim. Eu abri mais as pernas para facilitar os movimentos e seu pai deslizada com facilidade saindo e entrando dentro de mim.

Ele soltou em gemido alto quase gritado e senti o líquido quente me preencher. Jungkook apenas se jogou em cima de mim ainda gemendo baixo e eu agarrei seu corpo suado, deixando ele aninhado em meu peito.

Ficamos um bom tempo assim, até que ele caiu ao meu lado. O olhei e ele sorriu fraco, tocando meu rosto e acariciando ali de leve. Me virei para ele e toquei seu braço, me aproximando e deixando meu rosto em sua clavícula.

— Foi perfeito pra mim, Jimin. Foi bom 'pra você? — Ele perguntou cansado e eu assenti — Então foi mais que perfeito.

— Me sinto exausto, Jungkookie — Falei mais manhoso que o normal e ele me puxou para perto.

— Precisamos tomar um banho, vou ligar o chuveiro e venho te buscar — Ele sorriu e deu um beijo em meu nariz, ficando de joelhos e se levantando preguiçosamente,

Eu amava Jeon Jungkook.

5 de novembro, 10:43.

— Rabbit e Gnomo melhor shipp que você respeita —  Hoseok disse com um sorriso de orelha a orelha. Suas bochechas poderiam explodir a qualquer momento.

— Eu posso terminar de contar? — Falei e Hoseok riu dando de ombros — Jungkook não basta ser bonito, sarado, voz maravilhosa, coxudo, pauz...

—  Ok, dá pra pular a parte estou apaixonado 'pra caralho e voltar pra ontem de noite?

—  Ele além de ser tudo ele ainda é paciencioso e fofo, me deu banho e remédio para não acordar cheio de dores.

—  Humm, banho juntinhos? Rolou mais alguma coisa? —  Hoseok me perguntou erguendo as sobrancelhas. Fiquei corado na hora e ele riu.

—  Bom, você sabe, ele está me ensinando,,, —  Falei e ele riu.

Ouvi barulho na porta e Taehyung e Jungkook aparecendo, me fazendo eu ficar ainda mais constrangido. Engoli seco e sorri timidamente, enquanto eles se aproximavam.

—  Ouvi dizer que essa casa é a mais nova rede lgbt da universidade, estou certo? —  Taehyung disse rindo e se jogando no sofá, enquanto eu me mantinha em pé. 

Sim, em pé. Porque sentar não tinha condições. Junkook se aproximou e tocou minha cintura, olhando para baixo e encarando meus olhos. Ele riu provavelmente do meu rosto envergonhado (leia-se: cara de idiota) e me deu um selinho.

—  Leu meu último post? —  Ele falou e eu o olhei desconfiado.

—  Não...Deveria? — Falei e ele assentiu.

"Halloween chegou atrasado aqui em casa, mas felizmente. Finalmente comi a abóbora volumosa e descobri que ela é realmente muito melhor quando degustada do que enfeitando a casa. Desculpas não postar nada ontem à noite, mas esses foram os verdadeiros motivos. Uma hora ou outra o coelho se apaixona, e eu realmente espero poder dizer a vocês que estou oficialmente namorando em breve. Não fiquem triste! T.T Rabbit jamais abandonará vocês, mas agora vamos ter companhia para rolar muitas outras fotos pervertidas, hehe."

Jeon Jungkook, seu pervertido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...