História Kuroka no Basket - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Himuro Tatsuya, Hyuga Junpei, Izuki Shun, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kiyoshi Teppei, Kuroko Tetsuya, Midorima Shintarou, Mitobe Rinnosuke, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Nijimura Shuuzou, Riko Aida
Tags Esporte, Kuroko No Basuke, Romance
Visualizações 58
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Esporte, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero q gostem!

Capítulo 38 - Nova estudante e alguns problemas


Fanfic / Fanfiction Kuroka no Basket - Capítulo 38 - Nova estudante e alguns problemas

As vezes eu fico pensando, se algum dia, todos nós vamos nos separar. Cada um, vai querer se tornar o melhor no basquete, e eu, vou querer me tornar uma jogadora conhecida também. Mas as vezes eu paro pra pensar, que quando isso acontecer, todo mundo vai seguir um caminho, e vai ser diferente. Eu ouvi falar sobre uma lenda, em que se a pessoa amarra a ponta de uma linha no seu dedo, e outra pessoa amarrar a outra ponta no dedo, os seus destinos iriam se cruzar. Mas, eu realmente não acredito nisso, por que sempre vai ter alguma coisa para cortar a linha, como por exemplo, uma tesoura (Entendeu? Akashi, tesoura, não? Tudo bem ;-;)
  -Filha! Acorda, você tem que tomar banho, esqueceu que tem escola?! (Por que ela grita logo quando eu estou pensando...)
  -Já estou indo, mãe! (Vou logo pegar a roupa de escola)
   (Durante as aulas)
  -Kurokachii, você é bem estranha quando fica olhando para o nada desse jeito. Vão achar que você está maluca!
  -Não estou maluca, Kise. Só estou pensando em algumas coisas, não ligue para isso.
  -Geralmente quando se tem aula livre, você fica bem feliz. Mas agora não teve reação nenhuma.
  -Yaay...
  -Isso não foi reação! E não precisava fingir uma reação. Dormiu bem hoje? Parece estar cansada.
  -Acho que não, mas eu não estou sentindo sono. Então é meio que uma coisa confusa.
  -Como você vai falar com o ex-capitão dessa forma?
  -Ex-capitão? Como assim?
   (No clube)
  -Seus idiotas!! Por que nenhum de vocês me avisaram que o antigo capitão iria vim hoje?!
  -Pensei que você já sabia, Kurokachii! (Aposto que Kise só está inventando uma desculpa!)
  -Fiquei ocupado. (Ocupado? Não sei se acredito no Midorima...)
  -Eu acabei me esquecendo, me desculpe, Kuroka. (E-eu acredito no Akashi.)
  -Eu estava com fome... (Com fome?! Isso o Murasakibara sente sempre, mas continua falando!)
Aomine não respondeu, e ficou olhando para a minha cara como se não tivesse feito nada de errado
  -Você não vai dar justificativa também?! (Ele ficou dando tapinhas na minha costa)
  -Estou com preguiça para arranjar uma resposta. (Ele deu um sorrisinho)
  -Que raiva! (Aomine sussurrou algo no meu ouvido)
Aomine disse que gostou do chaveiro de ursinho, e ainda continua usando. Depois de ele dizer isso, eu fiquei vermelha, e Akashi chegou perto de mim perguntando se eu estava bem. Um homem chegou dentro do clube e começou a conversar com o Akashi, depois ele chegou perto de mim.
  -Akashi disse que você é a nova gerente.
  -S-sim. Prazer, meu nome é Kuroka. (Ele parece ser uma pessoa boa. Então era ele, o antigo capitão)
  -O meu nome é Nijimura Shuuzou. Sei que não é nova aqui, então deve estar sendo bem difícil aguentar eles. (Realmente...)
  -É. Mas gosto muito de ficar com eles, e-então...
  -Eu só vim aqui para dar uma passada. Como eu já vi tudo, eu estou indo. Tenho aula daqui a pouco, então até mais, Kuroka.
  -A-até.
Nossa, eu fiquei muito nervosa falando com ele! Pena que ele teve que sair cedo, se não eu iria perguntar algumas coisas... Enfim, nem tudo é possível. Espero que ele volte logo!
  -O que achou do Shuuzou, Kuroka? (Akashi chegou perto de mim, perguntando)
  -Não achei ele ruim, mas eu mal falei com ele.
  -Ele aparece as vezes, mas sempre fica pouco.
  -Entendi...
   (Durante o trabalho)
  -Riko, em que escola você estuda? (Será que ela vai me responder?)
  -Eu estudo em Seirin.
  -Seirin? Nunca ouvi falar... Na verdade nunca soube de outras escolas, além da minha. Apesar de que eu nunca parei para perguntar, haha.
  -Sim. Em Seirin, também tem um clube de basquete, mas eu não me interesso por essas coisas.
  -Basquete é legal. Eu quero ser uma jogadora profissional.
  -Ainda não sei o que eu vou ser, depende do que eu vou gostar. Kuroka, acho melhor nos irmos trabalhar, se não vamos ficar aqui no vestiário conversando, haha!
  -Sim!
     (No dia seguinte)
Os meus dias continuam repetitivos e nada está mudando. Ainda fico pensando sobre em todos se separar, e isso provavelmente vai ocorrer. O por que estou pensando nisso? Não sei. Melhor pensar na coisa ruim para depois pensar nas coisas boas, por que ai quando acaba as ruins, só sobra as boas. Na verdade e por que não tenho nada para fazer mesmo!
  -Filha!! Não repita a mesma coisa do que ontem, vai tomar banho!
  -Tá bom, mãe! Não precisa me mostrar um dejá vú.
     (Durante as aulas)
  -Sei que já estamos quase no meio do ano, mas tem uma aluna nova. (O professor anunciou)
  -Olá! O meu nome é Momoi. Prazer em conhecer todos vocês! (QUE?!)
  -MOMOI?! (Eu me levantei da cadeira e gritei, ficando assustada de ela estar ali.)
  -Kuroka-kun!! (Ela estava sorrindo para mim, como se aquilo estava sendo normal)
Kise também estava surpreso, quando eu olhei para ele. Pelo que eu saiba, a Momoi iria sair da escola, não é?! E por que ela foi parar logo na sala onde eu estou?! Quando eu disse que a minha vida estava repetitiva, eu não queria algo dessa forma!
    (No clube)
Os meninos estavam treinando quando a Momoi entrou na quadra e sentou do meu lado.
  -O que você está fazendo aqui? Não pode invadir um clube dessa maneira. (Eu fiquei irritada)
  -Kuroka-kun, eu quero ver com você! Eu não disse naquele dia que a gente poderia ser amigas?
  -... (Fiquei em silêncio)
  -Momoichii voltou...? (Murasakibara chegou perto da Momoi)
  -Sim! Murasakibara-kun!! (Momoi abraçou o Murasakibara)
  -Se vai ficar aqui, é melhor fazer algo. (Aomine falou para a Momoi)
  -Aomine-kun! Seu grosso! (Ela encheu as bochechas)
Midorima e Akashi não falaram com ela, apenas continuaram treinando.
  -Akashi-kun, Posso dar uma palavrinha com você? (Momoi chegou perto do Akashi e perguntou)
  -Se for rápida, está bem.
Akashi e Momoi estavam conversando e a Momoi estava sorrindo toda hora. Ela está parecendo aqueles personagens tsunderes, sinceramente. Não sei se é por que eu leio muito mangá ou estou fantasiando, mas isso é a definição dela, por em quanto. Momoi me irrita tanto, ainda mais perto do Akashi, está me dando uma raiva..!
  -Está sentindo ciúmes, Kurokachii? (Kise sentou do meu lado e começou a me provocar)
  -Isso não importa para você.
  -Não precisa ser tão má, Kurokachii!
  -Querer saber da vida dos outros também é algo ruim.
  -Não se preocupe, Kurokachii. Estou aqui com você, não ligue para o Akachii. (Eu olhei para o Kise e ele estava fazendo uma expressão séria)
  -Cala a boca. Ele só está conversando com a Momoi. Só isso...
        (Durante o trabalho)
  -Kuroka! Kuroka!! Acorda! Estamos no meio do trabalho!
  -Ahn? O que foi, Riko?
  -Esqueceu que estamos trabalhando? Você está muito aérea hoje!
  -Desculpa, Riko! Eu vou continuar trabalhando.
Peguei os pedidos dos clientes, e fui dando para o Midorima, quando ele me chamou.
  -Eu ouvi a conversa de vocês duas. Está tudo bem, Kuroka?
  -Sim, eu estou. Não se preocupe, Midorima!
Eu acabei de trabalhar e fui andando até em casa. Eu olhei e tinha uma sorveteria perto, então eu decidi passar por lá, para me distrair um pouco.
     (Na sorveteria)
  -Um sorvete de baunilha, por favor. (Eu pedi para o moço do caixa)
  -Está bem! (O moço do caixa respondeu)
Depois de alguns minutos o moço entregou o meu sorvete e eu sentei em uma das cadeiras perto. Estava ficando tarde então eu acabei de tomar o meu sorvete e sai da sorveteria. Quando eu sai, eu vi Momoi e Akashi se beijando
  -A-a-k... (Eu estava sem voz, não conseguia chamar o seu nome)
  -Você não precisa ver isso. (Eu ouvi a voz do Aomine e ele tampou a minha vista, me levando para outro local)
  -E-ele nem me v-viu... (Eu continuei a chorar)
  -... (Aomine não dizia nada)
  -O-o que eu faço, A-aomine...? P-por que ele fez isso comigo..? Ele não gosta de mim....? (Eu não sabia se eu chorava ou ficava com raiva naquele momento)
  -... (Aomine ainda estava calado)
Eu não parava de chorar, quando o Aomine me puxou, e começou a me beijar.


Notas Finais


Espero q tenha gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...