História Kuroka no Basket - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Akashi Seijuro, Aomine Daiki, Himuro Tatsuya, Hyuga Junpei, Izuki Shun, Kagami Taiga, Kise Ryouta, Kiyoshi Teppei, Kuroko Tetsuya, Midorima Shintarou, Mitobe Rinnosuke, Momoi Satsuki, Murasakibara Atsushi, Nijimura Shuuzou, Riko Aida
Tags Esporte, Kuroko No Basuke, Romance
Visualizações 41
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Esporte, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero q gostem!

Capítulo 41 - Urgente?!


Fanfic / Fanfiction Kuroka no Basket - Capítulo 41 - Urgente?!

Aff... Quem está me ligando? São 08:00! Isso acabou interrompendo o meu sono, mas que droga... É o Kise? Mas o que ele quer? Não sei se devo atender ou não, na última vez que falei com ele no telefone, Kise falou coisa com coisa. E tem um tempo desde que eu não falo com ele pelo telefone, e como estamos longe, não tem como eu fazer alguma coisa para ele calar a boca. Decidi ligar mesmo, não quero deixar Kise na mão, vai que seja algo urgente.
  -O quê foi, Kise? (Eu disse bocejando, um pouco irritada por ter sido acordada cedo em um domingo)
  -Acabou de acordar, Kurokachii? Foi mal se te acordei! É que é uma coisa urgente!
  -Urgente? O quê aconteceu, Kise?
  -Venha para perto da escola! Rápido! 
  -E-está bem! (Desliguei o telefone)
Minha mãe ainda estava dormindo então tentei não fazer barulho, tomei banho rapidamente e botei uma roupa. Sai de casa e fui correndo até a escola. Eu estou ficando preocupada, por que é tão urgente assim? Alguma coisa aconteceu? Eu espero que o Kise esteja bem, que não aconteça nada com ele... Por favor, espero que sim!! (Cheguei na escola e várias meninas estavam reunidas ao redor do Kise, e ele estava todo arrumado e parecia tranquilo, quando ele me viu)
  -Meninas, eu vou ter que ir. (Depois de um tempo ele convenceu as meninas a irem embora, e eu fiquei igual a um poste lá esperando saber o que aconteceu)
  -O quê foi, Kise? Me ligou daquela forma.. Está tudo bem com você? (Cheguei perto dele, dizendo)
  -Ah? Não, não é nada. Eu queria que você saísse comigo! (Eu olhei para a cara dele, com desgosto)
  -Eu vou ir embora. (Eu estava indo embora quando o Kise pegou o meu braço)
  -Espera Kurokachii! Por que vai embora?
  -Por quê? Você me chama como se algo de sério estivesse acontecendo e depois fala isso normal? Tá de brincadeira comigo, não é?
  -Achei que não iria se eu te chamasse normalmente!
  -Claro que eu não iria! Me chamou cedo dessa forma!
  -Viu? Acabou de admitir que não iria vim!
  -Continua o mesmo de sempre, Kise. Vamos, mas na próxima vez, não me chame cedo!
  -Então vai ter próxima vez?
  -N-não foi isso que eu disse!
  -Foi sim!
  -V-vamos logo antes que eu mude de ideia, caramba! Para onde você quer ir?
  -Que tal na sorveteria?
  -Pode ser. 
    (flashback: on)
  -Kurokachii! Vamos brincar naquele balanço!
  -Vamos! (Eu e Kise sentamos nos balanços e começamos a balançar)
  -Isso é divertido! (Kise estava balançando devagar quando caiu no chão, me fazendo ficar preocupada)
  -Kise!!! Você está bem? Se machucou? (Perguntei levantando ele)
  -Não precisa se preocupar com essas coisas, Kurokachii! Eu estou bem!
  -Como vou parar de me preocupar com você? (Eu comecei a chorar)
  -N-não chore Kurokachii! Olhe, a minha cara! (Ele fez uma careta e comecei a rir)
  -Hahaha, obrigada, Kise! (Dei um beijo na bochecha dele)
  -Não fique chorando, está bem? Eu estou aqui para não te fazer chorar, e sim rir! Vamos brincar mais um pouco?
  -Vamos!! (Kise sentou no balanço novamente e eu também, e começamos a nos balançar de novo, quando o Kise estava caindo novamente, mas sai do meu balanço e tentei pegar ele, mas acabei falhando e ele caiu em cima de mim)
   -Urgh... Ah! Kurokachii! Me desculpa!!!
   -Está tudo bem... Você não é tão pesado assim! Eu também vou te proteger!
   -Esse balanço é do mau!
   -Sim! Do mau! Vamos brincar na minha casa?
   -Vamos, vai ser divertido!
       (flashback: off)
   -Vai pedir sorvete de quê, Kurokachii?
   -Talvez o de baunilha.
   -Eh? Quando você era pequena, só pedia esse sorvete. Não parou com essa mania?
   -Mas quando eu comprava, sempre queria pegar um pouco do meu, não é?
   -Não precisava se lembrar dessa parte!
Eu e Kise entramos na fila e quando chegou a nossa vez eu pedi um de baunilha e o Kise pediu de chocolate. A gente sentou nas cadeiras perto
   -Lembra daquela brincadeira quando eu lia o que estava escrito na sua mão? (Kise disse, parecia que estava tentando animar)
   -Lembro, e você me enganava várias vezes com aquilo. E quando eu descobri, eu fiquei brigando com você toda a hora.
   -Deixa eu ler a sua mão? Não vou mentir agora!
   -Eu duvido que você não vai mentir, mas eu deixo. Aproveite que hoje eu estou de bom humor, tirando a parte de me acordar cedo.
Kise sorriu e pegou a minha mão
   -Eu vejo que você vai se casar com uma pessoa muito especial. Essa pessoa é seu amigo de infância... (Ele disse com um tom sério, e logo depois caiu na risada. Eu fiquei vermelha)
   -H-haha... Muito e-engraçado... (Tentei evitar o assunto mas acabei gaguejando)
   -Kurokachi... De quem você gosta?
   -C-como assim de quem eu gosto? É do Akas-
   -Tem certeza que é ele? (Ele me interrompeu, dizendo isso. Huh? Como assim? Eu não entendi)
   -... (Fiquei em silêncio)
O moço chegou com os nossos sorvetes, e isso foi uma bela estratégia para evitar o assunto de agora. Se essa conversa continuar, eu sinto que não vai dar bom.
    -A-ah! Os sorvetes chegaram! (Comecei a lamber o meu sorvete, e o Kise ainda estava olhando para mim)
    -Sim! Parece delicioso! (Kise também começou a lamber)
    (Depois da sorveteria)
    -Obrigada por me trazer até a sorveteria. Mas como eu disse, na próxima vez, não me chame cedo!
    -Kurokachii, ainda não respondeu a minha pergunta.
    -Huh? Q-que pergunta?
    -Você realmente ama o Akashi? (Eu fiquei calma, e respondi)
    -Sim, eu amo o Akashi. Desculpa Kise, mas agora eu preciso ir, minha mãe deve estar preocupada. Até amanhã. (Eu fui embora)
    -Então ela realmente esqueceu a nossa promessa....
         (flashback: on)
    -Kise! Você está bem? Mamãe disse que você está internado nesse hospital, deve ter algo em você para ficar aquI!
   -Eu estou bem! Kurokachii, me prometa uma coisa?
   -O que, Kise?
   -Se case comigo quando a gente crescer! (Ele estava vermelho e comecei a ficar vermelha também)
   -S-sim! É claro que eu me caso com você, Kise!!
   -Yay!
       (flashback: off)
Cheguei em casa e minha mãe, preocupada, perguntou onde eu estava. Pedi desculpas pois eu não queria avisar para a minha mãe por causa que ela estava dormindo, então não queria incomodá-la. Entrei no quarto e deitei na cama, e comecei a ficar um pouco pensativa. O por que o Kise me perguntou essas coisas? Ele ficou bem estranho hoje... Vou dormir um pouco, não posso forçar a minha cabeça. Bem, eu vou dormir agora.


Notas Finais


Espero q tenha gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...