História Kurry Coffee - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Originais, Shounen Ai, Yaoi
Visualizações 57
Palavras 308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, pessoasss... -_- Eu tô com muita preguiça, gente... desculpa por sumir. ;-; Vamo lê sabagaça ;-; (num deve tá baum ._.) ... Ah, é! -3- Continuando da onde parou.

Capítulo 3 - Ele vai descobrir minha fraqueza!


Ele ficou extremamente corado quando fiz aquela idiotice. Parecia um tomate. Tentei mudar o assunto e sair daquela atmosfera constrangedora:

_ Meu nome é Kury.

Ele soltou um risinho de leve e disse:

_ Mas esse não é o nome do café?

_ É sim. _ Legal. Consegui deixar a coisa ainda mais estranha. _ Sempre tive vergonha desse sobrenome no fundamental. Ele é ridículo, não é? Mas acabou sendo perfeito para o  comércio. Meu nome é Alan. Alan Kury.

Ele abraçou o livro e olhou para baixo, corando novamente.

_ Claro que não. Ele é fofo. _ Ele falou de uma maneira inocente. Tão fofo... pelo amor de tudo que é santo, me perdoem por esses pensamentos impuros! _ Aliás! Meu nome é Nathan Leminski.

Esse tempo todo eu permaneci com a mão na cabeça de Nathan sem perceber. O deixei mais constrangido do que antes. Constranger os outros deve ser um dom meu. Me afastei dele rapidamente, apaguei a luz da sala e fui para o balcão deixando-o para traz na sala escura. Eu sinto muito, mas não faço a minima ideia de como agir em momentos como esse.

Ele veio correndo atras de mim, com medo do escuro e colocou o livro em uma das mesas dizendo:

_ Sem problemas mesmo se eu tirar esse aqui da sua biblioteca?

Eu acenei com a cabeça e saí do lugar com ele para fechar e voltar para minha folga. 
Ele puxou meu pijama pela manga e me deu um abraço rápido e então voltou correndo para casa. Tão rápido que mal tive tempo de pensar no que diabos estava se passando ali. 

_...

Não! Definitivamente não! Ele é só uma criança! Não posso ter esses pensamentos sobre ele. Mas essas fantasias estranhas continuam voltando á minha mente. Não consigo evitá-las.

Como pode... eu sou uma pessoa horrível! 

 

 

 

 


Notas Finais


ALANZOOOKAAAA -q memata kkkk ^^' Sério! Minha amiga me zoou muito por causa desse nome que escolhi pra ele. Kkkkkkk ela perguntou se teria o Void também :v q Entendedores entenderão XD sfbsduyighsjuyfikuoluityu ... To be continued -->


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...