História L3ddy... - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags L3ddy Drama Romance
Visualizações 63
Palavras 1.630
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi pessoinhaas!! Tudo bem?

Obs¹- muitas coisas podem ser um sonho!
Obs²- espero que o cap tenha ficado grande, pra compensar a demora!❤





Boa leituraa❤👓

Capítulo 7 - Festa? Merda.


(Luba on) 

O cocielo e o t3ddy estavam bebendo pra cacete, e eu estava começando a beber também. Nunca fui muito de beber, e não sei por que eu estava lá no meio. No começo estava hesitando um pouco de ficar lá, mas eu estava lá só para o t3ddy não fazer besteira.

Co- galeraa, que tal a gente dar uma saída?! Aqui tá chato.-fala indo em direção a porta. 

Acho que eu era a pessoa menos bêbada dessa festa. Que bosta. O t3ddy estava seguindo o cocielo lá pra baixo, e eu estava indo junto.

Olho no relógio 22:00. Meu deus, onde eles vão há essa hora?

Eles já tinham saido da porta, e quando eu saio... Vejo eles se beijando. Não queria acreditar nisso, o meu coração se partiu em mil pedaços. Começo a lacrimejar e entro correndo.

Não queria que eles me vissem chorando, afinal, o t3ddy não é nada meu. Vou para o quarto e me tranco lá, sento abraçando minhas pernas, no canto entre a cama e o guarda-roupas.

Que saco luba, para de sofrer por uma coisa que nem existe! Que ridículo...  Mas... Se ele gostasse de mim, ele não teria beijado o cocielo...

Escuto alguém bater na porta. Como seu estava chorando, ignorei, pra ver se a pessoa ia embora. Mas esse alguém insistiu. Chego perto da porta, e pergunto baixo: "quem é?". Acho que a pessoa percebeu que eu estava chorando, por que quando eu perguntei quem era, a minha voz saiu meio rouca.

T- luba? por que  você tá ai trancado?-fala o t3ddy.

Porra... Tinha que ser o t3ddy? Que droga... Eu acho que ele realmente não sabia o que estava fazendo... Será que eu abro a porta? Bom.... Ele se preocupou comigo... Ai que merda.

Vou para traz da porta, e a abro. Quando ele entra, eu tranco a de novo.

L-oi...- falo tentando parecer o mais normal possivel. Me sento na cama.

T-cara, tu não sabe o que  me aconteceu! Eu e o cocielo, estavamos indo lá pra baixo né, ai do nada ele começou a me beijar... É obvio que eu tentei sair de lá o mais rápido possivel né, mas a gente conversou um pouco e ele pediu desculpas... Cara hoje tá sendo muito louco... 

Acho que ele percebeu que eu estava chorando, por que ele chegou pra perto da Cama e sentou do meu lado

T- o que que aconteceu Lucas?- fala me abraçando de lado, e olhando fixamente nos meus olhos, com um olhar preocupado.

L-E-eu...-deixo uma a lágrima cair. Que droga! 

T- para com isso Lucas! Me fala o que aconteceu... Eu te ajudo... Eu sempre vou estar do seu lado...

L-Que droga t3ddy... Por que você é tão... Fofo?-falo o abraçando, e sinto minha cara quente. Obviamente por que eu estava com vergonha.

(T3ddy on)

O luba... Me acha fofo? Será que ele e eu estamos pensando na mesma coisa? Porra... To sentindo que vou fazer uma merda gigantesca...

Separou o abraço e olho no fundo de seus olhos.

T- e por que você é tão lindo?-falo completando sua outra frase.

Começo a me aproximar lentamente da cara dele, intercalando o olhar entre os seus olhos e sua boca, até que nossos lábios se selam, num beijo calmo e doce, eu aprofundo mais o beijo, até que temos que nos separar por falta de ar. 

Ele fica  um pouco corado, e eu acho que eu também. Minha única reação foi abraça-lo o mais forte que consegui. Não queria sair dos braços dele nunca. Ele foi a melhor coisa que já aconteceu na minha vida.

Ele olha nos  olhos e fala:

L-Eu te Am....

 

 

 

Quando abro os olhos, estou num lugar estranho, estava muito escuro. Não dava pra enxergar um palmo em frente há cara. Tento chamar o luba.

T-Luba? Você tá ai?-falo apalpando o chão, tentando achar uma saída.

Continuo engatinhando pelo chão, mas não chego ha lugar algum. Isso é estranho pois, do jeito que o lugar parece ser grande, devia ter feito eco...  Eu to começando a ficar assustado.... Tô ouvindo um barulho... Tipo...uma voz. Me chamando bem de longe... O que será que é isso? É uma voz masculina... Será que é o luba??? Começo a seguir a direção do som da voz, e a mesma vai ficando cada vez mais alta. Até que do nada, as luzes  do lugar em que eu estava, se ascendem, me deixando "cego" por alguns segundos. 

Quando abro novamente os olhos, vejo o luba amarrado numa cadeira, aparentemente muito assustado, com um pano na boca. Provavelmente os barulhos que eu estava escutando eram dele...

Vou rapidamente até ele, para tirar o pano de sua boca, pois ele estava tentando falar alguma coisa. Quando tiro o tal pano, ele grita:

L- Atrás de você!!!

Quando eu me viro, vejo uma pessoa mascarada, com uma arma na mão, apontando para a minha cabeça. Instintivamente, levanto os braços, deixando minhas mão a vista.

A pessoa faz sinal com a arma apontando para a cadeira ao lado do luba. Fui em direção a cadeira e me sentei nela. Não vou mentir, eu estava tremendo pra caralho. A pessoa começa a me amarrar, e fala num tom baixo, porém audível.

???-vou deixar vocês conversarem. Por enquanto.-fala voltando para a escuridão, deixando um barulho audivel de porta fechando.

Quando me viro para o luba, ele está de cabeça baixa, chorando.

L-D-desculpa t3ddy, a culpa é toda minha... Me perdoa por favor... eu sinto muito...

T- para com isso Lucas! Me fala o que aconteceu!

L-V-você não lembra? Hum... Isso não me surpreende. Tá. Eu te explico.-fala suspirando.

Parece que ele hesitou um pouco antes de falar, mas... 

(Flashback on)

(Luba on) 

L- porra cocielo, a gente bebeu pra cacete, que que a gente tá fazendo na rua?

Co- ah mano, bora curtir a vida, né?

L- não Sri onde a gente vai curtir a vida se já são 3:40 da manhã! E eu to com frio..- falo segurando meus braços e tremendo um pouco.

O t3ddy chega pelo meu lado e fala de um jeito fofo:

T- deixa que eu te esquento...-faz uma pausa.- Que tal a gente ir pra casa? Eu também estou com frio...

Co- ai ta bom vai! Vocês são chatos pra cacete... Da proxima vez chamo o igão...

<< chegando em casa>>

Cocielo saiu cambaleando do elevador, abraçado com o t3ddy, até que ambos caem no chão. Começo a rir, e do nada, um vizinho do t3ddy sai do apartamento com a porra de uma faca na mão, me ameaçando.

L-Que que foi??? Calma ai moço!!-falo indo pra traz com as mãos levemente levantadas.-tá com algum problema, tirando o fogo no cu?-falo empurrando ele para trás.

Olho para o lado. O t3ddy não estava mais lá. Provavelmente, ele teria entrado, por ter se distraido, ou até mesmo pra vomitar.

Do nada( aut- sim, "do nada" de novo kakakakkakak), o t3ddy me puxa da mira do cara, e fica cara a cara com o sujeito (detalhe, ele também estava com uma faca na mão).

T- Quem você pensa que é pra ameaçar  o meu namorado??

Aquela frase soou muito fofo <3. Estou  levemente apreensivo, pelo fato de eles estarem se ameaçando com facas, e pelo t3ddy ter me chamado de namorado.

??- vocês são um bando de viados do caralho, tão fazendo uma puta barulhera, e eu to tentando dormir! E eu? Eu sou alguem que você não deve incomodar, por que eu posso fazer da sua vida um inferno...

Eu me levanto, e falo.

L-para com isso seu babaca. Você vai fazer o que? Você é um. Nós estamos em mais de 5 (contando com a galera lá de dentro ).

??- e você também!-fala soltando o braço do t3ddy, e colocando a faca em meu pescoço.-viadinho do caralho. Vai fazer o que contra mim? An? Ata. Nada. Por que você é um bosta, que não passa de lixo. Volta pro lixão, ops, sua casa-fala zombando de mim.-One... Que dó... O bambi vai chorar...-fala rindo e me empurrando para traz, me fazendo cair no chão.

L-E-e você é o que? Claro que você é muito superior a min, pra falar comigo desse jeito. Você não é ninguém pra falar desse jeito comigo, eu sei muito bem o que eu estou fazendo, entao cala boca, e começa a cuidar da tua vida que vale mais a pena.-falo levantando e dando um soco o mais  forte que eu consigo na cara dele, o fazendo cair no chão.

??- eu vou fazer da vida de vocês um inferno. Aliás, prazer. Meu nome é bruno-fala rindo sarcasticamente.

Apenas ignoro isso e entro. O cocielo vai junto comigo, fica apenas o t3ddy lá fora.

(T3ddy on)

B(Bruno)-Você acha que vai conseguir defender esse viadinho? Ele me da nojo. Você me da nojo. Todo mundo ai me da nojo. Vocês não me conhecem... Vou acabar com a vida de vocês...

T- Querido? Você também não me conhece. E alias, está bem longe de me conhecer. Você deveria tomar cuidado com quem você irrita. Por que ninguém aqui conhece o meu lado "mau". E eu garanto que você não vai querer ser o primeiro. Toma cuidado.-falo do uma piscadinha, na ultrma frase.

Saio de lá lentamente, e deu pra ouvir ele murmurando coisas. 

Ham. Achando que EU, tenho que tomar cuidado com ele. Ele que tem que tomar cuidado comigo... Se ele encostar 1 dedo no MEU Lucas... 

(Flashback off)

(Luba on)

L- ...entendeu mais ou menos o que aconteceu? 

T-sim... Você está com medo?-fala olhando fixamente para mim, e eu retribui o olhar.

L-sinceramente? Sim. Mas... -t3ddy me corta.

T- eu não vou Deixar que ele faça nada com você, ok? Eu te prometo isso.

Escuto uma barulho de porta abrindo....

 

 

 

 

 

 

Continua......

 

 

 

 


Notas Finais


Bom gente, é isso❤ espero que tenham gostado!!
Comentem o que estão achando que vai acontecer!
E como sempre, um beijo pra quem quiser turma!! Faloww❤😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...