História L3ddy, só uma amizade? - Capítulo 4


Escrita por: ~, ~UmKookieGostoso e ~Hoshibias

Exibições 36
Palavras 1.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente vai ter um hot (mas não vai ser sexo, vai ser só uma ceninha), desculpem se ficar horroroso, porque eu senti uma grande vergonha alheia de escrever aquele finalzinho lá, mas espero que gostem.

BOA LEITURA!!!!

Capítulo 4 - Oferta


Fanfic / Fanfiction L3ddy, só uma amizade? - Capítulo 4 - Oferta

P.O.V LUBA

 

01h20min

Quando o T3ddy me deu boa noite, pensei em dormir, mas não conseguia, então eu fiquei fingindo por um bom tempo, e quando achei que o T3ddy tinha dormido, eu me virei, e fiquei olhando para ele dormindo, sinceramente ele estava muito sexy naquela posição (Pelo visto eu realmente gosto dele), pois estava de lado, e parecia até estar me olhando, mas já tinha dormido, portanto passei um bom tempo olhando para aquele corpinho malhado, lindo, perfeito. Então eu adormeci...

{Quebra de tempo}

Uau, que noite que eu tive, apesar de não ter nenhum sonho daqueles, senti que esse foi o meu melhor sono em meses (desde que terminei o namoro com o Júlio)... Depois de acordar fui ao banheiro, fiz minhas higienes e então fui para a cozinha, lá vi o T3ddy cozinhando panquecas (AI Jesus) e vestindo apenas uma camiseta e uma calça apertada, MEU DEUS que bunda linda, eita espera, ai droga, Luba ele é hétero, para com isso.

Cheguei por trás dele e dei um susto daqueles (se é que você me entende)... Eu pensei por um minuto que tinha matado ele do coração, mas alguns minutos depois eu vi que ele só estava fingindo,afinal eu usei uma técnica infalível, assim que ele caiu no chão eu falei:

L: As panquecas vão queimar t3ddynho (deixei o T3ddynho escapar)

T: Ai meu Deus é verdade (ele se levantou em um pulo)

L: Um pouco mais de teatro nesse corpinho não faria mal

T: Fica quietinho Lubinho

L: hehehe

As panquecas estavam tão bonitas que eu tinha vontade de pegar ali mesmo, na frigideira (Sim o T3ddy faz panquecas na frigideira), mas me segurei. Pegamos os pratos, fomos para a sala e comemos, estava maravilhoso, mas aí eu me lembrei que tinha intolerância à lactose, FUDEU, mas mesmo assim perguntei pra ele se ele tinha cozinhado com leite:
                L: T3ddy, você colocou leite nessas panquecas?

T: Claro que não, desde quando se faz panquecas com leite? (Ele perguntou tão seriamente, só que não)

L: Ah, é... É que eu tenho intolerância sabe?

T: Então acho melhor você parar de tomar esse iogurte que você está tomando agora. (EU SOU UMA ANTA MESMO)

L: AI MEU DEUS EU SOU MUITO ESTÚPIDO!!! EU PRECISO VOLTAR PRA CASA AGORA!!

T: Calma Luba, eu te levo lá, só vou pegar umas coisas aqui

L: Não precisa T3ddy, eu posso ir de táxi. (o que eu mais queria era que ele me levasse, mas tentei parecer educado)

T: Não mesmo, você está com pressa, e pressa é tudo que os taxistas não tem. (Obrigado Jesus)

L: Ok, obrigado T3ddy.

{Quebra de tempo}

Finalmente chegamos em casa, eu abri a porta, a grade e falei pro T3ddy que ele podia ficar na sala vendo tv ou jogando no PS4, que eu ia no banheiro e o resto ele já sabia o porquê.

Cheguei correndo no banheiro, e quando cheguei lá me senti mais magro, mas acho que os detalhes não são necessários né? ... Quando voltei pra sala vi uma das cenas mais lindas (sexys) que já tinha visto na minha vida, tinha sido mais sexy do que aquelas vezes que eu estava com o Wellinton... Ai meu deus será que eu deveria parar de olhar? Aff eu vou parar, vai que ele percebe, daí ele ainda vai me dar um fora, se afastar de mim e falar mal de mim e daqui a pouco vou ser o cara mais tarado do mundo e... Ai que merda eu não paro de pensar em coisas estúpidas, e parece que eu quero isso, afinal é tudo que eu consigo pensar, T3ddy, T3ddy, T3ddy, e mais T3ddy, não que ele seja uma coisa estúpida, porque ele não é.

14h40min

Estamos indo almoçar na galeteria que tem aqui do lado, e sinceramente, eu não sei mais o que fazer, afinal depois do almoço a gente vai pra casa do T3ddy, para gravarmos um vídeo, e provavelmente ele vai me pedir para dormir lá de novo, e eu tenho certeza de que vou fazer uma besteira, e vai acontecer tudo de ruim, portanto tenho que inventar uma boa desculpa para poder me safar de ir lá.

{QUEBRA DE TEMPO}

Chegamos na casa do T3ddy e falo a melhor coisa do mundo para aquele momento (L: à sós... Aut: Aham sei. L: Xiuuuuuuuu):

L: QUE GALETERIA BOA TENHO QUE ME LEMBRAR DO NOME DELA!!!!!

T: VOCÊ GOSTOU???????? DAQUELA COMIDA MAL FEITA E SEM GOSTO??????!!!!!!!!!

L: Sim, por quê? Tu não gostou?

T: Lubinho tu não ouviu o que eu acabei de falar?

L: Affff você está tão sarcástico hoje.

T: Acredite meu querido, eu SEMPRE SOU SARCÁSTICO.

Assim que ele soltou aquele querido corei tanto, que pensei que ia explodir, mas me segurei, e, acredite, não foi fácil, pois a voz que o T3ddy fez na hora do querido me consumiu por dentro, me fazendo sentir borboletas no estômago, mas eu tinha aguentado, e era isso que importava, portanto, importou, e bom para mim.

Depois de um tempo chegou a grande hora, quando ele me perguntou se eu queria dormir na casa dele, e... :

                T: Luba, eu sei que você dormiu aqui ontem porque estava tarde e porque eu pedi muito, mas agora eu quero te fazer uma proposta. (DEU ÊNFASE NA “PROPOSTA” AI MEU DEUS)

                L: Ai T3ddy, não me assusta assim, diz aí. (Fiz uma voz tão sexy que mereço um óscar, mas deixa pra depois)

                T: Se você dormir aqui de novo, eu posso fazer pipoca, e nós podemos fazer uma maratona de filmes, que tal?

                Me senti tão mas tão culpado de recusar essa oferta divina, que pensei que ia vomitar (tudo a ver né?), mas mesmo assim eu falei:

                L: Ai T3ddy, mesmo que seja uma oferta irrecusável, ainda mais por estar cont... Eita, desculpa, mas eu tenho mesmo que voltar pra casa, afinal eu estou com alguns problemas, e tenho que me encontrar com um cara amanhã cedo para discutirmos um assunto importante, mas me desculpa mesmo. (L: Já posso me matar? Aut: não mesmo. L: ta)

                T: Sabe Luba, você não me engana, mas mesmo assim eu te deixo ir, afinal eu sou teu amigo, acho né, então eu te deixo ir, e saiba, que vai ser 100000000000 de vezes pior assistir a essa maratona sozinho, mas ok né. (Droga, ele parecia mesmo triste)

                (L: Ainda te mato autor. Aut: Antes você tem que acabar o capítulo)

                L: Ai T3ddy, me desculpa mesmo, eu, eu tenho que ir, tchau.

                T: Eu vou te levar, E NEM TENTE EVITAR, PORQUE EU VOU CONTIGO SEM MAIS OU MENOS!

                Tá, vem, aproveita e já transa comigo (PENSAMENTOS)

                L: Tá bom, vamos lá.

                Chegando na minha casa...        

                L: Muito obrigado mesmo T3ddy, você está fazendo muito por mim

                E já pode começar a tirar minha roupa também.

                T: Tudo bem, tchau.

                L: Tchau. (sorrio sem mostrar os dentes)

                EU QUERO MORRER!!!!!!!

                Recusar aquela oferta era completamente IMPOSSÍVEL, AAAAAH, QUE ÓDIO!!!!!

Tá, chega, eu tenho que dormir, ou vou acabar fazendo mais uma besteira.

 

22h30min

Fui ao banho, soquei a parede, minha mão quase sangrou, mas valeu essa dor, EM TODOS OS SENTIDOS! Deixei a água quente cair sobre o meu corpo, mas aquilo estava me relaxando de algum modo, aí que notei que meu pênis estava ereto, como eu sabia o porquê, comecei a bater uma ali mesmo, afinal era melhor ali do que na cama, assim que comecei a bater, pensei nos nossos momentos, e então imaginei a possibilidade de ter aceitado a oferta dele, então imagino ele me chamando para deitar no colo dele, e então ele me vira para seu pênis e eu começo a chupá-lo, [...] acabei gozando muito forte, mas pelo menos me acalmei. (Aut: Gente eu juro que estou morrendo de vergonha de ter escrito uma coisa dessas), depois desse caso eu fui pra minha cama porque não aguentava mais, então por incrível que pareça, dormi rapidamente.


Notas Finais


Gente eu juro que estou morrendo de vergonha de ter escrito uma coisa daquelas, mas se alguém não gostou azar, porque eu falei que iam ter coisas envolvendo sexo na fanfic e blá blá blá, portanto, se não gostou me desculpe [só pra avisar, essa é minha primeira vez “hot”, porque não foi bem um "hot", foi uma mini cena, vocês sabem porque, mas enfim, foi mal se ficou muito ruim])


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...