História L3DDY- UMA PAIXÃO (SEASON 2) O passado realmente me condena - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe Z. "Felps", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Felps, Lucas "LubaTV", Lucas Olioti
Tags Cellbits, Felps, Gabbie Fadel, L3ddy, Luba, Lubbiel, T3ddy
Exibições 7
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus amoleees, tô aqui com mais um capítulo. E dessa vez vai ser do T3ddy, e assim vai alternando, Luba, T3ddy,Luba, T3ddy, etc.
E nesse capítulo eu tive ajuda da ~PaulaComaQuotes divosa autora da the best fic do world, depois dêem uma olhada. Aproveitem o capítulo ^^

Capítulo 2 - Uma noite bem louca


Fanfic / Fanfiction L3DDY- UMA PAIXÃO (SEASON 2) O passado realmente me condena - Capítulo 2 - Uma noite bem louca


28 de Setembro de 2000

T3ddy

Acordo de manhã, olho o despertador e ainda são 9:00hrs 

"Mas o que é que eu tô fazendo acordado essa hora?"

Como não tenho nada pra fazer coloco pra tocar "I Wanna be Yours- Arctic Monkeys"

Fico sentado na cama olhando para o chão e levo um susto quando o meu celular começa a tocar quase quebrando os vidros de tão alto.

"Ligação de Felps"

-Alô?

-Alô, Lucas?

-Sim sou eu Felipe

-Preciso da sua ajuda

-Com o que? 

-Tô com dificuldade num trabalho da faculdade.

-Procura na internet mano.

-Pô Lucas, só dessa vez.

-Você tá me falando isso desde o início do bimestre. Aliás, do ano até. 

-Só dessa vez, please.

-Tá, mas só dessa vez.

-OBRIGADO, FICO TE DEVENDO ESSA.

Desligo o telefone e continuo olhando pro chão por uns cinco minutos até me lembrar que tenho que ajudar o Felps. 

Visto a primeira roupa que vejo no guarda roupa e pego meu carro na garagem.

Vou dirigindo bem lentamente por que não tô nem um pouco afim de ajudar ele.

Chego na casa dele com uns 30 minutos de relógio, que no caso, o normal seria 10.

Bato na porta umas cinco vezes mas ninguém me atende.

"Se ele tiver feito eu vir aqui atoa eu mato ele."

Fico sentado uns 5 minutos na porta, já tinha batido na porta umas 15 vezes. Decido ir embora, afinal pra que ficar esperando ali atoa!

Quando estou chegando na metade da escada vejo ele subindo apressado com um monte de sacola, um tanto de folha e de comida tambem. 

-Minha nossa Lucas, desculpa te fazer esperar. Mas é que eu esqueci algumas coisas na casa de uma amiga e tive que ir buscar.

-Sem problemas- respondi secamente na esperança de ele perceber que eu queria ir embora o mais rápido possível. Mas acho que ele não percebeu e me fez ajudar organizar aquele punhado de folha que tava carregando.

Depois de uns 15 minutos começamos o trabalho. Que era de filosofia uma das matérias mais fáceis do mundo. Ficamos uns 40 minutos fazendo (menino perfeccionista é um saco.)

Depois disso começamos a conversar da vida e tals. Ele me disse que tava passando por uma fase difícil, tinha um monte de conta atolada e o seu salário não tava dando nem pro aluguel do apartamento. E eu sinceramente não sei como reagir a essas coisas.

-Poxa cara, fica difícil te ajudar mas eu sei que tudo vai dar certo. Que tal você dormir lá em casa hoje? A gente fica vendo umas series até de madrugada. 

-Pode ser. Passo lá umas 18:30?

-Okay.

Me despedi dele e fui pro supermercado comprar algumas coisinhas pra de noite.

Acabou que ficou em 200 reais a compra que no caso foram:

10 pacotes de fini 

7 pacotes de marshmallow 

10 garrafas de refrigerante

2 garrafas de vinho

5 pacotes de pipoca 

4 bandejas de yogurte 

6 pacotes de ruffles 

3 pacotes de doritos 

2 pacotes de sucrilhos 

É eu ainda tive que comprar uma cadeira dessas que giram sabe?

Resumindo, muita coisa. Tudo bem que parece exagero, mas fazer o que né. Noite de série é noite de série. 

Deu 18:45 e ele chegou. 

-Então, vamos ver o que? 

-Escolhe Felps 

-Que tal The Walking Dead? 

-Nunca vi, é boa?

-Pode saber que é. 

Assistimos e quando fui olhar a hora já eram 2:30 da madruga. Comemos quase metade das coisas que eu comprei e ele ainda trouxe 7 garrafas de energético.

Ou seja os dois estavam dispostos a assistir todas as temporadas até no mjnimo umas 10 horas de domingo. Que no caso já era hoje.

Assistimos até umas 8:00 duas hodas antes do esperado. Estávamos com olheiras e completamente exaustos. Resolvemos dormir e acordamos umas 14:00 

-Lucas do céu que horas são? 

-14:10, porque? 

-Meu deus do céu, eu tenho que ir na casa da minha amiga ajudar ela num trabalho do PowerPoint, esqueci completamente. 

-Liga pra ela e fala que alguém da sua família morreu e que não vai poder ajudar.

Emprestei meu celular pra ele, ele ligou pra tal menina e eles tavam conversando numa linguagem que eu sinceramente desconheço.

Parecia uma mistura de japonês com árabe só que em português.

Eles ficaram conversando e depois de um 10 minutos ele desligou o telefone. O tom de voz dele havia mudado muitas vezes durante a conversa, parecia um pouco irritado. Não entendi bem mas ele dizia alguma coisa tipo:

"Para de ser burra, deixa eu com o menino afe"

Isso me pareceu bastante estranho. Tipo, bastante mesmo.

-Resolveu?- perguntei.

-Resolvi sim, apesar dela não ter concordado muito bem, mas okay.

Achei aquilo muito estranho.  Não ter concordado com o que?

-Concordado com o que?- criei coragem pra perguntar, porque ne a curiosidade falou mais alto.

-De você ser meu namorado.

MAS O QUE? ESSE GAROTO TÁ FICANDO LOUCO?

-Do que você tá falando seu demente?

-Ue, você não se lembra do que aconteceu?

-Não, me explica ai.- Tava cada fez ficando mais estranho. Do que esse menino tá falando?

-Bom, ontem à noite a gente tinha acabado de assistir a segunda temporada de The Walking dead, daí eu falei que ia no banheiro. Você desceu e foi na cozinha pegar alguma coisa lá, ficou lá uns 15 minutos. Desci porque achei estranho você estar demorando tanto afinal você só tinha ido na cozinha. Quando cheguei lá você tava sentado numa cadeira com umas velas na tua frente, você tava segurando um buque e me perguntou se eu queria namorar contigo, eu achei aquilo tão mais tão estranho que dei uma saída e fui na farmácia, comprei uns calmantes pra você. Quando voltei você me expulsou da sua casa com um guarda chuva e eu não me lembro de você ter bebido mais vi que estava completamente chapado.

-Mas o que?

-Resolvi voltar umas duas horas depois e você já tava dormindo entao fiquei sentado na tua cama e acabei dormindo e cai de noite no colchão de baixo. 

-Mas como você entrou?

-Eu tenho a chave que você me deu uns dois anos atrás. 


Notas Finais


O que acharam? Comentem aí amolees, pra tia aqui ficar feliz, e mostrem pros seus migos, vai que eles gostam. Beijin da tia😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...