História La Dulce Tentación. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Once Upon a Time
Personagens Anna, August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Lilith "Lily" Page, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Regina Mills, Swan Queen
Visualizações 159
Palavras 2.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegay!!! Primeiramente estão vivos com os tiros da dona Parrilla ? E a nossa Roni que mal chegou e já é dona da po*** toda ? 😌😍 ❤️
Boa noite my apples, tudo bem com vocês ? Espero que sim.☺️💙
Mil desculpas pela demora para atualizar, eu estava ocupada auxiliando a minha irmã e fiquei sem internet para postar.

Enfim... Boa leitura. 📕👓

Capítulo 14 - Capítulo 14


O som do alarme soava indicando que um novo dia havia se iniciado e naquela tipica manhã de primavera não tinha o tão costumeiro brilho do sol, o tempo estava nublado e frio, assim como o humor de Regina naquela manhã. A morena tinha tido uma péssima noite de sono, resultado da brincadeira feita por Zelena e as inúmeras mensagens e ligações que  Emma prontamente ignorou, deixando a mente criativa da morena fervilhar com varias teorias e nenhuma delas lhe agradava. 

Suspirando fundo e tentando ignorar a insegurança que a cada minuto falava mais alto, Mills sentou-se na sua espaçosa e confortável cama box, deixando as costas encostadas na cabeceira da cama, enquanto fitava um ponto qualquer do seu quarto. Regina se assustou ao ouvir batidas na porta do seu quarto, mais antes que algo passasse por entre seus lábios carnudos, a porta é aberta por Zelena que coloca somente a cabeça entre a fresta da porta.

- Sis ? - Zelena diz, após receber somente o olhar zangado da mais velha. - Ah qual é Regina... Sério que você vai ficar brava comigo por aquela brincadeirinha. - A ruiva protesta desacreditada da atitude de Regina, já que a morena nunca  havia ficado tão brava como agora com uma brincadeira sua.

- Sério que você vai continuar bancando a vitima para cima de mim, quando nós duas sabemos que você erro e errou feio, sis ? - Regina diz, chateada com a atitude infantil de Zelena.

- Poxa... Eu já te pedi desculpas Regina, também não é pra tanto vai. - Zelena diz, tediosa.

- Desculpas não podem mudar a merda que você fez ao querer revelar algum intimo meu e da Mary, e caso você não saiba a gente somente se beijou porque ela nunca tinha beijado alguém e não queria desapontar o David. Eu tinha jurado que isso iria ficar somente entre a gente, mais você acabou descobrindo e olha só no que deu. Eu não sei como vou encarar o David e Emma... Ela vem ignorando todas as minhas ligações e mensagens e eu sinceramente pensei em ir até lá, mais poderia acabar piorando as coisas. Então não, não me venha comparar essa brincadeira com as outras e nem dizer que estou fazendo uma tempestade em copo d'água por nada. - Desabafa Regina sentindo-se mais leve.

- Regina, eu...- Zelena tenta se desculpar novamente com a morena, mas a mais velha lhe corta não lhe dando a chance de terminar a frase.

- Saia do meu quarto por favor, eu preciso me arrumar. - Regina diz, com a voz mais grossa do que o normal.

Zelena abaixa a cabeça a fim de esconder suas lágrimas, mas acabou sendo em vão, a morena conhecia muito bem a caçula e lhe dóia tratar a irmã com frieza, mais Zelena tinha que crescer e aprender que uma simples brincadeira poderia gerar um grande estrago. A ruiva assente e deixa o quarto sem dizer nada, ela respeitaria o momento da primogênita. O café da manhã entre as irmãs seguiu em total silêncio, os únicos sons ouvidos eram somente os  talheres e das xícaras contra os pires, assim se sucedeu também o trajeto para a escola.

Regina assim que adentrou o prédio do colégio procurou por sua loirinha, mais infelizmente não encontrou ela no pátio, nem nos corredores, muito menos na biblioteca, naquele momento as únicas alternativas que passavam pela cabeça da professora eram que Swan não iria comparecer as aulas ou estaria em algum lugar da escola lhe evitando.

Suspirando fundo e deixando os ombros caírem, a morena se pós a caminhar novamente e dessa vez para sala dos professores, mais tal ação foi interrompida por uma mão segurando firmemente o  pulso de Mills e puxando a morena logo em seguida para dentro de uma sala escura. Regina mal teve tempo de dizer algo, pois ela sentiu o ar se esvaziar de  seus pulmões assim que sentiu suas costas se chorarem na porta fechando a mesma e em seguida lábios exigentes esmagarem os seus, enquanto um par de mãos lhe seguram com firmeza sua fina cintura. A morena correspondeu a altura, levando sua destra  até nuca e deixou a sua outra mão no ombro, a luz não era necessária  para que ela soubesse que estava nos braços de Swan, a professora já conhecia aqueles lábios assim como aquele cheiro de canela que é tão característico da loira. Quando o ar se fez necessário, Swan separou seus lábios dos de Regina e passou a devorar o pescoço da morena, dando beijos molhados e chupões que deixariam marcas, mas esse era o intuito da loira, Mills arfou e ofegou com as investidas que recebia em seu pescoço. Contra a sua vontade da professora e fazendo um esforço sobre humano, ela afastou Emma que protestou e tentou avançar sobre ela novamente, mais Mills lhe impediu.

- Own... Ual ! - Exclama Regina sentindo-se desnorteada pelo calor que a loira despertou em si. -
¿Lo que se passa ? - Mills questiona confusa, pois pensou que Emma não queria lhe ver nem pintada de ouro.

-  ¿No es obvio? Estábamos cambiando unos besos. - Swan diz, com a voz carregada de sensualidade, causando um gostoso arrepio pelo corpo de Regina.

Mesmo estando escuro Regina podia jurar que Emma tinha um sorrisinho cafajeste estampado em seu rosto.

- Uh..er.. é.. - Regina murmura coçando a garganta. - Certo, Emma precisamos conversar sobre o que aconteceu ontem. Eu te devo uma explicação.

- Eu sei e queria me desculpar com você por não ter atendido as suas ligações ou respondido as suas mensagens, mas Regi eu precisava desse tempo para pensar. - Swan diz e suspira fundo. - Eu não estou com raiva de você ou da minha mãe, se é isso que você está pensando, mesmo porque  foi a muito tempo, mais é estranho para mim entende ? - Explica loira.

-  Si mi cariño y yo siento muy por so eso . - Regina diz, puxando Swan para um abraço.

- Regis, eu gostaria muito de ouvir sobre essa história do  beijo. - Swan diz irronica, fazendo Mills gargalhar. - Mais agora eu tenho aula de espanhol com uma professora maravilhosa, sabe ?

- Hm. E eu poderia saber quem é essa professora ? - Regina questiona a mais nova fingindo estar desentendida.

- Ela está bem na minha frente e eu estou morrendo de vontade de beija-la. - Swan diz , aproximando-se da morena.

- Tá ai uma coisa que você nunca passará comigo EM-MA... Irei realizar todas as suas vontades. - Regina diz de forma provocante.

E novamente as mulheres se entregam a um beijo tórrido com direito a mão boba, quando o clima estava relativamente quente, o  toque estridente do alarme traz as mulheres de volta a realidade e ambas se separam rapidamente sentindo em seus corpos quentes e sedentos por toques mais íntimos.

(...)

Emma estava tentando se concentrar na aula de química, mais a sua mente lhe traia e fazia com que a loira lembra-se dos amassos trocados com uma certa morena com uma cicatriz extremamente sexy. A loira estava tão distraída que não se deu conta que sorria ao se lembrar de Regina.

- Hey patinha. - Ruby cutucou a amiga que no mesmo instante olhou para a morena de mechas vermelhas por cima do seu ombro. - Viu o passarinho verde foi... ou melhor, tirou as teias de aranha foi ? - Zombou Lucas se divertindo com a carranca que se formou no rosto de Swan.

- Não que seja da sua opinião, eu não viu nenhum passarinho verde, mais em compensação vi uma morena sensacional. - Swan diz com um sorrisinho malicioso.

- Hm... Por esse sorrisinho ai posso apostar que fizeram as pazes ?! - Ruby diz, mais afirmando do que perguntando.

- Sim, eu não tenho motivo para fazer uma cena por algo que aconteceu antes mesmo do meu nascimento. - Swan diz, fazendo uma careta. - A Regina também me contou o que de fato aconteceu e estamos bem.

- Awnt. - Ruby exclama, enquanto apertava as bochechas de Emma. - Okay loira, tá tudo muito lindo, tudo muito gay, mais a pergunta que não quer calar... Quando vocês vão tirar o atraso ? - Lucas pergunta sem pudor algum, fazendo as bochechas de Swan esquentarem.

- LUCAS! - Swan grita irritada, chamando a atenção não só dos alunos como do professor que parou de explicar a matéria e encarou as duas meninas com um semblante nada amigável.

- Desculpem, mais estamos atrapalhando as conversas paralelas das moças ai ? - O professor pergunta irônico.

 - Olha, eu não irei dizer nada, mais já que o senhor perguntou... - Ruby diz com desdém, enquanto olhava as próprias  unhas.

- Chega senhorita Lucas não precisa nem terminar essa frase. - O professor diz irritado com a petulancia da menina. - Se comporte ou serei obrigado a te tirar da sala.

- Pede pra sair Ruby. - Peter gritou, fazendo todos gargalharem exceto o professor.

- Chega ! - O professor grita batendo o livro de química na mesa.

- Tá nervoso ? Vai pescar. - Zombou Graham cantarolando.

- Eu não espero o carnaval chegar pra ser faminta, sou todo dia, sou todo dia. - Cantarolou Ariel.

- Oi linda, então só pra esclarecer você é VADIA e não FAMINTA, quer dizer faminta até pode ser... por pau. - Alfinetou Ursula fazendo todos gargalharem, enquanto Ariel pegou um livro para arremessar  na direção da morena.

- Cala a boca sua aprendiz de Rasputia. - Gritou Ariel.

- Menina isso aqui esta melhor do que casos de família. - Ruby diz, olhando de um lado para o outro.Emma apenas assente concordando com o que a morena disse.

- Eu desisto que se matem. - O professor diz mais para si do que para os alunos e sai da sala.

(...)

- Seus capetinhas, eu fiquei sabendo que vocês colocaram o Alfredo para correr. - Zelena diz, sentando-se com Regina na mesa do squart.

- Quem é Alfredo ? - Rose questiona confusa.

- Oras... O professor de química de vocês. - Zelena diz, revirando os olhos,

- Mais o no... - Ante que Rose pudesse completar a frase, Zelena corta a loirinha,

- Eu sei que o nome dele não é Alfredo, fadinha. - Zelena diz, enquanto enfiava uma batatinha na boca.

- Então...- Killian diz.

- Então o que garoto delineador ? - Zelena pergunta confusa.

- Então porque você chama ele de Alfredo ? - Killian pergunta curioso assim com os demais.

- Primeiro porque ele tem cara de bunda e segundo porque eu me lembro daquele comercial de papel higiênico que tinha o mordomo. - Explica a ruiva. Fazendo todos da mesa gargalharem.

- Cunhadinha adivinha quem começou toda essa confusão ? - Swan pergunta para Zelena enquanto fuzilava Ruby com o olhar.

- Espera ai... Você me chamou de cunhadinha, então vocês estão de bem ? - Zelena pergunta confusa, recebendo acenos positivos das mulheres. - Suas filhas da puta !!  Vocês não iriam me contar ? Preferiram me deixar na bad achando que tinha acabado com o meu casalzinho e com a chance do Reginaldo parar de fuder com a vida dos outros ? - A ruiva questiona as mulheres irritadas.

- Eu já disse para você parar de me chamar por esse nome horrível. - Regina grune irritada. - E o seu castigo seria não saber que a gente fez as pazes.

- Soub até rolou preliminares no laboratorio de química. - Ruby diz cantarolando. Deixando Emma vermelha e Regina sem palavras.

- Porra! Você iria me esconder isso também ? Regina você é cruel. - Zelena choraminga.

- Não aconteceu nada, Ruby apenas fala o que não deve. - Swan diz nervosa.

- Apenas trabalho com verdades, blondie. - Ruby diz, dando de ombros.

Jefferson que estava à algumas minutos trocando olharem bastantes sugestivos com Rose se aproxima da mesa do squart cumprimentando todos e se despede após ter deixando um bilhete para Rose.

- Hum, eu perdi algo aqui ? - Algust que estava quieto apenas observando a interação dos amigos na mesa, pergunta curioso.

- Menino, você perdeu a fadinha dando o maior beijo de cinema nesse sapão ai. - Zelena diz, fazendo a boca de Algust abrir em um "O" perfeito e Rose corar fortemente, enquanto Killian parecia ter levado um soco no estômago com aquele comentário da ruiva.

- Temos uma novo casalzinho e eu super shippo. - Ruby diz com entusiasmo.

- Er..eu... Bom eu vou no banheiro, com licença. - Rose diz ainda corada.

- Banheiro sei... Você é pegar aquele pão, né sua safada! Bem que dizem que as santinhas são as piores.- Zelena diz, olhando para a loirinha com malícia fazendo a mesma ficar corada, Swan, Ruby e Algunst sorriem do desconforto da amiga. Regina vendo o estado que sua irmã estava deixando sua aluna resolve interferir, beliscando o braço de Zelena. Aí  !- A ruiva grita, fuzilando a irmã com o olhar. Rose a aproveita a distração da ruiva para escapar das perguntas constrangedoras. .

- E-ela está namora com o Jefferson ? - Killian pergunta assim que Rose deixa o refeitório.

- Acho que não Kill, está muito recende o envolvimento deles. - Diz Swna.

Killian assente e passa a fita vazio as palavras de Emma martelavam em  sua cabeça, o moreno de intensos olhos azuis se lastima por deixar o medo lhe dominar o deixando inseguro para confessar a Rose os seus sentimentos por ele e  a possivel chance que ele tinha como a loira foi disperdiçada quando ele aceitou o desafio de Neal para beija-la por uma simples aposta.

- A fila anda, a catraca gira se você sentiu saudades vai pro final da fila. - Zelena cantarolou como se soubesse os pensamentos do moreno.

- Zelena. - Regina chama a atenção da ruiva lhe cutucando.

- Não, tudo bem Mills. Ela está certa, eu tenho que lutar pela Rose. - Killian diz determinado .

 


Notas Finais


Por hoje é isso ai galerus 😌
Ghost podem dar o ar da graça, quem gosta de fantasma são os Sam e o Dean 😌😂
Vejo vocês no próximo cap, Swens 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...