História La Dulce Tentación. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Jennifer Morrison, Lana Parrilla, Once Upon a Time
Personagens Anna, August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Elsa, Emma Swan, Lilith "Lily" Page, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Regina Mills, Swan Queen
Visualizações 427
Palavras 2.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei, tô preparada pra atacar... 🎶🎧

Boa tarde, my apple's. 🍎❤

Espero que gostem do cap. Vejo vocês lá em baixo. 😘

Boa leitura. 📑👓

Capítulo 4 - Capítulo 4


Toda ação tem uma reação, assim diz a terceira lei de Newton, e a sinceridade de Regina infelizmente não gerou uma reação positiva.

Emma passou a evitar e também ignorar as mensagens de Regina, após aquela brincadeira, onde a morena deixou claro a preferência por mulheres loiras. 

Mills estava confusa e buscava no fundo da sua mente o motivo para esse afastamento. Eram inúmeras as tentativas da morena de se aproximar a fim de saber o que se passava com a mais nova, mais Emma sempre escapava da morena, como se Regina tentasse segurar água.

A presença de Emma se tornou fundamental para os dias solitários de Regina, a mesma ficou totalmente dependente da loirinha. Emma simbolizava uma frestinha de luz em meio a escuridão que a morena se encontrava, ela nunca pensou que sentiria tanta falta de passar alguns minutos ou horas na companhia de alguém, já que Mills não se considerava uma pessoa muito sociável, mais Emma mudou isso em sí e ela reconhecia. 

Regina estava decidida, ela exigiria uma conversa com Swan e colocaria tudo em pratos limpos, já que a loirinha teve o seu "tempo".

Sexta-feira Swan's Home 20:15pm


Emma estava deitada em sua cama fitando o teto a cima de sí. Ela estava perdida em pensamentos, sabia que tinha agido errado com Regina em se afastar dessa forma e ainda por cima fugir da sua professora. A loirinha não se orgulhava da decisão que tomou, Swan sentia à cada dia que se passava saudades da presença de Mills.

Isso estava lhe assustando, ela sempre se apegava rápido à algum, mais com Regina era diferente e esse "diferente" era o que atormentava tanto a loira. 

Emma sentia que estava perdida em sua própria confusão, o seu lado sentimental estava em conflito com o racional e aquilo estava levando ela a loucura.

- Posso saber o que se passa nessa cabecinha aqui ? - A voz de Mary se faz presente no quarto, trazendo Emma de volta  a realidade.

- Melhor não mamãe ou irei te deixar louca. - Swan diz, forçando um sorriso.

- Quem sabe eu não queira ? Um pouco de loucura faz bem. - Mary diz, enquanto se senta ao lado da filha.

- Dona Mary, você deve ter passado na fila da loucura umas dez vezes. Chega de loucura para você. - Swan diz, com falso ar de reprovação na voz.

- Como assim, eu não posso reabastecer ? - Mary finge uma expressão de espanto, causando risos na loirinha.

- É isso mesmo e nem adianta existir. - Swan diz, se sentando de frente para a mãe.

- Mais eu não disse nada. - Diz Mary, adquirindo uma expressão cínica. 

- Não disse mais pensou... - Implica Swan.

- Certo dr Xavier Swan, como eu não fui agraciada com o poder de ler mentes, assim como você, eu tenho que recorrer para a forma antiga ou seja perguntar o que está acontecendo.

- Dr Xavier ? - Swan pergunta com o cenho franzido, rindo da mãe.

- Emma, você não assistia os X-Men não?  - Mary diz, irritada.

- Claro que eu assistia, só não liguei o nome ao personagem. - Justifica Swan.

- Olha, você  puxou a lerdeza da família do seu pai, só pode. - Mary diz, rolando os olhos.

- Hey... - Repreende Swan.

- Vamos lá Emm's. - Mary diz,  impaciente pela filha desconversa.

- Ainda bem que eu puxei a lerdeza da família do papai e não sou fofoqueira igual alguém que eu conheço... - Caçoa Emma, ganhando o olhar indignado da mãe.

- Eu não sou fofoqueira coisa nenhuma. - Se defende a mais velha. 

- Aham... Senta lá Cláudia. - Swan diz,  e sorri ao ver o olhar confuso da mãe.

- Como é? Quem é Cláudia?  É pra sentar aonde?  - Indaga, Mary confusa.

- Nada não mãe. É só uma gíria que usamos na internet. - Explica Swan.

- Hum, se bem que eu não reclamaria de sentar no colo do seu pai, muito pelo contrário. - Diz Mary, com um tom evidente de malícia.

- MÃE!! - Grita Swan, com um olhar incrédulo para a mais velha.

- O que foi bichinho da goiaba? Você que tem a mente muito fértil. - Mary diz, vendo a filha assumir uma coloração avermelhada.

- Me desculpe. - Swan diz, tímida.

- Tudo bem querida. Mais agora me diga o que aconteceu entre você e a Regina? -  Mary diz, fitando séria a filha.

- C-como as-sim?  Não aconteceu nada,  da onde você tirou isso ? - Swan diz, nervosa pelo questionamento.

- Não sei... Talvez porque vocês estavam tão próximas e agora parecem estranhas. Sinto que você não fica mais confortável com a presença dela. - Mary diz.

Por mais que passasse muito tempo fora de casa, por conta do trabalho. Mary Margaret notou a rápida aproximação das mulheres e gostava do laço de amizade que elas vinham criando. E agora por algum motivo elas estavam distantes, a mais velha via o esforço que Mills fazia para ter um diálogo com Emma, mais a mesma sempre esquiva-se e respondia tudo em monossílabas.

- A Regina é uma pessoa ocupada, mãe. - Swan se limitou a disser, ignorando os outros questionamentos da mãe.

- Eu sei e isso nunca foi um empecilho para vocês, muito pelo contrário. Eu gosto da relação que vocês estavam criando. Não posso e não quero te forçar a me contar o que aconteceu, mais Emma além de sua mãe, sou também sua amiga. Seja lá o que tenha acontecido entre vocês, por favor não estrague essa amizade. Resolvam como adultas, certo? - Mary diz, beijando a testa da filha antes de sair do quarto.

Assim que sua mãe saiu do seu quarto, Emma blugou o seu celular no aparelho de som e clicou em uma playlists aleatória, logo uma melodia conhecida pela loirinha preencheu o ambiente.


We'll do it all everything, on our own
(Nós faremos tudo isso, por nossa conta)
We don't need anything, or anyone
(Nós não precisamos de nada ou de ninguém)


If I lay here, if I just lay here
(Se eu deitasse aqui, se eu apenas deitasse aqui)
Would you lie with me
(Você deitaria comigo)
And just forget the world
(E esqueceria do mundo?)


I don't quite know how to say how I feel
(Eu não sei bem como dizer com me sinto)
Those three words are said too much
(Aquelas três palavras são ditas de mais)
They're not enough
(elas não são suficiente)


If I lay here, if I just lay here
(Se eu me deitasse aqui, se eu apenas me deitasse aqui)
Would you lay with me
(Você deitaria comigo)
And just forget the world
(E apenas esqueceria o mundo?)


Forget what we're told
(Esqueça o que nos foi dito)
Before we get too old
(Antes de nos tornarmos muito velhos) 
Show me a garden
(Mostre-me um jardim)
That's bursting into life
(Que esteja ganhando vida)


Let's waste time chasing cars
(Vamos perder o tempo perseguindo carros)
Around our heads
(Em volta de nossas cabeças)
I need your grace
(Eu preciso de sua graça)
To remind me, to find my own
(Para me lembrar, para encontrar a minha própria) 


If I lay here, if I just lay here
(Se eu deitasse aqui, se eu apenas me deitasse aqui)
Would you lie with me
(Você deitaria comigo)
And just forget the world?
(E apenas esqueceria o mundo?)


All that I am, all that I ever was
(Tudo o que eu sou, tudo o que eu sempre fui)
Is here in your perfect eyes
(Está aqui em seus olhos perfeitos) 
They're all I can see, I don't know where
(Eles são tudo o que eu vejo, eu não sei aonde)
Confused about how as well
(Confuso sobre como também)
Just know that these things will never
(Apenas sei que essas coisas nunca irão)
Change for us at all
(Mudar para nós de jeito nenhum)


If I lay here, if I just lay here
(Se eu deitasse aqui, se eu apenas deitasse aqui)
Would you lie with me
(Você deitaria comigo?)
And just forget the world?
(E esqueceria o mundo?)


(...)


Regina estava assim como Swan perdida em pensamentos. A morena estava trancada em seu escritório, tentado inultimente corrigir algumas atividades dos seus alunos, mais sua mente lhe traía, fazendo com que ela pensasse em uma certa loira que mora na casa em frente a sua.

Mills se assusta com o toque do seu celular e ao pegá-lo vê que Zelena, sua irmã está solicitando uma chamada por vídeo.

- Hey sis. - Sauda Zelena.

- Oi Zel. - Regina diz, sem animo na voz.

- Nossa Gina, o Halloween chegou mais cedo esse ano ? Esperava ver a minha linda sis e não a noiva cadáver. - Zelena diz, preocuada com o semblante cansado da irmã.

- Há há há. Muito engraçado Zelena, estou com essa cara de morta porque tenho provas para corrir e não ficar com a bunda pra cima tomando sol. - Ironiza Mills.

- Olha o recalque sis. Estou aproveitando muito bem as minhas férias. - A ruiva diz, mandando uma piscada para a irmã. - Que só de pensar que daqui a duas semanas irei voltar ao trabalho me da alergia. - Zelena diz,  coçando o seu braço direito.

- São ossos do ofício, sis. - Regina diz.

- Gina, você está bem ? Olha eu  posso ligar uma outra hora... - Diz Zelena, ao ver o quanto abatida a irmã está.

- Não, não será necessário sis. Podemos continuar nos falando, e-eu estou bem sim... - Regina diz, forçando um sorriso.

- Não, você pode estar tudo sis, menos bem. Anda desabafa comigo. - Zelena diz, olhando a irmã com carinho e preocupação.

Suspirando fundo a morena começa a relatar os últimos acontecimentos, enquanto Zelena prestava atenção em tudo. Regina e a irmã sempre foram confidentes e por isso conversavam abertamente sobre absolutamente tudo.

- Regina quero te fazer uma pergunta, posso? - Diz Zelena.

- Claro Zel, desde quando você pergunta? - Diz Mills. Zelena estuda a irmã minuciosamente antes de pergunta.

- O que você realmente sente por essa menina? - Pergunta a ruiva. Regina por um momento prende a respiração, ela mais do que ninguém sabe como a irmã é direta.

- Sinceramente? Eu não si Zel! Eu gosto das sensações novas que ela desperta em mim. Nós sempre temos assuntos para conversar, gosto de rir das piadas dela até minha barriga doer ou implicar com ela, somente para ver o adorável bico que ela faz. Nós duas somos tão diferentes e ao mesmo tempo iguais. E-eu só gosto dela... - Regina diz, abaixando a cabeça soltando um suspiro.

- Sis sinto lhe informar mais você está muito ferrada. - Zelena diz, e sorri juntamente com a irmã. - Eu sei que a mais velha é você e a mais chata, controladora, pirada, orgulhosa, ranzinza, grossa, ciumenta, possesiva. - Zelena gargalha com o olhar mortal da morena. - Eu poderia passar a noite toda listando o que você é, mais vamos deixar para uma próxima. Eu só te peço que pense bastante antes de tomar alguma atitude, para não se arrepender depois. Sis escolha o que te fará feliz.

- Obrigada verdinha! Estava mesmo precisando de você. - Regina diz.

- Irmã são para essas coisas. Mais aviso que a próxima consulta irei cobrar. - Zelena diz. - E sis... Essa Emma é louca ou ela esta caidinha por você. - A ruiva não espera a irmã disser algo e  encerra a chamada.

Balançando a cabeça em sinal de negativa e sorrindo da atitude da irmã, Regina vai até a cozinha e se serve uma taça de vinha tinto, bebericando logo em seguida uma generosa quantia, pensando na insinuação da irmã... Será?


(...)


Manhã de segunda-feira se inicia com Emma de mau humor. Os amigos da loirinha resolvem deixá-la insolada, somente com os seus pensamentos como companhia. Swan estava decidida a retomar a amizada com Regina, não poderia se afastar assim da morena. 

Todas as aulas passavam lentamente para a loira, Regina tinha chegado atrasada e por isso não conseguiu dar aula para a turma de Emma, deixando a loirinha ainda mais irritada por ter duas aulas seguidas de matemática.

Finalmente o sinal toca indicando o termino das aulas, Swan arruma seus matérias e sai quase aos tropeços da sala, sem ao menos se despedir dos seus amigos que estanham o seu comportamento.

Emma estava andando em direção a sala dos professores, quando sente o seu corpo se chocar com alguém. Levantando a cabeça para ver em quem havia esbarrado e pronta para pedir desculpas, Swan se encanta com a figura a sua frente. Ela tinha esbarrado em uma menina que aparentava ter a sua idade. 

A moça era alta da altura de Swan, pele bronzeada, cabelos longos e negros, misteriosos olhos azuis e uma boca bem desenhada e carnuda. A garota vestia uma calça jeans clara, com alguns rasgos, uma regata da banda Guns and Roses e um all star preto, seus lindos olhos estavam carregados com lápis e delinhador.

Uma certa morena que assistia aquele interação não estava gostando nada do que via, principalmente por Emma estar quase babando na menina.

- Swan. - Mills diz, com a voz um tanto elevada.

Emma olha por cima dos ombros da garota até então desconhecida e fita Mills que não estava com uma cara muito boa, era possível ver a veia na testa da morena e a cicatriz a cima do lábio mais evidente, demonstrando que ela não estava de bom humor.

- Será que podemos conversar? - Regina diz,  aproxima das meninas.

Antes que Emma tivesse a chance de responder a desconhecida toma a frente.

- Você poderia me acompanhar até a secretaria ? - Perguntou a menina, com um tom doce na voz. Ignorando a presença de Mills.

- Claro! - Swan diz, dirigindo um sorriso para a menina. - Regina encontro você não estacionamento?

Mills não responde, apenas olha para a mais nova sem expressão alguma e sai pisando duro.

- A propósito me chamo Lauren Jauregui. - Diz a morena, esticando a destra para comprimentar Swan.

- Swan, Emma Swan. - Diz Emma, apertando a mão da morena.


Após acompanhar Lauren até a secretária e fazer um "tour" pela escola, a pedido da mesma, Swan se despede da menina, desejando boas vindas e corre para o estacionamento, pedindo ao céus para que Regina estivesse lá, e para sua alegria a morena estava lhe esperando encostada em seu Mercedes. Mesmo de longe era possível notar o semblante irritado de Mills, a princípio Emma pensou em correr para o mais longe possível de Regina, ela temia que a morena arrancasse o seu coração, como a Evil Queen.  

Deixando a insegura de lado, a loirinha vai em direção de Regina a pasos firmes e rápidos. 

- Regina, olha me des... - Swan é cortada pela voz fria da mulher a sua frente.

- Entre no carro Swan. - Regina diz, entrando logo em seguida no veículo.

Respirando fundo, Emma repete o gesto da morena entrando também no veículo. Mills arranca com o carro rapidamente, fazendo Emma arregalar os olhos assustuda. Por um momento o silêncio se faz presente e estava incomodando a mais nova, ela então decide disser algo.

- Regina me desculpa por te fazer esperar, mais eu quis ajudar a Lauren a achar a secretaria, ela é nova na cidade e irá começar amanhã e... - Emma é interrompida pela risada sarcástica de Mills, que lhe assustou. 

- Nossa veja só o quanto podemos descobrir sobre uma pessoa, em um curto período de dois minutos. Porque é esse o tempo que leva para vocês terem chegado na diretoria. - Mills diz, irônica. - Me diz Swan, o que mais você descobriu sobre a novata, talvez a anatomia do corpo dela.

- C-como assim? - Swan gagueja assustada com a insinuação de Regina e sente suas bochechas corarem

- Não se faça de desentendida Swan, eu vi você comendo aquela menina com os olhos, estava quase babando. - Mills faz uma careta e precegue. - Eu não me surpreendo, chamam você de atacante não é mesmo? - Diz Mills, parando bruscamente no farol e fitando irritada Emma.


Notas Finais


Vai dar merda, vai dar merda.. 🎵😂

E agora Swan? 😳 Regina com ciúmes? 😏💥
A embuste (para alguns) da Lauren chegou. Adoro. 😚 😈

Vejo vocês no próximo cap, Cheirinhos da Laninha 💙😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...